Archive for abril 19th, 2016

666 Decodificado ! E’ o Numero do Carbono no Centro dos Humanos e da Formula da MatrixLight/DNA!

terça-feira, abril 19th, 2016

xxxx

Veja bem a figura abaixo e recorde-se do que e’ o Carbono:

666 Decodificado ! O Carbono, o Atomo Mais Fiel`a Matrix Fechada

666 Decodificado ! O Carbono, o Atomo Mais Fiel`a Matrix Fechada

Agora veja bem a formula da Natureza para todos os sistemas naturais, como organismos, galaxias, células, arvores, etc., porem tenha em nota que esta ‘e a face da formula como sistema fechado em si mesmo:

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

E esta ‘e outra maneira de representar a mesma formula no seu aspecto de fechada em si mesmo e quando construiu os building blocks dos sistemas astronomicos:

Matriz DNA Universal E a Forma dos Sistemas Naturais

Matriz DNA Universal E a Forma dos Sistemas Naturais

E agora então vamos para o tópico.

Os autores da Bíblia iniciaram esta longa e incansavelmente repetida historia mistica sobre o numero 666.Segundo o que escreveram, ” 

666 e sua origem mistica

666 e sua origem mistica

” Deixe ao que tem entendimento reconhecer o numero da besta, pois ele e’ um numero humano, e este numero e’ 666 “

Qual a minha interpretação disto tudo, quando consulto a formula da MatrixLight/DNA?

A formula da Matrix foi obtida de pois de dezenas de anos pensando e calculando o que teria criado o primeiro ser vivo na Terra, que foi o primeiro sistema celular completo. A minha intuição me conduzia a crer que o seu criador tinha que ser um “sistema” ainda, um “sistema funcional”, acima de tudo. Pois observando tudo o que se vê de fenômenos vivos depois daquela célula, é que cada nova criatura sempre imita a estrutura física de seu produtor. Não poderia ter sido diferente com a primeira célula, pois a Natureza funciona como uma longa cadeia de 13,7 bilhões de anos que vem rolando naturalmente pelo processo de causas e efeitos.

Então naquela sopa primordial, teorizada por Oparin e experimentada tantas vezes a começar por Miller/Urey, e ainda acreditada no meio cientifico moderno, tinha que ter existido o sistema criador procurado. Mas como? Se naquela sopa, o único tipo de sistema que havia com certeza, era o átomo? E o átomo não pode ter sido o sistema criador porque a diferença entre a cria – a primeira célula viva – e um átomo é brutal, a Natureza não pode dar estes tipos de saltos mágicos. Então como aquele sistema estava ali e quem foi ele?

Ora, a inteligencia sempre avança e assim sempre encontra uma maneira de continuar suas investigações. Então me surgiu um método plausível para identificar o sistema. Anatomia comparada entre o sistema celular e o atômico. Mas quando experimentava este método me lembrava que na historia da evolução existe um outro sistema que é mais evoluído que um átomo e menos involuído que uma célula: o sistema astronomico, seja o estelar, o galáctico, o universal, etc. Então este parecia o mais indicado para se fazer a anatomia comparada.

Para encurtar tudo e resumir dez anos de buscas, no final cheguei ao que deve ter sido o elo entre os sistemas dito inanimados e os sistemas animados, ou vivos: os building blocks dos sistemas astronômicos, que são uma forma mais evoluída dos building blocks dos sistemas atômicos. Os átomos da Terra teriam tomado um banho fotônico solar de organização sistêmica galáctica e com esse banho e naquela sopa, se organizaram de forma inédita apenas obedecendo os mecanismos da genética e seus processos de auto-reprodução, constituindo os primeiros aminoácidos já contendo os próximos passos de sua evolução. E estes building blocks podiam ser representados por uma formula que torna mais fácil seu entendimento, principalmente se for o estado mais evoluído e perfeito desta formula, o estado de sistema fechado em si mesmo. Eis a razão da formula da MatrixLight/DNA. Light esta’ aqui inserido porque mais tarde, acabei descobrindo que antes de ser o building block de átomos e galaxias, esta formula já estava codificada na primeira onda de luz que emanou do Big Bang, ou de qualquer onda de luz natural hoje em dia.

Desde a a descoberta da formula, e agora tentando trilhar o segundo passo da investigação, que e’ tentar provar ou desaprovar a existência da formula, e enquanto não se consegue isto, vai se reunindo todas as evidencias a favor da existência da formula ( pois um so’ fato provando que a formula esteja errada seria o suficiente para jogar a a formula no lixo),  todos os dias sou maravilhado pela descoberta de mais evidencias e um mais profundo entendimento dos fenômenos e eventos naturais que de outra forma nenhum humano conseguiria. Mas um destes acontecimentos que me causam grandes surpresas foi o de um dia, quando de repente notei que a formula estava como base primordial de todos os mitos básicos das grandes religiões. Basta trocar os nomes e símbolos nas descrições dos mitos, por uma linguagem naturalista cientifica, e tudo se encaixa como uma luva! Seja a figura descritiva do Eden no Paraíso, seja o simbolo do I Ching, ou seja as sete rodas de espíritos em volta do turbilhão ígneo da doutrina secreta ocultista,… é sempre outra maneira metafórica de descrever a formula!

Apenas para ilustrar, observe na formula que o fluxo de energia/informação que se inicia em F1, faz um circuito esférico e termina em F1 para se auto-reciclar, pode ser desenhado da mesma maneira como uma serpente engolindo a própria cauda. Que é o simbolo mistico de Oroboro. Mas na verdade, a formula acima não é  assim esférica, ela é uma espiral, apenas a fiz assim porque ficaria confusa a espiral desenhada num papel em duas dimensões. E quando a vemos na forma espiral ela se parece uma arvore, com tronco, galhos, folhas e frutos, exatamente na forma da Via láctea que foi quem criou a arvore, mas ai você tem a arvore, a serpente, a fruta, etc. E quando inseres F4 e F1 tens a exata função dos cromossomas X e Y, ou seja, Adão e Eva. Assim por diante, a formula é como o bau de Pandora, onde sen encaixam todos s mitos criados pela Humanidade.

Atônito e surpreso por esta descoberta, a primeira pergunta logica é:” Raios! Eu pensei que tinha sido o primeiro a descobrir a formula, mas antigos analfabetos de milhares de anos atras já tinham conhecimento dela! Mas como se não sabiam de DNA, de galaxias, etc.?!

A conclusão logica por ora, e racional, é de que a causa desse conhecimento consiste no fato de que esta formula ser a mesma formula dos building blocks do DNA que esta nos centros dos neurônios do cérebro, tornando-os também o building block do cérebro que produz a mente, que envia a visão da formula ao cérebro. Não da formula em si, mas dos objetos reais, os sistemas, criados por ela. Os antigos – tendo uma mente muito mais fresca do que a nossa hoje, e portanto uma memoria mais próxima da historia de nossos ancestrais, inclusive os não-vivos, tinham flashes dessa visão. Ou ao menos alguns deles, em algum estado de cérebro alterado, por alguma droga química, ou algum fator estressante, etc.

Então o 666 coincide surpreendentemente com o numero que e se extrai de um átomo de carbono, que é o building block atômico essencial dos corpos vivos como o humano, e o carbono é o átomo essencial dos sistemas biológicos porque é o átomo que melhor imita e completa sem exceder o numero de seis funções sistêmicas da formula, dando a entender que cada partícula no átomo esta’ desempenhando uma função sistêmica.  Apenas lhe falta uma função, a de numero cinco ( F5) porque na verdade esta função é externa ao sistema, apenas existe em potencial latente da formula, já que ela so’ entra em ação nos eventos de auto-reprodução do sistema.

E assim explicamos mitos, religiões, galaxias, átomos e até a mente humana… por uma razão que ainda esta na sua infância, mas ao que ao menos fica temporariamente satisfeita com tal explicação.

 

 

 

 

Estado de Espirito Hoje – 19 de Abril de 2016 – na MatrixLight/DNA

terça-feira, abril 19th, 2016

xxxx

Nesta fase de infância da consciência cósmica na Terra, poucas células de consciência nascem no estagio em que a consciência começa a firmar-se como dominante num corpo herdado e ainda com a genética dominada pelo animal. Toda vez que nasce um novo baby, ressuscita uma das três tendencias da besta fera, ou seja, do animal de onde o corpo físico veio: ser agressivo grande predador como leões e tubarões, ser médio predador como lobos e raposas, ou ser o inerte mas também egoísta gado. Portanto as palavras direita e esquerda, quando se refere a ideologias de pessoas, são meros rebuscamentos para mascarar a herança animal. Direitista e’ a tendencia a grande predador, esquerdista e’ o médio predador almejando ser grande, e ao lado destes, tem o gado.
 
E’ fácil a uma pessoa auto-psicanalisar-se a si própria e descobrir a forma profunda que dirige sua carga genética e portanto, seu cérebro. Basta perguntar-se o que faria se tivesse ou imaginar-se tendo uma boa soma em dinheiro. O que escolheria a fazer da vida? Ter um bar na praia tocado por um empregado barato enquanto se pode ficar tomando banho de sol? Genética de médio predador. Ter uma loja? Genética de médio predador. Em emprego publico ou privado engravatado e perfumado sob o ar condicionado? Genética de médio predador. Ter uma grande fazenda e levantar todos os dias de manha saindo a passear de cavalo para fiscalizar sua grande propriedade e empregados, animais, etc? Genética de grande predador. Casa boa e cheia de crianças brincando, geladeira cheia, muros altos garantindo a segurança? Genética de gado.
 
Todas as três condições apontam ainda um grande atraso em relação a evolução cósmica da consciência superior. Pois esta consciência se revela quando um individuo, tenha a soma de dinheiro tiver, a liberdade de escolher o status e funcionalidade social que quiser, não renuncia de maneira alguma ao sonho de levantar todos os dias e passar varias horas mexendo na terra com as mãos sujas cultivando as plantas que vão alimenta-lo, abrindo buracos e fazendo a massa de mais uma construção que abrigue alguém como ele esta abrigado. Pois ele nunca se esquece que antes d nascimento de todo ser humano existe uma condição para sua existência, que e’ comer o pão pelo calejar de suas próprias mãos. Se não o fizer, estará vampirizando a energia de outro ser humano, pois nada cai do céu gratuita,mente, alguém tem que produzir o que comes, a casa onde moras. E enquanto outro alguém estiver fazendo isto por ti, estará sendo prejudicado no seu tempo ofertado pela Vida para buscar seu aprimoramento intelectual e portanto, da sua própria consciência.
 
Se eu fosse Deus, e se os humanos são o resultado atual do erro de si mesmos cometido no passado e na forma de algum ancestral, o mecanismo que eu criaria para conduzir os humanos a essa evolução, seria o da reencarnação sujeita a lei da ação e reação. Pois alguém com o instinto predador herdado do reino animal, so pode amar a justiça de verdade, tendo sido vitima da injustiça. Alguém com o instinto de sistema fechado em si mesmo – a outra forma de máxima expressão do egoismo – que e’ o instinto de gado, so’ poderá despertar e curar-se, se ficar sem o pasto de relva verde, como esta’ sendo a direção deste planeta sob o aquecimento global.
 
Então, no primeiro nascimento, colocaria uma alma para nascer dentro de uma família abastada, com físico formoso, dando-lhe a oportunidade do teste de seu caráter. Se esta alma escolher o caminho fácil de não calejar suas mãos e arrumar qualquer outra ocupação como justificativa para se auto-desculpar. estaria praticando a injustiça sobre alguém que teria de produzir o seu consumo. Para esta alma ver que isso e’ errado, seria mais um nascimento, uma nova vida, agora nascendo num lar desfeito ou sem família alguma, malformado fisicamente, predestinado a ser escravizado pelos que nesta vida atuam como ele atuou na vida passada. Reação igual a previa ação.
 
Mas mesmo assim, sendo um humano imaginado o que faria se fosse Deus, essa ideia de re-encarnação e a observação da vida na Terra, não me agrada,jamais faria isso deste jeito. Pois fosse qual pecado ou crime cometido por um humano, cria da minha cria como Deus, eu não permitiria vê-lo sendo consumido numa cama por virus como de fato acontece, na permitiria uma ovelha passando pelo terror de ser destrocada viva por um monstro sanguinário como realmente acontece, não permitira ver uma criança humana triste vivendo sob o jugo da miséria como acontece com a maioria da população de humanos. Sendo assim, recolho meu poder de razão a um patamar inferior de capacidade e revoltado, ou brigado a viver sob a consciência de que sou incapaz de ser deus porque se o fosse jamais permitiria esse mundo que deve estar sob o ugo de algum Deus. Minha vontade agora e’ me retirar da existência deste mundo, ser o nada infinito por toda eternidade, do que estar assistindo esta carnificina e animalismo a que sou obrigado assistir e a não poder nem mesmo estar trabalhando minha pequena terra para produzir o que estou consumindo e um pouco mais para ajudar os que fisicamente são incapazes de faze-lo,… como exige minha consciência e a visão de mundo em que acredito por enquanto, que ‘e a da MatrixLight/DNA, onde seriamos 8 bilhões de genes tentando construir o embrião de uma nova consciência, a filha a nascer para a consciência cósmica, apesar de que a quase certa ausência dela por aqui, indica que estamos na primeira fase de todo ciclo evolutivo, que e’ a fase dos ovos botados fora e a prole abandonada a própria sorte momentânea, porque a sorte a longo prazo, a de ser o embrião nascido cósmico, esta’ garantida pelas leis naturais e o mecanismo da re-encarnação.