Archive for janeiro 2nd, 2017

Melhores Imagens de Célula para Inserir a Formula da Matrix/DNA

segunda-feira, janeiro 2nd, 2017

xxxx

Célula

Motor Perpetuo: O Desejo Humano Proibido Pelo Universo

segunda-feira, janeiro 2nd, 2017

xxxx

Essa história de motor perpétuo tem muito mais a ver com a existência do mundo do que nossa vã filosofia imagina. Segundo o que sugere a cosmovisao da Matrix/DNA, existe a biosfera terrestre e nesta tragédia absurda justamente porque um ancestral nosso ( ou seja, nos mesmos em nossa pele antiga) escolheu tornar-se a si mesmo um sistema fechado ao mundo, ou seja, um motor perpétuo. Deparo-me com interessante artigo mostrando 10 videos de motores perpetuos inventados pela humanidade – a qual vê os motores, porém, nao reflete no que isso significa. Nem mesmo os religiosos judaicos-cristãos se apercebem que a paraíso imaginado na fábula de Adão e Eva era nada mais, nada menos, que um ambiente com movimento perpetuo eterno.

10 tentativas fascinantes de criar movimento perpétuo

http://misteriosdomundo.org/10-tentativas-fascinantes-de-criar-movimento-perpetuo/

10 tentativas fascinantes de criar movimento perpétuo

E meu comentario postado no artigo:
Louis Charles Morelli · 1/1/2017

E’ o sonho inconsciente de muitos humanos existir num estado de movimento perpetuo, alias, este era o estado eterno na fábula do paraíso de Adão e Eva. Esta tendência humana vem do instinto herdado dos animais grandes predadores ( o paraíso do leão seria um inalterável grande território com as ovelhas pacíficas, em ordem eterna). Mas nao foram os animais que inventaram esta tendência, ela vem de muito antes das origens da vida. Está na essência da matéria (massa mais energia) buscar ao infinito um estado de equilibrio perpetuo eterno, cujo outro nome seria ” sistema fechado em si mesmo”.

E a matéria quase conseguiu isso quando se formaram os sistemas astronômicos. Pode-se ver na formula natural para todos os sistemas naturais e ciclos vitais ( acho que tem apenas no meu website) como funciona um sistema fechado, um motor quase perpetuo, pois funciona no mínimo 10 bilhões de anos, e e’ justamente o building block das galáxias. Ocorre que o Universo ( ou seja la quem o tenha criado) nao admite nenhum sistema fechado eterno, então acima das galaxias veio a Lei de Clausius, a termodinamica da entropia, pela qual particulas se desviam do circuito sistemico deteriorando o sistema.

O segredo daquele motor perpetuo montado pela Natureza esta em que o fluxo de energia que carrega o movimento de repente se divide em dois sendo que sua energia-metade retorna a fonte do movimento para se encontrar com a massa degradada e reiniciar o ciclo. Alias o corpo humano faz isso quando em sua meia-idade destina uma cópia de si para recria-lo, perpetuando a especie.


Esta formula devera ser a base para instalar-mos um sistema de producao automatico, perpetuo, livrando-nos do trabalho rotineiro escravo. Sua fonte será retroalimentada pela energia solar mais a reciclagem do lixo resultante da produção. Então implantaremos na Terra o paraíso do Eden que na verdade foi o estado de existência desta nossa ancestral que e’ a Via Lactea. Este sistema produtivo robotizado foi profetizado por Huxley no ” Admiravel Mundo Novo” e Orwell com seu ” O Grande Irmão”. O problema, o risco que corremos, e’ nao nos acomodar-mos como quer a matéria do nosso corpo e do corpo desta galáxia, em termos mentais, pois assim seríamos apenas mais uma peça robotizada do sistema com pretensão de gozar a vida eternamente nesta forma precaria e incompleta que nos encontramos

Sobre o Ensino Escolar

segunda-feira, janeiro 2nd, 2017

xxxxx

Penso que nossas escolas estão todas erradas, e tenho militado na tentativa de influenciar mudanças. Agora vejo um texto onde tem boas informações academicas – ensinadas por essa escola – as quais posso precisar mais adiante e por isso registro link para o artigo aqui. Porém, também acho que o artigo está fora de foco e por isso publiquei um comentário, o qual vai abaixo copiado. Já começa com este título muito estranho:

5 coisas terríveis sobre as escolas que você jamais pensou antes

E meu comentario:
Louis Charles Morelli · Fritador de batatas fritas na empresa Self employed – 1/1/2017
Excelente argumentacao e coletanea de fatos. Porem, nao entendo o porque de denunciar algo de forma inutil. O que a autora pretendeu com este texto? Chegar a voz aos pais para ensinarem suas criancas a questionarem? Jamais fariam isto pois eles seriam os primeiros a serem questionados. E nao saberiam como ensinar isto.
E qual o objetivo de uma critica que todo mundo sabe, sem apresentar uma solucao? No caso, o povo mudar a mentalidade dos funcionarios da educacao?
Nao sera’ este tipo de pratica jornalista em si mesmo um efeito da escola, da selecao da midia, tudo vindo da aristocracia dominante?
Creio que eu estou aplicando uma correta solucao, alias a unica que vejo no momento. Procuro questionar o pessoal (alunos e educadores) sobre a veracidade do que aprenderam. Porem, para isso, tenho que estar bem informado sobre os fatos que estudam e tenho que ter em mente uma visao de mundo que de outras explicacoes para estes fatos. A escola e’ a moderna projecao da cultura de 10.000 anos criada pelos humanos com instinto a predadores para manterem seus territorios e suas presas em ordem. Tem-se que combater este instinto e desconstruir esta cultura. Observe meu website e veja como tudo e’ questionado mas para tudo e’ oferecido uma diferente razao. Abracos, e’ bom ter este tema em pauta

Cérebro: Desenvolvimento do Cortex

segunda-feira, janeiro 2nd, 2017

xxxx

A Tiny Change With Considerable Consequences

http://neurosciencenews.com/neocortex-evolution-5715/

xxxx

 

xxxxx

Pesquisa:

Googlando “basal progenitors”

papers relacionados:

Dev Neurosci. 2008;30(1-3):24-32.

Role of intermediate progenitor cells in cerebral cortex development.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/18075251

Abstract

Intermediate progenitor cells (IPCs) are a type of neurogenic transient amplifying cells in the developing cerebral cortex. IPCs divide symmetrically at basal (abventricular) positions in the neuroepithelium to produce pairs of new neurons or, in amplifying divisions, pairs of new IPCs. In contrast, radial unit progenitors (neuroepithelial cells and radial glia) divide at the apical (ventricular) surface and produce only single neurons or single IPCs by asymmetric division, or self-amplify by symmetric division. Histologically, IPCs are most prominent during the middle and late stages of neurogenesis, when they accumulate in the subventricular zone, a progenitor compartment linked to the genesis of upper neocortical layers (II-IV). Nevertheless, IPCs are present throughout cortical neurogenesis and produce neurons for all layers. In mice, changes in the abundance of IPCs caused by mutations of Pax6, Ngn2, Id4 and other genes are associated with parallel changes in cortical thickness but not surface area. In gyrencephalic brains, IPCs may play broader roles in determining not only laminar thickness, but also cortical surface area and gyral patterns. We propose that regulation of IPC genesis and amplification across developmental stages and regional subdivisions modulates laminar neurogenesis and contributes to the cytoarchitectonic differentiation of cortical areas

xxxx

Cereb Cortex. 2009 Oct;19(10):2439-50. doi: 10.1093/cercor/bhn260. Epub 2009 Jan 23.

Intermediate neuronal progenitors (basal progenitors) produce pyramidal-projection neurons for all layers of cerebral cortex.

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19168665

 Abstract

The developing cerebral cortex contains apical and basal types of neurogenic progenitor cells. Here, we investigated the cellular properties and neurogenic output of basal progenitors, also called intermediate neuronal progenitors (INPs). We found that basal mitoses expressing transcription factor Tbr2 (an INP marker) were present throughout corticogenesis, from embryonic day 10.5 through birth. Postnatally, Tbr2(+) progenitors were present in the dentate gyrus, subventricular zone (SVZ), and posterior periventricle (pPV). Two morphological subtypes of INPs were distinguished in the embryonic cortex, “short radial” in the ventricular zone (VZ) and multipolar in the SVZ, probably corresponding to molecularly defined INP subtypes. Unexpectedly, many short radial INPs appeared to contact the apical (ventricular) surface and some divided there. Time-lapse video microscopy suggested that apical INP divisions produced daughter INPs. Analysis of neurogenic divisions (Tis21-green fluorescent protein [GFP](+)) indicated that INPs may produce the majority of projection neurons for preplate, deep, and superficial layers. Conversely, proliferative INP divisions (Tis21-GFP(-)) increased from early to middle corticogenesis, concomitant with SVZ growth. Our findings support the hypothesis that regulated amplification of INPs may be an important factor controlling the balance of neurogenesis among different cortical layers.