Archive for maio 26th, 2017

Porque A Mecanica Celeste Parece Ser Desenhada por uma Inteligencia e a Matrix/DNA Explica que Nao

sexta-feira, maio 26th, 2017

xxxx

Até o que eu considero o maior gênio existido nesta Terra até hoje, Sir Isaac Newton, deixou uma nota de rodapé dizendo que a incrível maravilha da mecânica celeste não pode ter outra causa senão uma inteligencia divina.

De fato, basta apenas se lembrar que neste momento a Terra é uma esfera ( que seja oval) movendo-se numa imensidão de espaço vazio, sem ter uma trilha, uma estrada, e todo o espaço aberto `a sua frente, quando ela pode ir em todas as direções, mas não, ela vai exatamente numa só e precisa direcao, fazendo uma curva, como ela sempre fez por bilhões de anos! Bastaria ela errar agora para a esquerda ou direita talvez apenas um quilometro e isto daqui alguns meses seria um erro de milhões de quilômetros, e toda a vida desapareceria de sua superfície!

Mas tem uma outra situação exatamente igual tao estonteante, aqui na frente de nossos olhos. Me refiro ao esqueleto humano. Não sei fazer isso mas tenho certeza que uma descrição por um anatomista de cada detalhe do esqueleto e como ele realiza seus movimentos nos deixariam embasbacados. O joelho só pode fazer movimentos para a frente ou para traz, o que produz nossos passos, mas se não tivéssemos um jeito de mudar os lados seria um grande problema ao caminhar. Só seriamos capazes de ir em linha reta e quando chegássemos numa esquina necessitando ir a direita ou esquerda, se fossemos fazer um giro de 9o graus, teríamos que parar, esperar outras pessoas que nos levantasse do chão, virasse nosso corpo… Para isso o esqueleto possui os quadris onde as pernas podem ir para os lados e a planta do pé que pode girar em si mesma.

Image result for esqueleto humano

Vamos então fazer como Newton e a maioria dos humanos que concluem decididamente que o esqueleto humano foi inteligentemente desenhado? Sabemos que não. Apesar do esqueleto ser ósseo e assim diferir do resto de carne mole do corpo, foi a carne mole que criou e gerou o esqueleto, modelando-o para ele se adaptar a ela, prestar o melhor tipo de serviço que ela precisa. O esqueleto pode ser formado de cálcio, minerais, mas quem o criou, quem o modelou, foi a vida. Pelas leis da evolução biológica.

Agora vamos voltar `a mecânica celeste. Aqui nesta cosmovisão da Matrix/DNA estamos descobrindo que galaxias e átomos são na sua estrutura, mecânicos e eletromagnéticos, porem possuem uma cobertura de fenômenos biológicos. Todas as propriedades existentes no corpo do mais evoluído dos seres vivos – os humanos, estão sendo descobertas existirem num sistema galáctico que existia bilhões de anos antes da vida surgir por aqui. E mais: quando nossos modelos chegam e param nas fronteiras do Universo, no primeiro minuto do tempo e no menor ponto do espaço, e usamos o que aprendemos ser o Universo aqui para projetar tudo isso para alem destas fronteiras e tentar calcular o que existe alem… nos deparamos com os fenômenos vitais. Talvez o Universo tenha uma cobertura biológica também. E pela logica tem que ter. Por não acreditarem num Deus criador das coisas aqui e por desconhecerem a biologia no universo e’ que os ateus acreditam que o mundo e a vida surgiram por mero acaso. Ora, teria que ser um Acaso Inteligente Magico!

Essa cobertura biológica pode ter feito o que as substancias liquidas e moles dos corpos vivos, principalmente das primeiras células originais, fizeram: desenvolveram sistemas estelares e galácticos como o esqueleto do universo.

Pois as Ciências Físicas – e mesmo sua linguagem logica, a Matemática – apenas lida com o aspecto mecânico das coisas dentro do Universo, por isso a cosmologia entrou como sua área de estudos. A Física e a Matemática praticamente nada tem a fazer para explicar o sistema sexual, o figado, o pâncreas. Ela trata do esqueleto e para ai. Por isso ela ainda não conseguiu uma boa teoria das origens e formação do universo, das galaxias, das estrelas… ela ignora a vida que esta’ na causa destas coisas.

Continuo dizendo: os modelos teóricos da Matrix/DNA apontam com veemência para fora do Universo dizendo que la’ existe uma super-consciência. mesmo que ela arremate dizendo que esta super-consciência nada faz de magico, que é um sistema e natural. E assim como mamãe girafa fez o esqueleto e a carne mole do seu baby girafinha sem usar um pingo de inteligencia, assim a consciência alem do Cosmos desenvolveu as galaxias como processo natural para sua reprodução.

Afinal qual inteligencia iria fazer galaxias com centenas de milhões de estrelas, bilhões de planetas, trilhões de seres vivos, e a seu lado faria um buraco negro para a qualquer momento engolir tudo isso?…

Ok,… a Matrix/DNA esta’ apontando fortemente também que não existem buracos negros tal como teorizados pela Física, que nada engole galaxias, mas isso apenas demonstra como o desconhecimento pode nos iludir sobre as causas e até nos tornar cegos a ponto de não verem a maravilha da mecânica do esqueleto ósseo quando pensam na maravilha do esqueleto cósmico.

Mais Uma Vitoria da Matrix/DNA? Descoberta Estrela Moribunda Sem Virar Buraco Negro.

sexta-feira, maio 26th, 2017

xxxx

http://hypescience.com/pesquisadores-flagram-estrela-virando-buraco-negro-sem-explodir/

Diz o artigo:

” Astrônomos acreditam que uma estrela moribunda tenha se transformado em um buraco negro sem uma explosão…. O ponto de vista típico é que uma estrela pode formar um buraco negro apenas depois de virar supernova. Se uma estrela consegue pular a supernova e ainda se transformar em buraco negro, isso poderia ajudar a explicar porque não vemos supernovas se formando a partir de estrelas massivas” (ler mais…)

Bem,… no meu modelo astronomico ( teorico, claro), estrelas moribundas nao viram buracos negros, como pode ser visto na figura a seguir:

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

O Ultimo Ancestral Não-Vivo e Inanimado

O Ultimo Ancestral Não-Vivo e Inanimado

Estas figuras sugerem que astros nascem, crescem, vivem e morrem pelo mesmo processo de força vital que nos humanos. Então o que se vê na figura é apenas um astro nascendo, tendo suas formas mudadas como mudam as formas dos corpos humanos. Então quando o astro chega na forma de pulsar (F4) ele se torna uma estrela supernova, a qual vai envelhecendo em F6 e quando chega a F7, moribunda, ela se desfaz no seu pó, ou seja, suas partículas de massa, já que sua energia se perdeu antes. Sua poeira forma uma nuvem, a qual inicia a rodopiar sobre si mesma pelo rodopiar da galaxia, formando uma especie de ralo ou turbilhão no centro, que vai dai gerar novo astro. Então não existe buraco negro no meu modelo tal como esta’ teorizado pela Física. O que existe é um buraco, porem igual o que vemos se formar em qualquer vórtice, qualquer rodamoinho.

Mas,… tenho um problema. Este modelo se refere aos primeiros sistemas astronômicos primordiais, pois assim apareceram as sete formas de astros conhecidas hoje. E segundo ainda o modelo maior da teoria da Matrix/DNA, que engloba este modelo astronomico para ser um modelo cosmológico total incluindo o fenômeno das origens e desenvolvimento da vida e da consciência, as galaxias tiveram dois processos diferentes de formação. Mas também o sistema celular teve dois processos de formação. O primeiro foi por simbiose, que juntou separados micro-organismos que se tornaram organelas e assim formaram a primeira célula. Depois elas aprenderam a se reproduzirem, sem ser preciso repetir o processo das galaxias originais. E ainda não calculei como o primeiro processo se modificou para produzir as galaxias mais novas. Então, no caso desta estrela referida no artigo, não sei se foi feita pelo primeiro ou segundo processo.

Mas, em todo caso, na minha intuição, quando uma estrela de segunda geração morre, o processo pelo qual ela passa a seguir não deve ser muito diferente do primeiro, e jamais vai formar o fantasmagórico e nunca visto e impossível pelas leis naturais, buraco negro dos físicos. Mas vamos esperar mais dado, apenas o tempo e nosso esforço em obter mais dados serão os juízes nesta controvérsia.