Archive for janeiro 1st, 2018

Fotons reconstruindo sistemas astronômicos em miniatura na Terra: exemplo do mecanismo nas células de esponjas

segunda-feira, janeiro 1st, 2018

xxxx

Neste vídeo, em …., os cientistas cortam um pedaço de uma esponja do mar, separam suas células e as deixam assim num novo habitat. Dizem que a comunicação entre as células e’ interessante, porem no caso das esponjas, são formidáveis. Então, não sabem como e porque, entre muitas outras células, as células da esponja se auto-identificam, reconhecem-se umas as outras, e voltam a se juntarem, e dali reconstroem a esponja, exatamente como a anterior de onde vieram. Sem nunca ter sabido deste mecanismo, eu imaginei exatamente isto quando calculava como as “partículas-informação”, provavelmente na forma de fótons, teriam reproduzido na Terra e microscopicamente o sistema astronomico de onde vieram. Pelo simples fato de ter previsto a existência deste mecanismo, mesmo que seja em outra situação, já’ e’ suficiente para mérito ao meu método de investigação.

No vídeo chamam-se de ressuscitação da esponja. Posso usar também este termo? Ressuscitação dos building blocks astronômicos?

Guardar e pesquisar mais este detalhe, estando no video em 25:00

Origens da Vida – O Início de Tudo – National Geographic Channel – Completo

Origem da Vida: Checagem do Vídeo: Mistérios da Ciência – Origem da vida no planeta Terra

segunda-feira, janeiro 1st, 2018

xxxx

O vídeo tem muitos insights que podem ajudar na montagem do livro. Falta revê-lo quase todo, coletar os insights e analisa-los. Mas um dos principais pontos notados no vídeo é que todas as teorias se baseiam em reunir ingredientes e pesquisar como eles se interagem e se desenvolvem para arquiteturas cada vez mais complexa. Nenhuma outra teoria se baseia na perspectiva baseada pela minha teoria, ou seja, buscar no meio dos ingredientes e do ambiente externo um prévio “programa”, natural, que teria dirigido os ingredientes a montarem a primeira célula. Pois

Imagino-me como um microscópico microbio com o pequeno conhecimento e raciocínio que tenho. Estou vivendo num oceano liquido mais parecido com uma sopa que é  o amnion, dentro de um ovulo não fecundado. Tiro uma soneca rápida e quando acordo vejo uma bolinha no centro do ovulo, não sei como aquilo apareceu ali. A bolinha cresce, não sei como, e de repente, se divide em duas, exatamente iguais! Ainda não sei como, fico cada vez mais curioso observando agora as duas bolinhas. E então elas se dividem novamente e novamente e de uma “bolona” começam a surgir protuberâncias, tentaculos, enfim, em 9 meses tem ali um ser inimaginável. Como começou? Como se desenvolveu? Bem, com a capacidade da ciência moderna eu posso ate repetir num laboratorio o começo, e posso descrever por completo como ela se desenvolveu, pois eu assisti o desenvolvimento, estando situado fora da bolinha.

Resumindo, se o microscópico inteligente nada sabe sobre DNA – um programa que esta Escondido dentro da bolinha mas que dirigiu todos os processos – ele vai elaborar todos os tipos de teorias, pode ate replica tudo artificialmente num laboratorio, mas nunca vai entender bulhufas.

Então o que fiz – dentre outros métodos inusuais – foi pensar que algo existiu no meio daquela sopa primordial, ou nos ventos quentes no fundo do oceano, que dirigiu todo o processo, e esse algo continua invisível e desconhecido dos cientistas. Na busca por modelos desse algo, encontrei a formula natural da Matrix/DNA, vinda tanto do planeta como for a dele, e perfeitamente cabível na sopa primordial.

Eu posso ter errado nos meu cálculos e modelos, talvez o elemento desconhecido seja diferente e tenha outras origens, posso aceitar isso tranquilamente, porem, o que eu não posso aceitar é porque os pesquisadores não aplicam a razão pura humana tal como recebida da Natureza, confeccionada pela logica da Natureza, nesta busca. Raios, como refletir sobre o evento da origem da vida no planeta sem lembrar da origem da vida individual que continua a acontecer perante nossos olhos? Sera demasiado humilhante se por no lugar de um microscópico microbio? Ou a ideia absurda ( mas que esta’ se tornando uma doutrina), do Acaso Absoluto Magico produzindo estes milhões de eventos espetaculares e na unica sequencia possível, lhes entrou na cabeça a ponto de cega-los?

Rodar o video de 00 a 16:39 para captar os pontos importantes:

16:39 – Evolução química: Não sabemos como, mas se juntam as três coisas: a membrana, as moleculas com seu metabolismo e a genetica com suas moleculas replicadoras ( esse ajuntamento, essa organização, ocorre atras das cortinas, ou seja, não sabemos como, E dela sai,,, uma célula viva!

  • 16:50 – Abismo da Evolução Química: Não existe uma linha clara divisória entre a vida e a não-vida. Ai e’ que esta o abismo da evolução quimica.
  • 17;05 – Eu acho que a maior questão da vida é como o inanimado se torna animado… O inicio do codigo genetico, da reprodução, do metabolismo, da luta pela sobrevivencia, e etc. Este salto do inanimado para o animado é o maior mistério.
  • 18:10 – Uma importante ocorrência que pode explicar este salto da não-vida para a vida é uma lei conhecida em todo o Universo: a Emergência. E la surge em estrelas, sistemas solares… De elementos e compostos espalhados aleatoriamente a emergência os organiza em sistemas mais complexos, e assim pode surgir ate a própria vida. ente apenas.
  • 3620 – Quando as cianobacterias criaram o oxigenio n atmosfera e ocorreram outras mudanças como a maior energia solar, e’ como se a Terra se mudasse preparando-se para formar e receber a vida celular. Pois ela se transformou para uma situação condizente com a vida celular ate mesmo antes que a vida celular aparecesse. ( E nem isto e’ suficiente para entenderem que apenas um plano, uma formula, estava atuando no todo mudando o ambiente externo e ao mesmo atuando de dentro da individual bactéria. Claro, se a mesma formula modela o exterior e o invdividuo dentro dele, obviamente que o ambiente externo vai se encaixar perfeitamente nos moldes necessarios ao individual)
  • 35:47 – mas como a vida passa de unicelular para seres multicelulares, e da eliminação de oxigenio, para a respiração do oxigenio? A vida faz isso cometendo muitos erros. Erros de copiagem, mutação. Nao fossem os erros, animais superiores e o próprio homem nunca teria existido na Terra, para solucionar o mistério de como a vida começou. ( Erros? Seria o mesmo que índios que desconhecem a existência dos engenheiros dizerem que automóveis existem por uma serie de erros dos mecânicos. Quem não consegue ver e não consegue imaginar a existência do DNA, mas tambem não quer aceitar a versão da criacao magica por deuses, vai acreditar a embriogenese toda, e’ uma serie de erros, mas por sorte, estes erros produzem babyes… Nao e’ assim. havia algo dirigindo todo o processo e este era a formula natural vinda das galaxias.)
  • (continuar)