Archive for fevereiro 3rd, 2018

Livro a ler: O espirito nos genes

sábado, fevereiro 3rd, 2018

xxxx

The Spirit in the Gene, Reg Morrison

Sugerido por Lynn Margullis numa entrevista

 

Lynn Margullis: teorias da emdossimbiose e hipotese Gaia

sábado, fevereiro 3rd, 2018

xxxx

Excelente artigo e video sobre a obra de margullis inclusive com video relatando uma entrevista com ela:

Sobrevivendo na Ciencia

https://cientistasfeministas.wordpress.com/2017/12/14/50-anos-de-endossimbiose-a-mulher-por-tras-da-teoria/comment-page-1/#comment-1062

Meu comentario enviado porem nao publicado aguardando moderacao?

Louis Morelli – 2/3/18

Observando a selva amazonica por sete anos sem conhecer a teoria de Margullis eu suspeitei que na Natureza existe um processo que explica como complexidade e’ inserida nos sistemas: Inicialmente existe um sistema funcionando e completo num ambiente X; por algum motive este sistema nao admite ou nao suporta mais complexidade ( por exemplo, dinossauros nao poderiam serem os elos com mamiferos pois eram pesados, descomunais, etc). Entao aquele sistema e aquele ambiente entram em entropia, sendo fragmentados e seus fragmentos sao seus bits-informacao – algo como genes. Estes bits sao espalhados e came em outro diferente ambiente, mais complexo. Quando e onde se encontram os bits se reunem tentando reproduzir o sistema que formavam antes, porem como as circunstancias ambientais mudaram e enm todos os bits comparecem, produzem pedacos do sistema anterior ( e isto teria sido os microorganismos como miytocondria,cloroplastos, cilia, etc). Quando se encontram os pedacos tendem a se unirem sempre buscando completar o sistema anterior e aqui ocorre a endosimbiose. O novo sistema surge com mutacoes, ja direcionadas a adaptacao. Esta adaptacao mais as informacoes disponiveis num ambiente mais complexo levam os sistemas aos saltos de complexidade.

Tambem na selva pensei em algo parecido com a Gaia de Margullis, quando  anatomia comparada entre todos os sistemas naturais me fez supor a existencia de uma formula natural que tem construido todos os sistemas naturais, de atomos a galaxias a celulas e cerebros. Esta formula existe como um template de sistema funcional e inclusive ela se encaixa nos building blocks do DNA. Segundo os resultados dos calculos, esta formula tambem esta modelando a biosfera terrestre como o sistema que ela e’, e se for assim, todos os controles da homestase devem acontecer.

Livro: E-book: Dicas antes de publicar

sábado, fevereiro 3rd, 2018

xxxx

Este autor do blog:

Sobrevivendo na Ciencia 

https://marcoarmello.wordpress.com/livro/

Fez o que eu preciso fazer:

” Caros leitores, finalmente saiu o primeiro livro do blog, disponível como ebook e em versão impressa! Em junho de 2016, contei para vocês que eu tinha compilado os melhores textos do blog em um livro, incluindo também textos inéditos. Esperei meses pelo registro de copyright, que saiu agora em janeiro de 2017. Assim que ele ficou pronto, comprei também um ISBN

Entao, alem do copyright, e’ preciso comprar um ISBN ( posso entrar no blog dele e perguntar como proceder, qual o preco, etc.)

e publiquei o livro de forma independente pela Amazon em duas versões:

Forma independente pela Amazon? O que isso significa?

Titulo do livro: Sobrevivendo na ciência: um pequeno manual para a jornada do cientista

Marco A. R. Mello, 2017, Amazon

Que significa estes links?

Aqui no blog, os textos foram sendo escritos de forma caótica e espontânea, seguindo inspiração ou atendendo a pedidos. No livro, eles foram ordenados de acordo com a sequência típica de etapas na formação de um cientista, tendo como fio condutor a Jornada do Herói.

Mesma situacao minha: os textos foram sendo escritos de forma caotica e agora precisam ser separados por assunto ou categoria? Se eu fizer um capitulo para cada categoria terei que em todas repetir introduces a assuntos de outras categorias, pois tudo esta interconectado. Mas senao fizer os capitulos tambem terei que repetir muito. Se pudesse escrever na forma de uma historia, em ordem cronologica, ficaria muito melhor, porem iria ter o problema de comecar com o abstracoes, o salto no escuro inicial, o qual ja iria afugentar leitores que tem crencas arraigadas. Comecar a historia de tras para a frente? Tambem nao pois a cada novo fenomeno teria que descer no passado para retornar e explica-lo no presente. Fica o problema a pensar.  

Aviso: infelizmente, devido a restrições legais, tanto a versão ebook (eletrônica) quanto a paperback (impressa) são vendidas apenas pela Amazon americana. Você pode comprar o livro sem problema no site americano da Amazon, usando a mesma conta criada no site da Amazon brasileiro ou de qualquer outro qualquer país. O preço informado no site é em dólares, assim como o envio. Eles me disseram que estão trabalhando para poder vender produtos KDP (self-publishing) também no site brasileiro, mas isso ainda levará um tempo.

Quer dizer que se publicado pela Amazon ninguem mais pode vender? E apenas a Amazon Americana? Para o qual terei antes que traduzir para o ingles? Ou nao, acho que ele nao traduziu. O que e’ KDP?

Peço encarecidamente que comprem o livro (ebook ou paperback) e não o pirateiem, pelas seguintes razões:

Entao existe o caso de ser pirateado. Um compra e passa de graca aos demais. Perguntar isso a Amazon

Boa parte do conteúdo está disponível de graça aqui no blog. O livro contém versões atualizadas e revisadas dos melhores posts, além de conter textos inéditos e estar organizado de forma muito mais didática.

Escritores acadêmicos muitas vezes são explorados por algumas editoras (não todas, claro!) e o self-publishing é uma excelente forma de mudarmos essa cultura. Nós, cientistas, quase sempre pagamos para publicar os nossos próprios livros científicos, seja com grana do próprio bolso ou com verba de editais de agências de fomento. E depois não ganhamos sequer uma porcentagem dos royalties dos livros vendidos; quando muito, ganhamos alguns exemplares para distribuirmos como cortesia entre os amigos. Além disso, livros não contam quase nada nos currículos de cientistas brasileiros em termos de progressão na carreira ou recebimento de bolsas de produtividade; nós os escrevemos por teimosia mesmo. É por causa disso que não temos tantos livros-texto e livros técnicos originais em português (pelo menos nas ciências naturais): faltam incentivos acadêmicos e financeiros.