Archive for junho 23rd, 2018

Por que há tantos corruptos no país? A explicação pode estar no cérebro: amigdalas

sábado, junho 23rd, 2018

xxxxx

https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2018/06/23/por-que-ha-tantos-corruptos-no-pais-a-explicacao-pode-estar-no-cerebro.htm?utm_source=chrome&utm_medium=webalert&utm_campaign=vivabem

A amígdala é uma região do cérebro relacionada à percepção de risco. Segundo esta nova pesquisa, se estamos cometendo um ato desonesto, ela será ativada. “Mas estudos recentes mostraram que cada vez que a pessoa comete um ato errado que serve a si e prejudica os outros, a amígdala vai se tornando menos funcional, principalmente se essa pessoa não é pega”,

” Quando transgredimos e não somos punidos, a tendência é aumentar a transgressão com o passar do tempo. “E se essa transgressão prejudica uma pessoa, ela aumenta ainda mais rapidamente”, …

xxxx

Parecer da Matrix/DNA:

Quem veio primeiro: a percepção de risco, o impulso `a agressão, ou a amígdala? Qual o papel da mente humana, ou auto-consciência, nesse processo da corrupção? O desfuncionamento da amígdala seria uma causa genética da corrupção ou e’ o efeito involutivo de uma atividade que não havia nos ancestrais irracionais e só’ apareceu no humano?

Bem,… enquanto não tiver-mos tempo e os recursos técnicos para desvendar a função sistêmica de cada glândula com base na formula da Matrix/DNA, não temos conclusões.

Mensagem da Matrix/DNA: Tenha um sonho grande, maior que você, e a sua velhice não sera’ sua armadilha.

sábado, junho 23rd, 2018

xxxxx

Um conselho: Você tem que ter um sonho, muito maior que você, um ideal quase inalcançável, senão a velhice sera’ triste, aborrecida… um fracasso. Um ideal que até no ultimo suspiro te mantenha com energia e mãos levantadas tentando realiza-lo, assim nem perceberas a morte chegar. Mas qual exemplo de sonho?

Muitos tem um sonho comum – o de apenas gerar e criar filhos que tenham melhores condições de vida do que as que tivemos. Mas este é um sonho comum e muitas vezes falso, egoísta, leva as pessoas a pecarem contra seus semelhantes humanos sem o perceberem. Pois criar filhos com mérito significaria trabalhar feito burro e no serviço pesado produzindo seus alimentos, suas roupas, suas casas, seus minérios, etc. ou então ser associado a uma comunidade que tenha maquinas e propriedades, onde todos fazem de tudo, etc.  Muita gente que e’ dona de uma loja ou trabalha na sombra e ar condicionado do banco e sustenta os filhos até enviando-os `a universidade, e então pensam que são cidadãos do bem, que foram aprovados por Deus. Ora, residiram, alimentaram e vestiram seus filhos com os produtos de escravos que não recebem deles o dinheiro ou outros produtos suficientes para dar o minimo de vida digna e mandar os filhos deles `a universidade também. Aproveitam as brechas num sistema corrupto mantido por policia e exércitos contra, por exemplo, os pais de 120 milhões de menores de 14 anos que hoje no Brasil estão na tortura do ciclo da miséria. E todos estes produtos produzidos por escravos chineses? Não, o sonho, o grande ideal, tem que ser algo relacionados a nos querermos sair desta vida enganosa deste pecado, é trazer justiça ao mundo melhorando o caráter e as condições de vida de todos os humanos.

Ter o sonho comum de gerar e criar com sucesso os filhos sempre foi velho costume dos humanos. Muitas cidades da Europa tiveram gerações fazendo isso e foram até 15 vezes atacadas, espoliadas, por invasores e seus filhos perderam tudo. Hoje temos a ilusão que isso não ocorre mais, porque tem impérios nos protegendo, mas na verdade acontece de outra maneira mais sofisticada: o que toma tudo são as tramas jogadas pelos predadores nas bolsas de valores e em seus bancos, mascaradas de “crises econômicas”. E também ficar nascendo, reproduzindo, casando-se, trabalhando e reproduzindo, sem evoluir o intelecto e a mente cientifica para voar ao Cosmos, de que adianta? Se o nosso Sol e este planeta muda e um dia vai destruir tudo em sua superfície? E’ ir para lugar nenhum.

Eu tenho dois sonhos que se resumem num só, que morrerei lutando para realiza-los, e isto continuara a ser minha ocupação 24 horas por dia inclusive depois da aposentadoria, quando então terei mais tempo para trabalhar mais, melhor, com mais eficiência e energia. Nunca serei o que vejo quando retorno `a minha cidade natal: os amigos de infância, das escolas primarias, aposentados a passarem os dias sentados nos bancos da praça a jogarem baralho. Olhares vagos, vidas perdidas, o não ter e não saber o que fazer da vida… só lhes resta esperar a morte.

Como diz ABBA nesta saudosa musica… ” O meu sonho me empurra no meio da escuridão desta vida e sua realização esta’ sempre uma milha `a frente…

https://www.youtube.com/watch?v=KsS1Qz7WyII&feature=share