Archive for julho, 2018

Publicaram meu avatar em 2 livros

domingo, julho 22nd, 2018

xxxx

  1. Publicaram mimha figura que uso como avatar e mostro os identicos ciclos vitais entre o corpo humano e os astros, no livro “Who Am I ?: Scientific Spiritual Search”, by Swami Prajna. Ver na pagina 1131 do livro no Amazon Kindle.

https://www.amazon.com/s/ref=nb_sb_noss?url=node%3D154606011&field-

Who Am I ? : Scientific Spiritual Search

Who Am I ? : Scientific Spiritual Search

Dec 16, 2017 | Kindle eBook

by Swami Prajna Aranyaji

Nota: Ao publicarem a figura alteraram-na num pequeno detalhe: acrescentaram mais um corpo humano entre as imagens do adulto-jovem e adulto-idoso. Deve ser para escaparem dos direitos autorais, nao tem problema. Porem isto mostra que nao entenderam a figura, pois cada corpo humano corresponde a cada tipo de astro ao seu lado. E assim se dificulta ou distorce o significado da figura.

 

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

2) Publicaram meu link e uma imagem no livro:

MUM: Meditation Ultimate Medication

By Satchitananda Vandana Khaitan

Mum: Meditation Ultimate Medication

 

https://books.google.com/books?id=0pFRDwAAQBAJ&pg=PT59&lpg=PT59&dq=http://theuniversalmatrix.com&source=bl&ots=HjWbiN9Lxi&sig=FGa5irfKTRaFbGNwJF-expHl_20&hl=en&sa=X&ved=0ahUKEwj2x8H53bHcAhVpc98KHb6jB1A4FBDoAQg8MAQ#v=onepage&q=http%3A%2F%2Ftheuniversalmatrix.com&f=false

O Genoma de Deus sendo insuflado no Universo por Ele respirar Ondas de Luz

sábado, julho 21st, 2018

xxxx

Universo em Expansão

Universo em Expansão

A imagem acima é utilizada pelos físicos para explicar como o Universo esta’ se expandindo. Agora percebi que a mesma imagem pode ser usada para explicar o process o da evolução universal, que ocorre com os sistemas naturais dentro deste universo movida por uma essência comum criadora que representei na forma da formula Matrix/DNA. Cuja função pode ser comparada ao genoma transmitido pelos pais na geração de filhos.

Imagine que o balão menor é um ovulo. O ar que entra para expandi-lo é o espermatozoide fecundador.

Agora imagine que o balão cheio esta’ fixo. Ele não se expande, nem contrai. No lugar da face do homem imagine que esta’… Deus!

Mas ao invés de Deus estar soprando, Ele esta’ assim com a boca no balão porem, respirando e expirando. E ao invés de sua boca soprar o ar para o balão, sopra ondas de luz. Sabemos que a ondas de luz saem de sua fonte emissora em alta frequência e na forma de ondas curtas, e a medida que vai avançando no ar esta frequência vai diminuindo enquanto as ondas vão se tornando cada vez mais compridas. De maneira que quando as ondas alcançam as paredes do balão elas já estão fragmentadas em suas partículas, os fótons. Estes fótons espalhados começam a fazer o caminho de retorno, na direcao contraria a que veio a onda de luz, dirigindo-se para o bico do balão, e a maioria deles retorna para a boca de Deus com alguns poucos que ficam vagando no balão. Alguns cientistas estão pesquisando estas estranhas ideias de “energia e luz negativas”, opostas as positivas. Alguns suspeitam que essa misteriosa dark matter que preenche 95% do universo seja “massa negativa”. Pois ha 30 anos atras estes meus modelos teóricos sugeriram estes fótons escuros, os quais seriam a base destes negativos, e o universo assim como nossas vidas podem ser constituídos destes negativos. Quando os fótons retornam desde as paredes do balão, reconstroem a onda de luz, porem no sentido inverso. Quando saiu da fonte divina era como uma criança cheia de energia e termina por morrer como pó, que são os fótons; agora no sentido inverso, negativo, a onda começa com o pó e pouca energia e vai refazendo as sequencias seguintes de maneira que quando chega a Deus nasce como a criança cheia de energia. Quando o nascimento vem de Deus, a criatura vem no estado harmônico de ordem; quando vem das paredes do balão, vem no estado de caos. Por isso, por estes fótons-informação estarem modelando nossa biosfera sob estado de caos, estamos sujeitos a todo tipo de predadores, tempestades, etc.  como acontece com as especies que botam os ovos fora abandonando desde antes do nascimento a prole ‘a própria sorte. Mas não se preocupe, o grande plano determina que isto e uma fase temporária, a seguir veremos que na verdade nunca formos ovos botado fora porque não saímos do grande plano que se constitui de ovos mantidos dentro e protegidos, nutridos ate o nascimento.  Eu reclamo porque Deus não esta’ assistindo a miséria do mundo e evitando estas tragedias com animais e humanos, mas eu devia lembrar que os pais não podem estarem presentes assistindo os genes construindo seu filho dentro do útero materno, e como estamos também num processo de aprendizagem para a vida na casa que vamos nascer, estamos cursando uma escola, e esta época de ovos fora corresponde a quando estamos fazendo os deveres escolares, onde os professores não devem os exercícios por nos. Senão, não vamos aprender nada e chegar na casa dos pais bagunçando e quebrando tudo…

Puro e simples processo de respiração, pensara’ um observador desatento. Ai’ esta’ encoberto todo o segredo da evolução universal. Fótons, energias negativas? Na verdade, se considerar-mos que são estes fótons e energias que constroem e movem nosso mundo material, eles são os positivos, negativa seria a luz invisível que vem de Deus e não vemos. Fato é que aqui mesmo perante nossos olhos esta cena descreve exatamente como acontece a criação dos corpos humanos, a perpetuação da especie e sua evolução.

A cena pareceria um exemplo rebuscado pela teoria do eterno retorno, o universo cíclico, expandindo-se e contraindo-se eternamente por que Deus respiraria eternamente. Porem, o pequeno detalhe dos fótons espalhados que não retornam ao bico do balão faz a grande diferença que transforma um universo em eterno retorno num universo onde ocorre um processo de evolução, de maneira que num dado ponto, no final da evolução, mudou a substancia que sai da boca de Deus: ao invés de retornar a luz exalada, ela retorna transformada em uma auto-consciência. Assim como ao invés de retornarem óvulos e espermatozoides emitidos pelos pais, eles retornam transformados num lindo baby.

Os fótons que não retornam fazem exatamente as funções do espermatozoide+ovulo emitidos por um casal que criam novos exemplares humanos com mutações onde são acrescidas os graus de complexidade. No processo universal estes fótons transformam a simples luz emitida por Deus ( que pode ser uma super-auto-consciência) em uma especie de filho na forma de uma nova auto-consciência.

Basta lembrar do que acontece no mundo real segundo as mais modernas teorias da Física. E por curiosidade lembrar-se que Jesus cristo, numa brilhante intuição, nunca falou a palavra “Deus”, mas sim Ele olhava para o solo embaixo e dizia “o Filho”, e tronava os olhos para o céu dizendo “o Pai”. Com isso ele sugeria que a criacao não se da’ por magica com Deus criando mundos e vida por magica, os nomes pai e filho implica que o método da criacao é simplesmente um processo genético, natural.

Os homens sempre suspeitaram que este espaço sideral é uma substancia, e a cada época deram-lhe nomes diferentes e definições diferentes. Ora era a alma do mundo, ora o éter infinito, e na Física moderna pensa-se nos nomes dark matter ou até na espuma quântica vibracional que aparece no vácuo surgindo do nada, e da qual pensam emergir a matéria. No nosso balão acima, essa substancia que o preenche todo é o ar. Agora imagine o evento do Big Bang como sendo a primeira exalação de luz na respiração de Deus se expandindo no meio desta substancia espacial. Ao se propagar no meio da substancia ocorre normalmente um atrito, uma fricção, e essa fricção se torna a energia. Temos então um universo contendo a massa ( a substancia espacial inerte), a energia, e a luz… e apenas isso. Estamos nos primeiros momentos logo apos o Big Bang,

Não teria qualquer efeito criador se as ondas de luz emitidas no momento da criação, do Big Bang, fossem de uma luz igual a que vemos emitida pelas estrelas. Acontece que a luz das estrelas são a segunda geração, mais fraca, derivada de objetos – as estrelas – que foram geradas quando a luz era pura e mais intensa. Tão intensa que apesar destas ondas hoje estarem presentes em todo o universo, não a vemos porque sua claridade nos cega os olhos para ela. Nossos olhos apenas suportam os tipos derivados da luz de segunda geração em diante.

Acontece que a luz original era o genoma de Deus, contendo o código da vida, como se grava uma musica num disco de vinil, ou como ele esta gravado na fita do DNA. O código da vida modela um simples facho continuo de luz em ondas de luz composta de sete faixas diferenciadas entre si, porque em cada faixa existe uma especifica intensidade vibratória, frequência, comprimento de onda, etc. Assim estas ondas modeladas pelo código da vida e propagadas na substancia espacial produzindo a energia faz com que esta energia seja absorvida pela substancia. Ora, uma corrente de energia é ‘a imagem e semelhança da onda de luz que a criou, portanto também a energia se diferencia em níveis de faixas especificas. Aprisionada na massa da substancia espacial a energia faz esta massa se diferenciar por regiões porque cada local do espaço tem uma intensidade de vibração diferente das outras regiões. Com isso a substancia espacial mais a energia se separam em blocos que mais tarde vão se tornar corpos materializados.

Contendo o código da vida, significa que a onda de luz primordial se propaga pelo processo do ciclo vital. Aquele mesmo processo que faz um corpo humano mudar de formas ao longo de sua existência: surge na forma de morula, se transforma para blastula, depois feto… e assim por diante. Podemos resumir o quase infinito numero de minusculas  transformações que ocorrem a cada segundo num corpo humano em sete classes, sete formas principais, por isso apenas citamos a forma de morula, de blastula, omitindo as formas intermediarias, para facilidade de comunicação entre nos. Então o ciclo vital na onda de luz se projeta para a cria resultante da união entre massa e energia gerando corpos diferenciados em sete formas diferentes, com seus específicos estados vibracionais. Assim como existe um elo abstrato do tempo conectando a forma de jovem humano ‘a sua forma anterior de adolescente e ‘a sua forma posterior de adulto, se estes aglomerados separados de massa-energia se tocarem, podem-se conetar pela mesma linha do tempo.

Como analogia lembramos que dentre os humanos, os jovens procuram e fazem suas turmas com outros jovens mas se relacionam mais com adolescentes e novos adultos que com idosos, porque seus assuntos (vibrações), suas energias e  comportamentos são mais próximos uns dos outros. Assim, no espaço sideral algum tempo depois do Big Bang, um corpo de gaz leve da quarta faixa paira próximo a corpos da terceira e quinta faixa, o corpo de quinta faixa se põe no meio de corpos de quarta e sexta faixa, etc. Isto resulta num efeito fantástico e surpreendente, quando esta conexão se da’ por campos magnéticos dos corpos alinhando-os na exata sequencia das formas do ciclo vital, criando um circuito retilíneo que avança da forma mais nova para a mais madura, e como no ciclo vital a interação entre corpo humano e planeta, o ciclo vital faz com que o corpo cresça porque absorve o pó do planeta e volte a ser o pó quando morre. Com isto o circuito retilíneo se encurva fazendo a ponta inicial se ligar a ponta final de onde surge uma esfera, o circuito esférico. E assim surge um sistema completo, funcional, fechado. E desse sistema se derivaram todas as formas de sistemas naturais, de átomos a cérebros humanos. E agora esta’ se desenvolvendo aqui, dentro da cabeça de cada ser humano e de cabeças que podem aos trilhões estarem espalhadas por esse universo afora e que são, em síntese, nossos irmãos genéticos, esta próxima forma desse sistema, que talvez pode ser a ultima: o sistema auto-consciente. Por isso existem sete formas principais de astros no sistema galáctico, sete tipos de órgãos principais no sistema corpo humano, sete organelas principais no sistema celular, sete camadas diferenciadas de energia no sistema atômico, etc. Quando a teoria cientifica moderna esta’ crendo que estes sistemas surgem por auto-organização espontaneamente, na verdade são montados pelo processo do ciclo vital.

E quem é o comando de instruções para todas estas operações? Ele esta’ projetado na energia, desta se infiltra na massa, mas ele permanece acima das duas, altaneiro: é a onda de luz primordial. E nela vem o genoma de Deus.

Na morte a bolha de consciencia retorna a nuvem de Gaia

O que sai do corpo natural do elemento, da coisa desconhecida, que existia um minuto antes do Big Bang e produziu o Big Bang foi uma onda de luz carregando um código, o DNA desse elemento desconhecido. Esse DNA se envolve numa longa cadeia de causas e efeitos que se tornam as causas de novos efeitos e que já perdura por 13,8 bilhões de anos e neste momento desta historia, aqui nesta região do universo, o ápice de seu estado, de sua evolução é a mente humana, uma espécie de feto da super-auto-consciência que forçosamente tem que ter existido no corpo daquele elemento desconhecido pre-Big-Bang. Não é eterno retorno porque a coisa que começou com o Big Bang retorna transformada em outra coisa diferente. Assim como a espécie humana não paira num eterno retorno de reprodução de indivíduos copias iguais porque o que inicia a geração de um corpo humano é que sai da especie humana na forma de um genoma, na sua forma microscópica, e o que retorna para a especie humana não é a mesma forma do genoma, e sim o genoma na forma de um baby humano.

Podemos então mudar as teorias do eterno retorno, do universo inflacionário, etc, que acredita num inicio por um Big Bang e prevê um final como um Big Crunsh, onde talvez o eterno retorna a ser o ponto minusculo inicial. Agora nossa historia universal pode se chamar “Do Big Bang ao Big Birth”, porque enquanto toda a matéria é descartada como a placenta no nascimento, o que retorna ao desconhecido criador é uma auto-consciência, algo ‘a sua imagem e semelhança, portanto, um filho, e onde ha filho podemos sempre comemorar um grande nascimento. Do Big Bang ao Big Birth! Certo? Então, congratulações, pois isto significa que ao invés de porcões dessa auto-consciência como essa que é você, o seu verdadeiro Eu, não perece nas sucessivas mortes do corpo, mas sim esta num processo longo caminhando para um destino sublime. Meus parabéns!

Apenas para terminar, e voltando a observar a imagem acima, me lembro de uma ocorrência numa sala de aula que fez os alunos irromperem numa gargalhada quase fazendo o teto vir a baixo. O professor, um idoso excêntrico cientista físico sempre de guarda-pó branco e com aquele cabelão espetado do tipo de Einstein, explicava a teoria inflacionaria usando uma varinha para apontar os pontos dessa imagem refletida numa tela. Quando ia terminando a aula ele disse ” Resta ainda um grande mistério a ser resolvido nesta teoria, o qual me tem tirado muitas noites de sono e não vai me dar paz enquanto não resolve-lo. Pois fico olhando esse balão nessa imagem, refletindo em tudo o que ele transmite e significa, o universo inteiro e sua historia, se expandindo e se contraindo em ciclos eternos, mas uma pergunta crucial fica ribombando na minha cabeça”…

A classe toda paralisou, e claro, todo mundo olhando o balão e esperando o professor anunciar o grande mistério do balão.

E parando na frente da imagem, o professor repentinamente apontou a varinha para onde ninguem esperava, ninguem observava, que era a face do jovem que assopra, e clama em voz alta desesperada:

” Quem é este gajo!?”

” Por favor, alguém me responda, quem é esse gajo, onde mora, que idade tem, porque sopra o balão?”

Claro, a classe explodiu em gargalhada.

Mas esta realmente é a grande questão filosófica, cientifica…: do que, ou de quem, vem o genoma?

Brasileiros nas Ciências para tradutores/promotores ( website Matrix/DNA)

sexta-feira, julho 20th, 2018

xxxx

http://www.gps.caltech.edu/content/ana-helena-ana-de-oliveira-lobo

Ana Helena (Ana) de Oliveira Lobo

Graduate Student

Na morte do corpo, a bolha contendo o feto de auto-consciência retorna ‘a nuvem mental de Gaia?

quarta-feira, julho 18th, 2018

xxxx

Click na imagem para ver a animação:

Na morte a bolha de consciencia retorna a nuvem de Gaia

Este resolveu enfeitar a casa com papel higiênico…

terça-feira, julho 17th, 2018

xxxx

Animated Photo

Predador/presa também produzindo o conflito entre gerações?

domingo, julho 15th, 2018

xxxx

https://educacaoeparticipacao.org.br/tematica/juventude/

Juventude, expressão e participação

Esse novo ( a nova geração) que chega compete, inevitavelmente, com o presente, com as gerações passadas.

Como descreve o sociólogo Pierre Bourdieu (1978), “aquilo que para uma geração 1 foi uma conquista de toda uma vida é dado imediatamente à geração 2. […] a velhice também é um declínio social, uma perda de poder social. Os velhos são contra tudo aquilo que muda, tudo aquilo que move etc. justamente porque eles deixaram o futuro para trás, enquanto jovens se definem como tendo futuro, como definindo o futuro”.

Assim, fica mais fácil entender certas expressões ditas por aqueles que já não são jovens, como “na minha época era diferente”, “o jovem já não é o mesmo” etc. Há uma disputa de poder social: nada é o mesmo porque os adultos já não são mais jovens, já não representam o futuro nem uma esperança de mudança e mostram-se ameaçados pelo novo.

xxxx

Parecer da Matrix/DNA:

Descobrimos – através deste texto – uma nova faceta da questão “predador/presa”. Sobre a divisão de poder nos sistemas sociais. Alem da evidente imagem da divisão entre predadores e presas na selva (leões e ovelhas), que e’ projetada no sistema social (classes A,B e C) existe outro tipo de contorção do processo. E’ uma divisão dentro de uma mesma especie, ditada pela faixa etaria e forma do corpo dos indivíduos. E’ uma divisao entre velhos, jovens e criancas.

Os velhos são contra tudo aquilo que muda, tudo aquilo que move e monstram-se ameaçados pelo novo.  Isto indica a característica do grande predador.

Bem, o certo e’ buscar a raiz, a causa do fenomeno. No ancestral sistema astronomico, o mais novo e menor se transforma no seguinte maior e mais velho, o que significa tambem – invertendo circuito – que o maior e mais velho sempre “engole” o menor e mais novo. Porem na astronomia o sistema e’ abstrato, nao se materializa, mas o ciclo vital da astronomia continua no biologico, os organismos tambem se transformam. E no biologico o papel invertido do predador se materializa, o maior e mais velho realmente engole o menor. Quanto a engolir o mais novo da mesma especie – o que seria canibalismo –  acontece apenas nas especies primitivas, ate os repteis.

Não esta facil elaborar a linha da evolucao aqui e nao tenho tempo agora. Porque em todas as asercoes existem senoes. Por exemplo, talvez tribos primitivas humanas que praticavam o canibalismo…

a velhice também é um declínio social, uma perda de poder social.

Isto denota as funcoes 6 e 7 da formula. Ai fica dificil descruzar o processo predador/presa do processo energia-em-crescimento/entropia. Talvez o emparelhamento de dois aspectos do mesmo mecanismo enfraqueca o mecanismo predador/presa. Por isso os velhos tenderiam a se retirarem de cena, deixando o poder aos jovens? Nao isso não acontece, basta lembrar do Trump, do Temer, com mais de 70 anos teimando em serem presidentes.

Bem, houve aqui a percepcao de que o conflito entre geracoes denota uma divisao do poder social, e precisa ser lembbrado quando se trata desta divisao apenas pela otica predador/presa.

 

 

 

Carne fabricada em laboratorio com células troncos

sábado, julho 14th, 2018

xxxx

LAB-GROWN MEAT IS COMING, WHETHER YOU LIKE IT OR NOT

https://www.wired.com/story/lab-grown-meat/

Raios Cósmicos Bombardeando Átomos da Terra e Corpos Humanos

sábado, julho 14th, 2018

xxxxx

IceCube: Unlocking the Secrets of Cosmic Rays

https://www.space.com/41170-icecube-neutrino-observatory.html

(varias informações uteis que se encaixam como evidencias para a tese da Matrix/DNA sobre a convergência de partículas-informação de todos os sete tipos de astros celestes sobre a Terra para produzir a origem dos sistemas biológicos – Vida. Voltar a ler e fazer pesquisa dos termos técnicos)

An IceCube sensor, attached to a “string,” descends into a bore hole in the Antarctic ice. Credit: NSF/B. Gudbjartsson

Incidência de aberrações nos comportamentos humanos: uma sugestão baseada na formula da Matrix/DNA

sexta-feira, julho 13th, 2018

xxxx

Artigo decorrente da noticia no New York Post, no link:

https://nypost.com/2018/07/13/woman-gets-40-years-in-prison-for-trying-to-sell-2-year-old-daughter-for-sex/

Parecer da Matrix/DNA

Uma mulher de 25 anos num pais de primeiro mundo, branca de olhos verdes, oferece a filha de 2 anos de idade na Internet para sexo por 1.200,00 dólares!
Inúmeras aberrações humanas desse tipo ( como o casal no Brasil mantendo duas crianças numa jaula), em pleno seculo XXI, indicam que algo esta acontecendo de errado no cérebro humano. Os sintomas são a total falta de sensibilidade com outros humanos, mesmo sendo parentes próximos. Seria porque depois de três gerações das escolas estarem ensinando que humanos vieram dos macacos e portanto nada mais são que macacos finalmente a teoria se materializa no circuito cerebral formador da psique? Provavelmente esta não é a causa, mas existe uma causa, qual é ela então? Algum tipo de vírus, ou uma mutação genética desastrosa pipocando aqui e acola’? Seria alguma especie alienígena como os reptilianos que teria telefonado para o pacato motorista da Uber pegar uma arma e sair atirando nas pessoas? Seja o que for, a causa existe, um inimigo terrorista da humanidade esta atuando, e porque não vejo ninguém, nenhum governo, formando uma equipe para investigação cientifica destes cérebros? Pois existe possibilidade de da humanidade ativar seu sistema de defesa imunológico contra a causa, seja qual for. Mas não percebem essa possibilidade porque as áreas cientificas, incluindo a neurologia, estão interpretando a natureza, e por consequência os cérebros naturais, de maneira errada. A Ciência não pode ser também mistica crendo que existam demônios sobrenaturais atuando ou que acasos genéticos produzem tais eventos, pois o que se repete não é acaso. Existe algum elemento real, natural, no meio ambiente, atuando ou na formação dos cérebros ou nos cérebros já formados. Mas a academia cientifica aponta erradas convicções sobre algo que a neurologia ainda desconhece ( como se relaciona o cérebro com os pensamentos, a mente?), e mais estatísticas e cálculos da probabilidade, como se isso fosse um fenômeno matemático e não biológico, e com isso engole, sem perceber, a conclusão de que acasos mágicos, sobrenaturais, existam.
Esta insensibilidade com elementos de mesma especie dentro de um sistema como o humano social tem um nome mais esclarecedor: ausência de “empatia”. As origens do que nos humanos e em sua psique se tornou em empatia remonta aos sistemas naturais ancestrais e hoje compondo cérebros ou rodeando-os por todos os lados, antes mesmo das origens da vida. Não é o caso de apontar a força de atracão eletromagnética onde contrários se atraem e iguais se repelem, como o positivo e o negativo. E’ o caso de falha na força onde semelhantes atraem semelhantes, como átomos de carbono atraem outros átomos como nitrogênio, hidrogênio para formarem aminoacidos.
Mas esta segunda força só é detectada quando vemos a matéria formando sistemas, e como sempre, pelo processo do ciclo vital. Um sistema natural apenas repele e se torna insensível a outros sistemas, inclusive aos semelhantes, quando se torna fechado em si mesmo. Nestes, as partes se alinham num circuito que une suas duas pontas e faz a energia com seu fluxo de informações rodopiar sobre si mesma perpetuamente, ate que a entropia o ataque. As partes se conectam numa rede forte e coesa e cedem sua identidade para um emergente controle geral do sistema. Vemos então que existe altruísmo de cada parte para com todas as outras, onde uma procura ceder algo que melhore as próximas, e aqui o fenômeno meramente físico, bruto, começa a adquirir ares de uma propriedade mais evoluída, que e’ a empatia pelo semelhante. Não importa que este altruísmo só exista em relacao aos componentes do mesmo corpo sistêmico e adverso a tudo o mais que exista, o que denota um altruísmo falso que e’ extremamente egoísta porque presta culto a uma entidade de um sistema extremamente egoísta. E’ como cada gangster da mafia ser fiel aos outros gangsteres e ao chefe do grupo, onde ele é altruísta a uma minoria mas egoísta e prejudicial em relacao ao conjunto da humanidade.
O cérebro humano foi montado pela mesma formula que montou estes sistemas nos níveis atômicos e astronômicos. Então o cérebro, a nível de glândulas, apresenta sete glândulas cada qual executando uma função sistêmica, como na formula. Em outra camada, o cérebro é dividido em sete regiões, cada qual com a mesma função. Se hoje temos um aparato tecnológico a ser usado pela Ciência, como o MRI, os eletroencefalogramas, inclusive os registros e atividades das sinapses, aconselha o bom senso que procuremos comparar os dados obtidos com estes instrumentos com a formula template natural para identificar quem é quem no contexto de sistema cerebral. Mas ninguém esta fazendo isto.
A empatia deve ser um produto relacionado ao ciclo vital. Um humano na forma adulta e’ conectado psiquicamente `a ele mesmo quando estava na forma anterior, da adolescência, e tem previsões a ele mesmo na forma futura de idoso. Esta força que modifica as formas de um corpo ao longo de sua existência e chamada de ciclo vital é quem produz as vaias formas das varias partes que vão formar sistemas naturais. Seria logico esperar que um humano se lembre de suas formas infantis anteriores com carinho, empatia, e que deseje o melhor para suas formas futuras, onde novamente aparece sutilmente a empatia ligando formas humanas. Este instinto inconsciente pessoal deve se extrapolar para outros humanos quando criam os sistemas sociais. Mas estas aberrações indicando esta falta de empatia, uma quebra de conexões, parecem nos levar a concluir que tais humanos odeiam suas formas anteriores e negligenciam ou são suicidas em relacao a suas formas futuras. E isto também se reflete, extrapola, para o social.
Isto só deve acontecer em sistemas abertos, como o são todos os sistemas biológicos, como o cérebro. Estou investigando o caso pelo método da anatomia comparada entre a anatomia cerebral e a formula natural para sistemas abertos, mas não vou a lugar nenhum porque não é suficiente ter o mapa geral do cérebro comum, e’ preciso ter os mapas dos cérebros defeituosos. Superpondo estes mapas sobre o mapa da formula, pode se detectar ou os desvios nas conexões ou os pontos de entradas de elementos externos perturbando o normal curso do sistema. Em outras palavras, a Justiça deveria imediatamente autorizar a Ciência a submeter os cérebros defeituosos a mapeamento instrumental. E liberar o nosso acesso a estes mapas, pois somos os únicos a trabalhar com o método da formula natural. E’ uma questão de vontade politica e força de representatividade de um grupo numeroso, o que não esta acontecendo porque o principal grupo que deveria estar interessado -a academia cientifica dominada por uma visão mistica crente em acasos mágicos – não tem a capacidade de descobrir e entender a formula natural dos sistemas, quase nada entende de sistemas naturais e portanto deste sistema que é o cérebro. E por isso a humanidade continuara sendo aterrorizada e obrigada a assistir diuturnamente estas aberrações produzidas em seu próprio meio.

Aberrações psicológicas humanas analisadas pela cosmovisão da Matrix/DNA

quinta-feira, julho 12th, 2018

xxxx

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2018/07/12/casal-e-detido-acusado-de-prender-gemeos-de-tres-anos-em-caixote-no-es.htm?utm_source=facebook&utm_medium=social-media&utm_campaign=noticias&utm_content=geral

Espaço era pequeno e dividido em dois, para que as crianças não tivessem contato uma com a outra

Analise e solucoes baseada na cosmovisao da Matrix/DNA

O atraso da evolução biológica em certas linhagens genéticas revela essa ausência da empatia, pela qual outra genética mais evoluída com empatia teria a capacidade de sentir em si mesmo o que iria sentir estas crianças quando enjauladas. Mas não pode ser apenas o atraso evolutivo dessa raça, pois alguns animais irracionais nossos ancestrais já demonstram alguns exemplos de empatia. Isto significa que por algum motivo houve um atrofiamento e retrocesso evolutivo, e temos que procurar a resposta para melhorar a qualidade da humanidade. Assim, `a primeira vista, eu chutaria que a causa é a miséria física somada e causada pelo instinto predador da classe dominante nestes lugares. E mais o condicionamento religioso de uma religião que aceitava serem sacrificados os rebentos no altar dos sacrifícios aos deuses, o qual inconscientemente e’ projetado pela crença que é normal aos adultos e pais sacrificarem os filhos. em comportamentos castradores. Cinco seculos e 20 gerações dessa dominação e neste estado pode atrofiar propriedades biológicas e psíquicas que antes lutavam para se fixarem perpetuamente.
Resumo do que do leitor mais evoluído adota como atitude para erradicar este tipo de aberração:
1) Combate não-violento ao instinto predador da classe dominante do lugar;
2) Combate ao instinto de presa genético ( pelo qual as ovelhas saem correndo deixando para trás os filhotes a serem devorados pelos leões) explorado pelos predadores através de suas inventadas religiões para os pais e adultos entendam que não tem que se oferecer os mais novos a sacrifícios de nenhuma maneira;
3) Ensino aos pobres vivendo sob aquele ciclo eterno da miséria a se unirem em associações cooperativas de produção e consumo para boicotarem as fontes de renda e poder da classe dominante.
4) cientificamente fazendo o que estou fazendo: buscando mais conhecimento sobre a propriedade da empatia, da qual já detectei suas origens: ela vem do estado egoísta dos elementos de um sistema fechado egoísta ao se unirem altruisticamente para conservarem aquele estado.
5) Luta pelo controle de natalidade e planejamento dos nascimentos pela sociedade.