Archive for julho 6th, 2018

Aranhas voam e interagem com campos elétricos através de pêlos sensoriais (ancestral da glândula pineal humana?)

sexta-feira, julho 6th, 2018

xxxx

Tres detalhes de interesse para a Matrix/DNA aqui:

  1. Existe um circuito eletrico imperceptivel pemos sensores humanos na atmosfera terrestre – entre a Terra e a inosfera, a parte da atmosfera superior do planeta que é ionizada pela radiação solar. Sera este um indicio de que a formula sistemica da Matrix/DNA existe na versao eletrica neste planeta? Entao onde estao as outras seis funcoes, ou circuitos? Ou existe apenas um circuito, esferico, eletrico, e nele estao penduradas as sete funcoes? E porque ocorrem “tempestades” nos fluxos destes circuitos?
  2. Aranhas têm pelos sensoriais chamados de tricobótrios, que se movem em resposta a campos elétricosOs cientistas acreditam que são eles que permitem que as aranhas detectem o GPA (gradiente de potencial eletrico atmosferico). Seria os pelos tricobotrios uma variacao primordial da antena dos insectos que se atrofiou como glandula pineal nos humanos e que captariam a dimensao dos campos eletrico/magnetico? (pesquisar ” tricobotrios “)
  3. … mais uma evidencia de que, mesmo com todo nosso moderno potencial cientifico, ainda nao captamos os fenomenos relacionados `as outras seis faixas da onda de luz matricial.

Descoberta incrível: aranhas usam campos elétricos para voar

https://www.youtube.com/watch?time_continue=92&v=JrS0igctMi0

Visto inicialmente no artigo da HypeScience:

https://hypescience.com/descoberta-incrivel-aranhas-usam-campos-eletricos-para-voar/?utm_source=onesignal&utm_medium=push_onesignal&utm_campaign=newpost_onesignal

 

xxxx

Analise do artigo na HypeScience:

” campos elétricos podem não apenas desencadear o balonismo, como também fornecer sustentação para as aranhas no ar, mesmo sem a menor brisa. Esses artrópodes sem asas já foram encontrados a 4 quilômetros de altura no céu, se dispersando centenas de quilômetros” As aranhas viajam tantos quilômetros através do gradiente de potencial elétrico atmosférico (GPA), um circuito elétrico entre a Terra e a ionosfera, a parte da atmosfera superior do planeta que é ionizada pela radiação solar.

As tempestades agem como uma bateria gigante para o GPA, carregando e mantendo tais campos elétricos na atmosfera.

Aranhas têm pelos sensoriais chamados de tricobótrios, que se movem em resposta a campos elétricos. Os cientistas acreditam que são eles que permitem que as aranhas detectem o GPA.

xxxx

E um paper (pdf) sobre este assunto:

https://arxiv.org/pdf/1309.4731v1.pdf

Ballooning Spiders: The Case for Electrostatic Flight

Peter W. Gorham Dept. of Physics and Astronomy, Univ. of Hawaii, Manoa, HI 96822.

We consider general aspects of the physics underlying the flight of Gossamer spiders, also known as ballooning spiders. We show that existing observations and the physics of spider silk in the presence of the Earth’s static atmospheric electric field indicate a potentially important role for electrostatic forces in the flight of Gossamer spiders. A compelling example is analyzed in detail, motivated by the observed “unaccountable rapidity” in the launching of such spiders from H.M.S. Beagle, recorded by Charles Darwin during his famous voyage.

 

A consequência da perda da “copa do mundo”, para o Brasil

sexta-feira, julho 6th, 2018

xxxx

Obs: este e’ um assunto “fora da Matrix/DNA”, portanto nao expressa sugestao desta cosmovisao e sim apenas a opiniao pessoal mundana deste autor.

Publicado no Facebook em Julho, 06/18

Pois e’… acabou a tar “copa do mundo”. Nada entendo e nunca incentivo ninguém a ficar assistindo outros a jogarem bola. Para mim futebol so existe quando eu estou jogando, e so e’ bom para mim quando estou me exercitando/divertindo no meio dele. Portanto minha opinião nada vale, mas tenho que expressa-la:
” Perdeu a retrógrada e anti-evolutiva mentalidade, ganhou a evolucionista e tecnica mentalidade cientifica. A causa do perder ou ganhar foram os tecnicos, nao os jogadores. Todos os times perdedores ficaram mais tempo com a bola no pé’, trocando passinhos, driblando, e todos os ganhadores foram aqueles que, com menos tempo de bola no pé, quando a tiveram dispararam em ataques rápidos, fulminantes. Os técnicos ganhadores treinaram seus jogadores apenas quase nisso: ataque de surpresa. Mas nisso entra o estado mental evolutivo de uma cultura, e ganha aquele que está em dia com o moderno mundo da ciência e dos computadores e suas simulações da realidade aplicando apenas forças reais, brutas, da Natureza. São as “simulações” levadas `a exaustão que revelam por exemplo, os costumeiros buracos na defesa do oponente.
Os países do terceiro mundo resistem a sair da antiguidade mística fantasista e negligenciam a busca do único conhecimento que tem feito os países vencedores, mesmo que pequenos em território, populações e pobres em recursos naturais: o conhecimento dos fenômenos naturais porque destes emergem a criatividade da tecnologia.
Este estado de encantamento místico da população brasileira que nunca consegue manter um debate focado nos fatos reais, logo buscando os objetos que povoam sua imaginação infantil, como deuses, sorte ou azar, complexo de inferioridade ou elevado instinto de predador de humanos herdado dos animais desta aristocracia, se auto-projeta nos técnicos da selecao e então a Natureza nua e crua decide com os 7×1 da Alemanha, a perda por país pequenino em recursos como a Bélgica, mas maior no quesito da sabedoria natural.
Futebol não me diz nada a não ser como um mal ao se tornar o ópio alienante de um povo. Perder no futebol para esse povo faz mais bem que mal. A perda insufla o ódio que faz as presas reagirem contra predadores, e isto apenas significa uma coisa: O Temer que se cuide!

Interessante debate existencial: O tratamento aos animais e o tratamento de humanos a outros humanos

sexta-feira, julho 6th, 2018

xxxx

From Google+:

https://plus.google.com/+JohnnyStork/posts/8MUc9RnVho1

The Philosophical Need for Animal Rights

“Immanuel Kant’s argument that no human being should be used as a mere means to the ends of others has become a part of our moral culture. Speaking informally, you are using a person as a mere means when you are using that person in a way that is contrary to his/her own good and to which he/she could not possibly consent. But every human being, as a rational being, is an “end-in-itself,” as Kant put it, and so has an inherent value that forbids such treatment.”

“But we human beings have not been willing to exercise this kind of restraint or grant this kind of value to the other animals who share the planet with us. Instead, we have eaten them, experimented on them, tested medications on them, kept ourselves warm with their fur and skin and feathers, used them for transport and for heavy work like pulling plows, enlisted them in our wars, employed them to sniff out bombs and drugs and to track the missing, made them fight and race for our amusement, and found joy and comfort in their companionship.”

“What could justify this difference in the way we treat other human beings, or anyway in the way we think we ought to treat them, and the way we treat the other animals?”

xxxx
Meus comentarios na discussao:
Louis Charles Morelli em Julho (07),06/18
” This biosphere was created by the state of chaos, but its creator, this astronomic system, is in state of order, mechanicist order. Animals are son of chaos, so a predator killing a prey is the enforcement of chaos. I think we must be the flow of order that lift up from every ciclic chaos, so we must wish to install here the state of order, a kind of garden paradise for all living beings. So we need to combat the forces of chaos and when a prey has its life threatened by a predator we must to arrest or kill the predator, be it a lion or a human being. For getting the state of order we need to exorcise from humans the inherited instincts of prey ( common at workers) and predators ( common to businessmen/women).”

xxxx
Louis Charles Morelli em Julho (07),07/18
” But every human being, as a rational being, is an “end-in-itself,” as Kant put it,..”
Here is the problem of non-rational animals and humans: the tendency to be a closed system, which is an evolution/stopper. The evident investment of natural evolution here and now is clearly, on the human brain, targeting the formation of a new shape of natural system: consciousness. We are 8 billion half-conscious genes building the fetus of what pretend to be born as universal consciousness ( suggests the new world view called Matrix/DNA). So, it is against natural evolution to use human beings for our own good at short time, we will pay it at long time. Because each human being as a gene is a unique and non transferred information, a mission to be accomplished, a letter, a message to be delivered, if only one human does not do his/her work, we will be one handicapped, or the Universe can discard human species here investing in another place/species.
We need to be an opened system but our genetic inheritance is coming from an ancestral closed system ( these astronomical systems that created our biological bodies). That’s why intuitive ancient mysticals elaborated the tales of the fall from the paradise, which was a closed system. We need to combat animals predators, humans predators of humans, we need to combat the inertial dependency of humans with prey’s behaviors, we need to freedom every human being that is being prejudiced in its time and resources for him/her to accomplishes the unconscious reason they are here. kant is wrong saying that the current moral value ” has become a part of our moral culture”. Not in relation to the 1% and the high medium class.

 

Ciência Humana: As bizarrices estão no mundo natural, não nas nossas teorias… Mas qual a função da teoria senão retratar o mundo real?!

sexta-feira, julho 6th, 2018

xxxx

Todos, mas todos mesmos, fenômenos constatados no espaço sideral que não batem com o modelo da teoria astronômica acadêmica, são chamados de ‘estranhos”, “bizarros” e para explicar todos sempre recorrem a um evento nunca provado: colisões cataclísmicas. Ora, a logica do mundo e’ ditada pela Natureza Universal e não pela mente humana. Se existe um fenômeno natural que a mente humana diz ser bizarro, a bizarrice, o erro, esta na mente humana e não na logica natural. Ou vamos mudar toda a Natureza Universal para satisfazer e se adaptar `a mente humana?

 

https://hypescience.com/colisao-bizarrices-urano/

Colisão há bilhões de anos pode explicar bizarrices de Urano

E meu comentário enviado ao artigo ( nunca sai publicado os comentários na hora. Verificar se são retidos pela moderação) 

Louis Morello – julho 07/06/18

Mais uma vez a Mágica Dona Colisão dos Céus vem matar uma inimiga bizarra da Invencível e Eterna Teoria Astronômica dos Homens. Esta teoria virou uma colcha de retalhos tão remendada que se algum não-torcedor dos humanos observá-la, não vai reconhecê-la no modelo original. Mas ao invés de ver que a bizarrice esta no modelo teórico e não nos astros, mantém-no com unhas e dentes. Eu sou torcedor dos humanos e desejaria que nossa visão do mundo esteja próxima da verdade, mas assim não da’. Se houvesse computador e simulação quando a teoria dizia que o Sol roda em volta da Terra, a Mágica Dona Colisão teria mantido integra a crença da Terra fixa no centro com unhas e dentes até aparecer o primeiro satélite.
Será possível que esse pessoal não desperta para perceber que algo na Teoria Nebular sobre a formação dos planetas e sistemas estelares esta’ muito errado? Basta olhar para o que este sistema astronomico produziu aqui, dentro dele, na superfície de um dos seus planetas, e portanto apenas com forças e elementos dele… os sistemas biológicos, aka “Vida”? Então onde estavam estas forças e elementos no estado do mundo a 3,5 bilhões de anos atras? Caíram de outra galaxia por magica? Primeiro de tudo, este sistema astronomico aplicou aqui o chamado processo do ciclo vital. Onde um corpo surge do material existente, cresce transformando-se em varias formas, amadurece, degenera e morre. Os criados sistemas biológicos inventaram este processo do nada? Por mágica ou novamente por uma colisão salvadora? Não: se este processo foi aplicado pelo sistema astronomico e’ porque ele próprio ele foi formado pelo processo. Apliquei esta possibilidade numa estrela leve formada nos primórdios da nebulosa de átomos e vi nos cálculos simuladores a estrela se transformando e tomando as formas dos outros seis tipos de astros conhecidos, de quasares a planetas a pulsares.
Oh… mas usar um fato natural comprovado e conhecido por todos aqui como parâmetro para elaborar um modelo teórico astronomico e’ coisa de louco… o certo e’ imaginar o que nunca se viu ( astros surgindo por acaso e geração espontânea na forma que são, como Deus criou todas as especies na forma que estão), isso e’ racional… Urano, terá’ suas bizarrices explicadas quando aprenderem que existiu dois processos de formação dos sistemas astronômicos e saberem calcular como o primeiro processo evoluiu para o segundo, o que ainda não fiz.
Quando levanto os olhos nus ao céu e vejo o esplendor do estado de ordem, a incrível suavidade e exatidão da mecânica celeste, e não vejo nenhuma colisão, nada que revele o estado de caos desta biosfera a qual o homem projeta ao Cosmos antropomorficamente, e me lembro destas teorias das colisões caóticas, sinto revolta desta heresia contra o gênio da mecânica Newtoniana.