Archive for julho 7th, 2018

O Mistério da Auto-Consciência: o Fisicalismo, o Panpsiquismo, a Combinação de Mini-Consciências, Cosmopsiquismo/Idealismo ou Universal Reproducionismo da Matrix/DNA?

sábado, julho 7th, 2018

xxxx

https://hypescience.com/poderia-o-disturbio-de-personalidade-multipla-explicar-a-vida-o-universo-e-tudo-mais/comment-page-1/#comment-309846

Poderia o distúrbio de personalidade múltipla explicar a vida, o universo e tudo mais?

Meu comentario enviado a HypeScience (verificar se foi publicado):

Louis Morelli em Julho/07/2018

Todas estas complicadas e metafisicas suposições podem ser compiladas e resolvidas numa só racional e naturalista suposição: a de que neste Universo esta ocorrendo um mero processo de reprodução genética da coisa que o criou através de um Big Bang ( cujo evento e’ exatamente igual ao instante da fecundação que cria uma nova vida), a qual deve ser um sistema natural auto-consciente.
Um embrião de 8 meses já possui uma consciência enquanto dentro dele existem milhões de genes executando cada qual uma missão da qual devem ter alguma ofuscada consciência. Mas a coisa fica mais interessante quando descobrimos que os genes possuem como anatomia uma formula natural funcional igual a que se nota como formadora do cérebro, e desde que o cérebro e’ a estrutura da qual emerge a consciência, se deduz que a consciência esta sendo formada como uma nova forma de sistema natural e pela mesma formula.
Estas suposições emergiram como resultado dos meus cálculos e modelos teóricos elaborados pelo método da anatomia comparada entre todos os sistemas naturais conhecidos, de átomos a galaxias a cérebros. Como os modelos estão sugerindo que esta formula e’ constituída de fótons (biofótons) eu suspeito que o fenômeno da múltipla personalidade tem origem num defeito do “big bang” inicial de um indivíduo onde, ao invés de apenas uma copia da formula se manifestar, ao evento convergem varias copias ao mesmo tempo, consolidando algo como uma superposição quântica de camadas de luz, a qual se fixa durante a vida do individuo ( não admira que a DPI foi constatada laboratorialmente apenas em relacao a cegueira, que justamente envolve a luz).

Sei que resumir a coisa assim fica difícil de entender, para isso seria necessário dar uma olhada no meu website, nos modelos, na formula e nos métodos utilizados. Mas se temos um parâmetro real, físico, visível aqui perante nossos olhos, explicando a relacao de uma consciência sendo construída por múltiplas microscópicas consciências, para que vamos rebuscar teorias metafísicas? Estes exercícios filosóficos mentais são bonitos porem complicam, desviando a razão para uma área que cheira `a mistica desnecessariamente. Esta faltando a navalha de Occam para estes filósofos.

xxxx

Analise do texto e pesquisa dos links:

Distúrbio da personalidade múltipla – oficialmente conhecido como Distúrbio da Dissociativo de Identidade (DDI) – e’ uma condição na qual a psique dá origem a múltiplos centros de consciência operacionalmente separados, cada um com sua própria vida interior privada. Foi constatado laboratorialmente primeiro com a mulher que esporadicamente afirmava estar cega nada vendo apesar de ter os olhos normais e abertos, e o MRI constatou que a parte do cérebro relacionada com a visão estava inativa. Porem quando a mulher dizia estar vendo tudo, a mesma região estava ativa.

Realidade física e o problema difícil da consciência

De acordo com a visão metafísica dominante do fisicalismo (segundo a teoria do fisicalismo, todos os aspectos da realidade, inclusive estados mentais e afetivos, somente adquirem plena compreensibilidade e concretude se analisados como realidades físicas), a realidade é fundamentalmente constituída por coisas físicas externas e independentes da mente. Os estados mentais, por sua vez, devem ser explicáveis em termos dos parâmetros dos processos físicos no cérebro.

Um problema-chave do fisicalismo, no entanto, é sua incapacidade de compreender como nossa experiência subjetiva – como é sentir o calor do fogo, a vermelhidão de uma maçã, a amargura da decepção e assim por diante – poderia surgir de meros arranjos de coisas físicas.

O Problema difícil da consciência

Entidades físicas, como partículas subatômicas, possuem propriedades relacionais abstratas, como massa, spin, momentum e carga. Mas não há nada sobre essas propriedades, ou sobre a maneira como as partículas são organizadas em um cérebro, em termos das quais se pode deduzir como é o calor do fogo, a vermelhidão de uma maçã ou a amargura da decepção. Isso é conhecido como o “problema difícil da consciência”.

Panpsiquismo

Para contornar esse problema, alguns filósofos propuseram uma alternativa: essa experiência é inerente a toda entidade física fundamental na natureza. Sob esse ponto de vista, chamado “panpsiquismo constitutivo”, a matéria já tem experiência desde o início, não apenas quando se organiza na forma de cérebro. Até mesmo partículas subatômicas possuem alguma forma muito simples de consciência. Nossa própria consciência humana é, então, alegadamente constituída por uma combinação das vidas interiores subjetivas das inúmeras partículas físicas que compõem nosso sistema nervoso.

Problema de Combinação de Mini-Consciências

Como nada na ciência e na filosofia é muito fácil de ser explicado, o panpsiquismo constitutivo tem um problema crítico próprio: não há nenhuma maneira coerente de esclarecer como os pontos de vista subjetivos de várias partículas subatômicas poderiam se combinar para formar pontos de vista subjetivos de nível mais alto, como o meu e seu. Isso é chamado de “problema de combinação”.

Resposta da Matrix/DNA: Eles não se combinam, e sim se agregam pela evolução de um sistema inicial que foi fragmentado e volta a se reconstituir.  Exemplo: o genoma dos pais e’ um sistema dividido em duas copias diferenciadas que se fragmentam na fecundação para suas partículas genéticas se amalgamarem e tornarem-se um só sistema, igual ao anterior, com a maior complexidade emergida da mistura.

Cosmopsiquismo ou Idealismo

Uma forma de resolvê-lo é postular que, embora a consciência seja de fato fundamental por natureza, ela não é fragmentada como matéria. A ideia é estender a consciência para todo o tecido do espaço-tempo, em vez de limitá-la às partículas subatômicas individuais. Essa visão – chamada de “cosmopsiquismo” na filosofia moderna, mas que pode ser reduzida ao que classicamente tem sido chamado de “idealismo” – é que existe apenas uma consciência universal. O universo físico como um todo é a aparência extrínseca da vida interior universal, assim como o cérebro e o corpo vivos são a aparência extrínseca da vida interior de uma pessoa.

Resposta da Matrix/DNA: Na formação de um novo cérebro humano, emerge uma nova consciência sem conhecimento que e’ copia de uma existente consciência com conhecimento, a de seus pais, ou da especie humana. Porque não também em relacao ao sistema natural que esta se desenvolvendo dentro do Universo? Cada forma de vida em cada galaxia e’ uma nova consciência sem conhecimento que e’ copia de uma consciência com conhecimento do sistema antes e alem do Universo. Não se pode no entanto que pode-se estender esta consciência extra-universal a todo espaço-tempo existente, porque podem existir outros universos, populações de universos, cada qual com uma consciência distinta. E indo mais alem, pode ser que todas as distintas consciências de todos os universos sejam produzidas por uma consciência ainda superior a elas…  

Uma Unica Consciencia Universal se contradiz com as diferenciadas consciencias individuais?

Não é preciso ser um filósofo para perceber o problema óbvio dessa última ideia: as pessoas têm campos de experiência particulares e separados. Normalmente, não podemos ler os pensamentos de tudo que existe, nem estamos cientes do que está acontecendo no universo o tempo todo, certo? Seria bom, mas…

Portanto, para que o idealismo seja sustentável, é preciso explicar – pelo menos em princípio – como uma consciência universal dá origem a múltiplos centros de cognição privados, mas simultâneos, cada um com uma personalidade e senso de identidade distintos

Resposta da Matrix/DNA : Não existe esse problema quando entendemos que no Universo esta ocorrendo um processo de reprodução genética. Os genes são individualizados e separados na formação de um novo corpo enquanto o corpo não existe ainda no interior do universo ovular. Mas antes deste processo de embriologia eles se juntavam numa só consciência ( ou um casal de corpos de uma só especie) e depois do corpo formado voltam a ser uma consciência.

Solucao final academica: O DDI deve acontecer na relacao entre nossas consciências e a consciência universal. Os alter-egos

É aqui que entra a dissociação. Sabemos empiricamente que a consciência pode dar origem a muitos centros operacionalmente distintos de experiência simultânea, cada um com sua própria personalidade e senso de identidade.

Portanto, se algo análogo ao DDI acontece em um nível universal, uma única consciência universal poderia, como resultado, dar origem a muitos alter egos com vidas internas privadas, como a sua e a minha. Nesse caso, todos seríamos alter egos da consciência universal.

Se alguma forma de DDI universal acontece, os alter egos da consciência universal devem ter uma aparência extrínseca. Kastrup teoriza que essa aparência é a própria vida: os organismos metabolizadores são simplesmente o que os processos dissociativos de nível universal parecem.

Conforme ele explica ao portal Scientific American, o idealismo é uma visão tentadora da natureza da realidade, na medida em que elegantemente contorna dois problemas indiscutivelmente insolúveis: o problema difícil da consciência e o problema da combinação. A dissociação oferece um caminho para explicar como uma consciência universal pode se tornar muitas mentes individuais, proporcionando uma maneira coerente e empiricamente fundamentada de dar sentido à vida, ao universo e a tudo que existe.

xxxx

O artigo acima e’ traducao compilada de:

https://blogs.scientificamerican.com/observations/could-multiple-personality-disorder-explain-life-the-universe-and-everything/

Could Multiple Personality Disorder Explain Life, the Universe and Everything?

xxxx

Ver outros links nos dois artigos acima relacionados ao tema: