Archive for julho 15th, 2018

Predador/presa também produzindo o conflito entre gerações?

domingo, julho 15th, 2018

xxxx

https://educacaoeparticipacao.org.br/tematica/juventude/

Juventude, expressão e participação

Esse novo ( a nova geração) que chega compete, inevitavelmente, com o presente, com as gerações passadas.

Como descreve o sociólogo Pierre Bourdieu (1978), “aquilo que para uma geração 1 foi uma conquista de toda uma vida é dado imediatamente à geração 2. […] a velhice também é um declínio social, uma perda de poder social. Os velhos são contra tudo aquilo que muda, tudo aquilo que move etc. justamente porque eles deixaram o futuro para trás, enquanto jovens se definem como tendo futuro, como definindo o futuro”.

Assim, fica mais fácil entender certas expressões ditas por aqueles que já não são jovens, como “na minha época era diferente”, “o jovem já não é o mesmo” etc. Há uma disputa de poder social: nada é o mesmo porque os adultos já não são mais jovens, já não representam o futuro nem uma esperança de mudança e mostram-se ameaçados pelo novo.

xxxx

Parecer da Matrix/DNA:

Descobrimos – através deste texto – uma nova faceta da questão “predador/presa”. Sobre a divisão de poder nos sistemas sociais. Alem da evidente imagem da divisão entre predadores e presas na selva (leões e ovelhas), que e’ projetada no sistema social (classes A,B e C) existe outro tipo de contorção do processo. E’ uma divisão dentro de uma mesma especie, ditada pela faixa etaria e forma do corpo dos indivíduos. E’ uma divisao entre velhos, jovens e criancas.

Os velhos são contra tudo aquilo que muda, tudo aquilo que move e monstram-se ameaçados pelo novo.  Isto indica a característica do grande predador.

Bem, o certo e’ buscar a raiz, a causa do fenomeno. No ancestral sistema astronomico, o mais novo e menor se transforma no seguinte maior e mais velho, o que significa tambem – invertendo circuito – que o maior e mais velho sempre “engole” o menor e mais novo. Porem na astronomia o sistema e’ abstrato, nao se materializa, mas o ciclo vital da astronomia continua no biologico, os organismos tambem se transformam. E no biologico o papel invertido do predador se materializa, o maior e mais velho realmente engole o menor. Quanto a engolir o mais novo da mesma especie – o que seria canibalismo –  acontece apenas nas especies primitivas, ate os repteis.

Não esta facil elaborar a linha da evolucao aqui e nao tenho tempo agora. Porque em todas as asercoes existem senoes. Por exemplo, talvez tribos primitivas humanas que praticavam o canibalismo…

a velhice também é um declínio social, uma perda de poder social.

Isto denota as funcoes 6 e 7 da formula. Ai fica dificil descruzar o processo predador/presa do processo energia-em-crescimento/entropia. Talvez o emparelhamento de dois aspectos do mesmo mecanismo enfraqueca o mecanismo predador/presa. Por isso os velhos tenderiam a se retirarem de cena, deixando o poder aos jovens? Nao isso não acontece, basta lembrar do Trump, do Temer, com mais de 70 anos teimando em serem presidentes.

Bem, houve aqui a percepcao de que o conflito entre geracoes denota uma divisao do poder social, e precisa ser lembbrado quando se trata desta divisao apenas pela otica predador/presa.