Archive for setembro 5th, 2018

Reflexão: o renegado na Internet

quarta-feira, setembro 5th, 2018

xxxx

( artigo em construcao para correcao ortografica)

Eu nunca pude imaginar que isso poderia existir, e tenho quase certeza que você também nunca pensou nisso. Cinco pessoas, sobreviventes da queda de um avião na selva, sem saberem qual o rumo que os pode levar vivos para fora da selva, quando empunham suas mochilas e começam a caminhar, quatro vai na direcao norte e o quinto, sem comentar nada, sai sozinho na direcao sul. Esta cena é possível imaginar, mesmo sem saber os motivos de cada um, mas ela é apenas uma analogia para entender outra cena que esta’ acontecendo aqui e agora conosco neste mundo em que estamos vivendo.

Você e mais 8 bilhões de humanos estão juntos vivendo e acreditando que estão a noroeste do mundo, que este lugar é o único com terra firme, continente solido, e o único possível para suportar a vida de humanos, e o único caminho correto a seguir. Claro que não estão os 8 bilhões de pleno acordo sobre um único local exato que seja o mais real dentro da vasta região noroeste, vocês estão divididos em grandes grupos, uns preferindo o mundo mais perto do Norte e mais distante do Oeste, e vamos supor que estes se chamam ateus, capitalistas, tem a cor amarela, etc.  Outros estão ao contrario, mais perto do Oeste e mais distante do Norte, e vamos supor que se chamam misticos, religiosos, socialistas, são brancos, etc. E nas muitas regiões no meio destes dois locais tem outros grupos crendo que seus locais e suas direções são as mais inteligentes.

Mas todos os 8 bilhões estão vivendo e caminhando na região Noroeste da Terra, onde o clima é mais frio, ‘as vezes gelado, tem salmões e bacalhau, enquanto tem um humano apenas vivendo e caminhando na região Sudeste, onde a vegetação é muito diferente, o clima é mais quente, as vezes chega a ser tórrido, ele nunca vê e não gosta de salmão e bacalhau, e come o que vocês nunca viram no Noroeste. Quando vocês olham para o céu veem as Tres Marias, e quando o despregado olha para seu céu vê o Cruzeiro do Sul.

Quando vocês olham para dentro de seus corpos, se deparam com a essência fundamental de sua constituição, que é o seu DNA, e exclamam: ” um código genético. Apareceu neste nosso mundo criado por uma Inteligencia divina que usa magicas – mas aqui vocês se subdividem, sendo que outros do seu mesmo mundo acredita que o DNA apareceu aqui pelos simples movimentos do acaso absoluto, o qual, da mesma maneira, só poderia ser magico”. Mas quando o renegado olha para seu interior também vê o mesmo DNA, só que exclama algo muito diferente: ” DNA nada tem de código genético, ele é apenas um conjunto de diferentes copias de um único sistema que existia antes de suas origens e que o produziu aqui, tudo naturalmente, sem magicas.” E isto faz mudar todas as outras interpretações e crenças e valores sobre o resto do interior do corpo, do mundo ‘a sua volta, etc.

As cidades de hoje? O renegado dirá que “estão todas erradas, isto não é vida para seres humanos que tivessem despertados dessa ilusão coletiva, eu passaria um trator limpando tudo e faria tudo diferente”…,  enquanto vocês dão a vida num tipo de ocupar seu tempo e sua inteligencia, chamado de “trabalho”, para comprarem um apartamento – que o renegado chama de cela de cimento como prévio portal para o caixão de defunto que vem a seguir – nesta mesma cidade, aprovando-a.

Trabalho? – O renegado exclama incrédulo – “Você diz que esta’ trabalhando?! Mentira, ilusão. Vocês deturparam a definição da palavra trabalho. O verdadeiro trabalho é todo movimento que resulta numa construção, em algo construtivo, ‘a sua frente, que lhe melhore a condição de existência, no curto, médio, e longo prazo, e vocês estão se movendo no sentido da pior condição de existência, da destruição. Não me faça rir dizendo que estas trabalhando.

O renegado pergunta: “A espuma quântica é a ultima fronteira do universo material? Que nada. Aquela substancia vibrante e borbulhante que ambos estamos vendo nada mais é que a substancia das membranas que separa um sistema universal de outro sistema vizinho. Como toda membrana permite trocas, você pode procurar que existe uma maneira de atravessa-la. O Big Bang foi uma explosão de um minusculo átomo que continha toda a massa e energia do Universo? Ora, que absurdo! O Big Bang foi no nível macroscópico o fractal maior do seu mesmo evento a nível microscópico quando no centro de um ovulo explode a membrana de um espermatozoide. Um mero ato de fecundação, isto foi o Big Bang…” E assim por diante, todos os fatos são os mesmos fatos vistos pelos dois lados, porem as interpretações destes fatos são justamente opostas entre si. O Sudeste não e o Noroeste, e vice-versa.

O renegado não é tao débil mental que não se pergunta e não estranha que ele lhe pareca a si mesmo como o único com olhos abertos enxergando o verdadeiro mundo, que ele seria o mais esperto de todos, que ele seria especial, etc. Sim, ele questiona isso, mas não tem como fechar os olhos para a realidade que vê, a qual esta acenando e insistindo que isso é fato, ele esta sendo o único a ver o caminho certo. Mesmo assim, como todo filosofo naturalista é filho da duvida e um cético inveterado que duvida da própria existência, ele continua testando sua visão do mundo porque ele não acredita nela, ou ao menos, ele tem certeza que ela esta’ longe de ser a historia toda, pois ele sabe que não tem cérebro capaz de processar as informações da historia toda. Mas ele tem certeza de uma coisa: a sua visão do mundo esta alguns níveis mais elevados, alguns graus evolutivos mais a frente que as outras existentes ou que existiram no planeta. “Competição é o segredo do sucesso de indivíduos e da riqueza das nações? Ora, mais aqui na selva o que mais vemos é competição entre animais selvagens irracionais. Porque imitar os animais? O que significa um leão mais forte, mais ágil e mais esperto, ganhando a competição com uma vaca? A vaca perdedora foi extinta mas o leão alimentou um corpo que esta determinado a ser extinto. Porem na natureza existe um processo paralelo, como são paralelas as evoluções entre software e hardware no mundo dos computadores, aquele mesmo que garantiu ao DNA hardware e seus antepassados estes 13,8 bilhões de anos de existência, que se te distanciares de tudo o que os animais são, derrubaras o hardware da dominância e  em seu lugar colocaras o software, que é sua consciência, e que continuaras para a eternidade. Tudo o que é bom para animais irracionais tem que ser ruim para seres de consciência cósmica. Porque conservar o ancestral animal em nos impedindo-mos a nossa evolução ‘a nossa transcendência? Riqueza das nações? Por quanto tempo? Todas as civilizações , todos os impérios, todas as oligarquias, imperadores e suas famílias, até agora imitaram justamente as regras na selva, e todos ruíram. Como vou ter motivo para investir tudo na construção de algo sabendo com certeza que sera’ destruído… Vocês deturparam, torceram, as definições das palavras “competição”, “cooperação”, “riqueza”… para encaixarem estes imaginários no seu mundo imaginário que na realidade não existe. Sudeste, e não Noroeste!

Uma outra analogia vai por mais pimenta na nossa reflexão. Toda a comunidade acadêmica, que se diz a unica “cientifica”, esta’ concordando que chegaram ao ultimo limite do Universo quando conseguiram num local o vácuo total mas descobriram surpresos que ele tem uma substancia, a que chamaram de “espuma quântica”, e a cena que buscam para explica-la seria como uma massa leve como espuma mas muito agitada, revolvendo-se sobre si mesma como ondas, turbilhoes, cuja propriedade mais comentada e’ “vibração”. Pois bem. A comunidade acadêmica chegou a esta espuma quântica vindo do Norte, e só sabem sair dela para retornarem pelo Norte. Enquanto isso, tem um humano que chegou por si só na mesma espuma quântica, porem vindo do Sul, e só sabe sair dela para retornar pelo Sul. Quando se encontram na espuma quântica, os do Norte dizem que o Sul não existe, esta’ apenas na pura imaginação do individuo, enquanto o do Sul diz que o Norte não existe, esta apenas na imaginação dos indivíduos.

Ambos estao no mesmo mundo da espuma quantica, estao pisando na espuma quantica, mas nao se falam de maneira alguma porque tem idiomas totalmente diferentes e incompreensiveis, porque fazem as coisas totalmente diferente de maneira que um nao suporta o que o outro faz, evitam de toda maneira se tocarem porque se se tocarem na certa havera guerra. E ambos saem da espuma quantica e logo desaparecem cada qual no seu mundo. Isto significa que um mundo real para os dois existe, um mesmo mundo real, mas apenas quando se referem a espuma quantica. Da espuma quantica emerge uma bifurcacao, duas saidas, mas um so ve uma das duas saidas, o outro so ve a outra saida.

Isto esta acontecendo justo agora. A espuma quantica e’ o planeta Terra, com seus paises, suas cidades. Os oito bilhoes e mais o despregado estao neste momento na espuma quantica, ou seja no planeta Terra, movendo-se lado a lado, vendo-se fisicamente seus corpos fisicos, e notam que sao semelhantes fisicamente, mas a cabeca de 8 milhoes esta toda envolvida na visao de mundo A, enquanto a cabeca do despregado esta toda envolvida na visao de mundo B.

Teria condicoes de dois ou mais individuos viverem numa mesma casa, sendo que um tem a cultura japonesa e fala apenas o japones, enquanto os outros tem a cultura hispana – dividida entre equatorianos, peruanos, colombianos – e falam apenas o espanhol? Como iriam dividir o pouco esoaco da geladeira sem um metodo, o qual jamais poderia ser explicado do espanhol para o japones e vice-versa? Quais as regras comuns entre duas culturas totalmente diferentes para o banheiro, para partilharem a cozinha? Obviamente haveria logo o atrito, onde, por exemplo, um chegaria na frente do outro na cozinha, pegaria um osso de galinha da pia, e apontaria para um cesto de lixo sem saco plastico dentro, e jogaria o osso no cesto, tentando e gesticulando para o outro que assim e’ o certo. Mas o outro imediatamente pegaria o cesto de lixo, despejaria o osso num saco, e mostraria o fundo do cesto apontando a sujeira, e fmostrando a cara feia iria lavar o cesto na frente do outro. Em seguida ele pegaria o mesmo osso, colocaria num saco plastico, e depois colocaria ou nao o saco plastico no cesto, e depois levaria o saco ate o container de lizxo fora da casa, e voltaria mostrando sorridente o cesto de lixo limpinho por dentro. Mas o primeiro nao aceitaria, arrumaria mil argumentos que nao adiantaria falar, como por exemplo que aquele metodo faz gastar dinheiro em saco plastico e usando so cesto nao gasta dinheiro, etc. Nao tem como, ou os hispanos botaria o japones para fora ou o japones – supondo que tem todo o dinheiro para pagar o aluguel sozinho, botaria os hispanos para fora. Assim estamos convivendo nos na mesma casa.

Sabendo disso – que voces nao me suportam do jeito que vivo e faco as coisas, e que eu nao os suporto do jeito que vivem e fazem as coisas – foi o motivo principal que me fez deixar o mundo civilizado e mais confortavel para voces e fui sozinho viver no meio da selva amazonica, porque eu nao tinha o poder para manda0-los a todos para o meio da selva amazonica. Continuamos ambos pisando o mesmo mundo real aos dois, mas muito diferentes, voces nas cidades e eu na selva. Voces no Noroeste e eu no Sudeste.

Claro que assim eu saio perdendo mais que vocês, que na verdade, nada saem perdendo. Os recursos que nossos comuns ancestrais construiram, as ferramentas, as maquinas, os instrumentos cientificos, e dos quais preciso mortalmente para avancar meu caminho a Sudeste, ficou todos para voces. Assim voces podem continuar caminhando a passos acelerados para o Nordeste, enfiando-se cada vez mais na sua visao do mundo, enquanto eu estou mais levando tombos que em pe’, porque esta muito dificil me defender dos grandes predadores. Alias, nem tem como eu me defender, eles estendem as garras desde Wall Street que alcancam ate os mais remotos recursos da selva, e as garras passam raspando no meu corpo, na minha barraca, levando quase tudo o que junto nela. Como sei que nao poderia me defender procuro viver escondido, tomando cuidado para caminhar de leve sem fazer qualquer ruido, para nao ser notado, nem pelos satelites que do alto varrem o planeta, a espuma quantica. E assim estou caminhando muito lento para Sudeste, mais uma vez, em desvantagem. Porem, nao me interessa nem mesmo competir com voces, porque tenho certeza que estao acelerando para chegar a lugar nenhum, apressando seu suicidio, e nao e’ isso que quero para mim. Na selva, ao Sudeste, as coisas sao piores, muito demoradas, mas acredito que vou chegar a um lugar, onde vou me transcender e saltar para alem deste planeta. Fiquem com tudo, bye, bye… cegos idiotas!

Se algum de voces ler este texto, a esta altura vai estar convencido que perdestes tempo, que nao aprendeste nada util. Que existem loucos ou nos sanatorios ou soltos nas ruas voce ja sabia, e a estes loucos voce aprendeu a ignorar para cuidar das suas coisas. Entao neste texto nao teve nada de util.

Mas eis que vira e mexe voce esta cruzando com um louco nas ruas, nas pracas e ele esta perturbando, principalmente porque fica gritando, balbuciando, palavrs incoerentes, sem nexo, prejudicando sua atencao, pensamentos. na verdade nao e’ nas ruas que estas notando este louco, nelas voce nem o ve, nao e’ no trabalho, nos seus negocios que voce cruza com ele, pois ele esta fora disso tudo. O lugar onde cruzas com ele e’ nas secoes de comentarios da Internet, ou  quando digitas uma busca no Google e cai no site dele, ou ainda quando por acaso ves uma manchete de um artigo de autoria dele num jornal ou uma revista. E as vezes ele e’ tao barulhento e incomodo que voce esta buscando entre os seus formar um grupo procurando um jeito de tira-lo da Internet.

Porque sai da selva, do Sudeste, retornei a espuma quantica, e sem apreciar, sem suportar, as regioes do Noroeste, eu entrei no Noroeste para gritar e incomodar seus ocupantes? Porque na selva eu avancei bastante apesar dos pesares, subi em colinas muito altas e piude ver os vales abaixo, inclusive seu mundo, e me certifiquei ainda mais que la na frente do seu caminho tem um abismo, voces estao indo direto para ele, e porque penso ter conseguido muitas provas, mais ainda muitas evidencias, e muitas previsoes acertadas, de que o mundo real e’ o Sudeste. Procurei conhecer todos os fatos reais que voces conseguiram indicando que o mundo de sua vissao e’o unico existente, mas, triste ironia, todos os fatos de voces que eu agora conheco tambem indicam justamente que o mundo de sua visao nao existe, nao tem futuro, ou pior, tem como destino um inferno. Chamei e estou chamando para o debate, para a briga, mas falo emitindo sinais de uma linguagem de outro planeta, vocês nada entendem e estão tão certos de seu mundo que nao querem criticas ou debates. Fiquei com mais gana de chegar ao fim dele, mas percebi que sozinho e’ impossivel, preciso de voces e seus intstrumentos, por isso estou temporariamente aqui tentando, gritando. Se continuar não dando resultados, não tenho outra alternativa senão voltar ‘a selva e esperar a morte chegar conformado, vivendo ao menos imaginariamente o meu sonho sobre o a vida depois do Sudeste.