Archive for abril 25th, 2019

A especie humana sera extinta? Como respondem os materialistas e a Matrix/DNA

quinta-feira, abril 25th, 2019

xxxxx

( extraído de: Theskepticalzone.com)

Question:

It is possible for the human race to become ‎totalmente ‎extinct? Does the free will we have been endowed with make even that awful fate possible, or do you think that, because of the particular interest God has in us (we being created in His image, for example) this is not something that would ever be allowed to happen? In a word, should we take steps to ensure that there will still be human life in 100 years, or (assuming–at least for the moment–that the apparent dangers to our continuance haven’t just been fabricated somehow) homo sapiens are safe in God’s hands.

Answer:

I note that all but a small fraction of species have gone extinct — those alive today. And we seem to be in the midst of another mass extinction. I read that the average life span of a species generally is about 15 million years, about 20% of which is spent actually branching from a parent species. I can’t speak for theists, but most estimates I’ve read predict a relatively short life span for humans, certainly far less than one million years.

Also, they predict a population implosion after the planet’s carrying capacity for humans has been exceed by a large enough margin for long enough, making recovery unlikely due to resource depletion (read: fresh water). Human population growth since the scientific revolution has resembled bacteria more than it has resembled other mammals. I note also that reducing our carbon footprint will be achieved by reducing our population, and probably no other way. But nobody seems to be willing to mention this.

The consensus, as I read it, is that high intelligence is NOT a positive survival characteristic. That experiment might never be attempted again.

xxxxx

E como a Matrix/DNA responderia:

Futurologia com insuficientes dados ou dados confusos é perda de tempo. Ao inves desta abstração devemos voltar os olhos para a pratica. Pelas teorias mais convincentes correntes, o planeta e o sistema solar não tem sido estáveis, com períodos curtos de mudancas que teriam dizimado a humanidade. Talvez agora o sistema esteja numa fase mais madura, estável, e permaneça estável por milhoes de anos. Ou talvez não.

A atual aceleração na mudanca do polo magnetico e os constantes eflúvios de explosões solares são preocupantes. Tambem preocupante é que qualquer mudanca que não seja geologicamente devastadora deverá provocar uma guerra atômica ( por exemplo, falta de agua potável a um pais com arsenal nuclear), a qual pode completar um processo de extincao.

Pela visao de mundo da Matrix/DNA, o mais importante não é se a especie humana será  extinta, mas sim se o feto de auto-consciencia sendo gestado aqui vencera o período de incubação sem ser abortado morto, ou se terminara esse processo em outra especie, talvez ainda, em outro planeta. Cremos que nos estamos e nos somos esta consciencia e não este corpo. Se isto for verdade, devemos buscar a eternidade da consciencia e não da humanidade. Esta seria prejudicial nos mantendo prisioneiros.

Se realmente existe a consciencia e o feto dela aqui, cremos que ela está garantida na sua sobrevivência. Existiriam muitas inteligências mais evoluídas no Universo assistindo para sua proteção, porque para eles seria de um interesse supremo, quase mortal. E se de fato neste Universo está ocorrendo uma reproducao genetica como sugerem nossos modelos teóricos, muito provavelmente seria a reproducao de algo com consciencia, e de nivel cosmico, entao definitivamente ela estaria garantida. Mas para que ela esteja garantida não é necessario garantir a sobrevivência da humanidade antes que termine seu período de gestação. Aparelhos gestores poderiam serem substituiveis.

Portanto vemos que não existe sentido ou lucro em investir tempo e massa cinzenta nesta futurologia. Temos sim que nos voltar-mos para o fator pratico da questao. Temos que manter o planeta apropriado para sustentar a vida. Temos certeza que certos detalhes se continuados vao interromper a sustentação da vida. Entao temos que nos concentrar nestes detalhes para elimina-los, se nos for possivel. Uma vez concluído que seja possivel, devemos iniciar a atuar imediatamente, assumindo o compromisso total pelo que é possivel ao individuo fazer. Por exemplo, metropoles acima de 500.000 pessoas determinam que o espaco ocupado por elas perca as propriedades de suportar o ecossistema da vida natural. Se moramos em uma dessas metropoles temos que nos mudar para cidades menores e denunciar com veemência os que estao contribuindo para seus crescimentos. Por este raciocínio que me ocorreu apenas agora, percebo que tenho mais um motivo moral para mudar de onde estou morando ( New York City). Com certeza, a partir de agora vou procurar a mudanca, esta a utilidade pratica desta questao. Tenho que vender o carro e dar um jeito de usar transporte publico e de preferencia não a petroleo. Tenho que ser mais rapido nos banhos desperdiçando menos agua potável. Etc. Assim é o que devemos fazer e é a única coisa que podemos fazer. O resto, o que vai acontecer, so podemos deixar por conta dos dados que desconhecemos.