Archive for abril 26th, 2019

Inteligencia Artificial na New York Academy of Sciences e meu e-mail sugerindo pautas

sexta-feira, abril 26th, 2019

xxxx

Natural Language, Dialog and Speech (NDS) Symposium (NYAS)

(mandei este e-mail para o evento visando participar com uma stand. Checar respostas no e-mail desde 04/26 e checar meu dashboard, notifications)

The universal natural formula of all natural systems shows that our actual binary systems cannot learning humans properties, it is necessary a new different approach. What we are doing with the current approach is turning on, unconsciously, the biological brain into a mechanistic brain, instead the opposite that should be our goal. I am the unique man in this world that knows this formula, how to make interpretations from  it, trying to mimicking it technologically, as you can have a n initial idea seeing the formulas at my website theuniversalmatrix.com .

Natural evolution is coming in  unique evolutionary lineage since 13,8 billion years ago. Errors in the current paradigm and approach are due also because a world view that separates biological from cosmological evolution, so, life, humans, biological evolution seems to be failed from skies by magical entities, be it gods or constructive randomness. This magical thinking never will lead our computation to learning humans. We discovered the evolutionary link between cosmological and biological, so, we have the knowledge how humans properties were already encrypted in the physic laws before life’s origins, and since we want to give life to our machines, we need know it.

Natural evolution has worked with two fronts since the Big Bang, one we can call it as hardware, the other, software. Exactly how we developed computation, natural evolution develops due feedback between this hardware and software. I am introducing the universal formula as a kind of simple algorithm where we can see the hardware and software at same time.      It happens that the universal formula has not two binary variables, but seven variables, and we can see them from atomic, astronomic, do DNA systems. Another big difference is that natural systems are based on the anatomy of light waves, which has encrypted the process of life’s cycles: any non-biological natural system is built by this living process. So, we need to transform our hardware, replacing pieces, following the natural model.

By the way, I think that my personal investigation lead me to final results that could be interesting to listen them. Since I am American citizen but most part of my life doing research at Amazon jungle,  ( English is not my native language, so, the errors here, sorry) and since I am living in New York, is you think it is good for you, I can build a stand with images in the corridors of the conference talking to people. Or another way you think about. I am sure the novelty of my approach is full of new insights that can boost the development of machine learning. Thanks… Louis Morelli (phone: xxxxxxxxx, e-mail : xxxxxxxxx

ENVIADO PARA ( sem saber se foi mesmo enviado):

Development
horourke@nyas.org

A vida humana vai mudar da água para o vinho, quem garante é a Historia Natural Universal

sexta-feira, abril 26th, 2019

xxxx

(texto em construcao faltando correcao ortografica)

No livro eu inicio: ” Com todo o conhecimento cientifico de hoje ninguém…”

Esta falha no raciocínio humano acadêmico atual parece uma cegueira, uma miopia brusca que afetou cientistas, professores, estudantes. Parece que eles apagaram da memoria toda a Historia Natural que foi obtida com trabalho árduo dos pesquisadores anteriores.

Antes de descobrirem o software, na Idade Media, quem poderia imaginar que a energia que humanos viam apenas como raios explosivos, selvagens, mortais, nascendo das tempestades, podia ser captada, manipulada, domesticada, e como um rebanho de gado dirigida nos campos por trilhas sob nosso comando? Qual macaco trepado numa arvore e olhando a floresta ao redor poderia imaginar que uma muito remota geração de seus descendentes iria transformar aquilo em cidades com arranha-céus, carros, aviões, porque seu corpo, seu cérebro, guardava ainda o potencial latente para desenvolver o neocortex? Qual pedra ou rocha em Marte hoje, naquela paisagem estéril sem fim, pode imaginar que nela mais os elementos simples brutos a sua volta esta o potencial para se desenvolver em coisas como arvores e animais? Qual girino ancestral cego na escuridão oceânica poderia imaginar que na sua cabeça o órgão para captar coisas moventes ao redor tinha em si o potencial para se tornar algo como o olho, capaz de trazer o mundo externo para dentro de sua cabeça? Nos 200 milhões de anos do homo sapiens antes de Copérnico quem poderia ter imaginado que o Sol não se move a nossa volta no céu e sim nos é que estamos embarcados num bólido viajando no espaço sideral dando voltas e mais voltas em torno dele? Em milhares de anos quantos humanos estiveram nos seus ultimos suspiros no leito da morte com um braco levantado acreditando piamente que se dirigia ao Criador de seus nobres ancestrais e que nos mandaria queimar na fogueira se dissemos que o macaco no zoologico foi nosso criador e avo de outras eras? Porque a Natureza tem verdadeiros truques de magica inda escondidos nas suas mangas, como tinha o processo da evolução natural. E quantos truques ainda Ela mantem ocultos do nosso pobre conhecimento de micróbios nesta imensidão de Seu corpo universal e nas outras seis faixas de luz que organiza matéria em estados vibracionais que não captamos, e que as reflete sem revê-las ao nosso pobre aparelho visual? Então não pare, não se deixe levar pelo negativismo dos materialistas niilistas acadêmicos e nem pelos conformados deístas esperando o inevitável apocalipse, vá em frente sempre! Eu fugi como escravo da senzala para o mato terrível da selva bruta mas enquanto tive vida fucei a matéria a volta buscando descobrir algum potencial natural que me desse o poder do conhecimento natural para salvar ali a minha vida, e encontrei! mesmo quando estamos morando numa vila ou gueto miserável sob a pressão do ciclo da miséria que nos escurece o futuro sem crermos em alguma mudança magica, continue fuçando a Natureza, como aquele outro humano que assim fez e sem saber no que ia dar misturou uma substancia nova num refresco, descobriu a Coca-Cola e ficou bilionário! Hoje quando a cada segundo alguém abaixa um vídeo no Youtube com uma musica que nunca vai sair daquele vídeo porque nada tem de novo e parece que todas as possibilidades estão cansadas de serem esgotadas, uma menina de 13 anos, morando numa casa a beira de um rio longe da cidade mais próxima, cujos pais saíram para trabalhar e ele só em casa sem ter o que fazer pega um violão, senta-se no sofá, começa a dedilhar ao acaso, confessa em voz alta e cantada os seus sentimentos sobre as diferenças entre a sua turma de adolescentes da escola com as turmas ricas que ela vê na televisão em outros países distantes, percebe que de repente surgiram tons musicais que ela gosta, vai mostra-la no colégio, na cidade e em pouco tempo se vê ganhando dois Grammys e começa coletando uma fortuna de 10 milhões de dólares, para espanto de seus pais! Uma menina de 13 anos, fuçando, esmiuçando os sons naturais descobre mais um potencial que ali estava a disposição de qualquer um que tocasse justo naquele ponto! ( Estou falando da Lorde e seu sucesso inicial, The Royals ). Que vergonha para nos marmanjões que gastamos a vida circulando em volta de trabalhos rotineiros e repetitivos sonhando com a liberdade proporcionada pelo dinheiro, enquanto uma menina do interior com apenas 13 anos resolve isso num estalo de dedos em trinta minutos!

Qual humano hoje pode imaginar o que seu corpo e mente tem em si de potencial latente para se desenvolver em que coisa inacreditável hoje? Pois depois da descoberta de como o nosso DNA se estende ate as mais jamais imaginadas regiões deste Universo, adquiri a certeza que esse nosso corpo cheio de tanta complexidade e problemas que quase não nos deixa livre para mais nada, cheio de carne e osso, vai ser mudado, transformado pela Natureza de maneira que dentro de algum tempo sera irreconhecível num corpo mais energia que massa, que carne e osso. Ora, que não se fique dando volta em torno de um circulo, beating around the bush como dizemos nos os americanos vindos do Brasil, preocupados em encontrar na farmácia um cosmético que elimine uma pequena espinha, e sim que se ponha a mente a buscar quais os potenciais escondidos em nossos órgãos, cérebro, corpo inteiro, que fara a maioria dos nossos problemas atuais se dissolverem como que por encanto nas brumas do passado. Tem muita coisa ainda na frente dos nossos narizes agora passando por nos, muitas oportunidades, que os macacos jamais vão descobrir porque se acomodaram nas arvores comendo bananas sem se aperceberem que vivem sob o ciclo da miséria no qual está  dormindo o enorme potencial que outro grupo de macacos mais ativos descobriram e se tornaram os humanos donos do planeta de hoje.

Eu comecei a pensar nisso quando descobri na selva amazônica que a natureza tem escondido de nos um potencial latente dormindo em nosso DNA, com extensões dentro de átomos e galaxias, que quando descoberto pela humanidade la` fora na civilização, vai transformar tudo o que somos e acreditamos hoje em dia. O DNA que vemos e conhecemos hoje, ainda se resume aqueles raios e relâmpagos que nossos ancestrais viam aparecer e desaparecer na tempestade sem imaginar o potencial que neles existia. Pois esse DNA que vemos e conhecemos é apenas a ponta manisfestada aqui na nossa dimensão visual de algo que vem do macrocosmo e a 13,8 bilhões de anos, e vem construindo todos os sistemas naturais conhecidos, desde aqueles átomos, estas galaxias… e o que poderá fazer agora quando conseguir-mos domestica-lo e dirigi-lo segundo nossas necessidades. Eu imagino que o que levou o troglodita das cavernas a descobrir que na Natureza havia o potencial para ele criar o fogo onde não está presente foram as pontas de pedras e pedregulhos no piso que o torturavam as costas quando se deitava ou o bumbum quando se sentava, pois quando eu tive que dormir por meses na terra dura que cobria apenas com folhas e palmas que conseguia `a volta passei por isso e sei o incomodo que isso nos causa. E porque alguém inventou pernas de cama? Apenas se você estiver desmaiando de sono consegues dormir um pouco no mesmo plano onde estão

caminhando formigas, cobras, aranhas, escorpiões e da água avançando numa chuva. E o troglodita ficava meio em pé, meio agachado, olhando aquelas pontas e com raiva pegava pedras soltas raspando-a nas pontas incomodas e numa dessas… tchabum!… saiu uma faísca que pegou nas folhas secas a volta e ele teve que se mover estupefato mirando o que havia criado. Isso ensina que muitas vezes criamos antes na mente a imagem de algo que não existe ainda – como um leito liso onde se deitar dentro de uma caverna – e essa imagem nos move a criar as ferramentas certas que tornarão a imagem realidade. Pois agora quando a humanidade na civilização está prestes a realizar a descoberta que ainda existe enorme potencial em nosso corpo, principalmente dormindo em nosso DNA e neste cérebro indevidamente dividido em duas metades, vamos ser movidos a buscar novas ferramentas com nova tecnologia, e nossas crenças atuais, nossas atuais interpretação e visão do mundo, e nossa arte em manipular a matéria, vai ser tudo entornado de ponta-cabeça, para muito melhor do que é hoje.

Pensando nisso me lembro agora de Ayn Rand no seu livro “The Atlas Shrugged” descrevendo muito bem o que se passa na elite intelectual deste começo de seculo. Numa festa um professor de filosofia diz aos presentes a sua volta, a maioria estudantes deslumbrados com sua capacidade malabarística com as palavras e conceitos apenas abstratos:

( a continuar copiando do livro o texto realçado )

O segredo do sucesso estará em abrir mão de toda privacidade?

sexta-feira, abril 26th, 2019

xxxxx

Um sistema social será tanto mais defeituoso  quanto mais informações privadas os cidadãos negarem ao Big Brother. Pois ele terá menos capacidade para ajustar todos os diferentes cidadãos numa organização perfeita.

Um sistema social sera tanto mais perfeito quanto mais informações sobre cada individuo o Big Brother souber.

O Big Brother é a entidade abstrata dos sistemas que emerge como a soma de todas as informações de todas as partes mais as informações das interações entre as partes… e se o sistema não for isolado, sobre as interações das partes com elementos externos ao sistema. Esta entidade abstrata nos sistemas mais complexos vem da evolução do auto-controle dos sistemas não-vivos que mantem o equilíbrio termodinâmico interno. E’ comum entre os biólogos se falar num “comando invisível de instruções no DNA”. Este é o Big Brother dos genes.

Tudo isso se percebe de imediato quando temos em mente a formula universal que a natureza tem aplicado para organizar matéria em todos os tipos de sistemas naturais existentes:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Existe enorme relutância das pessoas em partilhar sua privacidade. O diretor da Petrobras que foi preso por corrupção e se descobriu que ele tinha uma parede oca na casa com 20 milhões, não iria querer informar isso ao Big Brother. Este exigiria até que as pessoas informem se se masturbam ou não, quantas vezes, e quantas vezes vão ao banheiro, se tem cabelos brancos embaixo da tinta, etc. Mas pela definição de sistema perfeito, se uma unica informação, a mais aparentemente desprezível que possa ser, interna ao sistema, que não esteja somada na entidade do controle, o sistema não será perfeito.

Somos conduzidos a concluir com certeza que nunca, jamais, a humanidade terá uma sociedade perfeita.

Mas também temos certeza que, ou o ser humano muda de forma física ou a humanidade será extinta. Com certeza as mudanças que ocorrerão no planeta e no sistema solar chegarão a um ponto que não mais suportará a vida na Terra. Uma alternativa que parece ser a unica esperança é que o ser humano evolua mudando sua forma física, no sentido de menos massa e mais energia. Seria a unica maneira de realizar viagens interestelares, para encontrar outro planeta como a Terra, e/ou espalhar-se pelo Universo.

Mas para mudar de forma é preciso que haja transcendência. E transcendência provem da perfeita harmonia de todas as partes com abertura para a própria auto-evolução. Essa perfeita harmonia de todas as partes implicaria num sistema social perfeito. E sistema perfeito implica que todos os cidadãos abram mão totalmente de sua privacidade.

Estamos aparentemente diante de um problema paradoxal sem solução racional.

No livro e filme “Admirável Mundo Novo”, de Aldous Huxley, podemos ter uma representação de um sistema social perfeito. Mas o autor mesmo observa que o ser humano se torna uma especie de robot, estupido, onde é proibido descobrir coisa nova porque alteraria a ordem do sistema, seria proibido criar, e proibido ou inexistente o livre-arbítrio. Obviamente muitos dos humanos de hoje rejeitariam tal sistema, apesar dele proporcionar a felicidade física máxima.

Uma possível solução seria a humanidade procurar formar uma sociedade organizada, no sentido de harmônica, sem sistema nenhum. Isto implica, sem ter um núcleo, um governo central. Todas as decisões relacionadas ao nível social seriam ditadas por plebiscitos. Mas para isso teria antes que haver uma lenta evolução no sentido de cortar as arestas culturais, comportamentais, aproximando-se de culturas e comportamentos únicos. A maioria sempre venceria um plebiscito. Imagine se a maioria fosse muçulmana. Muitas de suas decisões seriam insuportáveis para ateus, materialistas, católicos, etc. Imagine ser obrigado a cobrir a face com um pano…, nunca usar calca jeans… Se a maioria fosse mulher e com o poder de ditar as regras, nem Jesus teria podido ficar na casa da mulher que não parava de mover-se limpando e arrumando a casa e reclamando que os homens não ajudavam naquele trabalho para ficarem falando de filosofias, politica…

Então talvez a solução pelo “sistema nenhum” seja possível, porem certamente seria muito lenta. Que todas as cabeças diferentes vão caminhando no sentido de um dia convergirem para ser uma cabeça só, teria que ser um processo em que cada geração mudasse um minimo detalhe de um comportamento menos comum no contexto da população global. Mas também o planeta teria que ir mudando no sentido de chegar a uma homogeneidade geral de clima, etc.

Talvez a solução suprema e possível esteja oculta num conceito que foi dito acima relacionado ‘a utopia de Huxley: felicidade física máxima.

Creio que existem dois tipos de necessidade humanas diferentes: as necessidades físicas e as intelectuais, ou espirituais. Então poderíamos pensar na humanidade chegando a dois tipos de organização harmônica. Uma, referente as necessidades físicas, seria o sistema perfeito, total acomodação e satisfação para o corpo, e outra, referente as necessidades intelectuais, sem sistema algum, harmônica mas inter-diferenciada, com o todo aberto a sua evolução. A necessidade intelectual continuaria a motivar a evolução espacial, e com isto retiraria da maquina social corpos para habitarem, como por exemplo, as estacoes espaciais. Pois no admirável mundo novo a estupidificação interromperia qualquer busca de evolução. As descobertas, a criação, a manutenção da consciência autônoma, se daria acima da Terra, portanto sem afetar o sistema social perfeito. Mas na nave não haveria lideres, comandantes, pois ali não poderia haver sistema algum.

As sociedades de abelhas e formigas são a encarnação biológica da formula universal para sistema perfeito. E’ compreensível que a formula encriptada na genética tenha conseguido se auto-projetar depois que formou o organismo, para ser o sistema social: formigas e abelhas não possuem intelecto, nem mesmo um cérebro digno de nota. Ali a rainha e a encarnação da identidade abstrata que emerge como controle do sistema. mas devemos notar que a própria rainha e escrava de e no seu próprio sistema. Ela tem que se submeter a regras rígidas de disciplina. Ela também não pode descobrir, não pode criar, não pode exercer o livre-arbítrio na sua totalidade, pois alteraria o sistema. O Big Brother também seria um escravo do sistema.

O Universo tem organizado – ou assistido a organização – de tudo em sistema. Até a mais remota pedra no fundo do oceano pertence a um sistema, o galáctico. E todo sistema é ruim, pois implica em morte, escravidão, etc. Mas parece-me que o Universo está mandando uma mensagem: a existência eterna, a liberdade total, só será agraciada ‘a especie em que as partes coexistam harmonicamente deixando de serem partes de um sistema.

Enfim, por enquanto a sugestão racional para a humanidade fé: transforme o planeta num jardim ajardinado e o humano inserido numa biosfera mecanicamente automatizada, onde o corpo terá  o máximo de sua satisfação, mas mantenha a mente fora disso, aberta a evolução.

Isso é possível. Só ainda não resolvi o que vamos fazer com nossa privacidade dos dados relacionados ao nosso corpo físico. O que inclui ate o ultimo centavo, ou a garrafa de uísque que mantenho escondida embaixo da cama. E como nos casos de imigração, se você quiser mesmo se naturalizar cidadão devido a casamento, podes ser obrigado a informar até a cor da calcinha da sua mulher, para provar que o casamento é verdadeiro…

E talvez por ai também vai se resolver a questão da privacidade. Você quer ser do sistema e você entende que para o sistema existir e se manter ele tem que obter e verificar informações, senão vira bagunça, o sistema pode se desfazer. Assim você perde toda vergonha, toda proteção de sua privacidade física, e entrega voluntariamente o corpo para o admirável mundo novo… Mas a mente, nunca!

Existiria uma maneira de todo mundo entregar o corpo e todos manterem a soberania sobre sua mente. Mas não poderia ser ateu e não pertencer a nenhuma religião organizada, nenhuma igreja. Todos concluiriam e teriam a intuição de que exista pelo menos uma inteligencia muito mais evoluída, e portanto com muito ou total poder sobre o mundo material. Esta intuição seria o único denominador comum entre todas as mentes. A igualdade das mentes terminaria ai. A partir dessa intuição cada mente iniciaria a buscar e montar a sua imagem e conceitos sobre o que seria essa “consciência cósmica”. Como todo humano é diferente em algo de todos os demais, todos tiveram experiencias de vida com algum detalhe diferente, não haveria um deus igual ao outro. Seria proibido falar de seu Deus e você não aceitaria ouvir outros falarem de seus deuses para não perturbar sua imagem. Cada Deus indica um caminho especifico, único, a seguir. Assim todos os humanos teriam direções intimas, inconfessáveis, diferentes, apesar de conviverem juntos. E’ possível, pois eu venho a tempos fazendo exatamente isso, minha divindade ninguém mais pode conceber igual, o meu templo é meu cérebro, somente eu posso entrar nele.