Archive for maio 25th, 2019

Ha vida apos a morte? Debate entre dois famosos rabis judeus e dois mais famosos ateus mais a resposta da Matrix/DNA

sábado, maio 25th, 2019

xxxx

Is There an Afterlife? – Christopher Hitchens, Sam Harris, David Wolpe, Bradley Artson Shavit

https://www.youtube.com/watch?v=UjKJ92b9Y04

A RESPOSTA DA MATRIX/DNA

A Matrix/DNA resume sua visão de mundo na seguinte resposta: “Não existe vida apos a morte, nem para o corpo físico nem para a aura. Mas…continua a existência da aura. E é nela que se conecta a consciência.”

Vamos recorrer a uma analogia. Muitos cientistas se tornaram ateus porque decifraram o mundo material desde uma fronteira limitada no grande e outra fronteira limitada no pequeno, e nessa zona de eventos intermediaria entre um principio e um fim desconhecidos, nada sugere a existência de algo sobrenatural, tal como seria uma alma humana sobrevivendo a morte do corpo físico. Porem, o que esta ocorrendo nestes 13,8 bilhões de anos deste Universo é um processo de reprodução genética daquilo que o produziu. E o método mais sensato para a mente humana super-limitada tentar elaborar a teoria mais sensata do que sera estes principio e fim, é perguntar ao processo reprodutivo genético que a mesma natureza universal desenvolve aqui na frente dos nossos olhos.

Então focalizemos um humano que surgiu neste mundo pelo processo reprodutivo genético e que tenha hoje uma meia idade, um tempo intermediário entre seu principio e seu fim. Vamos primeiro na direção de seu passado, ate o principio, depois voltamos a ele aqui e agora e vamos sondar seu futuro, ate seu fim.

`A medida que vamos reduzindo seu tempo, descendo pela sua idade chegamos ao seu estagio embrionário. damos uma parada aqui para notar que algo muito importante mudou neste estagio embrionário: a perda da auto-consciência. Pois dai vamos ao estagio fetal, depois descemos a blastula, a morula e chegamos no momento incial sem mais ver a presenca da auto-consciencia.

O que ocorre justo no seu primeiro instante, no seu momento inicial neste mundo? Um Big Bang. Dentro de um minusculo ovulo explode a membrana de um espermatozoide no seu centro. Aqui neste instante se inicia tudo. Tudo tem inicio com pequenissimas particulas formando pequenissimos pacotes que se constituem em informacoes geneticas. Mas e sobre o inicio destas particulas-informacoes? Elas nao iniciaram ali, alias, elas foram um dos protagonistas do Big Bang.

Estamos na frente de um minusculo ovulo, assistimos um Big Bang dentro dele… na mesma situacao que hoje estao os fisicios perante o Universo, as particulas iniciais e seu Big Bang.

Vamos descer entao alem deste Big Bang no passado no rastro destas particulas e de repente, as vemos num outro corpo, de meia-idade, que tem auto-consciencia. Nao vimos nenhum milagre, nenhum ato sobrenatural, nenhum Deus magico, tudo foi estritamente natural.

Pois bem. Que outra coisa alem da materia, compreendida como massa mais energia, existe neste mundo conhecido por nos, poderiamos consultar para saber sobre sua existencia? Me refiro a nos no sentido da nossa racionalidade pura, simples natural, material. Pois se nao conhecemos nada mais alem dessa materia, obviamente nossa racionalidade foi produzida por esta materia, fe material.

Mas existem duas coisas que precisamos lembrar agora: a nossa imaginacao que cria fantasias. Entao uma das coisas tambem produzida por essa materia fe a nossa imaginacao, a qual parece ser algo abstrato e cria fantasias que nos parecem ser coisas abstratas. Mas se elas surgiram aqui elas nao sao abstratas, sao igualmente parte desta materia. Sabemos tambem que a materia tem produzido coisas que logo sao destruidas, e nestes 13,8 de anos algumas foram destruidas e por enquanto nunca mais voltaram a existir… por enquanto. Sao coisas que nao se adaptaram ao mundo real da materia. Por enquanto nao sabemos se nossa racionalidade, nossa imaginacao e as fantasias criadas por ela, vao ou nao serem destruidas.

Entao, perguntas sobre os desconhecidos passado e futuro alem das fronteiras do nosso tempo e espaco conhecidos podem ser feitas por duas entidades diferentes: a racionalidade e a imaginacao.

Se aplicar-mos estritamente a racionalidade quando queremos saber o que existia no passado antes do instante inicial de um ser humano, chegamos a conclusao inveitavel que existia outro ser humano e auto-consciente. E como sabemos que existe apenas uma porcao de materia neste nosso mundo, a qual damos o nome de Natureza, mais exatamente de Natureza Universal, quando analizamos isso racionalmente concluimos inevitamente que uma unica natureza tem apenas um unico metodo de fazer, criar suas coisas. A evidencia disso `e que observando a historia de um corpo humano chegamos ao mesmo tponto que chegaram os fisicos observando o Universo… um Big Bang, surgimento de particulas, etc.

Mas ora, nos somos maiores do que a historia do corpo humano observado, ou seja, nosso tempo e espaco sao maiores. Assim a historia do corpo humano cabe dentro de nos, e nao apenas ela, inclusive parte da historia antes dele surgir, o sifuciente para ver-mos de onde suas particulas e conciencia vieram. Por outro lado, nos somos muito menores do que a historia do Universo, ou que seja, da materia. os fisicos nao contem em sua historia existencial a histotia existencial do antes do Universo, do antes da materia universal.

Entao eles tem apenas duas alternativas. Ou eles usam a racionalidade que sabe que existe apenas uma natureza universal, uma unica porcao de materia ao menos no nosso mundo, e cuja deducao obvia fe que essa materia, essa Natureza, faz tudo por um unico metodo e terminam por concluir racionalmente que basta a eles tranportar o conhecido de uma parte da historia antes das origens do que fe feito aqui e agora para saber o que, como foi a desconhecida parte da historia antes das origens do Universo. Nao tem como escapar disso, se dispoem-se a aplicar a racionalidade nua e pura, materialista.

Agora… o humano tem tambem as imaginacoes, e suas fantasias. E alguns escolhem sobrepor as fantasias abstratas criadas pela imaginacao abstrata sobre a razao. dentre estas fantasias surgiram a dos deuses magicos sobrenaturais, assim como a dos acasos magicos que ao inves de destruirem, tem imposto `a natureza uma continua construcao, a qual denominamos de evolucao.

Humanos sao livres escolham o que quiserem. Por meu lado eu fui o mais extremo e autentico materialista na selva amazonica, porque eu nunca dividi a Historia da Evolucao Universal em dois blocos arbitrarios criando um abismo entre eles para depois ficar perdido sem saber como comecou ou de onde veio o segundo bloco, ao ponto de ter que apelas a imaginacao e sair-se com coisas como que a vida, que e o segundo bloco, surgiu por acaso e vem sendo construida por acaso e nao pelo simples fluir da avalancha de causas de e efeitos que tecve inicio no Big Bang, sem qualquer interferencia de algo sobrenatural e magico. Nao, eu fui fiel a materia unica e sobrranan desde o principio ao fim. ,as eu nao sou livre para escolher em qual teoria apostar, se na minha estritamente racional, ou se nas duas outras produzidas pela imaginacao. Pois na minha racionalidade nao existe espaco para a imaginacao, mesmo porque eu nao aceito-a dando piteco nas minhas decisoes sobre minha existencia. Eu nunca vou dar a liberdade a quem usa a imaginacao ao inves da razao. parq mim naot tem amenor sombra de duvida: a consciencia que esta em mim agora, nao foi criada por mim em pelo troglodita saindo do macaco, em momeoento algum foi criada dentro deste universo, apesar de que deve ter sido criada por ou junto com esta materia ou ainda ela pode ter criado toda a materia… Pois eu observo ambriogeneses e sei que apesar da consciencia nao estar sendo eexpressada antres da forma embrionnaria ela numnca deixou de existir no codigo genetico que construia as formas anteriores.

Mas a questao aqui fe sobre o futuro do corpo humano, o que acontece depois da morte do corpo fisico, ou seja, a inercia e fragmentacao da materia compondo o corpo fisico. Todos observamos que um corpo fisico esta desconectado de tudo o mais, principalmente depois de morto, e mesmo que depois de morto continuem ainda a existirem outras copias deste corpo fisico, ele nada tem a ver com a vida que continua nos outros corpos fisicos. Ele esta morto para sempre.

Mas pergunto: e a auto-consciencia de sua existencia? Uma resposta precipitada vai logo afirmando que obviamente esta morta tambem, pois ela estava viva enquanto conectada a um corpo vivo, e agora esta conectada a um corpo morto. Fe uma resposta precipitada porque se esquece daqueles seis meses na embriogenese do corpo humano, entre o Big Bang e a forma de embriao. Ali nao havia um cerebro formado, portanto um cerebro vivo, mas a consciencia estava na sua genetica, ela nunca deixou de existir, apenas passou um tempo temporariamente sem se expressar. O tempo entre um corpo humano – dos pais – e outro corpo humano – do filho.

  • “Ora, voce esta trazendo a ideia de reencarnacao, Ms existe uma grande diferenca. naqueles seis meses entre o corpo dos pis e o novo corpo do filho, nunca deixou de existir um circuito de conexao conectando os dois corpos e pelo qual fluia o codigo genetico. E na reencarnacao, entre um corpo morto, enterrado, desapareceido e outro corpo nascente em outro lugar, outra data, nao existe nenhum fio de conecxao por onde flua a mesma genetica. “
  • ” Novamnte voce esta sendo precipitado nos julgamentos. Nao, a minha observacao da materia e minha racionalidade nao me conduzem `a tese da reencarnacao, tal como a ala kardecista. Em primeiro lugar, quando um corpo humano morre, continua a existir a auto-consciencia na especie humana, ou o consciente coletivo…”
  • “Entao la vem voce com a camada do consciente coletivo de teilhard du Chardin, ou algo junguiano…”
  • ” Tambem nao. Acontece que meu materialismo mais o naturalismo nu e cru da selva e mais minha racionalidade me conduzirama descobrir a formula universal da Matrix/DNA. Rntre outras coisas esta formula sugeriu toda uma nova versao da historia Universal e esta Historia sugere que aqui esta ocorrendo um processo universal de reproducao genetica. Mas tambem, esta Historia apontou como a formula da Matrix/DNA chegou na superficie da terra e comecou a construcao de uma sua nova forma de sistema, a biologica. Primeiro essa formula construiu e se aloju num ser unicelular, depois ela se esticou toda alem dos limites do ser unicelular para alcancar a colina destes seres unicelulares e assim ela modelou o primeiro ser multicelular, ou seja, um organismo. Entao ela existe tanto no tamanho microscopico dentro de suas dcelulas como ela existe no tamanho medio do tmanho de seu corpo inteiro, organizando todas as celulas como seu template. Ou seja, ela repetiu num processo de 3 bilhoes de anos o mesmo processo que vemos ocorrer nos seis meses da gestacao embrionaria: ela existia em todas aquelas moleculas, em todos os unicelulares, ento dosos os animais que nos antecederam, sem se expressaio apemas vindo a se expressar quando um cerebro adquiriu o neo cortex, no ser humano. isto significa que a consciencia nunca esteve conectada por um circuito ao corpo fisico de carne e osso, mas sim conectada a esta forma invisivel dessa formula organizonal do tamanho de seu corpo inteiro. Ora, entao existe uma possibilidade da consciencia sobreviver a morte do corpo fisico se a formula Matrix/DNA que nao fe de carne e osso, – e como explico m oitros trechos, ela fe feita de fotons, uma network de fotons – e que nao esta conectada ao corpo fisico mas sim transcende-o, sobreviver alem da morte do corpo fisico. Se ela sobrevive, leva consigo sua consciencia.
  • E teriamos algum fato real provando que ela sobrevive ou nao? Nao, porem temos fortes evidencias e a nossa racionalidade pura afirmando que ela sobrevive. primeiro porque a forma que esta sendo reproduzida a nivel extra-universal nao e a forma de um corpo humano. Quando descemos alem do Big bang vemos auto-consciencia atrelada numa onda de luz, a qual e um corpo, com anatomia propria e justamente na forma da… formula Matrix/DNA. isto sugnifica que a auto-consciencia geradora veio fragmentada, na forma de genes dela mesma, mas sabemos que os mesmos genes que vireram dos nosso pais sao os que estarao formando o corpo do embriao quando ele nasce… para fora do universo ovular. Segundo vem o calculo da racionalidade. Esta se baseia nesta copia do crebro humano que temos desenvolvido e chamamos de computador. O computador nas priscas eras era um abaco, toenou-se uma maquina de calcular a manivela, depois uma maquina de calcular eletronica, depois o Rniac do tamanho de uma quadra, e assim apos muitas geracoes de diferentes formas do hardwate chegamos nos lapttop. Mas o hardware ano fe nada em o software. Entao o software cque comecou n cabeca de quem criou o abaco e se firmou na cabeca do Bill Gates com a primeira forma do Windows veio evoluindo e hoje continua evoluindo a partir da cabeca, da mente humana. Todos os hardwares ultrapassados morreram, foram para o lixo, mas o softeware nunca foi para o lixo, nunca morreu, ele tem sim, crescido, se complexificado. Entao entenda que sua consciencia esta alojada e como um softeare agora num computador porem tambem e o mesmo softaew que esta e nunca morre em uma outra mente ouro nivel , muito alem dos limites dos hardwares… quer dizer do seu cerebro e seu corpo fisico. Lembra-se da camada do consciente coletivo? Agora imagine como fe o consciente coletivo dos trilhoes de seres conscientes que existem neste momento neste Universo. Como consciencia voce agora vive dentro de um hardware mas existe tambem ao mesmo tempo dentro de outra mente alem deste corpo fisico. A qual nunca morre. Claro que vocce nao vai gostar muito dessa nova realidade e podes ate resisitr mantendo a sua crenca de sempre. Mas quem esta resistindo e voce, nao sua consciencia. E seu ego, um elo ou cordao umbilical entre seu corpo fisico e a formula, a aura da Matrix/DNA.”
  • “Aura?!”
  • ” Se voce esta se referindo aquela figura dos orientais que e mera copia do DNA, com duas hastes enroscadas em espiral e com sois luminosos entre as duas hastes representando as bases nitrogenadas… sim. Pois ai esta a forma biologica da Matrix/DNA aqui e agora.”
  • “Voce nao pode mostra-la, nao pode prova-la, voce nunaca a viu, portanto voce deixou de ser racional e caiu na mesma situacao dos outros, vitima da imaginacao…”
  • ” Nao posso mostra-la a voce, porque voce daiu fora da racionalidade e seu cerebro esta tomado pela imaginacao. Prova disso fe que a Natureza esta aqui te mostrando a resposta para a questao no topico e voce se recusa a aceitar. Os orientais de 5.000 anos atras a viram porque eram mais proximos dos macacos, tinham imaginacao incipiente, eram mis praticos e racionais, de uma racionalidade pura, virgem, o que os humanos perderam. Os nativos da selva veem pedacos dela. Quando fui reduzido a primata selvagem e me conctei por inteiro com a Natureza nua e crua, a razo natural calculou tido e mostrou-me o retrato dela sem nemhuma interferencia dos orientais. Eu posso prova-la a minha racionalidade. Mas o cerebro humano vai desenvolver estes limitados sensores e adquirir novos para ver muito mais e a verao por si proprios. Voce nao tem como escapar disso.”