Visão de Mundo + Boicote = Única Solução Definitiva para O Brazil

xxxxx

O artigo na JusBrazil, com link abaixo suscitou uma mensagem da Matrix/DNA a qual esquematiza o quadro atual brasileiro e sugere uma solução:

A política brasileira é um desastre? Ministério sem negro nem mulher é um atraso? “Nada disso”, diz a oligarquia neocolonialista

http://professorlfg.jusbrasil.com.br/artigos/337159020/a-politica-brasileira-e-um-desastre-ministerio-sem-negro-nem-mulher-e-um-atraso-nada-disso-diz-a-oligarquia-neocolonialista?ref=home

Publicado por Luiz Flávio Gomes – Maio – 14 – 2016

E o comentário postado por mim:

 

Para se eliminar esta oligarquia e’ preciso descer no tempo e buscar suas raízes formadoras, o solo de onde surgiu, e depois retornar ao presente para ver o seu estado atual, que atmosfera alimenta sua copa, como eliminando-se a doença de uma arvore produzindo maus frutos. No passado mais recente, tudo começou com o domínio português dividindo a colônia em 13 fazendas para 13 famílias ( os 5.000 membros hoje desta oligarquia são na maioria os descendentes daquelas famílias). Ora, 13 sócios de uma colônia com escravos tem todo o direito de se apoderarem de todos os lucros da fazenda, por isso todas as modalidades de rapinagem que citastes para eles não e’ corrupção, e’ repartição justa entre sócios do lucro de seu negocio.
Mas não e’ essa ainda a raiz primeira dessa doentia mentalidade ( em relação a mentalidades que tem por meta a busca da transcendência da humanidade). Descendo mais no passado, aqueles portugueses eram descendentes de primatas que existiram segundo as regras das selvas (que todas as civilizações humanas tem imitado na forma de sistemas sociais, seja feudalismo, capitalismo, comunismo, etc.), divididas entre grandes predadores ( esta oligarquia), os médios predadores ( a classe media alta) e as presas ( os neoescravos a salario mínimo da classe C).
A biosfera que produziu este sistema absurdo  caótico também ela foi produto do caos entrópico que resulta da degradação de um sistema natural – esta galáxia dentro da qual existimos e que nos criou – e assim chegamos a raízes muito profundas.
Ainda neste estado caótico da Natureza, todos os sistemas naturais ( como e’ qualquer corpo humano e agora este embrião chamado consciência humana) se divide em dois grupos seguindo o universal dualismo (excesso de energia ou de massa), estes dois extremos opostos agora se personificam na dicotomia predador x presa. Os opostos se degladiam buscando a dominância e quando uma das partes se estabelece como dominante, se não atuar uma força externa ela não tem outro futuro senão a sua extinção ( como aconteceu com dinossauros e vai para leões, águias, tubarões,etc.). Isto porque ela tem a tendência a se constituir e se conservar como um sistema fechado em si mesmo, estagnado, demolido pela natureza que sempre se transforma.
Nossa reação consciente e’ ter repugnância aos predadores mas as presas não são melhores, extremamente egoístas e individualizadas se acomodam  numa inercia externamente alimentada ate destruírem sua fonte de alimentação e serem extintas.
A solução estaria no livre-arbítrio das duas partes em buscar o fim do auto-conflito e cada qual ceder a  metade forte de seu caráter ao mesmo tempo absorvendo a metade fraca da outra parte, chegando a um acasalamento na alternativa oculta transcendente do meio-termo. Pelo que vemos a 500 anos de Brasil, sabemos que esse livre-arbítrio nunca vira, principalmente da parte dominante. Mas se nos pretender-mos ser a força externa para forçar esta mudança, o caminho mais fácil ~e atuar sobre a classe dominada exorcizando dela essa carga genética herdada das presas, do elemento massa. E existe uma estratégia neste sistema social: o boicote pacifico aos predadores. Aos poucos e na surdina vão crescendo as cooperativas de produção e consumo, o que permite o boicote do trabalho e os capitaliza para adquiri a terra dos predadores que neste ponto estarão sendo enfraquecidos. E um processo lento, para muitas gerações, em sincronia com o ritmo lento astronômico, porem, a única chance desta espécie se salvar antes que as forças transformadoras naturais não mais suportem a vida na Terra.

Não adianta ficar descrevendo o quadro, recapitulando historias, gritando aos 4 cantos, ad infinitum… Existe uma estratégia paralela que e’ exorcizar da mente das presas a matrix cultural condicionadora criada e alimentada pelos predadores desde a 4.000 anos atrás, a qual interpreta errado intencionalmente todos os fenômenos naturais, que são a base informativa concreta natural para alimentar este embrião de consciência e isto já estamos fazendo com MatrixLight/DNA world view, reinterpretando todos sob a ótica correta. Abraços…

Tags: , ,