A Origem e Evolução dos Órgãos Internos dos Organismos Vivos sob a Perspectiva da Formula da Matrix/DNA.

xxxx

A seguinte frase abaixo me alertou para um grande problema:

” The atria of the heart also function as part of the excretory system by filtering waste products out of the blood and dumping it into the coelom as urine.”

O problema e’ que vou ter de abrir mais um capitulo que sera gigantesco, talvez de um livro de 600 paginas e uns 30 anos de trabalho. Trata-se de pesquisar e descrever toda a evolução dos órgãos dos seres vivos, a partir do primeiro ser vivo, ou ainda da primeira molécula conhecida, provavelmente o RNA, sob a perspectiva da formula da Matrix/DNA.

Nesta frase podemos ver que `a medida que se desce na escala da evolução, os muitos órgãos modernos vão se contraindo a números menores de órgãos, sendo que os órgãos dos primitivos executavam muitas funções ao mesmo tempo. Vemos na frase que as funções de reciclagem ou bombeamento do circuito ( feitas pelo coração) era feita ao mesmo tempo que a função de excreção.

Isto vem do fato de que a formula da Matrix – quando vai desenvolver uma nova forma universal de sistema – pode começar com uma so peça, um so corpo material e depois, aplicando sobre ele a força do ciclo vital, transforma este corpo em no minimo sete derivados. Assim, o primeiro corpo tem que executar todas as sete funções de maneira simultânea e primitiva.

Então esta pesquisa vai ter que encontrar e definir o formato do primeiro tipo de órgão depois estudar como ele se abriu em diversos tipos de órgãos.

E para que fazer isso? Ora, se não se conhece as origens, o desenvolvimento, e o significado existencial de um objeto, não se pode entende-lo e domina-lo, como por exemplo, curar suas disfunções. Alem disso, esta pesquisa pode ampliar em muito o leque de conhecimento sobre a própria formula da Matrix/DNA

Tags: ,