Ooops! Nova Imagem de Jupiter Alerta Matrix/DNA Sobre a Equitativa Distribuicao de Fotons prevista pela Teoria

xxx

Ha anos vem acontecendo o mesmo. Os academicos nao apenas sugerem suas teorias, mas afirmam-na como porta-vozes cientificos, e como estas teorias vao contra meus modelos, eu retruco com outra teoria e eles simplesmente ignoram. Mas entao a tecnologia se desenvolve e fornece cada vez instrumentos mais potentes na colecao de dados.  E quando os novos dados chegam sempre dizem como nesta noticia agora:

“We’re seeing a lot of our ideas were incorrect and maybe naïve,” Scott J. Bolton, the principal investigator of the Juno mission, said during a NASA news conference on Thursday.

Os modelos teoricos deles tem tantos remendos que minha admira que ainda nao perceberam que do modelo original nao resta mais nada. Enquanto isso, quando tenho tempo de analizar os novos dados e compara-los com meus modelos, descubro que estavam justamente previstos e mais, os novos dados me fazem perceber novos dados que ainda nao tinha observado. vejamos exemplos com as figuras abaixo:

https://www.nytimes.com/2017/05/25/science/nasa-juno-spacecraft-jupiter-storms.html?rref=collection%2Fsectioncollection%2Fscience&action=click&contentCollection=science&region=rank&module=package&version=highlights&contentPlacement=2&pgtype=sectionfront

NASA’s Jupiter Mission Reveals the ‘Brand-New and Unexpected’ (may,25,2017)

As faixas tipo listas de zebra bate com a nocao de aneis espiralados que a Matrix/DNA sugeriu na existencia de estruturas que dao o nascimento a estrelas. Veja neste meu modelo desenhado rusticamente a mao na selva amazonica:

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

I can’t write a long text here explaining it, but at the …. oh, raios, eu estava escrevendo em portugues,… Eu nao posso escrever longos textos aqui para explicar mas o cone espiralado na rustica figura acima ‘e o berco de estrelas. E porque digo isso? Porque o meu modelo esta sugerindo que planetas que se encontram no estado em que Jupiter esta hoje, em milhoes ou bilhoes de anos acabam saindo do Sistema solar e se tornam novas estrelas, pois no seu nucleo cresce um germe estelar.

Mas nao e’ esse fato que levou a Matrix/DNA a comemorar a boa-nova. O fato e’ que os aneis que se ve na figura de Jupiter – em numero de seis – explica maravilhosamente uma questao que eu andava procurando e nao tinha acertado com uma solucao satisfatoria. a questao de como uma estrela emite todos os tipos de suas informacoes por radiacao em tao curto tempo como foi necessario para dirigir a criacao da vida na Terra. Com a existencia das faixas emitindo magneticamente ( como diz o artigo: strong magnetic fields), agora sei como todos os tipos de fotons chegam aqui ao mesmo tempo para se reunirem e reproduzirem o sistema de onde vieram usando atomos da Terra. Hallelluyah!

Assim, enquanto os academicos estao neste momento puxando os cabelos ao compararem os novos dados com seus modelos e verem que nada bate, eu estou vibrando com o acerto dos meus modelos… mais uma vez nos ultimos 30 anos de tantas vitorias igual a essa.

Vamos ao segundo fato usando a imagem abaixo que tambem foi obtida agora pela NASA:

Multiple images combined show Jupiter’s south pole, as seen by NASA’s Juno spacecraft from an altitude of 32,000 miles. The oval features are cyclones.

Ciclones? Justo o que desenhei a 30 anos atras? Vejamos outro desenho dos meus modelos:

O Ultimo Ancestral Não-Vivo e Inanimado

O Ultimo Ancestral Não-Vivo e Inanimado

Veja no desenho a figura que esta mais `a direita, cheia de pintas. Este o resultado do que meus calculos apontaram como sendo um pulsar. As pintas sao gigantescos vulcoes que tomam toda a superficie emitindo cometas. Jupiter esta no ponto de gigante e velho planeta se transformando em pulsar paara depois se tornar uma estrela, supernova. Diz ainda meus resultados que estes vulcoes vao se formando nos planetas novos devido aberturas que vao surgindo na crostra como valvulas de escape do material sob forte pressao resultante das reacoes produzidas pelo nucleo digerindo os atomos da crostra. mas como o planeta gira por rotacao e por translacao, o que se ve nestes gifgantes gasosos acima dos vulcoes que vao se formando e’ a lava e fumaca emitida na forma de cyclone, espiralados. Entao, estou dizendo que embaixo de cada cyclone deste, e produzindo estes ciclones, estao os vulcoes. Assim minha teoria se torna cientificamente testavel, pois chefgaremos um dia mais perto de Jupiter e descobriremos o que produz estes ciclones.

Enquanto isso vou continuar a ler o artigo para ver como eles explicam estes ciclones baseados nos modelos deles. yac,yac,yac…

Tags: ,