Para o livro, uma introducao na controversia que a Matrix/DNA vai criar

xxxx

(Este texto deve ser misturado com o video “Life on Earth:By Chance ou by Law?”

A ideologia dominante academica hoje acredita que a vida foi produzida por eventos ao acaso, em oposicao `a crenca de que a natureza seja deterministica, que o universo ja estivesse desde o inicio tunelado para produzir a vida. Portanto a crenca no acaso conduz seus fieis a organizarem todos os fatos conhecidos e cientificamente comprovados num aarranjo em que a Historia Universal que vam desde o Big Bang ate 10 bilhoes de anos depois estve sujeita ao que chamam de Evolucao Cosmologica, quando atoms formaram sistemas astronomicos como os estelares e os galacticos.Essa historia ao sabor do acaso eleis puramente fisicas e matematicas – segundo estes fieis – produziram copiss como este planeta. Acontece que nos seus 10 bilhoes de anos de idade, a natureza neste planeta criou algo totalmente novo que nem sequer seguiu as regras fisicas da evolucao cosmologica, tendo inventado um novo tipo de evolucao sob novas regras. Este algo novo surgido num ambiente que foi produzido ao acaso tambem apresentou o fenomeno de sua evolucao e tambem ao acaso, porem com a novidade de que o novo, a vida, trouxe junto um fator deterministico que e’ descrito como as tres regras variaveis do darwinismo evolucionista, que sao o VSI – Variation, Selection, Inheritance. Todas as diversas formas da vida foram regidas por estas tres novas leis da evolucao chamada de biologica. Nao sabem os fieis explicarem como a e porque a evolucao cosmologica foi mudada dessa maneira, em que um aparente fluxo de ordem determinista se levantano meio do que sempre foi um estado caotico regido pelos acasos, ou seja, acidentes. E nem sentem necessidade de explica-lo; esta regra determinista surgiu, como tuido o mais, pelo acaso que sempre regeu a natureza.

Porem, se pensarmos um pouco no que consite essa crenca, veremos que ela esta baseada num arranjo dos fatos conhecidos e conectados de uma certa maneira que resolve o quebra-cabecas mostrando uma grande figura final – mantendo a crenca do acaso. E entao imediatamente percebemos que na verdade, em relacao ao temanho e idade do Universo, a humanidade conhece muitos poucos fatos, ou seja, sao poucas as pecas para montar o quebra-cabecas. Talvez a metade ou mais da metade das pecas estejam faltando. Entao como conseguiram esse grande quadro final que resolveu o quebra-cabecas?! Como preencheram os espacos em branco das pecas faltantes? Quando vamos olhar o quadro descobrimos qo que fizeram: os espacos em branco, que e’ a maioria do quadro, foram preenchidos por pessas imaginarrias, `as quais denominamos de teorias, e dentro da academia escolar, essas teorias ainda foram cunhadas de “teorias cientificas”.

Entao eu tentei fazer uma experiencia. Vou esquecer por um momento o quadro final, vou desmanchar a figura em suas pessas, embaralha-las todas e vou novamente tentar montar o quebra-cabecas mas dirigido por uma mentalidae, uma ideologia oposta: voi manter em mente a crenca temporaria de que esse determinismo surgido na ultima parte da evolucao universal nao esteja existindo apenas nos ultimos 3,5 bilhoes de anos, mas ao contrario, ele sempre teria existido vindo desde as origens do Universo. No final da experiencia eu tinha tambem montado o quebra-cabecas, uma figura racional, logica, inteligivel, tambem se apresentou, os espacos em brancos foram todos preenchidos por pecas imaginarias mas modeladas pela crenca no determinismo. De maneira que o meu quadro final, dentre tantas coisas surpreendentes que ele sugeriu, das qu8ais nunca ninguem tinha imaginado, estava relatando que a primeira forma de vida que surgiu na Terra nada mais foi que o sucessor evolucionario do ultimo sistema da evolucao cosmologica. Pois a imagem desta primeira forma de vida era a imagem e semelhanca desta galaxia. Mas entao… como ficamos? Temos que anunciar uma nova ideia contra[osta a ideologia dominante pois ela tem igual peso cientifico, tantas evidencias e tantas provas.

Tags: