na busca da origem da vida, o obvio observado na superficie oculta a essencia do obvio que jaz na profundidade.

xxxx

Muitas vezes cientistas se encontram face a face com detalhes da vida que estao claramente apontando para a cosmologia, mas eles nao captam e ignoram estas pistas, porque nao estao habituados a ligar a evolucao cosmologica `a vida. Um exemplo que me ocorre agora e’ o fato de que no campo de estudos da dinamica molecular, sao aplicadas simulacoes computacionais para calcular as reacoes entre moleculas organicas, porque descobriu-se que o resultado destas simulacoes se dao muito bem com dados obtidos na experimentacao pratica. Porque essa coincidencia? Sera que os cientistas se fazem essa pergunta, ou nao a fazem porque a resposta lhes parece obvia, porem, na realidade a resposta deles esta’ errada? Penso que eles reduzem a questao rapidamente pela crenca de que a matematica explica o mundo e portanto a dinamica entre celulas organicas, e, ao mesmo tempo, a matematica esta na logica do computador e das simulacoes. Entao simplesmente uma coisa leva `a outra, segundo eles pensam.

As simulacoes sao feitas  atraves de um computador que e’ uma maquina, operacoes mecanicistas. Ambito da Fisica e da Matematica. Materia organica e principalmente moleculas organicas sao produto de outro tipo de operacoes – a organizacao biologica da materia. Entao, pela logica nao era para computador e moleculas biologicas apresentarem exateamente o mesmo comportamento. Fazerem suas coisas aplicando o mesmo metodo. Como explicar isto?

Ou a maquina do computador tem alguma oculta propriedade biologica, ou a molecula biologica tem alguma oculta propriedade mecanicista… ?

Vamos descartar a primeira hipotese: parece impossivel que a maquina computador tenha alguma propriedade biologica. Resta entao a hipotese dos compostos organicos terem propriedades mecanicistas.

E de fato, me parece obvio que tenham. Para um hipotetico observador que fosse inteligente e menor que um atomo e situado dentro de atomos ou ao lado deles, observando as reacoes entre atomos pareceriam puros processos mecanicos dentro de um contexto geral governado pelo acaso. Tal observador nao poderia ver as influencias naqueles atomos vindas de um sistema muito maior, biologico, nao saberia da existencia biologica e nao necessitaria dela para descrever as reacoes.

Estas moleculas estao no inicio, nas origens da vida. Sao os elementos mais simples em que pode se constatar um efemero principio vital. Como se comportam mecanicamente, devia ser indutivo concluir-se que a vida, ou a organizacao biologica da material, veio, e foi um produto evolucionario do mundo mecanico primordial. Mecanicas, porem com um toque biologico, o qual insere e centraliza o compost molecular sobre o atomo de carbon, estas moleculas seriam o elo evolucionario entre o mecanicista nao-organico e a vida.

Ok, este mecanicista meio nao-organico e’ o meio ambiente dos planetas, dos elementos e forssas na superficie terrestre, o qual teria por si so produzido a vida, Segundo a teoria da abiogenesis. Hoje se considera com certo realce a hipotese de elementos trazidos de fora do planeta a bordo de meteoritos teriam definido as origens da vida, mas isso nada muda o fato de que a materia de outro astro seja a criadora da vida. Porem,…

Ainda existem muitos problemas para se certificar de que a materia de planetas possa ter criado a vida. E existe uma teoria em que estes problemas todos sao resolvidos quando ela sugere que a vida nao veio apenas da materia planetaria, e sim, do sistema astronomico onde o planeta existe. Pois a vida propriamente dita so existiu quando se formou a primeira celula complete e functional, a qual era, em si, um Sistema. Os materiais da Terra nao sao sistemas, apenas partes dele. E o planeta inteiro e’ demasiado simples para ter dado esse quase infinito salto evolucionario para a intrigante complexidade ddo ser vivo. Mas a teoria da Matrix/DNA sugere um modelo dos building blocks das galaxias que contem todos os principios de todas as propriedades biologicas. ‘E um Sistema mecanico, suas reacoes, interacoes, sao mecanicistas, mas o significado final de seua operacoes sao identidcas aos resultados finais das operacoes biologicas.

As moleculas organicas foram os primeiros passos vindos do mundo mecanicista sendo dados na direcao do mundo biologico. Logico portanto que elas apresentem mais processos mecanicos que biologicos. Estes devem serem tao abstratos que imitam a situcao das galaxias, onde eles de fato nao existem, apenas se insinuam em termos de significado final. Por isso um computador mecanico se alinha com as operacoes destas moleculas.

Mas o mecanicismo nas moleculas estao enviando um sinal ao observador sobre a sua procedencia. E o cientista nao presta atencao neste sinal porque ele acredita de antemao que o mecanicismo dos ingredients das moleculas – a materia terrestre – e’ sufiente para expressr o obvio.  Mas nao e’. Nas reacoes e interacoes com estes ingredients, em nenhum momento e’ detectado precursors do que estava ali sendo iniciado, as propriedades biologicas, como a auto-replicacao, o metabolismo, a homeostase, etc. Ento quando nos debates eu pergunto porque nao estao procurando nestes conjuntos destes ingredients, estes prinicpios, respondem que nao veem necessidade disto. Estas propriedades surgiram depois por acaso, no simples desenrolar dos acontecimentos.

Se algum dia for provado que os modelos astronomicos da Matrix/DNA Theory estao corretos, vao perceber que se tivessem suspeitado da teoria do acaso e tivessem procurado estes principios, teriam percebidos esta material nao foi a criadora, e teriam elevado ao Cosmos os olhos da inquiricao. E teriam economizado muito tempo e dinheiro.

Tags: , , ,