Warning: Missing argument 1 for ShareThisShareButtons\Button_Widget::__construct(), called in /home/theunive/public_html/pt-br/artigos/wp-includes/class-wp-widget-factory.php on line 43 and defined in /home/theunive/public_html/pt-br/artigos/wp-content/plugins/sharethis-share-buttons/php/class-button-widget.php on line 29

Warning: Illegal offset type in /home/theunive/public_html/pt-br/artigos/wp-includes/class-wp-widget-factory.php on line 43

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/theunive/public_html/pt-br/artigos/wp-content/plugins/sharethis-share-buttons/php/class-button-widget.php:29) in /home/theunive/public_html/pt-br/artigos/wp-content/plugins/disable-xml-rpc-pingback/disable-xml-rpc-pingback.php on line 51
Tipos de sistemas. Definições oficiais x definições da Matrix/DNA « The Universal Matrix/DNA – Artigos

Tipos de sistemas. Definições oficiais x definições da Matrix/DNA

xxxxxx

Fuente: https://www.tiposde.org/general/727-sistemas/#ixzz5SAz350su

Se entiende bajo el término sistema a un conjunto de elementos que están relacionadas entre sí para alcanzar algún determinado objetivo.

Matrix/DNA: Errado. Qual o objetivo a alcançar pelo sistema solar ? creio que o problema aqui é misturar sistema fechado com aberto. Apenas sistemas abertos tem objetivos futuros, alem do objetivo comum que e’ o de manter-se existente. Sistemas fechados, ou quase fechados, como o solar, não tem objetivos, a não ser o que define sua própria existência, que e’ “existir”.

 Pueden clasificarse tomando en cuenta diversos criterios, algunos de ellos son los siguientes:

– Según la relación que establecen con el médio ambiente:

Sistemas cerrados: se caracterizan por su hermetismo, que hace que no ocasionen ningún intercambio con el ambiente que se encuentra a su alrededor, por lo que no se ven afectados por el mismo.  Esto hace que tampoco los sistemas ejerzan influencia alguna en el medio ambiente que los rodea. Los sistemas cerrados entonces, se caracterizan por poseer un comportamiento totalmente programado y determinado y la materia y energía que intercambian con el ambiente que los rodea es mínima.

Matrix/DNA: Portanto, não existe, ou é impossível existir. Sistema fechado perfeito não faz intercambio algum, nem de matéria ou energia minima, se existisse seria um buraco negro no espaço e tempo, impenetrável, imperceptível. Temos a formula da Matrix/DNA para sistema fechado perfeito, mas ela não representa sistema nenhum existente, apenas é útil para revelar onde estão as imperfeições dos sistemas existentes. Segundo nossos cálculos, se a massa, ou matéria universal, conseguisse ser totalmente dominante sobre a energia e a luz, ela tenderia ao completo equilíbrio termodinâmico, e se tendo partes internas, ela se acomodaria nisto que seria um sistema fechado completo. Quando a matéria se sobrepujou como dominante na forma de sistemas estelares, tentou se fechar por completo e gerou o building block das galaxias, o qual, na impossibilidade da energia interna ser totalmente dominada e tornar-se estaticamente eterno, desenvolveu  auto-reciclagem, o qual enganaria a morte por toda eternidade. Mas mesmo assim provou ser impossível existir infinitamente porque a Natureza Universal não o permite e aciona a Lei de Clausius, a segunda lei da termodinâmica, que faz com que o sistema não pereça ou diminua sua quantidade, porem, diminua sua qualidade, até seu desfazimento.

Exemplo: Sistemas solar e galáctico, quase fechados.

Sistemas abiertos: estos sí establecen intercambios con el medio ambiente que los rodea. Para lograr esto se valen de salidas y entradas por medio de las que intercambian, de manera constante, energía y materia con el medio ambiente. Este vínculo que se establece hace que los sistemas abiertos deban ser sumamente adaptativos a las cualidades del ambiente del cual dependen, sino es así, no logran la supervivencia. Esta dependencia con lo ajeno hace que no puedan existir de forma aislada y que deban adaptarse por medio de la organización y del aprendizaje a los cambios externos.

Matrix/DNA: Correto.

Exemplo: sistemas biológicos 

– Según su constitución:

Sistemas conceptuales: están constituidos por conceptos que son ajenos a la realidad y que resultan meramente abstractos.

Exemplo: sistemas religiosos

Sistemas físicos: los elementos que los componen, en cambio, son concretos y palpables, es decir que se los puede captar por medio del tacto.

Exemplo: sistema ecológico, ou biosfera terrestre

– Según su origen:

Sistemas artificiales: se caracterizan por ser producto de la creación humana, por lo que dependen de la presencia de otros para poder existir.

Exemplo: automóvel, navio

Sistemas naturales: estos en cambio, no dependen de la mano de obra del hombre para originarse.

Matrix/DNA: Errado. Nenhum sistema natural origina-se, por si próprio. Sistemas vem de outros sistemas. E não existem “sistemas naturais”. Existe apenas um sistema natural universal, o qual vem desde o Big Bang se transformando. Então o que existem são diferenciadas formas do sistema natural universal. E o primeiro sistema a existir, a primeira forma manifestada nesta Natureza, deste sistema universal foi uma onda de luz original, a qual não se sabe se veio de fonte natural ou não.

Exemplo: um átomo, um canguru.

– Según su movimiento:

Sistemas dinámicos: estos sistemas se caracterizan por presentar movimiento.

Sistemas estáticos: como su nombre indica, carecen de movimiento alguno.

Matrix/DNA – Isto não faz sentido. O problema é que os autores oficiais nunca apresentaram a mim um exemplo qualquer. Um sistema estático, seja natural ou mesmo artificial, seria um cadáver, um morto, não mais um sistema. talvez devêssemos considerar o vírus em estado potencial latente. Mas, segundo nossa definição, sistema tem que ser uma arquitetura completa e funcional, contendo as funções sistêmicas universais. No vírus, parece faltar uma parte, que ele obtém ao ser injetado ou se injetar numa célula. Apenas então pode ser visto como sistema.

Mas se um vírus pode, por si só, quando fora da célula e portanto não vivo, se “injetar”, isso significa que algo nele esta funcionando. Pois como ele perceberia a presença de uma célula. Portanto, em primeira mão, nos parece que é a célula que convida o vírus, lançando um estimulo que o desperta, o liga como numa tomada de parede. Como um estimulo sexual pode despertar um pênis adormecido. Restaria digerir esta informação de como e porque uma célula convida um assassino ou se oferece a ser assassinada.

Talvez o ancestral da célula explique isso. Nele, quem faz a função de sinal movente é o cometa, o qual se move não por algum movimento interno mas sim levado pela dinâmica do sistema onde ele existe. Acontece que o sistema envolvente sempre o leva a penetrar o núcleo do building block, sem que o núcleo seja o autor do estimulo dinamizador. Estaria explicado como vírus e célula se tocam. E’ ao se tocarem que o vírus desperta mesmo sem ser um sistema. Isto acontece – como analogia – quando uma semente é introduzida no solo e tocada pela água. Esta faz a semente inchar, e a água leva para dentro alguns nutrientes e mais os fótons da energia solar…? O que então despertaria o germe adormecido.

Mas no toque, não acredito que a célula injete algo dentro do vírus. Ficamos sem uma conclusão, infelizmente, porque desvendar o que ocorre na relacao entre vírus e célula é para nos uma questão de vida ou morte.

Exemplo: ? 

– Según la complejidad de los elementos que los conforman:

Sistemas complejos: se caracterizan por estar compuestos por una serie de subsistemas, lo que vuelve difícil la tarea de identificar los distintos elementos que los componen.

Exemplo: o corpo humano

Sistemas simples: a diferencia de los anteriores, éstos no cuentan con subsistemas, lo que permite identificar fácilmente a los elementos constitutivos de los mismos.

Exemplo: Poderíamos indicar os átomos, que são os sistemas mais simples conhecidos, porem, mesmo assim ainda nos falta esclarecer se as super-partículas já não eram sistemas, formados de partes, as quais seriam os quarks, etc. para nos o único sistema simples no sentido que não possui nenhum subsistema, é a onda de luz.

– Según su naturaleza:

Sistemas inertes: carece de vida alguna.

Matrix/DNA: Bem… aqui entramos na velha questão… o que os humanos definem por “vida”? Se átomos e galaxias são ancestrais dos sistemas biológicos, expressam algumas propriedades dos sistemas biológicos, qual a diferença, porque uns são vivos e outros não? Eu estou esperando um exemplo de sistema inerte, que não seja um morto ou um carro desligado, os quais, neste estado não são sistemas.

Sistemas vivos: estos, en cambio, si poseen vida.

Fuente: https://www.tiposde.org/general/727-sistemas/#ixzz5SAz350su

Tags: , ,