A diferença entre Genética e Epigenética

xxxx

( artigo em construcao, para correcao ortografica, etc)

Imagine uma unidade do DNA se arrastando no solo por si mesma. Observe que ela existe em si mesma, porem esta rodeada por todos os lados pelo “mundo externo”, o qual criou o DNA e tem muitas forças e substancias atuando sobre o DNA, como a temperatura, o vento, o próprio solo suportando-o, etc.

Humanos querem descobrir o que faz, como e’, o que acontece com o DNA. E como investigam em equipes, precisam inventar sinais, simbolos, para se comunicarem uns com os outros, trocando interpretacoes, informacoes, etc. Entao estas equipes investigando o DNA inventaram dois simbolos na forma de palavras para facilitarem a comunicacao entre si. Desta maneira, o DNA em si mesmo, considerado separado do mundo externo recebeu o nome de GENETICA. O mundo externo recebeu o nome de EPIGENETICA.

Mas o DNA pequenino, se arrastando, considerado como uma coisa separada do mundo externo, foi criado e e’ envolvido por todos os lados por um sistema, este sistema astronomico formado por atomos, estrelas, planetas, os quais compoem o mundo externo imediato, proximo. O qual tem como essencia fundamental, outro exemplar de… DNA. E’ de uma forma diferente do DNA pequenino, mas o significado e’ o mesmo. As diferencas entre os dois podem ser comparadas entre um humano adulto e um humano crianca ou baby ainda. Na forma tem algumas diferencas, um e’ grande outro pequeno, um tem barbas ou seios, outro nao tem. Mas ambos sao iguais, identicos, em especie, porque um criou o outro.

O DNA pequenino tem algum grau de liberdade para fazer suas coisas, mas apenas ate um certo limite, e a maioria da sua existencia tem que obedecer ‘as coisas criadas e as regras do DNA do mundo externo. Imagine um parque infantil cheio de criancas a brincarem, sem nenhum adulto por perto. Ora, apesar do adulto nao estar comandando tudo ali, foi ele quem determinou que criancas tenham a necessidade de comer, pois foi o adulto que criou o estomago na crianca, mas ainda e’ o adulto que fornece o alimento para as criancas, e assim por diante. E se alguma crianca sair fora das regras impostas pelos adultos – como por exemplo, nao brigarem, nao subirem muito alto de onde podem cair, etc. – elas estao sendo vigiadas por cameras, os adultos surgem imediatamente com forssas que proibem as criancas.

Ate aqui, alguem pode se perguntar para que os humanos se deram ao trabalho de fazer este esquema separando o DNA pequeno do mundo externo, para que inventaram estes nomes, etc. Ora, sao milhoes de facilidades que isto cria, para humanos que querem manipular, controlar o DNA para melhora-lo no sentido de que humanos vivam melhor. Por exemplo, como este DNA pequeno poderia se livrar dos virus que o tortura e o mata, e que vem do mundo externo. Ou se, por exemplo, os africanos nao gostassem de sua cor de pele, estudar o clima ambiente de seu continente, buscar qual a razao deste continente produziu o pigmento de pele naquela cor, e tentar algum artificio para muda-lo. E nestas investigacoes, nestes trabalhos em conjunto, que precisam de muita comunicacao entre humanos, ao inves de estarem a toda hora explicando que se referem ao DNA pequenino e nao ao mundo externo, fica mais facil rapido e produtivo dizer GENETICA ou EPIGENETICA. Simples assim.

Mas lembre-se. Voce esta lendo isso escrito por um escriotr que tem a mente dirigida por uma human interpretacao do mundo, e humanos tambem erram. E este texto e’ a interpretacao deste humano sobre o que outros humanos fizeram e usam, no caso as palavras genetica e epigenetica. Por serem visoes do mundo diferentes, certamente os criadores daestas palavras, que se unem numa equipe chamada de “Ciencia Oficial Academica”, tem outra definicao, com outras palavras. Eu so me aventurei a mostrar aqui como interpreto isso porque tenho visto estudantes confusos em entender os nomes, e com dificuldade de memorizar a definicao academica, na qual, nao tenho encontrado analogias como as que eu trouxe acima, e analogias ajudam a gente a pensar o fenomeno, nao apenas recebe-lo e passa-lo adianta sem observa-lo e saber o que ele e’. Portanto deves procurar antes e tambem a definicao academica. Para facilitar a voces – e inclusive para eu mesmo me ajudar revendo este assunto – ja vou traze-las para ca:

xxxx

PESQUISA:

Definicao no Wikipedia de genetica e epigenetica.

( a continuar)

Tags: ,