ÁTOMO

atomo-2.jpgO que existe dentro dos átomos?  
                                                                          

             . Os átomos são nossos ancestrais quando ainda não tínhamos um bilhão de anos e logo foram selecionados para fazerem parte do tronco da árvore da evolução e com isso são umas das espécies mais antigas do Universo. Creio que essa seleção com mérito à  transcendencia deve-se por terem acasalado em harmonia os dois principios simétricos e assimetricamente opostos que naquela época se encarnavam nas superpartículas proton e neutron e esse acasalamento deu tão certo que se tornou o primeiro protótipo da familia, tendo o casal formado um lar nuclear onde suas crias – os elétrons – brincam ao redor nas sete camadas eletronicas. Mas também neles já se visualiza bem a Matriz em formação como se tivessem já os protótipos da cabeça e os sete órgãos. Interessante notar como a Natureza veio evoluindo por passos sôfregos porem bem assentados, pois o atomo primordial que era do tipo “teve”ou seja, formando gazes e com pucas particulas (hidrogenio, helium, etc.) éra um ser tão nefasto e primitivo que se parecia com um homem que existe a cada momento com apenas um de seus órgãos! Sim, num momento esse ser é apegas um fígado passeando por aí enquanto o resto de seu corpo permanece invisível, no momento seguinte se vê apenas um estômago, no outro apenas a cabeça, e etc. Pois as sete funções sistêmicas universais que constroem cada qual sua peça para encarnarem em dada situação e alavancar a evolução não podiam ainda se expressarem tôdas ao mesmo tempo, mas o lugar no espaço dentro do sistema já estava reservado para cada uma, o qual eram as sete camadas eletronicas. Elas só se expressavam quando possuiam ao menos um elétron e como este subia ou descia entre a primeira e ultima camada, pulando entre nucleo e periferia, cada função se expressava isolada das outras. Assim no átomo leve o elétron faz o mesmo que o dedo do pianista tocando as teclas do piano, um piano onde existem sete teclas apenas que representam as sete camadas, mas ao invés de emeitir um som diferente a cada camada, o toque do elétron expressa uma força que é a ancestral de um dos órgãos do corpo humano, ou ainda ancestral de uma das organelas na célula, ou mais ainda, ancestral de um tipo de astro no céu. 

O atual modelo atômico está ainda muito incompleto, faltando muitos detalhes, e isto desvia totalmente nossas interpretações e julgamentos sobre os átomos. Isto porque ele foi elaborado apenas pelos físicos que não poderiam ter notado a cobertura de nível biológico que nele existe já naquela época dirigindo o Universo para criar a Vida. Nosso principal interesse agora em pesquisar tudo o que pudermos sobre átomos é não apenas enriquecer esse modelo teórico existente mas tambem entender porque certos átomos foram selecionados para participarem ativamente dos corpos vivos quando o sistema mecânico Newtoniano, astronômico, evoluiu para sistema celular biológico. Claro, um dos beneficios oriundos da conquista desse conhecimento, assim á primeira vista, seria o desenvolvimento de uma medicina atômica, portanto produzindo técnicas reparadoras de defeitos no corpo humano desde o nível atômico.

O átomo de carbono foi o átomo central selecionado para transcender-se e ocupar o corpo do senhor da Terra.  Porque o carbono? O que ele tem de diferente dos outros que agradou à Matriz? À primeira vista já surge um motivo que parece evidente: numero atômico: 6. Pois são seis os tipos de astros fixos que formavam o corpo do ultimo comum ancestral – LUCA . Talvez cada um dos seis casais de protons e neutrons performem cada uma das seis funções fixas universais. Outro átomo muito importante na Vida é o Oxigênio. E porque? Também na primeira rápida olhadela já surge uma boa solução. Oxigênio tem oito protons. Isto significa que alem dos seis necessários, a ultima função, que é a F7, está reforçada duas vezes. Ora a F7 é a função que faz a faxina do sistema, limpando-o de todos os detritos indesejáveis e – nos sistemas abertos – botando-os para fora, como fazem os lisossomos na çelula ou o figado no corpo humano; e nos sistemas fechados, despejando os detritos na fornalha nuclear para serem reciclados, como faz o cadaver estelar no espaço sideral que direciona sua poeira e detritos degradados direto para dentro do Buraco Branco nuclear. Então o Oxigênio foi escolhido devido possuir um reforço nessa função de faxineiro que os quimicos resolveram denominar de “oxidação”: oxidar é queimar os materiais que em quimica significa acidez. Ora, a todo momento nosso corpo está digerindo matéria, absorvendo sua energia e precisa botar para fora a massa inutilizavel dessa materia e então ele  puxa Oxigênio da atmosfera para que este passe por todos os cantos do corpo lompando tudo e oxidando tudo transformando o lixo em CO2, o qual o corpo, através dos pulmões, empurra para fora. Assim foi inventado o fenômeno da respiração, elemento tão importante na nossa vida que sem ela não sobrevivemos mais que alguns minutos e tudo isso graça ao Oxigênio. Que no céu era um ser quase tão dócil e fiel à Matriz quanto era o carbono. 

Bem, então estamos decididos a entrar fundo nos segredos ainda inconfessados dos átomos, principalmente daqueles leves que entraram para a cena da Vida com tanto destaque, queremos ampliar nossos atuais modelos teóricos atomicos, já que completa-los totalmente ainda é impossivel, pois são tão pequenos que ninguém até hoje, nem usando os mais poderosos microscópios, conseguiu ver um átomo sequer. Tudo o que temos são modelos teóricos e os atuais já são muito bons pois basta ver quanto já conseguimos baseados nestes modelos, inclusive a nefasta bomba atômica. Mas ainda estamos pensando em ”atomos como objetos mecânicos. é preciso ver a vida nascendo através deles. Portanto, neste artigo vamos por ora registrando tudo o que ver-mos por aí que seja novidade sobre os átomos, a começar por suas definições na Wikipédia, pois assim, indo de carona no incansável e heróico trabalho dos cientistas nos laboratórios e nos campos arduos das pesquisas, catando os dados que vão colhendo, que surgem de repente novos iluminadores insights na nossa gigantesca missão de tentar entender este mundo e nele nossa existência.

Se alguem alem de mim ler isto aqui e souber de material a ser acrescentado, por favor, participe, e nos envie.

1) Wikipedia: Atom – http://en.wikipedia.org/wiki/Atom

2) Wikipedia: Carbon –    http://en.wikipedia.org/wiki/Carbon

3) Wikipedia: Oxigen – http://en.wikipedia.org/wiki/Oxygen

Tags: , ,