A origem do Universo – debate em vídeo pela FAPESP. Contradições com a Matrix/DNA

xxxx

Analise pela perspectiva da MATRIX/DNA THEORY:

6:14 – Prof. João Steiner : ” a expansão do universo significa que antes ele era menor, e ainda menor, até ser um ponto… Antes não havia o espaco e tempor, estes foram criados com o Big Bang…”

Matrix/DNA: ” A tendencia humana a dar asas `a imaginação elaborando os mitos prevalece sobre a razão pura natural e seu tipo de raciocínio. Se evidencias indicam que o Universo era cada vez menor e depois começou a se expandir, e não sabemos porque, a razão pura natural determina: ” Procure na Natureza `a sua volta um fenômeno real natural que se comporte desta maneira. Se encontra-lo, ele sera’ a primeira e mais confiável base para uma explicação.” Isto vem do pressuposto logico de que O Universo, ou a Natureza, não são mágicos, o Universo não pode inventar do nada novas e inéditas informações que nunca existiram dentro dele. Temos o caso da “fuzzy logics” onde informações secundarias surgem da mistura das informações essenciais mas isto não e criação de inédita informação. Um casal de humanos se mistura e gera um terceiro humano com algumas diferenças mas a informação essencial – especie humana – determina a essência humana do nascido. Sendo assim, todos os processos que ocorrem aqui e agora são protagonizados por informações que estavam no Universo desde suas origens, atuantes ou não, apenas em estado potencial, como ocorre na genética. Então se temos aqui e agora um evento ou fenômeno em que o que é minusculo como um ponto, naturalmente se expande crescendo, e conhecemos o processo ocorrendo aqui, devemos transpor ou projetar este processo para explicar como o próprio Universo faz consigo mesmo o mesmo processo. E onde encontramos aqui e agora um ponto que se expande crescendo? Eu encontrei ao menos dois casos. Primeiro, quando se atira uma pedra na água, vemos o ponto onde a pedra caiu se expandir em ondas concêntricas. Podemos supor então uma hipótese em que este espaço onde esta’ o Universo era preenchido por uma substancia, um oceano dela – seja a dark matter, o éter, a espuma quântica, etc., e algo mais denso e pesado veio de fora em alta velocidade produzindo um Big Bang. O segundo caso é o fantástico fenômeno da embriogênese, quando num ovulo preenchido por um “oceano” amniótico recebe no seu centro um microscópico espermatozoide que tem sua membrana subitamente rompida, o que se caracterizaria como um “enorme” Big Bang dentro do ovulo. No principio ocorre uma turbulência como num estado de caos, mas logo se forma uma célula a qual vai se multiplicando como as ondas da água quando forma os tecidos ou camadas envolventes, e esta célula vai mudando de formas, de morula para blástula para feto, etc., tudo igual ao que as evidencias indicam ter ocorrido com o Universo, onde uma nebulosa inicial se transforma em varias formas desde a nebulosa de átomos, depois de estrelas leves gasosas, depois de galaxias, etc. Quando a Teoria da Matrix/DNA pensa ter descoberto que uma onda de luz natural apresenta uma anatomia interna e movimentos de expansão exatamente igual ao movimento de expansão de um corpo humano que é regido pelo ciclo vital, temos forte indicio que nas origens do Universo houve uma especie de semeadura de uma fonte de onde um foco de luz se expande na forma de ondas e contem em si o código natural e completo para construir sistemas e com vida. temos a impressão que para o Universo a Sua palavra do passado sera sempre a Sua palavra do futuro, ele só pode criar coisas pelo único processo que ele conhece, ou seja, o processo pelo qual ele próprio foi criado.

Porem, o moderno “mindset” nem sequer aceita cogitar tal teoria essencialmente naturalista, preferindo fabricar mitos baseados em coisas nunca vistas em lugar nenhum, como explosões surgindo do nada e que não havia nada antes nem tempo nem espaço e uma explosão acidental criando toda essa incrível engenharia natural que vemos hoje tal como um cérebro humano, o código genético, etc.

O que precisa ficar claro aqui é que ambos os modelos teóricos – seja o mistico acadêmico ou a naturalista Matrix/DNA sugerem ambas um mesmo evento retumbante  inicial. O súbito rompimento da membrana do espermatozoide no centro do ovulo em que nascemos foi um evento inicial que desencadeou toda a Historia posterior da vida do nosso corpo. O que diferimos é na interpretação do evento, e essa diferença na interpretação é seguida pela diferença no que encontramos como significado da existência do Universo e da nossa própria existência nele. De um lado a perspectiva de um observador vindo da Física mais a Matemática e usando sensores mecânicos atrelados a um cérebro eletro-mecânico, de outro lado um observador vindo da Natureza pura aqui e agora usando apenas sensores naturais atrelados a um cérebro biológico.

Ok, vamos respeitar todas as ideias e debater entre elas porem não me aprecia estes voos da imaginação passeando pelos mitos mágicos.”

6:14 – ” Apenas recentemente a Ciência tem uma explicação para a origem do Universo…”

Matrix/DNA – ” Ciência e o registro de fato ou evento real observado por completo e a descrição do que ocorre com elementos naturais na bancada do laboratório. Ciência não observou a origem do Universo e nem a reproduziu em laboratório portanto a Ciência não tem explicação e sim a mentalidade na moda moderna de cientistas que interpretam observando o que a Ciência faz e extrapolam desde o que ela fez elaborando explicações, hipóteses, teorias. Não se deve adornar a Ciência com o que ela não fez, para que nunca desconfiemos dela. responsabiliza-la pelas explicações e teorias que saem da cabeça de humanos, que mais tarde podem ser desmentidas, nos vai conduzir a crer que a Ciência erra e isto nos trara a desconfiança dela. Esta e uma infeliz afirmação que os acadêmicos estão passando para estas crianças estudantes.”

15:00” O Big Bang provocou uma singularidade e nesta singularidade todas as informações sobre o passado foram destruidas…”

Matrix/DNA – ” E preciso muita coragem para afirmar tal crença. Se não havia elementos – sejam partículas, vórtices quânticos, etc., com formas e tendencias e propriedades diferenciadas entre si, da explosão, quando muito, teriam restado apenas cinzas, e dai nada teria sido construído. essa ideia de singularidade onde não existe informação vem recentemente da teoria dos buracos negros onde ocorreria tal singularidade, mas buracos negros conforme a teoria atual descreve fantasmas nunca constatados em nenhum outro lugar da natureza. Enfim, no ato da fecundação de um ovulo existe uma singularidade total do corpo que vai surgir, mas invisível dentro do núcleo deste germe existe todas as informações que irão produzir tudo no corpo ate seu final. 

15:16 – ” Quais são as evidencias que temos de que este modelo, esta teoria do Big Bang estaria certa?”

Resposta do Professor Steiner: Existem evidencias que “provam a existência do Big Bang”.

Matrix/DNA: ” Meus Deus! Sera’ necessário avisa-lo que a imensidão e complexidade deste Universo requer no minimo algumas dezenas de milhares de pequenos ou grandes detalhes factuais reais aos quais se denominaria de “evidencias” para sugerir qualquer tipo de fé ou conclusão racional sobre o que é este Universo?! Eu já reuni mais de duas mil fortes evidencias sugerindo a existência da formula da Matrix/DNA, já acertei dezenas de predições previamente formuladas que foram confirmadas por posteriores descobertas, e no entanto eu nunca disse que se prova a existência da Matrix/DNA, sempre avisando que temos uma teoria ainda sob testes. Uma informação sobre o que é este mundo ou como foi sua origem fatalmente sera arrolada pelas mentes “informadas” como base para sua visão do mundo, e isto é muito serio, pois visões de mundo são responsáveis por comportamentos, atitudes, guias a seguir e na evolução ou involução mental. Como ficam estas crianças? Quando nos colocamos autoritariamente como porta-vozes da Ciência – a qual não tem voz própria – afirmando o que ela não sabe e não afirma, estamos sendo inimigos da Ciência e atuando como o cego que mente aos outros cegos dizendo que ele pode enxergar e portanto todos deve segui-lo, a um destino que ele desconhece. E quando afirmamos que a Ciência já sabe tudo, como as origens do Universo e da Vida, estamos atuando como Science-stoppers, eliminando o estimulo que existe na Ciência que e a continuidade da busca, desestimulando, desviando assim os estudantes do interesse em continuar a praticar onde nada mais ha’ o que fazer. Mas vamos ver quais são estas evidencias…

Primeira evidencia : A luz que vem das galaxias estão apresentando uma irregularidade no comprimento de onda, o que indica que tais galaxias estão se afastando.

( Se não me engano esta é uma  evidencia sugerindo o afastamento das galaxias e não a explosão do Big Bang. Este afastamento pode ser efeito de uma expansão a partir de um ponto central ou não, pode ser outro movimento, como uma orbita elíptica produzindo periélios iguais aos produzidos pelas orbitas dos planetas que as vezes os afastam mais entre si… Ou efeitos de outros movimentos/causas que ainda desconhecemos).

Segunda evidencia: A radiação cósmica de fundo.

Nos modelos teóricos da Matrix/DNA é sugerido outra explicação, mas tanto a nossa como a teoria acadêmica neste particular são tao abstratas que não vale a pena discutir tais abstrações enquanto não se obter mais dados concretos. Observe no modelo da Matrix/DNA que a nossa própria galaxia esta’ em movimento entropico, ou seja, fragmentando-se em seus bits-informação, e estes são colapsados internamente, o que significa que passam por aqui e podem ser captados por nossos instrumentos. Ora, em todo processo oriundo ou derivado de uma onda de luz inicial original, a fase entropica se localiza na ultima frequência da luz, que é justamente a frequência do radio, tal como nos chega a radiação cósmica de fundo. E’ possível então que essa radiação seja um efeito interno de todas as galaxias, por isso dando a impressão que existiria em todo Universo vindo de uma explosão inclusive preenchendo os espaços entre galaxias, o que ainda nos é impossível detectar ou comprovar. Mas como disse, trata-se de elevada abstração teórica.

Terceira evidencia: Os cálculos da nossa teoria do Big Bang sugeriram que deve haver uma abundancia de hélio no Universo e observações tem revelado que essa abundancia existe.

Matrix/DNA ” Bem, a biologia evolucionaria poderia ter previsto de que deve haver uma abundancia de seres unicelulares e germes na atmosfera terrestre e observações posteriores confirmaram exsta abundancia. mas o que teria isso a ver com a teoria da origem da Vida? A biologia estaria descrevendo apenas um dos passos intermediários ocorridos depois das origens da Vida sem no entanto ter nenhuma prova de como foi a origem da Vida. penso que isto se plica a abundancia do hélio como prova da origem do Universo pelo Big Bang tal como interpretado pela perspectiva Física/Matemática moderna.

Quarta evidencia: A temperatura e comprimento de onda da radiação cósmica calculada pela teoria bateu com as observações do fato. 

Matrix/DNA : Todo corpo humano quando esta’ na sua forma senil e depois de cadáver tem menos energia e é mais frio do que quando estava na forma de bebe ou mesmo criança. Isto acontece porque assim acontece com toda onda de luz primordial, onde a primeira faixa ou frequência logo apos ela nascer de uma fonte tem mais energia e vibra com mais intensidade portanto gerando mais calor, e quando chega na ultima forma de frequência a onda esta’ se desfazendo desfalecida e se fragmentando. Acontece que a radiação cósmica detectada foi na faixa da onda de radio, a qual é exatamente a ultima e cavernosa frequência da onda de luz. Portanto este item apontam em ambas as direções, não elegendo uma teoria em detrimento da outra.

23:06 – ” Bom essas são as evidencias para a teoria do Big Bang…

Matrix/DNA: Não vou insistir em argumentar que vejo isto como um enorme e irresponsável disparate de quem se arvora falar em nome da Ciência. da forma como interpreto a imensidão deste Universo, eu requiriria no minimo umas 20.000 evidencias fortes em uma teoria para por minha crença nela. Mas isto não invalida a elogiável façanha da atividade cientifica e da tecnologia que desenvolvemos, muito pelo contrario, a teria moderna sobre o Universo comparada `as teorias anteriores foi um  grande feito da especie humana. Mas nunca sera’ demais lembrar o desfecho do teorema de Godel: “Aquele que existe apenas dentro de um sistema nunca poderá conhecer a Verdade do sistema”. Para ter uma certeza definitiva do que e este Universo e como ele começou sera preciso transpor-mos as fronteiras ultimas deste Universo, sair fora dele, e de la’ de fora olhar para traz para vê-lo na sua inteireza. E precisaríamos de la’ ver também outros Universos começando… A arrogância humana, a crença de que alguém que se julga conhecedor da verdade tem produzido ditadores e conduzido milhões de humanos a tortura e martírio, temos pago um preço muito caro por ela e contra ela sempre lutarei porque não acreditarei jamais que o ser humano, com este cérebro incapaz de processar tal nivel de informações sobre a verdade, possa alcança-la.”

27:50 – Os instriumentos existentes na Asreonomia e faixas de luz captaveis:

  • Telescopios opticos, antenas de Radio, telescopios de Shell… para captar Radiacao Gama, o Hubble e` um telescopio optico com um pequeno aparelho para captar ultravioleta, o satelite Fermo capta raios gama, tem telescopios para raios X, …

Final:

E curioso o fato de que pessoas que cometem um tipo de transgressão atuam como ferrenhos militantes contra outros que praticam a mesma transgressão. Quando num discurso um politico, ao invés de apresentar seus projetos, insiste em criticar falhas como a corrupção nos adversários, geralmente depois se revela como corrupto. Quando o tema neste debate caiu sobre ficção cientifica o Prof. João não apenas lançou impróprios comentários na outra participante como fez questão de insistir no termo “pseudo-ciência” exagerando os seus efeitos. Mas quem antes disse que “fatos conhecidos e comprovados pela Ciência provam o Big Bang”, na minha opinião esta praticando pseudo-ciência. Antes disso, o professor em varias ocasiões enalteceu os feitos da Ciência, classificando-os de impressionante, etc. mas ficou calado perante a pergunta sobre o que de fato conhecemos, forcando a introdução corajosa da colega que esclareceu não se conhecer mais que 4% do Universo. Tudo isso me leva a entender que o Prof. João aplica na Ciência uma ideologia e não tem sabido separar os papeis entre ideólogo e cientista. Isto infelizmente esta comum hoje em dia, com um exercito de alto-falantes usando Ciência como muleta para suas ideologias e crenças, inclusive ateias.

Tags: , , ,