Precisão matemática na geometria do sistema solar! Conduz ‘a hipótese de geometria na formula universal para sistemas

xxxx

Neste link: https://www.lifecoachcode.com/2016/07/21/the-mind-blowing-chain-of-events-so-you-can-exist/

… foi obtido o seguinte texto:

In order for life to exist and thrive inside our solar system a planet needs to orbit the sun at just the right distance. Scientists call this belt “The Goldilocks Zone” were the conditions for life are just perfect. Guess what! Our home planet Earth formed EXACTLY inside this zone.

The Goldilocks Zone

xxxx

Like that’s not miraculous enough, our moon formed to be exactly in the right place so it would not conflict the evolution of life but help it thrive. When I say exactly, I mean EXACTLY and in an absolutely perfect ratio; not just with its distance but with its size too;

The Distance Between Moon and Earth and Sun

Really Interesting Fact: What makes a full solar eclipse possible is that the sun is 400 times the size of the moon, and the sun is also 400 times further from the moon than the moon is from earth. The distance between the moon and the earth is equivalent to 108 moons; the distance from the earth to the sun is equivalent to 108 suns; the radius of the sun is equivalent to 108 earths;

Perfect distance planet

Então surge nova hipótese de nova propriedade na formula universal para sistemas.

De fato, uma breve olhada na formula nos faz notar uma idêntica logica nas distancias e tamanhos entre as partes do sistema. A distancia e diferença de tamanhos entre F2 e F3 é bem menor que a distancia e diferença de tamanhos entre F3 e F6, e poderiam obedecer a uma razão proporcional.

Então vamos trazer a formula:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

 

Suponhamos que a distancia entre F2 (a Lua na astronomia) e F3 ( a Terra) e F6 (a estrela Sol) obedeça a uma razão de proporção matemática.  Não vou me estender nisso agora que não tenho tempo, mas voltarei ao assunto. Se houver esta razão na formula, podemos juntar isso com o já calculado numero phi e adiantar nossa matematização da formula. Um grave obstaculo para estes cálculos é que não é possível fixar um momento exato que divide uma criança de um adolescente ou um jovem de um adulto. Então também esta dificuldade acontece na busca da exata dimensão dos astros num dado momento, pois eles também se transformam. E podemos também extrapolar para seres vivos, supondo que a diferença de tamanhos/volumes do corpo de uma criança de 2 anos (F2) com sua forma adolescente aos 14 anos (F3) e sua forma como adulto maduro aos 40 anos (F6) obedece a uma razão matemática, se o desenvolvimento físico for normal. Mas como calcular os volumes destes 3 corpos?

A experiencia do cientista maluco

Simples. Encher um tanque de 2 mts quadrados com água. Colocar dentro e inteiramente submerso o corpo de uma criança de dois anos. Colher a água que sairá do tanque numa vasilha. Encher o tanque, repetindo o mesmo com um adolescente e um adulto maduro. Então é só medir os 3 volumes de água. Vou agora correndo procurar três voluntários para experiencia e depois volto para continuar isso aqui…

Tags: , ,