A vida humana vai mudar da água para o vinho, quem garante é a Historia Natural Universal

xxxx

(texto em construcao faltando correcao ortografica)

No livro eu inicio: ” Com todo o conhecimento cientifico de hoje ninguém…”

Esta falha no raciocínio humano acadêmico atual parece uma cegueira, uma miopia brusca que afetou cientistas, professores, estudantes. Parece que eles apagaram da memoria toda a Historia Natural que foi obtida com trabalho árduo dos pesquisadores anteriores.

Antes de descobrirem o software, na Idade Media, quem poderia imaginar que a energia que humanos viam apenas como raios explosivos, selvagens, mortais, nascendo das tempestades, podia ser captada, manipulada, domesticada, e como um rebanho de gado dirigida nos campos por trilhas sob nosso comando? Qual macaco trepado numa arvore e olhando a floresta ao redor poderia imaginar que uma muito remota geração de seus descendentes iria transformar aquilo em cidades com arranha-céus, carros, aviões, porque seu corpo, seu cérebro, guardava ainda o potencial latente para desenvolver o neocortex? Qual pedra ou rocha em Marte hoje, naquela paisagem estéril sem fim, pode imaginar que nela mais os elementos simples brutos a sua volta esta o potencial para se desenvolver em coisas como arvores e animais? Qual girino ancestral cego na escuridão oceânica poderia imaginar que na sua cabeça o órgão para captar coisas moventes ao redor tinha em si o potencial para se tornar algo como o olho, capaz de trazer o mundo externo para dentro de sua cabeça? Nos 200 milhões de anos do homo sapiens antes de Copérnico quem poderia ter imaginado que o Sol não se move a nossa volta no céu e sim nos é que estamos embarcados num bólido viajando no espaço sideral dando voltas e mais voltas em torno dele? Em milhares de anos quantos humanos estiveram nos seus ultimos suspiros no leito da morte com um braco levantado acreditando piamente que se dirigia ao Criador de seus nobres ancestrais e que nos mandaria queimar na fogueira se dissemos que o macaco no zoologico foi nosso criador e avo de outras eras? Porque a Natureza tem verdadeiros truques de magica inda escondidos nas suas mangas, como tinha o processo da evolução natural. E quantos truques ainda Ela mantem ocultos do nosso pobre conhecimento de micróbios nesta imensidão de Seu corpo universal e nas outras seis faixas de luz que organiza matéria em estados vibracionais que não captamos, e que as reflete sem revê-las ao nosso pobre aparelho visual? Então não pare, não se deixe levar pelo negativismo dos materialistas niilistas acadêmicos e nem pelos conformados deístas esperando o inevitável apocalipse, vá em frente sempre! Eu fugi como escravo da senzala para o mato terrível da selva bruta mas enquanto tive vida fucei a matéria a volta buscando descobrir algum potencial natural que me desse o poder do conhecimento natural para salvar ali a minha vida, e encontrei! mesmo quando estamos morando numa vila ou gueto miserável sob a pressão do ciclo da miséria que nos escurece o futuro sem crermos em alguma mudança magica, continue fuçando a Natureza, como aquele outro humano que assim fez e sem saber no que ia dar misturou uma substancia nova num refresco, descobriu a Coca-Cola e ficou bilionário! Hoje quando a cada segundo alguém abaixa um vídeo no Youtube com uma musica que nunca vai sair daquele vídeo porque nada tem de novo e parece que todas as possibilidades estão cansadas de serem esgotadas, uma menina de 13 anos, morando numa casa a beira de um rio longe da cidade mais próxima, cujos pais saíram para trabalhar e ele só em casa sem ter o que fazer pega um violão, senta-se no sofá, começa a dedilhar ao acaso, confessa em voz alta e cantada os seus sentimentos sobre as diferenças entre a sua turma de adolescentes da escola com as turmas ricas que ela vê na televisão em outros países distantes, percebe que de repente surgiram tons musicais que ela gosta, vai mostra-la no colégio, na cidade e em pouco tempo se vê ganhando dois Grammys e começa coletando uma fortuna de 10 milhões de dólares, para espanto de seus pais! Uma menina de 13 anos, fuçando, esmiuçando os sons naturais descobre mais um potencial que ali estava a disposição de qualquer um que tocasse justo naquele ponto! ( Estou falando da Lorde e seu sucesso inicial, The Royals ). Que vergonha para nos marmanjões que gastamos a vida circulando em volta de trabalhos rotineiros e repetitivos sonhando com a liberdade proporcionada pelo dinheiro, enquanto uma menina do interior com apenas 13 anos resolve isso num estalo de dedos em trinta minutos!

Qual humano hoje pode imaginar o que seu corpo e mente tem em si de potencial latente para se desenvolver em que coisa inacreditável hoje? Pois depois da descoberta de como o nosso DNA se estende ate as mais jamais imaginadas regiões deste Universo, adquiri a certeza que esse nosso corpo cheio de tanta complexidade e problemas que quase não nos deixa livre para mais nada, cheio de carne e osso, vai ser mudado, transformado pela Natureza de maneira que dentro de algum tempo sera irreconhecível num corpo mais energia que massa, que carne e osso. Ora, que não se fique dando volta em torno de um circulo, beating around the bush como dizemos nos os americanos vindos do Brasil, preocupados em encontrar na farmácia um cosmético que elimine uma pequena espinha, e sim que se ponha a mente a buscar quais os potenciais escondidos em nossos órgãos, cérebro, corpo inteiro, que fara a maioria dos nossos problemas atuais se dissolverem como que por encanto nas brumas do passado. Tem muita coisa ainda na frente dos nossos narizes agora passando por nos, muitas oportunidades, que os macacos jamais vão descobrir porque se acomodaram nas arvores comendo bananas sem se aperceberem que vivem sob o ciclo da miséria no qual está  dormindo o enorme potencial que outro grupo de macacos mais ativos descobriram e se tornaram os humanos donos do planeta de hoje.

Eu comecei a pensar nisso quando descobri na selva amazônica que a natureza tem escondido de nos um potencial latente dormindo em nosso DNA, com extensões dentro de átomos e galaxias, que quando descoberto pela humanidade la` fora na civilização, vai transformar tudo o que somos e acreditamos hoje em dia. O DNA que vemos e conhecemos hoje, ainda se resume aqueles raios e relâmpagos que nossos ancestrais viam aparecer e desaparecer na tempestade sem imaginar o potencial que neles existia. Pois esse DNA que vemos e conhecemos é apenas a ponta manisfestada aqui na nossa dimensão visual de algo que vem do macrocosmo e a 13,8 bilhões de anos, e vem construindo todos os sistemas naturais conhecidos, desde aqueles átomos, estas galaxias… e o que poderá fazer agora quando conseguir-mos domestica-lo e dirigi-lo segundo nossas necessidades. Eu imagino que o que levou o troglodita das cavernas a descobrir que na Natureza havia o potencial para ele criar o fogo onde não está presente foram as pontas de pedras e pedregulhos no piso que o torturavam as costas quando se deitava ou o bumbum quando se sentava, pois quando eu tive que dormir por meses na terra dura que cobria apenas com folhas e palmas que conseguia `a volta passei por isso e sei o incomodo que isso nos causa. E porque alguém inventou pernas de cama? Apenas se você estiver desmaiando de sono consegues dormir um pouco no mesmo plano onde estão

caminhando formigas, cobras, aranhas, escorpiões e da água avançando numa chuva. E o troglodita ficava meio em pé, meio agachado, olhando aquelas pontas e com raiva pegava pedras soltas raspando-a nas pontas incomodas e numa dessas… tchabum!… saiu uma faísca que pegou nas folhas secas a volta e ele teve que se mover estupefato mirando o que havia criado. Isso ensina que muitas vezes criamos antes na mente a imagem de algo que não existe ainda – como um leito liso onde se deitar dentro de uma caverna – e essa imagem nos move a criar as ferramentas certas que tornarão a imagem realidade. Pois agora quando a humanidade na civilização está prestes a realizar a descoberta que ainda existe enorme potencial em nosso corpo, principalmente dormindo em nosso DNA e neste cérebro indevidamente dividido em duas metades, vamos ser movidos a buscar novas ferramentas com nova tecnologia, e nossas crenças atuais, nossas atuais interpretação e visão do mundo, e nossa arte em manipular a matéria, vai ser tudo entornado de ponta-cabeça, para muito melhor do que é hoje.

Pensando nisso me lembro agora de Ayn Rand no seu livro “The Atlas Shrugged” descrevendo muito bem o que se passa na elite intelectual deste começo de seculo. Numa festa um professor de filosofia diz aos presentes a sua volta, a maioria estudantes deslumbrados com sua capacidade malabarística com as palavras e conceitos apenas abstratos:

( a continuar copiando do livro o texto realçado )

Tags: ,