Intrigante Matrix/DNA sugestão: Menor população = humanos mais defeituosos. Veja a solução ideal

xxxxx

Segundo a interpretação deste mundo e sua existência pela Matrix/DNA, humanos tem duas razoes para existirem

  1. são genes desta nova forma do sistema universal, a auto-consciência;
  2. são fracões do grande erro cometido na forma do ancestral astronômico que optou em ser sistema fechado em si mesmo. Estas fracões são colocadas a defrontarem-se, sentirem os efeitos do erro, e assim motivarem-se a rejeitar a repetição deste erro.

Considerando que isto esteja correto, o que devemos pensar sobre qual seria a população, o numero de humanos ideal para otimizar o processo evolucionário rumo a nossa transcendência desta atual débil forma humana?

Quanto ao item do erro, quanto menor for o numero de humanos, maior a fracão, ou carga de erro encriptado em cada um. Isto significa que cada humano será mais egoísta e selvagem. Então, quanto maior a população, menos defeito em cada humano, mais fácil se torna para a sua evolução.

Porem, sabemos desde as inferiores especies animais, que super-população é sempre desastroso, aumentando os conflitos e matança interna.  O mesmo aconteceria com humanos, se fossem menos defeituosos?

Devido ainda a forte predominância na psique humana dos três instintos herdados do cérebro do animal irracional – instintos para grande e médio predador e para presa – prejudicando as mais nobres e altruísticas manifestações da auto-consciência ainda no estagio fetal, se multiplicar a forma do humano atual, é mais provável que sim, o aumento dessa população atual será cada vez mais desastroso.

Poderíamos pensar numa solução para este problema: se a ciência e tecnologia evoluísse mais para fornecer melhores condições de vida material a uma população maior. Mas novamente a má herança, não apenas a recente dos animais irracionais, mas sim também do ancestral astronômico que ainda esta encriptado em nossa genética, que ainda modela o ambiente terrestre e que nos tenta ao equivocado caminho rumo ao Admirável Mundo Novo de Huxley, nos tornando como robots felizes porem estúpidos amordaçando o feto de auto-consciência, desaconselha a escolha para mais população com mais ciência e tecnologia.

Talvez estejamos agora no numero ideal, se conseguíssemos consertar o sistema, ou seja, instalar um sistema social diferente, inédito, que não seja nenhum dos criados até agora, como tribalismo, feudalismo, monarquia, capitalismo, comunismo, etc. Um sistema social diferente que não seja estes que imitam a mesma divisão do poder do sistema selvagem  entre os animais nas selvas, nos ares e nos mares.

Optando por esta alternativa, somos novamente incentivados a divulgar a cosmovisão da Matrix/DNA, pois ela parece ser a mais capaz de criar este novo sistema social e instalar um equilíbrio evolutivo entre pagamento do pecado e cumprimento da missão genética para nossa transcendência.

Tags: ,