Astronomia: Novo planeta favorece a Teoria da Matriz ao invés da Teoria Nebular?

o-planeta-de-agua.jpg

Artigo publicado no The New York Times 

Published: December 16, 2009

 Cosmos  & Space

http://www.nytimes.com/2009/12/17/science/space/17planet.html?_r=1

A Sultry World Is Found Orbiting a Distant Star

A corrida dos caçadores de planetas está pegando fogo e só nesta semana, enquanto um time no telescópio do Hawai anunciopu a descoberta de seis, outro cientista anunciou a descoberta de um, porem muitissimo interessante: os dados, preliminares ainda, sugerem que o planeta é todo coberto por um unico oceano de agua! Dá para imaginar uma coisa dessas? Bem o que me interessa aqui é que os modelos astronomicos da Teoria da Matriz/DNA prevê facilmente a existência de planetas assim. Segundo os modelos, quando um astro ( na posição de Função 2) sai do white hole (Função 1) entra no seu horizonte de eventos. Este é formado pela poeira e todo tipo de pedaços de rochas, etc., que sobram da morte de um estrela ou do cadaver estelar (Função 7). Esta poeira forma um vasto anel sendo que a parte dela mais proxima do white hole deve ser muito quente. Mas à medida que se vai afastando do white hole vai se entrando no frio espaço interestelar então esta poeira nestas regiões podem até estarem congeladas. Ora como essa poeira vai se agregando à superficie do astro, acontece que a primeira poeira conectada vai conservar altas temperaturas enquanto a segunda que vai cobrir esta virá quase ou totalmente congelada. Mas acontece que o astro sai do horizonte de eventos como se fosse um picolé redondo voador (entre F2 e F3) e ficará vagando no espaço até passar perto de alguma estrela, quando então será capturado em sua órbita. Ora, o calor da estrela vai fazer aquela massa congelada esquentar e o que vai acontecer? A real poeira que é mais pesada vai ficar no fundo e o gelo, formado mais de gazes, que é mais leve, vai ficar na superficie, porem, transformado em agua. Está explicado o planeta agua? Estava previsto na teoria a 25 anos atras ou não? Alias sempre quando reví esta parte do processo me causou algum disconforto porque tendo a Terra atual como modelo, me vinha a questão de como aparecem as montanhas e mesmo os continentes. Mas tudo isso depende do tempo de calor da estrela incidindo sobre o astro, de como foi a travessia do horizonte de eventos, dos movimentos das placas tectonicas, etc. Calculos que não são para eu fazer.

Agora é preciso pegar os modelos da Teoria Nebular e ver como eles se saem dessa. Tinham previsto isto? Como a geração espontanea de um planeta nos restos de matéria do Sol pode torna-lo um planeta-água? Ou vão mais uma vez considerar que este novo mundo é uma excessão à regra e continuarem a alimentar seu Leito de Procusto? Nào digo que a teoria acadêmica não previu ou não suporta a existência deste tipo de planeta, pois ainda não reví a teoria à luz do novo achado e não ví ninguem fazê-lo, mas estou aguardando. Por enquanto…mais um brinde à Matriz!  

Tags: