Evolução e a Segunda Lei da Termodinâmica – pela Matrix/DNA

Vejamos o artigo dos evolucionistas abaixo:

A evolução não viola a segunda lei da termodinâmica

Para desmontar a teoria da evolução, os adeptos do criacionismo, que hoje contra-atacam dizendo que este devia ser ensinado nas escolas, deitaram mãos dos argumentos mais inverosímeis. Um dos mais surpreendentes diz que a evolução implica que a vida vá das estruturas mais simples para as mais complexas, enquanto a segunda lei da termodinâmica defende que os sistemas se movem para estados de desordem máxima. Assim, a evolução violaria as leis da física.

Onde está, então, a falha? Muito simples: a segunda lei da termodinâmica refere-se exclusivamente a sistemas isolados, e a Terra e os que a habitam não entram neste grupo, já que recebem constantemente energia do Sol. Assim, o aumento de ordem na biosfera é compensado pelo aumento da desordem no nosso distribuidor energético, o astro-rei.

xxxx

A versão da Matrix/DNA

A evolução não é apenas a Darwiniana, biológica, ela é universal: existe a evolução de um sistema natural composto de hardware e software, que nasceu com o Big Bang na forma de vórtice quântico/partícula e tem hoje, nesta região do Universo, a forma mais evoluída de sistema cerebral humano/sistema mental. Êste sistema apresenta diferentes formas pelo mesmo motivo que seres humanos mudam de forma: o ciclo vital. Portanto, o sistema cebral/mental é o sistema universal em sua forma mais idosa, adulta, enquanto o sistema atômico foi uma forma infantil.

Uma das fases evolutivas (ou forma) do sistema universal é a forma biológica, à qual denominamos errôneamente de “Vida”. Assim como não existe um momento exato que divide a transição de um humano adolescente para sua forma adulta, tambem não existe um momento que define a transição animado/inanimado. Vida todos os sistemas naturais tem, já que todos tem as propriedades vitais.

Então os sistemas biológicos (vida entre aspas) foram a forma seguinte aos sistemas astronomicos. Para ocorrer essa transição foi necessário o concurso da entropia que conduziu um sistema astronomico em estado de ordem a se fragmentar e tornar-se em estado de caos. Dêste estado de caos se levantou novamente a ordem, na forma de sistema biológico. A evolução não caminha apenas do mais simples para o mais complexo, mas tambem do caos para ordem. No entanto ela é dividida em ciclos, porque ela está sujeita ao ciclo vital. Ciclos que alternam caos e ordem.

É certo dizer que o Sol é uma estrêla caminhando na direção da desordem, do caos. Mas está errado dizer que é um sistema isolado. O que é um sistema isolado? Não existe. Sistemas estelares são agrupados em galaxias, galaxias são agrupadas em aglomerados, etc.

Deve-se entender que um sistema estelar é um sistema fechado na medida que êle nada troca com sistemas vizinhos. Êle apenas não é isolado porque partilha com outros sistemas a mesma plataforma gravitacional da galáxia. Sistemas fechados atacados pela entropia entram em desordem interna, colapsam-se se sôbre si mesmos e re-erguem-se com mutações e algum grau a mais evolutivo e na forma de sistemas abertos. No caso, como sistemas biológicos.

Portanto a evolução está plenamente de acôrdo com a segunda lei da termodinâmica.

Tags: , , , ,