Fábrica Ecológica na Fórmula da Matrix/DNA

xxxx

A FÁBRICA ECOLÓGICA

                                       A FÁBRICA ECOLÓGICA

Modêlo de uma fábrica cujos produtos nunca se tornam lixo e economiza recursos não-renováveis da Natureza. Esta fórmula é a mesma que a Natureza aplica no céu produzindo os sistemas astronômicos fechados em si mesmos, perpétuamente auto-recicláveis e que não produzem lixo de espécie alguma. Buracos negros geram sistemas estelares que vivem e morrem tornando-se poeira estelar que se tornam buracos negros que geram novos sistemas estelares. Enquanto isto os astros produzem produtos derivados como os seres vivos na Terra, cometas, etc., mas a energia inicial nunca diminui porque o ciclo se bifurca em F4 emitindo energia ainda nova de volta para a caldeira rotatória – no caso, o dinheiro que mantem a fábrica.

É muito fácil salvar o planeta, a Humanidade que amamos, e as nossas próximas gerações. Basta humildemente ajoelhar-mos perante o altar da Mestra Natureza e orar-mos pedindo conselhos. Sua voz murmura em nossa consciência: “Queridos filhos humanos. Vejam como mantenho o céu limpo e com crescimento auto-sustentável. Vou-lhes ensinar a fórmula que uso desde o inicio dos tempos e que manterá sua morada saudável, limpa e ajardinada.” 

EXPLICANDO A FÓRMULA

Digamos que vamos instalar fábricas de utensílos e eletro-domésticos, carros, etc. Na primeira produção vamos ter que inserir a matéria-prima extraída da Natureza, mas também vamos parar a extração mesmo que a fábrica produza por mil anos. Na Função 1 ( transformação da matéria-prima) o minério se torna ferro, o petróleo e bauxita  se tornam plasticos, aluminio, etc.. Êsse material segue para a Função 2 ( Industrialização) onde se torna nos produtos finais. Daqui os produtos seguem para a Função 3 de onde serão distribuidos para os postos de venda na Função 4. Neste estágio o circuito se bifurca criando um ramo lateral que retorna à fábrica: trata-se do dinheiro pago pelos compradores que irá manter a fábrica e recompensa-la com seu lucro. Enquanto isso o fluxo circular continua para a Função 6 que representa a casa onde o consumidor está usando o produto. Óbviamente o produto vai se desgastar ( no céu e com as estrêlas que começam a envelhecer a Mestra Natureza explica que está aplicando a entropia termodinâmica, aquela que possibilita a perpetuação da existência dos sistemas), e quando cessa sua utilidade é transportado do consumidor para o estágio ou Função 7, que é o cemitério do produto e inicio de sua reciclagem. Nêste estágio o produto se divide nas partes que permanecem em bom estado e no mesmo modêlo do ano do produto novo e nas partes não recuperáveis que são trituradas e decompostas em matéria-prima. A primeira parte vai direto para a Função 2 e a segunda parte vai para a Função 1. Alguém viu algum lixo produzido nêste processo? Alguém ouvirá na calada da noite a Terra gemendo, ou sentirá a Terra tremer pela dor se tôdas as fábricas nêste modêlo não vão esburacar sua pele para extrair matéria-prima ou para sugar de suas veias o petróleo? 

Óbviamente que agora começam os senões mas com boa vontade e mais consultas no altar da grande mestra, tudo pode ser resolvido. Por exemplo, como motivar um consumidor que tem um produto da marca “Tal” inutilizado, encaminhar este produto para a Fábrica Tal? Êle receberá uma pequena quantia ou um ticket que servirá como pagamento para a entrada de novo produto, um ticket maior se êle mesmo levar o produto à fábrica, ou um ticket menor se um terceiro fizer as coletas, e êste receberá pelo seu trabalho a diferença entre os tickets maior e menor. 

Se você está consciente da tragédia que representa a alteração do equilíbrio termodinâmico do planeta e o preço cada vez mais elevado que vamos pagar devido ao atual modêlo das fábricas, da poluição, do fim das matérias-primas, você veste agora a camisa da Humanidade, sai de cima do muro e vem juntar-se a nós. Para iniciar com muita disposição e energia temos duas sugestões e estaremos aguardando as suas valiosas sugestões.

1) Particípe de um abaixo-assinado que será encaminhado a todos os govêrnos  exigindo que tomem as iniciativas, seja pelo setor publico ou privado, para que seja imediatamente construída uma  fábrica como experiência/protótipo. Inclusive deixe claro que o politico que não inserir esta prioridade no seu plano de govêrno não ganhará seu voto;

2) Como é temerário esperar por terceiros nesta emergência, ponha seu nome e e-mail na lista dos que se disporão a serem sócios acionistas desta fábrica-modêlo que nós mesmos vamos iniciar, dispondo-se a (se após consultar-mos a legislação e ver como funciona essa coisa de sociedade anômina e ver-mos que a lista de abaixo-assinados completar um numero que julguemos ser suficiente para iniciar a emprêsa), a adquirir pelo menos uma cota/ação num valor próximo entre R$ 5,00 (cinco reais) que será decidido pela primeira assembléia que lançará a fundação da sociedade anônima.  A maneira para comunicar sua disposição é acessar o website http://theuniversalmatrix.com , procurar êste artigo e deixar nome e e-mail no campo para comentários ( ou então escrever sugerindo outra maneira de se saber quem deseja participar). Desde já esclareço que não serei líder, nem tesoureiro, mas  como você apenas mais um sócio que participará das assembléias. Façamos como que nossos herdeiros aplaudam nossas decisões  e cantem nosso sucesso ao invés de chorarem amargamente o nosso fracasso. 

                                                                    Louis Morelli

          

Tags: , ,