The Universal Matrix/DNA Described/Decoded

Encontrada hoje mais uma versão da Teoria da Matrix. Por enquanto a ví apenas em 5 vídeos no Youtube, nada mais sei sôbre o autor e sua teoria.

(Mas como o vídeo é inglês, aqui vai uma dica: veja na base do vídeo as letras CC, clique nelas, vai aparecer “Captions” e “transcribe vídeo” : clique aí para poder ler o texto falado)

http://www.youtube.com/watch?v=zTaHASbWAU0&NR=1 – ( Google isso )

Link to the video: http://youtu.be/zTaHASbWAU0

A teoria de 5ST4RCREAM144 foi elaborada pela observação de que a maioria das formas naturais estáticas ao lance curto do olhar humano (a forma do céu, dos neuronios no cérebro, das folhagens de uma árvore, etc.) evidenciam a existência de uma fórmula padrão universal, como se fôsse uma espécie de sombra, de blueprint, a qual êle denomina de “Matrix”. E êle sugere que essas sombras denotam a existência de hologramas, ou seja, tôda as unidades em que a matéria se encontram organizadas em corpos ou objetos, ou rêdes, networks, de conexões entre objetos, seriam mera projeção de um pano de fundo constituído por um Universo Holográfico.

Então eu e o 5ST4RCREAM144 temos algo em comum: ou somos ambos loucos no mesmo grau da loucura, ou nossos cérebros foram préviamente hard-wireds para notarem e serem obsecados por padrões comuns de formas na Natureza. a maioria das pessoas passam a vida ao grosso acima dêstes detalhes das formas e quando alguem chama-lhes a tenção para notar isso fogem rapidamente sem quererem raciocinarr a respeito e afirmando que nada tem a ver. Eu respeito essa opinião e a considero como possivelmente a correta. Eu e o 5ST4R seríamos os errados. Mas ainda ninguem tem provas factuais e portanto sómente o tempo dirá quem foram os loucos.

Mas existe uma gritante diferença entre eu e o 5ST4R, a qual determinou o diferente resultado de nossas investigações. 5ST4R vive num país de primeiro mundo e parece ser rico, pois pode aplicar caros recursos para fazer vídeos. Eu fui menor abandonado num país de terceiro mundo e depois um mero macaco melhorado na selva amazônica de onde extraí os meus “padrões”, meu recurso para investigar era apenas lápis e papel, como mostra o desenho azul feito de cócoras e nos joelhos, na minha home-page sôbre o primeiro esboço da Matrix/DNA. Os nossos diferentes niveis de necessidade e revolta ou satisfação com a existência, fêz com que um fôsse mais espiritualista e buscasse algo mistico e sagrado nas formas estáticas sem muito compromisso com a urgencia de atuação pratica para mudar o mundo (bem no modêlo dos misticos e mestres contempladores orientais); o outro, desesperado, foi exclusivamente materialista, buscando formas de ação aqui e agora, por isso tendeu a ver a Matrix/DNA nas formas dinâmicas e materiais (mais no modêlo do cientista ocidental).

Mas o que manda o bom senso fazer agora? Quando existem as duas faces extremas de um mesmo e unico fenômeno, ou seja, quando se pode ver a dualidade universal manifestada na sua inteireza, temos a oportunidade de aplicar a sabedoria procurando e calculando qual é o ponto de equilibrio, o meio-têrmo, entre as duas. As duas são mentiras, se isoladas, mas são parters ínfimas da verdade quando unidas, sendo que a verdade final está na alternativa do meio. Então temos que por a alta espiritualidade holografica de 5ST4R numa folha sôbre a mesa ao lado de outra folha com a minha alta materialidade computacional, e tentar ver o que resulta como alternativa do meio. Pode ser que num extremo a Matrix seja hologramas, no outro extremo seja softwares, e no meio, a verdadeira “verdade”: LUZ.

Onde nós dois ficamos boiando. Terá que aparecer alguem mais evoluido para lidar com a LUZ. Ou alguem mais evoluído para provar que não existe nada disso. Como? Uma maneira seria apresentar em laboratório neuronios ou cérebros deformados que criassem apenas por si mesmo tôdas estas imagens de Matrixes. Eu não ficaria mais triste se constatar que sou débil mental; já fui tão reduzido na minha insignificancia que reduzir-me mais ainda, nenhum efeito mais danoso poderia produzir.

Para nós, agnósticos/naturalistas, tentamos raciocinar tuddo sôbre a Matrix/DNA como sendo composta de duas faces que se retroalimentam, mas usando como comparação algo que conhecemos materialisticamente – o computador. Então vemos a Matrix/DNA em têrmos de software (invisivel a ôlho nu), e hardware (concreto, palpavel).

Para quem não é naturalista/materialista, e sim místico, e tem necessidade de ver o divino ou sagrado em todas as coisas, pode estudar a Matrix/DNA e vê-la como o elo entre Deus e a Sua criação, ou seja, o tentáculo de Deus para atuar na matéria, se mudar seu ponto de referencia, vendo-a não através do computador, mas sim formada de matéria e holograma.

Agora, em nossas ultimas pesquisas fomos descobrir as origens da Matrix/DNA na forma da LUZ (ver artigos na categoria LUZ). Isso complica nossa cabeça já super-bombardeada de informações e conjecturas próprias tentando agarrar e conectar essa avalanche de massa de dados, e não conseguimos ainda digerir essa nova facêta da Matrix/DNA. Talvez a Matrix/DNA não seja, em sua essência ultima, nem software nem holograma, e sim, luz. Deus se manifestaria aqui usando a luz? Mas o que sabemos da luz, principalmente a natural? Quase tudo que temos hoje no estudo da luz vem da forma de raio laser, mas dêste criado no laboratório, portanto artificial.

Quanto ao assunto “reptilianos” que está em todo lugar na Internet hoje, e o fato de 5ST4R suspeitar que são verdadeiros, aprendí aqui algo importante que vai merecer uma pesquisa:

A Matrix/DNA apresenta duas fases evolutivas num ciclo da evolução: a primeira fase dos ovos botado fora, a face esquerda da Matrix/DNA, e a segunda fase, dos ovos mantidos dentro e protegidos, a face do tôpo da Matrix/DNA. Na evolução dos sistemas biológicos na Terra tivemos estas duas fases, sendo que a dos ovos botados fora e abandonados à própria sorte veio desde as primeiras formas de vida e chegou até os repteis; a segunda fase começou quando um réptil desenvolveu a parafernália para ser mamifero. ora, a face da matrix/DNA que era a líder no céu e caiu na Terra é a face de sistema fechado em si mesmo. Então é possível que a “mente” dela seja prenchida com valores da primeira fase, ou seja, daquela cujo corolário é a forma do réptil. A Matrix/DNA fechada no céu é aqui denominada LUCA e tem sua fotografia aqui revelada. E a tendencia de todos os genes-fótons que veio dela é reproduzir LUCA. O qual vemos a relação com o réptil. E aqui me surgiu uma suspeita que me pareceu gelar o sangue nas veias e arrepiar o corpo todo: será que LUCA tinha uma mente/software viva e existente, que tambem tivesse seus psico-genes-fótons, os quais se propagariam no espaço como os caídos na Terra, e formassem seres reptilianos, talvez de constituição fotonica, ou holografica? E estariam vivendo perto do nucleo da Terra para sugar sua energia matricial e nos dominando para nos encaminhar na direção de reproduzir-mos o corpo fisico de LUCA para que essa mente possa reincarnar? Meu Deus!

Isso faz muito sentido, tudo se conecta numa unica linha lógica! Mas será que este mundo nos reservaria tantas surpresas como a de uma dimensão invisivel convivendo aqui e agora conosco da qual não estejamos percebendo nada?! Não nos esqueçamos que na Terra, nós, humanos, estamos vivendo um sistema que não tem nada a ver com nosso “humanismo”. Será?!

xxxxxxx

Meus Comentários: ( http://www.youtube.com/all_comments?v=zTaHASbWAU0 )

5T4RS, Congratulations for thinking beyond the common man and thanks by suggesting another pathway for the search of the final thru. You must know my theory “The Universal Matrix/DNA of Nnatural Systems”. and the article (artigo, em português) “The Universal Matrix/DNA Described/Decoded” where I talk about your valious work. You have sugested new ways where I can find more evidences for my models, maybe you will find it also in my website. Let’s go working tohgether?

xxxxxxxx

@amyalewine: It is missing something in the Mandelbrot fractal for adjusting to a real living world: the universal fractal is a Matrix but it must be a system, and working, alive. I am suggestuing a model of it in my website. The phi number of sacred geometry, 1618, is the point of the systemic circuit where begins the process of replication, reproduction, of one fractal to another, the Matrix. The mind of the establishment has a bias towards the selfish face of the Matrix, the closed system.

Tags: