Projetos de Máquinas e Arquiteturas pela Matriz/DNA

Os modelos teóricos da Matriz/DNA fazem minha cabeça fervilhar de novas idéias a cada momento sôbre construir máquinas e estruturas funcionais. Acredito que quem venha a estudar êstes modêlos sentirá o mesmo. Mas, sózinho, tendo que trabalhar 60 horas por semana como taxi-driver em New York para pagar meus bills e passar alguns meses por ano na selva desenvolvendo meus estudos, não tenho sequer como montar uma oficina, um laboratório, muito menos fazer cursos de mecânica/eletrônica prática para executar êstes projetos. Isto só poderia ser feito em grupos, comunidades, cada qual entrando mesmo que seja apenas com a vontade e o compromisso de lealdade. Eu acredito na boa intenção das pessoas (minhas mãos estão estendidas e meu coração aberto para adicionar mais corpos humanos nesta grande causa), eu acho que devemos começar dando uma oportunidade de confiança a todo mundo independente de raça, cor, religião, sexo, status social, etc., portanto de inicio confio em qualquer pessoa da qual não conheça o passado, mas se faltar ao respeito ou agir com falsidade cortamos relações e que siga seu caminho com votos de boa sorte. A Matriz/DNA envia uma mensagem: somos todos descendentes de LUCA, um unico exemplar da Matriz/DNA que cometeu êrros de opções quando se tornou o building block dos sistemas astronomicos, que foi castigado pela entropia, se fragmentou em bits na forma de bilhões de pares de nucleotideos, cada qual contendo um bit do êrro, cada qual sendo uma tendência unica e especifica, para que se inter-relacionem, se conflitem, tornem caóticos o meio-ambiente, sofram as consequencias de suas mensagens, aprendam a serem menos radicais na sua tendência especifica, e assim passem a considerar e aceitar as personalidades dos outros bits, aprendendo finalmente que a união dos bits é fundamental para que recuperem a liberdade de existir e evoluir, que a união faz a fôrça e transforma o caos ambiental em ordem aconchegante, e assim vão todos se amalgamando construindo grupos de bits ccada vez maiores até que finalmente todos tornem um só, uma nova forma da Matriz Universal, corrigida da tendência que a fêz cair do céu e arrastar-se na lama da Terra. Esta é a Grande Causa da Humanidade, por isso inicío confiando, aceitando, tentando ajudar, jamais atrapalhando, jamais aliando-me a algo que vejo impedir ou atrasar o avanço do próximo, pois isso viria em meu próprio prejuízo final. Portanto, minha intenção pode parecer um sonho irrealizável e uma espécie de altruísmo, mas no fundo, esta meta será realizada pela Matriz Auto-Consciente que existe na Humanidade um dia, por bem ou por mal, com dores se não aprender isto ou sem dores se fôr inteligente, e na verdade é uma meta egoísta no sentido que busco através dela a realização da minha felicidade. Se um só ser humano for atrasado ou impedido em sua missão especifica, todos nós, quando formos uma só Matriz/DNA retornando às portas abertas da evolução, nasceremos com algum defeito, aleijados. Quem paga o pato por um baby que nasce aleijado são os genes que os construiram, pois todos os genes paternos e maternos sobem à cabeça, vão constituir os neuronios de um só cérebro, e assim tornam-se uma só consciência. Isto pôsto, pretendo neste tópico ir registrando as idéias que vão surgindo para a construção de máquinas, utensílios, estruturas, arquiteturas, seja lá o que for que contribua para melhorar nossas vidas. Uma das idéias mais antigas surgiu quando visitei numa exposição, a Sala Cósmica, de um artista plastico brasileiro, que consistia num salão oval todo aveludado de azul escuro e quando a gente entra já começa a ouvir as musicas de 2001, Uma Odisséia no Espaço, os acordes de Contactos do Terceiro Grau, e vemos esferas girando no espaço no meio da sala, conduzidas por braços mecânicos que ficam quase invisiveis na sala escura. Sensacional! Mas o artista não tem nenhuma nova cosmovisão  a defender, por isso as esferas giram, se movem, sem transmitir nenhum modêlo ordenado inteligente, apenas transmitem a sensação de que estamos flutuando num Cosmos distribuido caóticamente. Imagine o que poderíamos fazer reunindo a cosmovisão da Matriz/DNA com aquêles recursos técnicos! Ao mesmo tempo em que estarias no Cosmos estarias dentro de uma célula viva, funcionando, pois cada astro representa a mesma função de uma organela… mas tambérm poderia fazer as peças se transformarem em moléculas representando o  sistema nucleotídeo, e ainda representando órgãos do corpo humano, ou até mesmo as principais peças de um motor, já que a Matriz/DNA também é um moto-contínuo! Seis, sete, num só! Além dessa  Sala Cósmica viajando pelo mundo sendo exposta em shoppings, museus, escolas, podíamos fazer uma miniatura dela cabendo num aquário, e tôdas as escolas do mundo iriam precisar de uma unidade para apresentar aos alunos! Tenho os folhetos da Sala Cósmica com fotos e se puder vou expô-las aqui, são impressionantes. Portanto vou abrir a seguir os projetos que vão surgindo e deixa-los no ar para futuros possíveis desenvolvimentos e esperando sua adesão e comentários. Lembre-se que nossa sociedade nestes projetos pode até nos render lucros monetários, seja para reaplicar em novos projetos ou ser dado o destino que cada sócio quiser, mas acima de tudo é uma atividade para ajudar bilhões de nossos irmãos que estão neste momento na rua da amargura, e no final, ajudar a nós mesmos. (mas que raios não consigo acertar a estética dos textos neste blog! ‘Sai tudo junto, sem espaços, sendo necessario usar os “xxxx” para separar trechos. Alguem, por favor, pode me ensinar a resolver isto?)
 
 1)   A Sala Cósmica
 
Veja um vídeo no site da Vimeo, sôbre um modêlo do sistema solar funcionando feito com engrenagens, do qual podemos utilizar muitas idéias. Já postei um comentário abaixo do vídeo tentando contacto com o autor. Enderêço do video:
http://www.vimeo.com/11196472 
 
2)   O Áquário da História Natural Universal
3)   A Fábrica Automática e Auto-Reciclavel da Matriz/DNA
Sôbre isto já tem um artigo publicado nêste website, em algum lugar aí para trás, que trarei para cá quando tiver tempo.     

Tags: , ,