O Universo como Protótipo do Animal: Mais um Ponto para a Matrix/DNA

Neuronios no Cérebro e Galáxias no Universo

Neuronios no Cérebro e Galáxias no Universo

Apesar da imagem da nebulosa de galáxias à direita ser teórica, pois é resultado de uma simulação no computador, é racionalmente impossível deixar de sentir que existe algum elo entre cosmologia e biologia. Mesmo os aficcionados em elaborar modêlos astronômicos e cosmológicos com base unicamente no método reducionista cientifico e que rejeitam algum propósito no Universo que transcenda o próprio Universo não podem evitar êste sentimento ao ver tais exemplos. Como prova disso vejamos o texto de um autor dessa moda moderna do pensamento ao comentar estas imagens:

” Pela nossa percepção humana, o muito grande e o muito pequeno são muito parecidos, pelo menos até aos limites que conseguimos perceber.” – Carlos Oliveira – Astrónomo e educador científico, no blog ASTROPT, http://astropt.org/blog/2011/10/31/parecencas/#comments.

Mas quando a Teoria da Matrix/DNA mostra seus modêlos sugerindo que existe uma cobertura de organização biológica da matéria nos sistemas galácticos, e quando sugere que êste modêlo é o elo entre vivos e não-vivos (como dizem, entre sistemas inanimados e animados ou vivos), simplesmente e rápidamente julgam que isso é loucura de um ignorante em Ciências e cortam qualquer possibilidade de diálogo. Tudo bem, como deixei bem claro na primeira página do website esta é uma teoria da filosofia naturalista que aplica o método naturalista sistêmico na busca do conhecimento, a qual existia antes de surgir o método cientifico reducionista, a qual o gerou, e que não tem pretensões cientificas e sendo uma produção livre do cérebro humano não quer e não aceita que seus produtos sejam comparados com os produtos do cérebro eletro-mecânico.

Porque as duas imagens são semelhantes? Mera coincidência, fruto do acaso – que seria a conclusão de quem não vê o sistema galáctico como ancestral direto do sistema celular? Ou – como sugeriu alguem num comentário: “Seria o universo neurônios de algum ser?”

Vejamos a versão da Teoria da Matrix/DNA:

Em primeiro lugar cremos que êsse superaglomerado de aglomerados de galáxias que denominam “Universo” existia antes de existir o cérebro. Para nós êsse “Universo” é uma espécie de sistema natural regido pelas mesmas regras da evolução aplicada aos sistemas biológicos. O Universo é uma espécie muito primitiva que se super-especializou num modo de existência bloqueando sua evolução e tornando-se um beco sem saída, que existirá enquanto não incomodar ou atrapalhar a evolução da Natureza. Portanto o Universo está mais para um quasi-fóssil ancestral que um macro-cérebro dotado de consciência. A semelhança entre as duas imagens é devida a um postulado evolucionário: “descendente de peixe, peixinho parecerá”.

O Universo não é mágico, ou seja, êle foi gerado contendo uma quantidade de informações (genéticas ou bits-computacionais, não o sabemos) e só pode criar o que lhe permite estas informações. Portanto, êle só pode produzir algo pelo mesmo processo que êle foi produzido ( ou por um processo inferior, se nào usar tôdas as informações sôbre processos). E quando se aplica o mesmo processo na produção de duas arquiteturas, mesmo que em diferentes escalas de grandezas espaço/temporais, elas se assemelham na forma e função final.

Finalmente, o homem não foi produzido á imagem e semelhança de seu criador direto, o Universo: o “processo” de criação do homem é que é à imagem e semelhança do “processo” de criação do Universo. Genética… ou algum menino-Deus irresponsável que exista num reino ex-machine que passa o tempo brincando de construir softwares com bits-informações-vivas na forma de vórtices imateriais… e nós aqui pagando o pato por essas brincadeiras! Quando eu subir lá em cima vou acabar com êsse negócio!

Tags: , , , ,