Matrix/DNA Softwares em Àtomos e Moléculas Sugerem Como é a Forma Material da Mente!

A fórmula universal da Matrix pode ser entendida numa das sua produções biológicas, a arquitetura no interior da cabeça humana: tem o cérebro-hardware e o conjunto dos pensamentos, ou a mente – como software. Mas esta dupla face da Matrix não emergiu pela primeira vez no cérebro humano, êste é apenas evolução desde o primordial DNA. O DNA não é um código que encripta uma mensagem, como acredita a comunidade acadêmica. Isto seria místico, quase uma apelação ao sobrenatural, pois um mero amontoado de átomos não poderia jamais produzir e transmitir mensagens. Segundo a Matrix nos levou a concluir, o DNA é um mero conjunto de derivados de um unico sistema natural original, formado por um conjunto de moléculas que compõem um par de nucleotídeos. Mas não restam duvidas que o DNA, alem de ser um agrupamento complexo de átomos, o hardware ancestral do cérebro, possue um comando intangível, invisivel, de instruções – o software ancestral da mente.

A Matrix nos levou a encontrar o que algum sábio chinês encontrou a três ou cinco mil anos atrás quando êle escreveu: “A mente dorme na pedra, sonha no vegetal, acorda no animal e desperta no Homem” ! Sábias palavras! O sábio não sabia da existência de átomos, galáxias e computadores, como sabemos agora e apenas atualizamos o que êle intuiu: “A mente-software existe em potencial latente nas partículas e átomos, se move sonambula nos astros e galáxias, acorda nos vegetais, desperta nos animais e se torna viva e consciente como um bebê no Homem”.

Nós conseguimos elaborar um modêlo teórico de um diagrama de software que teria sido a forma da Matrix quando ela construiu o hardware na formação das galáxias originais. Não é possivel ainda reproduzir no papel ou no computador a correta imagem do diagrama porque êle é um vórtice espiral, tem a forma de um cône, as setas de interações se contorcem, e precisaria ser visto em quatro dimensões. Mas agora vimos na Internet, imagens bem próximas da imagem real do software Matrix quando estava construindo átomos e depois moléculas orgânicas.

xxxx

Átomo na forma da Matrix/DNA

xxxx

Àtomos como Matrix/DNA formando Moléculas

xxxx

Moléculas como Matrix/DNA formando Células

Para completar êste trecho da Evolução do Software Mental intuído pelo sábio chinês, de átomos à Consciência Humana, falta calcular-mos agora:

– Matrix/DNA Software das Células Neuroniais formando um Cérebro;
– Matrix/DNA Software do Cérebro formando a Auto-Consciência Humana;

Nossos pensamentos são incapazes de verem a si próprios, nossa mente não se sente como corpo, temos a impressão que a mente não é material, parece algo abstrato. Você tambem se sente assim? A Teoria da Matrix/DNA vem correndo em nosso socorro oferecendo uma explicação porque sentimos assim.

Para tanto ela nos apresenta duas figuras reais, as quais, infelizmente não terei tempo para postar aqui agora, mas todo mundo as viu muitas vêzes. Uma é a figura total do cérebro, composto de dois sistemas nervosos, o simpático e o parassimpático ou subconsciente. Como conjunto total o cérebro é aquela massa cinzenta na forma de uma esfera meio deformada contendo uma espécie de cauda, que desce pela medula óssea. A figura do cérebro total é muito parecida com a figura de um espermatozóide. A outra que a Matrix nos apresenta é a figura de uma cabeça, mais exatamente do crâneo ósseo apenas. É uma figura muito parecida com a figura de um ôvo, ou um óvulo. Espermatozóide e óvulo! Porque a Matrix/DNA começa mostrando estas duas figuras quando diz que vai nos explicar o que é, e como é, a forma da nossa mente?!

Calma! A Matrix vai continuar sua explicação. Agora ela pega a figura do cérebro total e a sobrepõe sôbre a figura da cabeça humana. O que vemos agora? Mais exatamente, quando as duas figuras se conectam, vemos como é a nossa realidade hoje ( do nosso cérebro dentro da nossa cabeça e sua medula dentro do nosso torax), idêntica à figura que vemos de um espermatozóide entrando no óvulo, sua cauda ainda está para fora. Você nunca tinha notado êstes detalhes que fazem a Natureza apresentar tantos maravilhamentos aos olhos de um agnóstico como os religiosos dizem verem no mundo pelos olhos de suas religiões? Nós carregamos, em nossa essência intima, uma arquitetura que é a central de nossa inteligência, na forma de um espermatozóide iniciando a fecundar um óvulo!

Mero acaso? Mera coincidência? Desconfie quando a coincidência mostra dois fenômenos se encaixando perfeitamente… talvez haja aí um padrão universal oculto.

Um feto humano, dentro do útero materno, já possui consciência de sua existência? Êle certamente não pode ver seu corpo, nem senti-lo com as mãos, pois nem olhos abertos tem. Acho que ninguém sabe pois não é está incógnita que gera o debate controversial entre os pró-aborto e os contra-aborto? Um embrião bem adiantado parece já ter consciência que existe, mas ainda não se pode ver. Um bebê recem-nascido ainda com os olhos fechados já sente bem o seu corpo mas ainda não se vê, não tem idéia de como é sua forma, qual a sua substancia. Nós adultos, já vemos nosso corpo, sabemos quais suas substancias, conhecemos nossa forma.

Porem, somos tambem pensamentos, somos, em essência, pensamentos, cujo conjunto denominamos mente, ou auto-consciência. Mas uma mente não consegue se ver a si própria nem a sua imagem semelhante que está dentro da cabeça do vizinho. Ela ainda não tem um “ôlho mental”, ou se já tem, ainda não o abriu, e assim ela parece estar ainda no estado de bebê recem-nascido (por mais que Lobsang Rampa nos venha falar de sua “terceira visão” já aberta). A mente não pode se tocar, não faz a minima idéia de qual a substancia de sua corpo. Muito menos tem idéia de sua forma. Ainda não chegou o tempo do “Concurso de Misses Universo da Espécie Mental”. Então finalizando, a auto-consciência humana é um fenomeno novo no Universo, ela surgiu ainda apenas a alguns minutos atrás se tomar-mos por referencia o tempo astronomico que é o tempo real, e ela apresenta as características semelhantes à fase do ciclo da vida que vai, nos humanos, de feto a bebê recem-nascido. Precisamente, qual o estágio evolutivo ela está, eu não sei: tenho meditado sôbre isso, às vêzes minha mente pensa que é um embrião, que vê o mundo externo por uma janelinha que é a visão carnal, outras vêzes que é um bebê recem-nascido ainda de olhos fechados, que não vê o mundo externo na dimensão a que ela pretence (talvez holografica?).

A figura da arquitetura material, visivel, que produziu, ou produz, essa auto-consciência humana, é a figura de um espermatozóide fecundando um óvulo. Pela Matrix/DNA estava previsto que tinha de ser assim. Um de seus postulados universais é: “Cada função sistêmica universal tem seu jeito de fazer e dar forma ao seu corpo material, tem o seu padrão, o seu estilo artístico, o qual é sempre repetido, salvo as variações nos detalhes devido às diferenças entre os ambientes e as diferenças entre os tipos de material que ela tem disponivel para esculpir sua obra”. Então tem a Função Sistêmica Universal N.1, bem vizível no diagrama/software da Matrix/DNA. Quando ela foi convocada a atuar na Terra para construir a arquitetura em que um bebê biológico é gerado ela modelou a massa terrestre e se saiu com algo na forma de óvulo fecundado por espermatozóide. Quando ela foi convocada para construir no espaço sideral a arquitetura em que um bebê astronomico é gerado, ela modelou a massa disponivel constituida apenas dos estados sólido e gasoso da matéria, ela se saiu com a forma de vórtice no meio da nebulosa de átomos sendo fecundado por cometas. E agora ela foi novamente convocada para construir dentro de um animal a arquitetura em que um bebê de auto-consciência é gerado. Existe agora maior riqueza de materiais disponiveis, a evolução elevou o nivel de complexidade do sistema natural universal que vem se evoluindo desde o Big Bang. Com um hardware tecnológimente desenvolvido como êsse, um Bill Gates seria quase capaz de desenvolver o software do Windows a ponto de dotar o computador com uma cópia de si mesmo como mente, a inteligencia artificial. Mas, a Função Universal é a mesma que começou a atuar no Big Bang, trabalhou com sua parte na tarefa ao fazer o átomo, etc., e um artista tem seu estilo unico de esculpir suas obras, por isso tudo, dentro do animal, ela esculpiu as mesmas formas ao participar agora da construção d6este fenômeno emergente: a auto-consciência humana.

Nêste ponto, ao pensar nisso, chego a me arrepiar tôdo! Acho que não é por ficar embevecido com minha intelig6encia por ter descoberto tudo isso, sempre mantenho um aviso aceso na minha mente: “Cuidado que você pode estar totalmente errado, “far away off the beam”! Acho que já ultrapassei a fase de ter vaidades, quando me dei conta do tamanho inconmensurável do Universo e do tamano pequenino do meu cérebro, a sensação de que não passo de um vírus ignorado pelo Universo. Acho que a sensação emotiva que sinto automaticamente é produzida pelo estado da contemplação de uma engenharia extraordinária na Natureza.

Isto tudo me leva a deduzir que a auto-consciência tem um corpo, é constituída de várias substâncias e, ou já tem ou está adquirindo, uma forma inteligivel, no mesmo modêlo do sistema/software da Matrix/DNA Universal !!!

Mas… se nossa mente já for um embrião, ou um bebê de berço, porque é que o nosso corpo carnal, que já serviu sua missão na evolução, que era a de gerar a auto-consciência nesta época e região do Universo, ainda está parado no tempo em que a mente foi concebida, a milhares ou milhões de anos atrás, conservando a forma do instante da concepção? Porque ainda temos um cérebro e uma cabeça lembrando aquêle evento no momento da concepção da mente? Ora… os répteis, que tiveram a missão na evolução de gerarem os mamíferos, que se transcenderam em forma para a forma mais evoluida dos mamiferos, ainda aí estão, lembrando os eventos quando os mamiferos surgiram na Terra. As bactérias de nossas origens tambem ainda aí estão. Se nosso entendimento da evolução estiver correto, as formas da evolução que completaram sua missão ficam por aí até desaparecerem de vez. Isto sugere que a forma da espécie humana tambem desaparecerá… em nome de sua transcendência para a forma mental!

Como consciência somos ainda bebês, nsossos sentidos sensóreos ainda não estão desenvolvidos ou não estamos tocando nada ainda relacionado à dimensão menos materializada e mais energizada, mais luminosa, própria da nossa dimensão, talvez ainda estejamos dentro do ôvo, ou dentro do utero materno, ou talvez nascemos nesta madrugada e ainda estamos num berço, de olhos ainda fechados. talvez até existam nossos pais de mesma sustancia e forma nos observando no berço, ou nos esperando fora do Universo que venhamos à verdadeira luz do mundo. Não sei. Um bebê nada sabe ainda. Mas um bebê pode rir e chorar conforme o mundo externo o trata. Assim como faço ainda rir de contentamento a cada vez que a Natureza me toca com revelações como estas. Os adultos diplomados das Ciências e Teologias pensam que sou louco quando me vêm sorrindo sózinho sem razão aparente. Mas os adultos em volta do berço tambem pensam que os bebês são irracionais quando riem ou choram sem uma razão que possam captar. Eu não acho. Desconfio que os bebês percebem mistérios que nós adultos não percebemos. E assim, talvez em nossas orações, quando não obtemos os milagres que pedimos, seja porque os nossos pais de pura consciência mas naturais, que nos observam no nosso berço na forma de uma cabeça humana, não captam o porque estamos chorando: os bebês sentem tudo o que atinge o berço, e choram quando não querem que balancem demasiado o berço. Abraços…

Tags: , ,