Feche a Porta da Entrada Principal a um Virus, Êle Dá a Volta Por Trás, Fabríca uma Chave e Entra por Outra Porta

Impressionante a noticia publicada ontem nos meios cientificos! Que vem fazer a alegria dos evolucionistas na polêmica controvérsia com religiosos.

Artigo: TG DAILY

This virus evolves and mutates

Êste Virus Muta e Evolui

http://www.tgdaily.com/general-sciences-features/61076-this-virus-evolves-and-mutates

Posted on January 27, 2012 – 15:36 by Trent Nouveau

Artigo: The Scientist
http://the-scientist.com/2012/01/26/the-making-of-a-trait/

The Making of a Trait

A produção de uma nova característica genética

By Megan Scudellari | January 26, 2012

xxx

Virus Lambda

xxx

Nosso Comentário:

A bactéria E. Coli tem um inimigo mortal, o virus Lambda, que entra nela através de um receptor para alimentos que ela tem na membrana, chamado LamB … Cientistas mudaram o código genético dela para pararem de fazer êste receptor. Inicialmente os virus ficaram perdidos, muitos morrendo por não encontrar pastagens a tempo. Mas ficaram em volta da bactéria sondando sua superficie e estudando os outros tipos de receptores, os quais, para êles eram impenetráveis. A fôrça de vontade destas criaturas é tanta que, ( inacreditável !!! ), se contorceram, se espremeram, se ampliaram, forçaram mudanças em seus genes, transformaram a aparência de seus corpos de maneira que se forjaram, se tornaram uma chave exatamente certa para abrir e entrar em outro receptor!

É como se acontecesse o que ví acontecer com meu amigo Pinóquio da Silva. Êle trabalha dia e noite teclando no computador, usando duas mãos, mas êle quer fumar, tomar café, se coçar, discar no celular, etc.. Então fica no desêspero para por a idéia na tela antes que ela lhe suma da cabeça mas a ânsia da fome e da vontade de fumar querendo que êle pare de teclar é torturante. No seu subconsciente começou a bombar flashes com a seguinte idéia: “E se eu tivesse três, quatro mãos!”. Bem o desejo foi tão forte que começou a surgir caroços embaixo dos braços, levaram-no ao hospital, ninguem entendeu nada, os caroços cresceram e surgiram mais dois braços com mãos… Pinóquio da Silva é realmente um virus, glup, quero dizer, um homem com fôrça de vontade!

Só em sonhos. Isso jamais seria aceitável em bases racionais. Mas… a nossa Razão Humana que enfie a viola no saco e engula mais essa: é possível e acontece! Ao menos no mundo desta espécie cuja existência é um flagelo para a Humanidade, o inimigo publico numero um, os terroristas vitoriosos mais odiados pelos humanos em todos os tempos. Em tôdas as familias êles já derrubaram alguem na cama ou até mataram. Tàdos nós já choramos inconsoláveis à beira do leito de um ente querido atacado por estas bêstas, sem que nada possamos fazer.

Êles estão séculos na nossa frente em têrmos de tecnologias da Vida. Êsse virus forçou-se à uma mutação, experimentou-a não era suficiente. Recolheu-se a seu laboratório, mudou a mutação, tentou novamente, sem suscesso. Por quatro vêzes êle mudou as mutações anteriores, em apenas 12 dias! Êle como que transformou uma carroça tocada a burro num Rolls-Royce com possante motor em 12 dias, e nada conseguiu impedi-lo em seu intento!

Ou nós humanos nos dediquemos com mais energia e investimentos de tempo e trabalho, exploremos o maximo de nossa inteligencia e criatividade, na guerra para acabar com os virus ou êles ainda acabarão conosco!

Por isso é válida qualquer tentativa, qualquer idéia deve ser testada, experimentada, por mais louca que pareça. É uma questão de vida ou morte, é hora de equipar nosso exército de defesa e ataque para ir lá, libertar da cama aqueles milhares que nêste momento estão sendo consumidos por essas feras minusculas, como as vitimas da Aids, dos canceres, etc.

Uma destas idéias estranhas é a proposta da Matrix/DNA Theory sôbre o que são, de onde vem, qual é a fonte criadora dos virus. Se mesmo apenas a titulo de curiosidade os pesquisadores, investigadores, tiverem conhecimento dessa idéia, ela pode ser lembrada em dado momento enquanto observam e se questionam um mecanismo, um processo, um comportamento dos virus, e experimentarem algo inusitado e pode ser que… bingo! Matam a charada, causam consideráveis baixas no inimigo, minando suas estratégias!

Diz a Matrix/DNA:

“Não houve biogêneses, o que houve foi “embriogênese astronomica” que perdurou por 3,5 bilhões de anos porque esta é a escala do tempo nas dimensões astronomicas. O sistema astronomico que nos envolve, criou, gerou, dentro dêle, em material novo e estados da matéria nunca experimentados antes, tudo isso provocando enormes mutações, tipos de seres vivos que são como virus, assim como nosso DNA possui códigos para produzir virus e nós mesmos os produzimos dentro dos nossos corpos. Acontece que os genes, bits-informação, na forma de fótons, emitidos pelas radiações estelares e nucleares planetárias, não se encontram juntos num mesmo ponto do espaço/tempo, porque ao contrário da carga genética humana, que é transmitida por inteiro dentro de envelopes cromossomicos, os genes semi-vivos astronomicos são separados e espalhados no espaço sideral. Ora, em pontos-receptores com enorme capacidade de recepção e sob intenso bombardeio destas emissões, como certas regiões do planeta Terra, muitos dêsses emissores do ancestral astronomico chegam, se encontram, se reunem, e tentam reproduzir a sequencia em que existiam antes, do circuito do sistema a que pertenceram. Assim aqui se formam pedaços de frases, pacotes com conjuntos, arquiteturas com inteiros paragrafos reproduzidos, e depois quando tudo se reune, um novo ser, uma célula viva sai se arrastando e procurando alimento na superficie dos planetas.

Virus são pedaços incompletos do sistema ancestral, êles contem informações apenas das funções 4, 5 e 7 do sistema natural-matriz que organiza a matéria amôrfa em sistemas. A função quatro é a do vulcão emitindo cometas, espermatozóides do espaço, a Função 5 é o próprio espermatozóide e a Função 7 é a que organiza a poeira oriunda do cadaver estelar num horizonte de eventos que circunda buracos negros, e quando aqui no meio biológico ela produz as capsulas proteicas, as membranas que envolvem os elementos internos. Por isso o virus invade a célula, porque lá, no nucleo está a fêmea que ele precisa para se reproduzir.

Porque virus tem tanta plasticidade, ou seja, capacidade rápida de mutar? Ora, são pedaços, frases, paragrafos, de um texto cujas outras frases e paragrafos estão disponiveis ao seu redor. Existe uma fôrça de atração entre os fótons dentro fos virus com os fótons livres em seu meio circundante, ocorre uma simbiose natural, basta o virus querer e absorver do ar, ou do sangue, etc., estes fótons. Para humanos como Pinóquio da Silva isto é impossivel porque humanos não são pedaços, são inclusive mais que o texto completo, a evolução os fêz ultrapassar os limites de informações do ancestral e já está absorvendo informações de um sistema hierarquicamente superior ao ancestral, um sistema que tem capacidade mental.

Pois bem: mas em que nos ajuda essa nova estapafurdia idéia? Numa situação desesperada de guerra contra um poderoso inimigo?

Infelizmente sou pobretão e tenho que sair para trabalhar agora, senão não pago o aluguel e vou acabar teclando na rua embaixo da ponte… Mas eu voltarei! Eu vou esmiuçar a cabeça à exaustão em cima dessa idéia, vou estudar o virus como ela o pinta por todos os angulos, tenho que ver uma estratégia antes até mesmo que êles me peguem tambem! Por exemplo, quais são os bits-informação que existem nas substancias onde o virus está, relacionados às Funções 6, 1, 2, 3? Se as descobrimos, inibir-mos sua presença ali, será como deixar os virus como ficou o exército nazista na Russia, no gêlo de Leningrado e sem provisões? Podemos produzir o inverno-inferno para nossos inimigos dentro do nosso corpo? Isto já o fazemos em muitos casos.

Tags: , , , , , , ,