Anãs Brancas Causam Conflitos Entre a Academia Oficial e a Selvagem Matrix/DNA: O Ôvo ou a Galinha?

– “Estrêlas como o Sol ficam velhas e começam a devorar planetas como Marte, Vênus e a Terra, sugando sua matéria!” – é a resposta de um jovem a quem foi pedido ler esta noticia do dia.

Informar à Humanidade que no céu está ocorrendo violência, predação devorando prêsas, e o acaso como regra, como está fazendo a Academia Oficial através da Midia, não pode ser benéfico à Humanidade, e é muito ruim para os jovens. Na minha familia tem jovens se comportando perigosa e irracionalmente porque suas mentes estâo em caos, sem um ideal nobre para suas vidas. Você que é um adulto e sempre foi bom cidadão é devido sua visão do mundo,  porque foi educado acreditando que céu é sinonimo de sagrado, paz, harmonia, talvez a morada dos deuses, etc. Imagine se tivesses tido sua formação intelectual baseada na crença do céu que está sendo incutida na mente das pessoas hoje, principalmente crianças estudantes em formação, e como tais pessoas se comportarão quando se tornarem influentes na sociedade. A noticia abaixo, publicada em letras garrafais em muitos veículos de comunicação de massa e lidos por estudantes, é apenas um exemplo do que está acontecendo quase todos os dias.

Não sei qual a verdade ou mentira sôbre o céu religioso que me foi informado na minha juventude, como não sei qual a verdade ou mentira do céu caótico, ateu, materialista, que estão informando na ultima década, mas tenho uma intuição a qual tenho que obedecer como o norte que guia meu comportamento: o cérebro humano é muito pequenino e não tem capacidade para entender e absorver a Verdade Ultima que se oculta na imensidão dêste Universo, ainda com muitas dimensões de fenômenos nas faixas de ondas da luz que nossos sentidos não podem captar. Os macro e micro cosmos são dimensões invisiveis que estão sendo “vistos”, “sentidos” e “interpretados” em simulações computacionais por alienigenas com tentáculos mecânicos conectados a cérebros eletro-mecânicos, que selecionam e discriminam dados, diferentemente dos dados que seriam selecionados ou discriminados pelo cérebro biológico humano, portanto, qualquer informação que venha por qualquer ser humano e sua atual tecnologia tem que ser considerada “teoria”, ou “hipótese”. E onde e quando qualquer informação em qualquer noticia relacionada não incluir e realçar estas palavras tenho, por dever e obrigação moral para com minha espécie, que gritar o mais alto possível.

A noticia é:

Four white dwarf stars caught in the act of consuming ‘earth-like’ exoplanets

( Quatro estrêlas anãs brancas apanhadas no ato devorando planetas distantes iguais à Terra)

http://www.spacedaily.com/reports/Four_white_dwarf_stars_caught_in_the_act_of_consuming_earth_like_exoplanets_999.html

Space Daily

by Staff Writers – Warwick UK (SPX) May 08, 2012

xxx

ou no:

DNA – DailyNews & Analysis

White dwarf stars caught in the act of swallowing up ‘earth-like’ exoplanets

http://www.dnaindia.com/scitech/report_white-dwarf-stars-caught-in-the-act-of-swallowing-up-earth-like-exoplanets_1684591

Published: Friday, May 4, 2012, 21:51 IST

O titulo desta noticia é mentiroso! É uma heresia contra a Sagrada Ciência! Pois onde aparecem os planetas, ou pedaços restantes dos planetas, na foto emviada pelo Hubble Space Telescope? Se não aparecem os planetas na foto como podem noticiar que estão sendo devorados?!

O que estava acontecendo a milhões ou bilhões de anos atrás nêste evento que foi captado aqui e agora pela ótica do Hubble pode ser interpretado tambem de outras maneiras, inclusive no sentido reverso, como sugerem os modêlos cosmológicos da Matrix/DNA Theory. Vamos explicar:

Em primeiro lugar não posso dizer que consigo fazer uma interpretação da foto usando a Matrix como referência devido ao problema de que o modêlo da Matrix se refere à formação dos primeiros astros nas primeiras galáxias originais que deve ser diferente da formação das mesmas que surgiram depois, assim como está cientificamente comprovado que a formação dos primeiros sistemas celulares biológicos foi diferente dos que estão surgindo hoje. Mas como a foto se refere a um evento do passado, é possível que o evento esteja retratado no modêlo. Se assim for, o que estão interpretando como o final do processo será justamente o inicio, e vice-versa. E não existem dados cientificos para confirmar nenhuma destas interpretações, pois temos uma foto estática de um momento do evento e não um filme com a duração de bilhões de anos revelando todo o processo. Portanto êste debate não pode ser julgado dentro da área cientifica oficial, e sim num ambito da filosofia naturalista, a qual não estabelece postulados, apenas elabora teorias para serem testadas ou como guias para novos experimentos.

Diz um trecho  na noticia:

” Using the Hubble Space Telescope for the biggest survey to date of the chemical composition of the atmospheres of white dwarf stars, the researchers found that the most frequently occurring elements in the dust around these four white dwarfs were oxygen, magnesium, iron and silicon – the four elements that make up roughly 93 per cent of the Earth.

However an even more significant observation was that this material also contained an extremely low proportion of carbon, which matched very closely that of the Earth and the other rocky planets orbiting closest to our own Sun.

This is the first time that such low proportions of carbon have been measured in the atmospheres of white dwarf stars polluted by debris. Not only is this clear evidence that these stars once had at least one rocky exoplanet which they have now destroyed, the observations must also pinpoint the last phase of the death of these worlds.”

Image courtesy Mark A. Garlick space-art.co.uk University of Warwick - Estrêla Anã Branca Devorando Um Planeta

Image courtesy Mark A. Garlick space-art.co.uk University of Warwick - Estrêla Anã Branca Devorando Um Planeta

Fique avisado que a figura acima é uma reprodução artística feita por alguem influenciado pela foto de apenas quatro astros, a qual mão foi mostrada ao publico.  O que a foto e mais a análise dos espectros indicou aos astronomos são quatro corpos celestes que emitem luminosidade envolvidos por uma nuvem de poeira que deve conter tais elementos. Algo mais como dado cientifico real? Eu não consigo ver e se alguem estiver vendo, por favor, avise-me. Algum outro corpo  celeste parecido com planeta? Ou algum “pedaço”de planeta?  Se não há mais nenhum dado factual, o resto daqui para frente na noticia é hipótese, teoria. Mas o texto nenhuma vêz menciona estas palavras e chega a afirmar: ” Não apenas é isto clara evidencia que estas estrêlas uma vez tiveram ao menos um exoplaneta rochoso o qual elas agora destruíram…”

Esta noticia não passa a idéia de que o planeta Terra, agora revelando e mantendo uma exuberancia de Vida, um dia vai ser devorado horrívelmente por êste Sol que tantas homenagens tem recebido da Humanidade? Sim ou não? Pergunte ao seu filho que é obrigado a ler estas noticias para se manter informado e atualizado como exige a escola e a sociedade. Em seguida pergunte-lhe o que êle está pensando ser o sentido da sua existência. Compare sua resposta com a resposta que darias quando tiveste uma educação cristã, ou ao menos, com menas “ciência”. Ou simplesmente faça como a maioria dos pais hoje, reclamando que seus filhos estão fora de contrôle. Mas…

Qual o leigo pai de uma criança, bombardeada por estas informações, vai se levantar contra “especialistas” em astronomia? Mesmo que algum pai estivesse percebendo o que está acontecendo enquanto a formação mental de sua criança está sendo raptada e erigida por esta ideologia oculta nas informações, êle nada faria com vergonha de se passar por louco. Como eu certamente estou correndo êste risco.

No “dado” captado pelos sensores mecânicos ( ôlho mecânico, instrumento medidor mecânico, etc.) que está na ponta de um tentáculo mecânico ( que é o telescópio espacial Hubble), que manda informações diretamente para um cérebro eletro-mecânico ( o computador na Terra) significa apenas que existem ou existiram quatro corpos celestes que emitem luminosidade e estão envoltos em poeira e debrís interestelar. Não pode ser considerado um fato cientifico pelas Ciências Humanas porque não foi captado por um ôlho biológico humano e sentido pelo complexo táctil humano e nem o cérebro humano recebeu esta informação diretamente de seu complexo sensorial. Portanto se existe algum fenômeno relacionado á ordem de organização da matéria em estado biológico, quiçá mental, ou qualquer outra das inúmeras possibilidades, e se ainda, os elementos envolvidos no evento não estão sendo influenciados por sistemas naturais maiores ou menores como é sabido acontecer dentro da hierarquia dos sistemas naturais, cientificamente nada se pode afirmar. Muito menos se pode afirmar que os quatro astros são estrêlas velhas, que a poeira vem de planetas que existiram naquela região, ou que os astros devoraram planetas. Que estas palavras tenham sido ditas por cientistas ou charlatães se fazendo passar por cientistas deveria ser imediatamente motivo para ação da Academia Oficial devido ao desrespeito pela Ética Cientifica. Em nome da saúde mental do povo em geral.

Vejamos o que pode significar a mesma imagem, com as mesmas análizes da poeira distante que não existe mais, numa outra visão do mundo. Vamos puxar aqui a fórmula relacionada à configurações cosmológicas sugerida pela Teoria da Matrix/DNA, que é uma teoria desconhecida e  diferente da eleita pelos interpretadores da noticia.

Fórmula da Matrix/DNA na Formação das Primeiras Galáxias e Astros Celestes.

Fórmula da Matrix/DNA na Formação das Primeiras Galáxias e Astros Celestes

E agora a fórmula oculta num desenho feito à mão nas rusticas condições da selva amazônica (clique na imagem para amplia-la):

Fórmula da Matrix/DNA nos sistemas astronomico, celular e nucleotídico

Fórmula da Matrix/DNA nos sistemas astronomico, celular e nucleotídico

Pois bem. Nesta fórmula os quatro astros captados podem ser aquelas esferas amarelas que se vê entre as funcões 1 e 2, e mesmo dentro do vórtice da funçao 1. E a poeira estelar são os pontos que envolvem o vórtice, mais os que vem do corpo na função 7.

Breve descrição apenas no aspecto astronomico: na função 7 um astro no estado de cadáver se decompõe finalizando um ciclo vital. Seus fragmentos formam uma nebulosa constituída de poeira e debrís estelar que devido estar dentro de um sistema rotatório passa a girar sôbre si mesma criando um eixo central na forma de um vórtice turbilhonar. Para o vórtice é atraído cometas novos emitidos por pulsares e outros corpos que passem na região contendo energia que são triturados e misturados junto com a poeira. Disso resultam pequenas esferas liquefeitas compostas de ferro incandescente e outros materiais que pela fôrça centrifuga são emitidas para fora do vórtice. Tais esferas caem no que se chama ” membrana ou horizonte de eventos nucleares” constituido da poeira restante, a qual é atraída e agregada às esferas, cobrindo-a com várias camadas. Com isso tem inicio a reciclagem do sistema morto, ou seja, tem inicio novo ciclo vital de um astro e seu sistema.

Bem, isto é suficiente por ora. A foto do Hubble não capta tôdo o espaço envolvente e nem o processo do evento extendido a milhões ou bilhões de anos. Se existe ou não tal vórtice próximo aos astros fotografados jamais seria “visto” na foto, da mesma maneira que nem mesmo vemos um “tornado” na Terra, apenas vemos o material rodopiando dentro do tornado. Se a poeira está rodopiando ou não, na foto do Hubble seria impossivel a nós humanos, que temos uma duração de vida de 80 anos, ver movimentos e processos que tem uma duração de bilhões de anos. Um micróbio dentro do nosso corpo que vive apenas alguns minutos ou segundos vai morrer acreditando que nosso corpo é imóvel mesmo que estivessemos dançando rock da pesada. Ao se analizar tais imagens é preciso muito cuidado em observar as armadilhas preparadas pelo relativismo do tempo e do espaço.

Então é possível que a foto da noticia esteja revelando astros que são sementes, germes de novas estrêlas, mas que serão antes planetas. São astros que vão constituir o nucleo de planetas.  Não conheço nenhuma Lei Natural ou fato cientifico comprovado que possa eliminar esta “HIPÓTESE”. Pois eu infelizmente não tenho dados e informações comprovadas sôbre cosmologia, apenas teoria e hipóteses. Como tambem não posso deixar de considerar a hipótese levantada na noticia como possivelmente verdadeira, pois não conheço fato cientifico que a elimine. Então… como ficamos?

A cosmovisão transmitida assim por noticias como está elaborada a acima tem o efeito de dirigir a mente humana para a direção do niilismo, do ateísmo, do materialistimo e imediatissmo, para a tortura de um ser sem sentido mais sublime para sua existência. Não admire que tal criatura necessite mortalmente de drogar-se para obter as fantasias necessarias a uma auto-consciência que está apenas nascendo e que antes eram fornecidas pelas lendas, pelos mitos e pelas religiões. Não admire que tal ser seja um suicida ou criminoso em potencial. Não admirem os intelectuais da velha guarda que tais criaturas não tenham interêsse em aprender ci6encias e se disponha a longas racionalizações. Não admire que seu comportamento revele estar fora de contrôle. Não admire que tal criatura seja rebelde.

Por outro lado, a fórmula, os modêlos, e a ideologia que está sendo sugerida pela cosmovisão da Matrix/DNA – se por um lado não nos leva a um estado de felicidade e estupor contemplativo de obras de entidades mágicas invisiveis, porque sugere que como recem-nascidas auto-consciências ainda estamos na primeira fase de um ciclo evolutivo que é a fase dos ovos botados fora e a prole abandonada à própria sorte, ao mesmo tempo nos faz aguentar todos os revezes da vida porque ela sugere que na verdade nunca fomos abandonados, que estamos tambem inseridos na segunda fase do ciclo onde sempre todo rebento continua dentro de um sistema que o alimenta e protege – portanto ela tem o efeito de dirigir uma mente humana para desejar viver e progredir e obedecer uma moral que ela sugere. Alem de, ao sugerir que dentro dêste Universo está ocorrendo um processo de reprodução, que cada mente humana é um gene nêste processo, ela nos passa uma forte esperança de que tenhamos sim, alguem que nos ame e nos espera com ansiedade do outro lado do Universo.

Você leitor, tem sua mente própria, você decide. Êles estão afirmando que estão vendo a galinha, o final do processo, eu estou sugerindo que o processo pode ser tambem o inicio, que estamos vendo o ôvo. Minha obrigação moral para contigo está cumprida: apenas informar que existe uma ameaça nesta noticia que pode ser real ou não, e sugerir que devemos abraçar uma causa e lutar por ela.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Segue-se a pesquisa da Matrix/DNA sôbre os elementos da noticia, a ser continuada futuramente:

Vejamos na Wikipedia algo da definição (teórica) do que seria uma estrêla anã branca:

Sirius B in a Hubble photo as a White Dwarf Star

Sirius B in a Hubble photo as a White Dwarf Star

Wikipedia – White dwarfs are thought to be the final evolutionary state of all stars whose mass is not high enough to become a neutron star—over 97% of the stars in our galaxy.[5], §1. After the hydrogenfusing lifetime of a main-sequence star of low or medium mass ends, it will expand to a red giant which fuses helium to carbon and oxygen in its core by the triple-alpha process. If a red giant has insufficient mass to generate the core temperatures required to fuse carbon, around 1 billion K, an inert mass of carbon and oxygen will build up at its center. After shedding its outer layers to form a planetary nebula, it will leave behind this core, which forms the remnant white dwarf.[6] Usually, therefore, white dwarfs are composed of carbon and oxygen. If the mass of the progenitor is above 8 solar masses but below 10.5 solar masses, the core temperature suffices to fuse carbon but not neon, in which case an oxygen-neon–magnesium white dwarf may be formed.[7] Also, some helium white dwarfs[8][9] appear to have been formed by mass loss in binary systems.


Tags: , , ,