Nesta Confissão de Fracasso dos Adultos aos Jovens Americanos, Tem Algo Errado. Que Será?

Como bandeirante aventureiro na selva, aprendí a respeitar a dar a devida importancia aos guias. Êles vão na frente abrindo picadas com o facão na vegetação espêssa e por isso os que mais correm o risco de pisar numa cobra ou cair numa areia movediça. Têm suas vantagens, quando acham uma pedra preciosa ou sentem a um filête de cascalho rico em ouro, mas merecem ficar com o prêmio. Assim, como brasileiro sempre respeitei o bravo e pioneiro povo americano, seja arriscando a vida no espaço sideral, como cobaias dos experimentos cientificos que podem resultar em danos explosivos, ou mesmo lutando nas selvas do Vietnã por seus ideais, corretos ou não. O fato é que a situação em que se encontra a América em dado momento, sempre deve ser observada com atenção por países como o Brasil, pois é o retrato do que será o país dentro de 50 anos, se seguir fielmente o guia. Para quê pisar numa cobra que o guia já pisou?

Pois agora vemos uma confissão surpreendente atualizada da geração adulta americana que precisamos notar, pois o guia está afundando na areia movediça à nossa frente, ensinou-nos o caminho a não fazer, e como bons irmãos do sul, temos que tentar ajuda-lo a se salvar. A confissão está no seguinte artigo:

The Most Honest Commencement Speech You’ll Never Hear

By Lisa Bloom – Posted: 05/23/2012 3:07 pm

Huff Post – College

http://www.huffingtonpost.com/lisa-bloom/realistic-commencement-speech_b_1540218.html

Se tiver tempo, ou alguma boa alma vier aqui nos ajudar, farei a tradução e a deixarei aqui. Algo muito notável é esta frase:

“Young Americans, that you are slated to be the first group in American history to be less educated than your parents is our fault, not yours.”

“Jovens Americanos, que vocês sejam criticados asperamente de ser o primeiro grupo na História da América menos educado do que seus pais é nossa falha, não sua.”

Mas isso acho que nunca aconteceu em nenhum outro país, em nenhuma época da História: que a geração subsequente tenha nivel educacional inferior à geração antecedente? Mesmo nos pós-guerras, houve evolução do conhecimento, das ciências, a geração subsequente pode ter sido mais sacrificada para obter seus diplomas, mas eram diplomas mais substanciais.

Mas de fato isto aconteceu. Uma geração pode ter um curriculum escolar com mais informações do conhecimento, porem se não completa o estudo do conteúdo total, e ao contrário, estuda um conteudo ainda menor que a geração anterior, fatalmente terá menor conhecimento. E como isso acontece? Devido um desnível entre o estado economico das universidades e o estado economico dos estudantes. E como isso acontece? Pelo funilamento do capital.

Em outras palavras: injusta, predatória, desigual distribuição das riquezas do país. Os curriculuns universitários nunca deixaram de evoluir, no sentido de que evolução significa acréscimo de complexidade, de informações de qualidade sôbre o mundo. Num caso de crise economica, ou de guerra, essa evolução pode se tornar mais lenta. E a evolução do conhecimento sempre resulta em acréscimo de poder para o ser humano em relação ao mundo. Êsse acréscimo de poder resulta em aumento da riqueza, diminuição da escassez. Seja acelerada ou mais lenta, não importa, a riqueza da nação sempre aumenta. Então onde foi parar o acréscimo da riqueza e porque aumentou o nivel de escassez para os jovens americanos?

Todos sabemos a resposta, pois ela está nas manchetes todos os dias pintada e caricaturada pelos movimentos derivados do Occupy Wall Street, exigindo regulamento de lei para as operações financeiras e mudança no sistema que permite a emergencia de grandes monopólios ou corporações. No Brasil assim como no México ou na Argentina estamos assistindo êsse funilamento agora nos sete anos das vacas gôrdas quando vemos no noticiário as figuras de bilionários que ascendem à lista dos maiores. Cabe aos jovens de hoje, brasileiros, mexicanos, argentinos, a escolha entre a passividade de ver estes monstros crescerem agora e depois, dentro de 50 anos, quando já não mais fôr possível conter os monstros, estar na mesma situação que a juventude americana está hoje, ou assumir com coragem e energia o lugar do guia que está na areia movediça para se guiarem a si próprios por um novo caminho.

A geração americana atual conta com um poder tecnológico muito maior que a geração de seus pais. Isto trás um poder incalculavel. O avanço na robótica, por exemplo, já era para ser suficiente para substituir o ser humano no trabalho rotineiro bestializado por automatismo, em muitas horas diarias, deixando-os com mais tempo livre para assimilar o total conteúdo do curriculum universitário. E porque esta evolução não está acontecendo? Ora, os monstros estão estabelecidos em sistemas que ruiriam se isto acontecer. É no que dá ser irresponsavel no cuidado com um presente que a Natureza, ou mesmo um Deus, nos dá gratuitamente, por não lhe dar-mos seu devido valor, e deixar que os abutres que sabem seu valor se apoderem dêle. Depois será tarde demais. Não aprendam com o guia, e a areia movediça os espera.

Aqui vamos abrir uma lista para atitudes claras e praticas aqui e agora do que cada jovem pode fazer, participar. Podes discutir a lista, podes até sugerir uma mudança e ser aceita, ou escôljha em não participar nem iniciar nada dos ítens aqui, não vamos ditar-lhe o que é certo ou errado. Mas vamos observar os que em nada ajudam agora, para que depois façam parte do outro país, o outro território, a outra sociedade, que não a nossa, pois não poderemos suportar sua presença em nosso meio.

1) Não pode ter um tostão privado envolvido em campanhas eleitorais. Todos os tipos de campanhas, propagandas, etc., feitas hoje serão proibidas e punidas severamente, com excessão de uma: todos os candidatos se farão conhecer e aos seus projetos num tempo pré-determinado no radio e televisão fornecidos e pagos pelo govêrno. Todos os candidatos fornecerão préviamente o montante de seu patrimonio e o gov6erno permitirá um numero igual de candidatos para cada nivel de montante patrimonial.

Obs.: se não entendestres o porque deste item, leia e releia os reclames dos movimentos atuais nos USA e na Europa.

2) Poste-se com um cartaz afora de toda instituição financeira privada, como bancos, seguradoras, etc.,  com os seguintes dizeres: “Êste banco é privado. O principio de todo cancer em tôda nação. Não entre aí! Não aceite fazer nenhum negócio com eles. Dirija-se a uma instituição financeira que pertença ao povo.” E inicie a ação em sua cidade para ser criado o banco, a seguradora, etc., da sua cidade, onde todos os cidadãos sejam sócios por igual, para que dentro em breve em todas as cidades existam apenas três instituições financeiras: O Banco do Brasil, o Banco do seu estado, e o banco da sua cidade. That’s it.

Vai dar algum resultado? Eu não me faço essa pergunta, não a ouço, e nem a discuto. Simplesmente cumpro minha obrigação para com minha consciência. That’s it.

Tags: , ,