Grande Descoberta Cientifica Sobre Origens da Vida Reforça a Teoria da Matrix/DNA

Scientists resolve a 3.5 billion-year-old mystery of life

http://www.washington.edu/news/2013/06/04/scientists-resolve-a-3-5-billion-year-old-mystery-of-life/

UNIVERSITY OF WASHINGTON

e…

Solving a 3.5 Billion-Year-Old Mystery

http://news.usf.edu/article/templates/?z=123&a=5477

USF – UNIVERSITY OF SOUTH FLORIDA

(obs. para mim: ver o comentario abaixo na Physorg onde descargas eletricas deve mudar meus escritos aqui)

O átomo denominado “fosforo” é um elemento químico que foi de crucial importância nas origens da Vida, pois sem ele jamais aminoácidos se uniriam para formar o RNA e DNA. Portanto hoje ainda é de vital importancia para a existencia e boa manutenção da saude em nossos corpos, pois este heroico átomo constitui trilhões de pontes inseridas dentro de cada nucleo de cada uma de nossas células, alem de contribuir para a composição das membranas e carregar as energias celulares denominadas ATP. Mas havia um problema para as Ciências resolver: este átomo não parece ser formado normalmente pela matéria terrestre e todas as pistas indicam que ele não devia existir aqui na época das origens da Vida. Como explicar o mistério de que o fosforo foi crucial na formação das primeiras moléculas da Vida… se ele não existia aqui?!

Agora cientistas descobriram uma teoria que parece muito logica e talvez já não seja mais teoria, pode ser um fato real: fosforo esta sendo encontrado nos meteoritos sobre a superficie da Terra! E meteoritos vieram do espaço sideral! Isto tudo foi motivo de grande excitamento para mim como defensor e autor da Teoria da Matrix/DNA, pois essa noticia vem bem a calhar com o que havia predito meus modelos teóricos. Os modelos teóricos da Matrix/DNA sugerem que todas as forças e elementos desta galaxia, nos seus aspectos de positiva e negativas,  convergiram ao mesmo tempo  nas praias da Terra onde oceanos se encontram com os continentes – para que o projeto da Vida aqui se realizasse. Se na galaxia haviam elementos necessários para a formação da Vida que não estavam na Terra… agora o sabemos… a Terra esperou que meteoritos os trouxessem! Mas para entender melhor essa teoria e o que significa a função sistêmica efetuada pelo elemento fosforo, sera necessário ao leitor ler o artigo aqui logo a seguir sobre a Tabela Periódica dos Elementos Químicos revelando uma das grandes descobertas patrocinadas pela formula da Matrix/DNA.

Vamos ao comentario que a Matrix/DNA publicou no artigo da University of Washington:

Porque a Natureza necessitou e selecionou o átomo de fosforo para ser a ponte ligando os building blocks dos RNA/DNA? E porque não havia fosforo na Terra antes das origens da Vida? A Matrix/DNA Theory tem uma explicação. Mas para entender é preciso saber da descoberta que a Matrix/DNA fez a respeito da Tabela Periódica e conhecer a formula que a Natureza usa para organizar a matéria em sistemas naturais, a formula Matrix dos sistemas. A explicação é longa, precisa de mais espaço que o permitido aqui, e para quem quiser vê-la (em Português), search no Google o artigo ” Grande Descoberta Cientifica Sobre Origens da Vida Reforça a Teoria da Matrix/DNA” . Com esta grande descoberta do time da U.W. aprendemos que um dos ingredientes faltantes na experiencia de Miller/Urey é o fosforo, porem, existem outros elementos e mecanismos ainda a serem descobertos, mais difíceis, porque estão nos níveis mais abstratos dos fótons e da luz. Cantdrive85  postou um comentário aqui dizendo que ” descargas  elétricas são as respostas para a fonte de phosphite”. Quase certo porque matéria inerte na Terra pode ser energizada pela energias que vem do espaço, mas raios súbitos de nuvens não poderiam conduzir o phosphite a solidas novas combinações com outros materiais. Para isto foi necessário uma energia contendo informações que conduziram o phosphite a se integrar na formação de um sistema, ou seja, a formula da Matrix.  

 

AvatarTheMatrixDNA •

Why Nature needed and selected the phosphorus atom to be the bridge connecting the building blocks of RNA / DNA? And why there was no phosphorus on Earth before the origins of life? The Matrix/DNA Theory has an explanation.  But for understand the explanation you need to know the discovery that the Matrix / DNA made ​​about the Periodic Table and know the formula that Nature uses to organize matter into natural systems, the Matrix formula for systems. The explanation is long, need more space than allowed here, and for those who want to see it (in Portuguese), search on Google the article ” Grande Descoberta Cientifica Sobre Origens da Vida Reforça a Teoria da Matrix/DNA” (Great Discovery About Scientific Origins of Life Strengthens Theory of Matrix/DNA).  With this great discovery from he teams of U.W. and USF we learned that one of the missing ingredients in the experience of Miller/Urey is reactive phosphorus, however, there are other elements and mechanisms remain to be discovered, more difficult, because they are the most abstract levels of photons and light. Cantdrive85 posted a comment here saying that “lightning are the answers to the source of phosphite.” Almost certainly because inert matter on Earth can be energized by the energy coming from space, but sudden ray of clouds could not drive the phosphite to solid new combinations with other materials. For this it was necessary energy containing information that led the phosphite to integrate in the formation of a system, ie, the formula of the Matrix.

( postado em http://phys.org/news/2013-06-billion-year-old-mystery-team-life-producing-phosphorus.html

postado na U.W. )

– – – – – – – – – – – –

 

Por enquanto – devido meu tempo escasso agora – vou deixar o artigo cientifico aqui registrado com o link acima para voltar a ler, pesquisar e terminar este artigo.

– – – – – – – – – – – – –

Bem,… estou voltando, vamos continuar o assunto. Enquanto estive trabalhando como limo-driver, pensei no assunto e me veio mais duas ideias:

1) O fosforo é elemento químico numero 15. Isto significa de chofre que é o ultimo elemento da segunda sequencia ou segunda onda dos ciclos vitais da Tabela Periodica. E isto é logico, tinha que ser assim, pois o ultimo elemento de uma onda forma a ponte com o primeiro elemento da onda seguinte… e é justa essa a função do fosforo nos RNA/DNA. O fosforo faz as pontes entre os nucleotideos (fosfato).

2) A função de “ponte”, ou elo de ligação, foi o que fez o fosforo ser necessário e ser o escolhido dentre os minerais. Depois que os RNA/DNA se formaram e estes passaram a construir organelas e novos sub-sistemas dos organismos, o elemento para a formação de pontes  não podia ser mais um mineral, pois agora tratava-se de um meio organico, que precisa de material mais versátil, mole, suave. E para isto vieram as proteinas. Então o fosforo é o ancestral não-organico direto das proteinas.  Só mesmo a formula da Matrix para nos fazer perceber estas coisas, muito logicas, por sinal.

Vamos puxar aqui algumas figuras para facilitar nosso estudo:

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

DNA_Destaque para Pontes de Fosfato (P)

,  DNA_Destaque para Pontes de Fosfato (P)

Ok. Observe na Fig.2 onde esta o P, constituindo nas hastes do DNA as pontes que ligam os nucleotideos.  E observe na Fig. 1 as setas no circuito esférico como linhas azuis e vermelhas, que fazem as pontes entre as peças do sistema.  E lembre-se que a Fig.1 é uma das formas da formula da Matrix/DNA. Esta forma na figura se refere a quando a Matrix organizou a matéria no primeiro sistema galáctico escolhendo ser um sistema fechado em si mesmo. E que a Fig.2 foi o passo evolutivo seguinte da Matrix, tomando a forma de DNA biológico, aqui resumida a dois pares de nucleotideos, o qual é a unidade fundamental de informação do DNA.

Observe que a formula da Matrix é constituída por 7 peças, porque são sete as funções universais suficientes e necessarias para se ter um sistema natural completo. Dependendo da situação damos nomes diferentes as funções, mas o mais usual seriam estes:  gestação, nascimento, crescimento, amadurecimento, reprodução, equilíbrio, decaimento. Claro, isto é arbitrário, apenas para facilitar nossos conceitos pois as formas não possuem limites definidos onde começa uma e termina a outra. do mesmo jeito que não existe um dia fixo para se determinar quando termina a adolescência e começa o adulto num corpo humano. E agora vamos buscar a Tabela Periódica dos Elementos Quimicos:

Tabela Periódica dos Elementos Químicos

Tabela Periódica dos Elementos Químicos

Observe onde esta o P 15, fosforo, na faixa de cor verde. Desde que a formula da Matrix no seu aspecto de sistema perfeito foi obtida pela Natureza quando Ela conseguiu fixar as sete formas de um só corpo ( no caso, um astro cósmico) num unico circuito fechado, e estas sete formas são produzidas por um unico ciclo vital, a produção de atomos pela Natureza obedeceu ao mesmo processo rítmico dos ciclos vitais. Então a primeira onda de produção, ou seja, o primeiro ciclo vital, produziu os primeiros sete átomos, de 1 a 7. A segunda onda produziu os seguintes sete átomos, a começar pelo oitavo. Então esta onda foi de 8 a  14.  O que prova isto é o fato de que o atomo 8 repete todas as propriedades e caracteristicas do 1, apenas muda a quantidade de particulas, mas não a qualidade e significado. A terceira começa de 15 e vai ate 21, o Silicio. Mas o que nos interessa aqui é o 15, Fosforo. Porque o Fosforo seria o elemento mineral escolhido pela evolução na fase pre-biótica? A resposta estara por aqui:

O próximo átomo,  15,  que é justamente o P (fosforo), repete as propriedades do Oxigênio  Acontece que a ponte no DNA é feita com um Fosforo e três Oxigênios, o Phosphite, P3 O -3.  A impressão que tenho é a de pão  Oxigênio pode ser aquela faixa da formula que vai de F7  a F1. Nesta faixa existe o canal de massa, poeira, detritos, enfim, matéria degradada da estrela (isso seria a massa de trigo para fazer o pão . Então no pão é adicionado fermento a massa de trigo, e na química natural é adicionado o energético fosfato a massa degradada, obtendo assim o concreto eletrificado para construir a ponte. Tem que ser uma ponte eletrificada, pois na haste do DNA tem que correr energia.

Se estes meteoritos vem do cinturão de poeira e detritos do sistema solar, eles estariam para o sistema solar assim como a massa de trigo esta para o pão  Se este cinturão é bombardeado com fosforo, de onde vem estes e qual o proposito do sistema em relação ao cinturão?! Esta questão é muitíssimo importante. Estamos aqui tocando no grande problema de resolver como os sistemas astronômicos passaram da fase de formação por simbiose para a fase de formação por auto-reciclagem. E tem tudo a ver: o processo de formação dos sistemas astronômicos devem ser semelhantes ao processo de formação dos sistemas biológicos. 

Porque não havia fosforo na Terra na época das origens da Vida? Para esta resposta temos que puxar aqui outra formula da Matrix/DNA: 

Onda de Luz segundo a Matrix/DNA - Eletro-Magnético Espectro de Onda.

Onda de Luz segundo a Matrix/DNA – Eletro-Magnético Espectro de Onda

Segundo sugerem os modelos da Matrix/DNA, na época que ocorreu o Big Bang já existia um espaço e ocupado por uma substancia a que denominamos “massa etérea amorfa”. Esta substancia está  para o Universo assim como está a substancia amniótica para um ovulo. Pode-se chama-la de outros nomes, como por exemplo, eter, dark matter, etc. O Big Bang foi uma especie de fecundação no meio desta substancia, no qual o código genético estava inscrito na onda de luz natural. Nesta época o código genético era de uma simplicidade absoluta: ele apenas transmitia o processo do ciclo vital. Este processo é o que faz um corpo mudar de forma a cada segundo, como muda o nosso corpo toda vez que morre uma célula e outra é produzida ocupando seu lugar, pois a nova célula sempre terá algum minimo detalhe diferente da que morreu. Então o Big Bang espalhou no espaço a luz, ondas de luz, que invadindo aquela massa, cada uma de suas diferentes vibrações fazia a massa em sua região vibrar na sua intensidade. Com isso a massa começou a se separar em diferentes porcões, e depois, reunindo-se estas porcões na mesma sequencia vibratória da luz, se obteve os sistemas, de atomos a galaxias. Acontece que a emissão de ondas de luz não parou na primeira, o Big Bang é um processo pulsante, cada pulsação continua emitindo ondas de luz (para nos, as ondas de luz são as responsáveis pela radiação cósmica, e são imperceptíveis aos nossos sentidos, principalmente as nossas vistas, pois são de tal intensidade que cegam nossos olhos, tornando o fundo do espaço sideral escuro, o que pode ser percebido intelectualmente pelas calculações, como estas que nos levaram a supor que 95% do Universo é constituído pela “dark energy”). E cada região do espaço, cada galaxia, cada sistema estelar, cada planeta, vibram em especificas intensidades conforme a intensidade de vibração da luz que subjaz aquela região. Mas sera muito difícil para nos um dia obter a exata cifra do nivel de vibração do planeta terra hoje, porque estas ondas de luz do Big Bang se misturam com as ondas de luz emitidas pelos nucleos atomicos, pelos nucleos das galaxias e pelas estrelas como o Sol. O numero que encontraremos sera o resultante da interação destas varias ondas. E ainda, um planeta varia sua vibração de acordo com a variação de sua idade. Então as variações nas origens da Vida, a 3,5 bilhões de anos atras, eram diferentes da Terra agora. Isto significa que o planeta em cada época produzira certos elementos em abundancia, em outras estara em estados que fazem outros elementos de reações contrarias a vibração reinante, desaparecerem. Então, a 3,5 bilhões de anos atras não havia o elemento fosforo na superficie da Terra. That’s it! Claro, precisamos conhecer melhor tudo isso para detalhar melhor porque ele foi excluido daqui.

O DNA ev uma pilha de nucleotideos. Cada par de nucleotideo forma a formula da Matrix. São sete elementos, sete moléculas constituindo cada par de nucleotideos, cada elemento executa uma das sete funções sistemicas universais. Os nucleotideos são os tijolinhos do DNA. Mas como vemos, estes tijolinhos estão ligados por uma ponte. Isto significa que no DNA a Matrix foi repetida na forma dos tijolinhos, mas assim como ao fazer uma parede de uma casa precisamos por cimento para ligar os tijolos, no DNA foi preciso uma especie de cimento para ligar os nucleotideos. Ora, a Natureza não tinha cimento, tinha apenas atomos. Então se prevê que a os atomos nas pontas das sequencias possuem a propriedade de ligação. Descarta-se o primeiro atomo de cada onda porque na formula vemos que é a ultima peça de cada onda que se desfaz em fragmentos os quais são conduzidos para formarem a nebulosa de poeira que gera a primeira peça do próximo sistema. No caso da formação da Vida, quando se formou o primeiro building block, o primeiro par de nucleotideos, essa nebulosa seria o numero 8. Mas o atomo como numero 8 é o oxigênio, o qual é o átomo da morte, que esta no local onde ocorre a morte, por isso o oxigenio é oxidante, ou seja corrosivo, destruindo tudo. O primeiro atomo com função de ponte só teria sido escolhido se o DNA fosse uma mera repetição de um unico sistema, mas  sabemos que não e’. Cada nucleotídeo e’ diferente num minimo detalhe, uma minima sub-particula com alguma peculiaridade, diferente de todos os demais bilhões de nucleotideos. O DNA é uma pilha de fractais porque todas suas unidades conservam a mesma formula interna, porem cada fractal difere em algum minimo detalhe. E isto acontece porque quando a Matrix caiu na Terra ela veio como sistema fechado, mas apenas se levantou porque se tornou sistema aberto. E sistema abertos nunca se reproduzem em copias fieis, sempre sua cria se difere em algo. Sistemas fechados são portas fechadas a evolução enquanto sistemas abertos abrem as portas para a continuidade da evolução… porque eles são versáteis e podem diversificar suas formas. Então o oxigenio repetiria o que a galaxia faz no céu, ou seja, se reproduz por auto-reciclagem, é preciso uma morrer para a sua matéria iniciar outra copia. E isto não poderia se repetir na terra com sistemas biologicos abertos. Era preciso um atomo com função de ligação entre as unidades, mas não poderia ser o reciclador oxigenio, que foi o primeiro da segunda onda.. Então restou a Natureza buscar na onda seguinte, o atomo com essa função e encontrou o… FOSFORO.

Bem, vamos continuar a buscar mais informações da sagrada ciência reducionista acadêmica, pois só ela nos salva quando estamos chegando num limite e precisamos continuar alem dele. Vamos ao artigo da Washington University.

(Parei aqui)

– – – – – – – — — — –

Comentario na Phys.Org

Cantdrive85 – 1 / 5 (7)Jun 04, 2013

Other natural sources of phosphite include lightning strikes, geothermal fluids and possibly microbial activity under extremely anaerobic condition, but no other terrestrial sources of phosphite have been identified and none could have produced the quantities of phosphite needed to be dissolved in early Earth oceans that gave rise to life, the researchers concluded.

The answer is right there, lightning strikes. It is due to the researcher’s lack of understanding of the scalability of electric discharge that allows them to conclude such a thing. Electric discharge on a much larger scale happens on a daily basis within our solar system, such a realization will solve many “mysteries” in science.

Read more at: http://phys.org/news/2013-06-billion-year-old-mystery-team-life-producing-phosphorus.html#jCp

Morelli  – not rated yetjust added

The answer is right there, lightning strikes. It is due to the researcher’s lack of understanding of the scalability of electric discharge that allows them to conclude such a thing. Electric discharge on a much larger scale happens on a daily basis within our solar system, such a realization will solve many “mysteries” in science.

Very good! Phosphite is an element that was missing at Miller/Urey experiment. It works as catalyst and bridge that should driven the aminoacids to formations of peptides. But, the Urey kind of electric discharges did not work as well, because the energy used at lifes origins should coming from our Last non-biological ancestor system, which was the entire astronomical system. (Ok, this is what is suggesting Matrix/DNA models)

Read more at: http://phys.org/news/2013-06-billion-year-old-mystery-team-life-producing-phosphorus.html#jCp

– – – – – – – –

Outro comentario muito interessante:

katesisco

1.7 / 5 (3)Jun 05, 2013

Science tells us water was present from almost day 1 on Earth and I am thinking: how could this phosphorous from deep earth have been expressed? I am thinking core heating.

Read more at: http://phys.org/news/2013-06-billion-year-old-mystery-team-life-producing-phosphorus.html#jCp

Morelli

not rated yetjust added

Science tells us water was present from almost day 1 on Earth and I am thinking: how could this phosphorous from deep earth have been expressed? I am thinking core heating.

From Matrix/DNA worldview you are pretty smart. The informations for driving phosphite to new combinations that leads towards systems formation comes from stars and planetary nucleus because they are germs of new stars. But, since phosphorus is atomic number 15, it is a bridge between the second and third waves of atoms formation seen at the Periodic Table, so, we don~t know if it is the begining or the end of a wave. If it is begining, the informations in shape of photons came from Earth nucleus, if it is the end, came from our Sun.

Read more at: http://phys.org/news/2013-06-billion-year-old-mystery-team-life-producing-phosphorus.html#jCp

– – – – – – – – – –

Meu Ultimo comentario agora:

http://www.washington.edu/news/2013/06/04/scientists-resolve-a-3-5-billion-year-old-mystery-of-life/

Avatar
TheMatrixDNA • 4 minutes ago

Ok. In the last three days I have thought on this important discovery and searching explanations at the Matrix formula. Her suggestion is:

Phosphite (P3 O-3) is identical to bread. In bread there is the mass of wheat and the energetic yeast. In phosphite the 3 oxygen atoms are the mass and P atom is the yeast. You understand it better if seeing the Periodical Table plus the Matrix formula (oxygen is the slice in the circuitry from F7 to F1, which is constituted by dust as degraded mass). P plus 3 oxygens makes an electrical bridge. Why the bridge need be electrical? Because it is used at the DNA/RNA streams, where is running electric current. Same thing for membrane’s wall. The question now is… These meteorites must coming from the meteors belt. Because it is the solar system parameter for biological systems. Then, why the meteors belt are being bombarded with P? The P must came from the star. But, what is the purpose of solar system doing it? The answer will help Matrix/DNA solving the puzzle about how astronomical systems evolved the process of formation by symbioses towards the process of formation by self-recycling. I will continuing this research… it is very important.

– – – – –  – – – –

dfuller56 • 3 days ago ( 

“For the scientist who has lived by his faith in the power of reason, the story ends like a bad dream. He has scaled the mountains of ignorance; he is about to conquer the highest peak; as he pulls himself over the final rock, he is greeted by a band of theologians who have been sitting there for centuries….
the astronomical evidence leads to a biblical view of the origin of the world. The details differ, but the essential elements in the astronomical and biblical accounts of Genesis are the same: the chain of events leading to man commenced suddenly and sharply at a definite moment in time, in a flash of light and energy.
Some scientists are unhappy with the idea that the world began in this way. Until recently [this was written in 1978] many of my colleagues preferred the Steady State theory, which holds that the Universe had no beginning and is eternal. But the latest evidence makes is almost certain that the Big Bang really did occur.”
–Robert Jastrow, “God and the Astronomers”

– – – – – – –

RESPOSTA DA MATRIX/DNA PARA dfuller56

heMatrixDNA  mdfuller56 • 5 minutes ago

Theologians were sitting there for centuries and doing nothing. By them, we should travelling by carriages and horses, with Science we are travelling by airplanes and International Space Station. The History is not ending for natural philosophy, it is merely beginning now. The Universe’s Big Bang has the same meaning of a spermatozoon bigbang inside an ovule, when exploding the spermatozoon envelope. So, before the Universe’s Big bang must have existing a kind of natural and conscious system like yours parents are here, who made yours own “bigbang”. We are discovering that lightwaves has the code for life’s cycle, which means that natural light imprints life into inertial mass (photons and Higgs bosons). So, the conscious natural system that triggered the universal bigbang has his/her genome in shape of natural light. We are discovering that the biblical genesis account is accurate as metaphor describing the galactic state of the world minutes before the risen of biological systems here. But no Gods neither aliens told it… it is Natural History registred at our DNA, our memory. Those ancient authors of Genesis had fresh memory about our non-n biological shapes as ancestors. Wait that a lot of novelties are coming from the best method of applied Science.

– – – – – – – –

PESQUISA PELA MATRIX/DNA:

PHOSPHITE

PHOSPHITE :  O3P -3

Synthesis and crystal structures of aluminum and iron phosphites (paid paper)

http://link.springer.com/article/10.1007/BF01833673

Abstract

The hydrated forms of aluminum and iron phosphite were prepared and their structure was solved using X-ray powder diffraction data. The diffraction data for the aluminum phosphite powder sample was collected using synchrotron radiation(λ=1.3087 Å) while that for iron phosphite was obtained from a rotating anode X-ray source. Both compounds crystallize in the monoclinic space group, P21. Unit cell parameters for the Al compound:a+8.0941(1),b+9.9137(1),c+7.6254(1) Å, β=111.95°; Fe compound:a+8.2548(1),b+10.1814(1),c+7.7964(1) (Å), β=111.94(1)°. The Rietveld refined formula is M2(PO3H)3·4H2O (M=Al, Fe). There are two independent metal atoms in the structure and both are six-coordinated. One of them is coordinated by two water molecules and four phosphite oxygens. The other atom is surrounded by one water molecule and five phosphite oxygens. All the phosphite oxygens are involved in bridging the Al atoms. The geometry about Al, Fe, and P atoms is normal and they display, expected bond parameters. The Lattice water is located in the cavity and is hydrogen bonded to phosphite oxygen and water molecules.

– – – – – – – – –

Synthesis and Crystal Structure of Acid Phosphites RbH2PO3, CsH2PO3, and TlH2PO3

http://link.springer.com/article/10.1023%2FA%3A1011377229855

Abstract

The reaction of Rb, Cs, or Tl carbonates with a solution of phosphorous acid gave crystalline acid phosphites RbH2PO3(I), CsH2PO3(II), and TlH2PO3(III). The crystal structures of the compounds were studied by a single-crystal X-ray diffraction analysis at 150 K: I, monoclinic system, a= 7.530(2) Å, b= 8.634(2) Å, c= 12.426(2) Å, β = 102.46(3)°, V= 788.8(3) Å3, Z= 8, space group P21/c,R 1= 0.0409; II, monoclinic system, a= 7.930(2) Å, b= 8.929(2) Å, c= 13.163(3) Å, β = 104.84(3)°,V= 900.9(4) Å3, Z= 8, space group P21/cR 1= 0.0239; III, orthorhombic system, a= 6.603(1) Å, b= 6.785(1) Å, c= 8.836(2) Å, V= 395.9(1) Å3, Z= 4, space group Pna21, R 1= 0.0350. The PHO3tretrahedra in structures IIIIare joined via hydrogen bonds into infinite zigzag-like chains [HPHO3] n– n, which form layers alternating with layers of metal cations. The layers of anionic chains are wavelike in Iand IIand planar in III. Apparently, IIIis not isostructural to Ior IIdue to the fact that Tl(I) has a stereochemically active pair of electrons.

– – – – – – – – – – –

 

 

Tags: , , , , , , , , ,