Artigo de Jornalista Comum Brasileiro Surpreende com Abordagem Naturalista na Analise Social de Humanos

José Padilha: Os parasitas

http://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2013/06/1300705-jose-padilha-os-parasitas.shtml

E a minha resposta:

Excelente essa abordagem que descreve os humanos baseado na sua real Natureza sem as costumeiras abordagens que enfiam no meio entre o humano e a Natureza os rebuscamentos artificiais da cultura humana. Esse fenômeno parasitismo/hospedeiro, que nos animais maiores evoluiu para predadores/presas esta inscrito na carga genética humana e ainda se expressa com vigor. Mas as leis brutas dos átomos que compõem o corpo humano devem evoluir para princípios instintivos/princípios morais nos seres humanos que a nova forma de sistema natural, ainda desconhecida mas vulgarmente denominada “mente”, “intelecto”, “auto-consciência”, etc., se encontra mais desenvolvida. E o primeiro fundamental principio moral que combate essa herança genética, parece ser uma maldição da Natureza contra os seres humanos, pois ela diz: “comeras o pão, e consumiras os produtos pelo suor das suas próprias mãos (ou suas ferramentas e maquinas que criares), caso contrario estarás vampirizando as energias de outrem, pois nada cai do céu”. O ser humano que sabe disso e realmente respeita  ama sua especie, jamais faz algo astuto para fugir dessa condenação a não ser por a cabeça a trabalhar na busca de tecnologia que faca por ele. Eu sempre deixei o escritório, o computador, para arregaçar as mangas e remexer a lama no serviço braçal, produz mais que as 40 toneladas de alimento para toda a vida de cada um, construí mais que uma casa, plantei e colhi algodão para fazer muitas roupas, etc., e vou morrer produzindo com as mãos. Pergunto ao autor do texto acima: ” Eu estou errado? Então onde e como estou errado? E você, tem calejado suas mãos? Se não, o que estas a criticar nos outros? Como mudar o mundo sem antes arrumar nossa casa moral mental interna?!…

Tags: ,