Mensagem da Matrix/DNA para Hoje

Postado no Facebook:
Louis Charles Morelli
O que significa esse nosso egoísmo social e qual será a consequencia para as próximas gerações? Cada vez mais estamos arrumando as coisas de maneira que vamos nos encolapsando-nos em nós mesmos, o tempo torna-se curto para cuidar de nós e nossos objetos, e assim nada sobra de tempo para cuidar desta projeção do corpo e mente do individuo no corpo e mente coletivo, social. Esta história é conhecida e todos os que nela enveredaram se deram mal. O principal exemplo são dos nobres e reis que nunca exauriram sua ansia de fazerem seus palacios cada vez mais confortaveis e luxuosos, até que a onda do social veio e enterrou seus palacios, ou expulsou-os dali. A civilização egipcia, a grega, a babilonica, os escravagistas sulistas americanos supresos com a vinda dos exércitos do norte, etc. e etc., todos caíram, e seguindo o mesmo roteiro, nosso modelo de civilização atual tambem não vai a lugar algum.
Agora estou observando um mal muito sério crescendo ameaçadoramente justo devido a esse egoismo individual do humano comum. A piramide economica está cada vez mais tendo afunilada o seu tôpo. Já sabemos da divisão entre os 1% bilionarios e o resto 99% e que no ano passado mais 200 bilhões de dolares que era dos 99% foram abocanhados pelo 1%. Mas a novidade é a nova divisão dentro do 1%, o qual agora tambem esta se dividindo em 99% e 1%: ou seja, dos 200 bilhões de dolares, mais de 150 bilhões foram para meia duzia. Como resultado surgem cada vez mais estas megas-compras e afunilamentos, como a Comcast comprando a Time Warners, o Facebook comprando a What’s up por 19 bilhões de dolares! Se estivessem os 99% organizados buscando um diferente futuro, seria facil boicotar e desviar o 1% do 1% do destino que estão determinando agora para a Humanidade.
O problema para o humano comum ao permitir passivamente que isto vai acontecendo está em que estes mega-ricos tem apenas uma coisa na cabeça: transformar mais espaço em um paraiso particular para eles, mas para isso é preciso assegurar que alem dos muros de seu paraiso tudo funcione mecanicamente cronometrado, sem causar quaisquer perturbações que se infiltrem para dentro de seu sistema. Então vão modelando o ambiente terrestre num sistema produtivo sustentado por maquinas e humanos trabalhando como maquinas. Se possivel, com as sobras fazer estas maquinas humanas terem uma condição de manutenção melhor, pagando-lhes maior salario, etc. E o humano individualista se adapta a este sistema automaticamente. Os muitos que não se adaptam, que são peças defeituosas, vão cada vez mais sendo afastados para dentro de asilos e edificios-prisões sustentados precariamente pelos Estados. Assim estamos indo de vento em pôpa para o Admiravel Mundo Novo, onde o corpo será confortavel e feliz como um motor bem abastecido, lubrificado, trabalhando sob ótima temperatura… e completamente estupido. Essa coisa nova que emergiu ainda ontem aqui chamada “auto-consciencia”e que ainda é um feto dentro de um ovo-cabeça tendo como placenta a massa cinzenta chamada cérebro, será abortada prematuramente antes que abra seus próprios olhos de ver seu corpo e sua dimensão, ou sendo assassinada ou encarcerada como prisioneira eterna, como já previram naquele filme, “Matrix”.
Eu vejo isso, e posso estar todo errado, “away off the bean”. Mas toda vez que consigo dar uma escapadela desta vida normal de cuidar da minha materialidade, minha consciencia me faz levantar os olhos para o céu, e vejo o sistema solar funcionando a minha volta. Tudo incrivelmente cronometrado mecanicamente, tanto que a mecãnica Newtoniana nos possibilita prever cada ponto no futuro onde estará cada astro, cada peça desta máquina. E me vem à mente que a mais lógica alternativa existente aqui e agora é a de que esta máquina criou os sistemas biológicos dentro dela, e nós, humanos, somos uma parte destes sistemas biológicos agora. E toda vez que vi uma criação por algum sistema de um novo sistema, foi num processo de reprodução. Portanto nenhuma  lógica existe que possa refutar que essa máquina que criou este sistema biosférico não tenha a tendencia a se reproduzir neste sistema, como máquina estupida. No sistema solar apenas não vejo o elemento consciente, este parece ter vindo do alem dele como um intruso, talvez ate mesmo do alem deste Universo, e isto poderia causar uma mutação drástica no efeito desta reprodução, de maneira que o recem-nascido aqui seria algo diferente da maquina. Mas para isso, seria preciso que, ou que a fonte que emitiu esta novidade tenha poder para fazer sua cria nascer sã e salva, ou que cada fragmento genético ( ou seja, cada ser humano portador de uma fração) tenha em si o poder para se fazer nascer como consciência livre e saudavel. O estado comportamental de egoismo do humano comum não me alimenta as esperanças neste sentido, pois estou vendo o sistema indo na direção da maquina, o humano se encaixando nela com fôrça, com vazelina e com tudo.
Os insetos como abelhas e formigas cairam nesta armadilha e seus sistemas sociais são a melhor evidencia e fonte de ensinamentos para ver-mos o nosso futuro. Os plebeus destas sociedades, desde operarios a soldados a faxineiras, são tão sem personalidade própria, verdadeiros zumbis que chega ao cumulo dos machos saberem que morrerão no momento seguinte que fecundarem a rainha, e mesmo assim se colocarem em fila para sua morte! A rainha abelha sabe que é escrava do sistema, apenas uma peça com alguns privilégios ilusórios, pois ela nada pode mudar em nenhuma outra direção senão na formação do mesmo modelo social onde ela se assentará no trono inerte e engordará até a morte. Ela é tambem prisioneira deste destino estupido. E assim serão suas próximas gerações até que as mudanças do planeta um dia as varram da existencia. É o destino que aguardam os mega-ricos, o Grande Irmão, o Buffet que está lá jogando no cassino das bolsas de valores… um comportamento alienado, estupido, repugnante, sem sentido racional, uma afronta à inteligencia livre humana.
Mas o que posso fazer? Quando eu era menor abandonado nas ruas era diferente dos outros trombadinhas porque eu chamava eles para ajuntarem o dinheiro dos seus assaltos ou venda de drogas com meu dinheiro ganhado engraxando sapatos, colhendo algodão, para comprar-mos uma casinha ou uma chacara, nesno sem papel passado, onde iriamos ter nossa horta, nossas criações, íamos fabricar móveis, geladeiras, depois aviões e no fim foguetes para nos levar para bem longe daqui, senão conseguissemos mudar este sistema social. Mas passei a vida chamando as pessoas ao meu redor para fazer sociedades no trabalho e criar associações para atuar no social… e nada. Cheguei ao estagio de velho sem seto sem nada ter conseguido. Porem nunca caí na escravidão do trabalho rotineiro, fugí da senzala para o meio da selva, e nunca deixei de alimentar minha porção de consciencia oito horas por dia com novas informações sobre o mundo real natural. Eu acho que fui um bom ovo-cabeça e uma boa placenta para gestar esse feto que vem das alturas não sei de onde. E até o ultimo suspiro vou estar insistindo neste chamado: vamos procurar juntos um destino diferente do destino que esperava implacável pelos astros do sistema solar, pelas abelhas, pelas formigas, cupins… Nós temos ainda algo, um novo potencial, que nenhum deles tiveram, vamos tentar expressar este potencial… “Guerra ao gene egoista!”
Talvez causando barulho, o feto se agitando e chutando a barriga, o pai ou a mãe lá do alem do Universo perceba que algo esta indo mal na gestação de seu rebento, e tome uma medicina que venha consertar as disfunções aqui, senão seu feto vai para o saco!

Tags: