Mensagem da Matrix/DNA. Numero …

Postada hoje no Facebook https://www.facebook.com/TheMatrixDNA/posts/10203778836024085 ) – 6:05 PM, August, 22, 2014

No que estou pensando agora?

Acabo de conversar com um brasileiro que veio do Brasil aos USA,  e diz que é turista, mas é óbvio sua intenção de vir trabalhar… E mais uma vez reacende aquela velha revolta contra a mentalidade da maioria brasileira. Eu não consigo suportar, é realmente repugnante! Encontrei-o num bar, logo percebí que é mais um caso perdido para minha causa, e assim me afastei sem conhece-lo, sem saber para onde vai.
Desde pequeno procurei ler livros pesados, grossos, de geologia, mineração, petrologia, etc., principalmente revelando as riquezas do Brasil, porque meus pais e avós trabalharam feito burros para construir aquela nação, portanto eu me considero mais um dos herdeiros da nação, e isto significa “herdeiro dos seus recursos naturais” . E a riqueza inicial de uma nação são os seus recursos naturais, a terra para agricultura, os minerais valiosos embaixo da terra, as ondas eletromagnéticas no ar, etc. Como herdeiro, eu sou um dos 200 milhões dos donos destes recursos. E venha alguem me dizer que não, o que pode acontecer é ir-mos os dois para o inferno… e na hora! Estes bens não podem ser privatizados, não podem ter donos particulares, claro, isso é de todos os habitantes da nação, em partes iguais, sejam os individuos brancos ou pretos, homens ou mulheres, religiosos ou ateus, comunistas ou capitalistas, não interessa. O sistema natural mais evoluído aqui e agora, o que contem mais informações, que é mais “complexo”, é o sistema-corpo humano, portanto a Natureza está decidindo que a prioridade na Terra, por enquanto, é a espécie humana.  Não são as girafas nem os macacos apontados para governarem a Terra, nem deuses invisiveis. São humanos, ou seja, você, eu, nós. Em total igualdade de condições. Então alguns humanos usam a mesma lógica para crerem que dentre os humanos se repete a divisão, ou seja, que existem humanos com mais informações que outros, e estes devem governar a Terra. Não é o que a natureza está mostrando. Ela está agora jogando todo seu dinheiro, investindo pesado na evolução e aprimoramento do cérebro humano, dentro do qual está sendo gestado uma nova espécie de sistema natural, que denominamos de “auto-consciencia”. Todos os humanos tem cérebro e auto-consciencia, portanto não existe um superior a outro, com mais direitos que outro.

Então, vejamos o caso da terra. Mesmo antes de nascer cada ser humano tem que ter assegurado a concessão publica de um pedaço padrão de boa terra agriculturavel, suficiente para sustentar-lhe pela vida e limitado ao tamanho que ele pode trabalhar com suas próprias mãos… homens ou mulheres. A terra não pode ser comercializada, vendida, comprada, tomada, cedida. Êste é o requerimento fundamental, primeiro, para a verdadeira liberdade do humano: assim, ele pode escolher entre viver isolado e produzir só para si mesmo, ou fazer sociedade com outros para produzir outras coisas, como carros, aviões, etc., ou trabalhar na terra de outro em troca de coisas que ele não quis ou não pode produzir na sua terra. Assim o primeiro e fundamental suporte da liberdade é a chance de escolha, se quer ser empregado ou não. Mas a maioria ao nascer não tem essa escolha, e essa maldição é sacramentada no dia do batismo pela àgua benta abençoada pela doutrina, por esta culturas matrix/virtual inventada pelos grandes predadores e ladinos, parasitarios, vampiros da energia dos outros humanos. São de fatos, canibais escondidos por tras de gravatas para os machos e perfumes para as suas fêmeas. Como odeio e tenho repugnancia do mal cheiro que exalam suas auras animalizadas… revelada pela fórmula da Matrix/DNA que me leva a analiza-los(as) profundamente. Não são tão culpados por serem produtos desta biosfera caótica, pois culpados são tambem as ovehas que os suportam e deixam-nos se transformarem em monstros, com grande poder, ovelhas tambem produto do caos que desceu na superficie deste planeta e se re-ergueu na forma desta biosfera. Assim , tanto predadores como ovelhas estão tão fora da realidade que não entendem como deve ser a posse da terra pela Humanidade, e todos acham que estou errado. Assim continuam com esta tremenda porcaria que aí está.

O Brasil começou todo errado porque tanto os seres humanos que existiam aqui como os europeus e negros vindos de fora, ainda tinham o cérebro dominados pela herança animalesca, vinda dos animais. Por isso o sistema social não é humanamente inteligente, social, e sim imita as regras da selva. Lá, o mundo é dividido entre grandes predadores ( o leão, a jibóia, etc.), os médios predadores, como os macacos que comem banana e matam outros animais pequenos para comer tambem), e as prêsas, as ovelhas, capivaras, vacas, que só comem vegetal. Assim temos agora as classes alta, média e escrava. A classe escrava de hoje não requer mais tantos capatazes de chicotes ou metralhadoras em punho, pois os grandes predadores inventaram a cultura milenar virtual que inserem na mente do escravo e o manipula como marionete. Os predadores inventaram os exércitos e a policia para fazer o papel dos cachorros vigiando o rebanho e defenderem seus territórios de predadores externos. Assim , há 500 anos atras vieram algumas familias metidas a grandes predadores, dividiram o pais em grandes fazendas, chamadas capitanias, trouxeram escravos brancos da Europa e negros da Africa, e assim podem até hoje passarem a vida nas orgias da Europa que a fazenda aqui funciona e os abastece de dinheiro.

Dinheiro. Este é o grande recurso artificial inventado pelos grandes predadores para simbolizar, no seu inventado sistema social, a energia que corre dentro dos circuitos dos sistemas naturais, para que funcionem automáticamente. A maquina de fazer dinheiro de cada pais devia pertencer a todos seus habitantes, no entanto, o dinheiro sai fresquinho dela e é entregue aos bancos, que são bolsos de pedra e concreto dos grandes predadores.Um jogo de cartas marcadas, burro é o desfalcado que continua passivamente participando de um jogo onde está sacramentado de antemão que ele será sempre o perdedor. Quando estava na selva pensei tambem numa maneira de me tornar o chefe doss animais, em inventar uma espécie de dinheiro, mas as antas-prêsas se recusariam prontamente a reconhecer o dinheiro, pois não são tão burras.

Vejamos os outros recursos minerais. Nunca veio ao meu bolso uma grama de ouro de Serra Pelada, nem uma grama da cassiterita de Rondonia. Mas eu sou dono, sou sócio, como me deixo roubar desta maneira?! Acaso sou homem, ou mulher de fibra, com sangue quente nas veias, ou sou um saco de batatas? Um covarde. Está certo: meus pais e avós eram ovelhas condicionadas pela cultura e por isso não se defenderam. Mas agora na minha época descobriu-se um novo valiosissimo recurso natural no país, as ondas sonoras e eletromagnéticas que fluem no ar, que produzem toda essa parafernalia tecnológica que domina a vida de todos hoje: telefones, radio, televisão, internet, etc. O ar me pertence tambem, sou dono dele, e dono do que ele contenha de valor monetario. E de repente ainda na minha infancia percebí que estavam fazendo com este novo recurso o mesmo que fizeram com os outros na época dos meus ancestrais: as mesmas familias se apossando deles, dividindo cada pedáço de território, ou no caso, nacos do ar, faixas de ondas, pelo artificio da concessão governamental, claro, inventado pelos grandes predadores.

Era demais! Eu não era tão burro que deixaria minha mente ser invadida e dominada por estranhos, como aconteceu com meus ancestrais. Eu iria lutar até a morte se necessario, para defender o que é meu por direito concedido pela vida e pelo planeta, os quais não tem donos nem administradores. Não adianta virem me contar histórinhas de que existem deuses invisiveis falando “a palavra” ao ouvido dos grandes predadores, ordenando como devo me comportar: se existem tais deuses que sejam meus deuses tambem, vindo falar ao meu ouvido.

Mas… um soldado sózinho nada faz, as ovelhas ao meu lado estavam surdas e mudas levantando todo dia ao amanhecer, indo para a fabrica-pasto transformar grama em carne, para ser colhida e devorada pelos leões que descansavam preguiçosamente na sombra, quando decidissem descer ao rebanho e fazerem a colheita do fruto daquele trabalho. Bem… fiquei enojado das ovelhas tambem, arrumei minha mochila e me mandei para viver isolado no meio da selva amazonica, como os escravos que fugiam da senzala para viverem escondidos no mato. Só voltei porque na selva descobrí a fórmula da Matrix/DNA, e precisava de recursos técnicos para aplica-la como ferramenta de poder sobre a matéria.

Comecei perguntando ao brasileiro o que lhe aconteceu que teve de deixar sua terra para ser empregado na terra dos outros. Porque seus pais geraram mais um filho se sabiam que ele não teria assegurado seu primeiro e supremo direito ao seu naco de terra. Eu cheguei à velhice sem ter tido um pedaço de terra sobrando para ser ocupado por um filho ou filha, por isso segurei o bilau dentro das calças e recusei todas as propostas de namoro onde havia a possibilidade de um acidente gerador. Apenas me casei uma vez porque era certo que não haveria mais uma mulher gravida num casal pobre. Mas para o homem brasileiro, a definição de “macho” ainda é aquela vinda dos animais, homem macho é o “comedor”… E assim continuam abastecendo esse sistema social animalesco – dominado por vampiros – com carne frêsca, ou seja, na versão humana, “energia dos escravos”.

Entorpecido com aquelas perguntas nunca ouvidas antes, ele reagiu da mesma maneira que as ovelhas na minha época, não houve avanço evolutivo mental algum no Brasil nos ultimos 30 anos!. Começou balbuciando as mesmas palavras sem nexo: “aqueles politicos corruptos”. Ora, “politicos” são homens ou mulheres, vindos das tres classes, que se dispõem a trabalhar de empregados aos grandes predadores que fornecem dinheiro para suas campanhas, E depois tem que obedecer as vontades dos patrões, defendendo as leis e o sistema feitos por eles, a cultura virtual inventada por eles, a qual interpreta errado todos os fenomenos naturais para vender uma falsa visão da Natureza, do mundo. Esta cultura se focaliza na meia-face da Natureza – o seu estado caótico – enquanto omite totalmente a outra meia-face, o estado de ordem, e ignora totalmente o terceiro estado superior aos dois, o estado da “sabedoria”. Qual a vantagem em ficar repetindo eternamente que a causa de todas as mazelas é “os politicos”? Politicos é efeito, consequencia, não a causa. Corta-se a doença numa arvore tratando sua raíz, e não podando os galhos doentes. Mas faz parte da estratégia dessa cultura Matrix, treinar a mente para ficar boiando na superficie dos fenomenos naturais, nunca descer na profundidade deles para realmente entende-los e entender o mundo. Como resultado desta estratégia, a grande maioria dos brasileiros não conseguem manter uma conversação ou ler um texto que aborde estas profundidades.

Como resultado desta estratégia, estes meus textos, não são lidos por ninguem, e minhas perguntas ao individuo no bar caem no vazio… Mas é minha obrigação insistir.
Uma efetiva e funcional revolução que traga um salto evolutivo tem que se sintonizar com o que se vê aqui e agora como sendo o ultimo investimento da Natureza, e ninguem honesto pode negar que a Natureza está investindo no aprimoramento do cérebro humano para gestar melhor uma nova forma que emerge dentro dele: a auto-consciencia. Então a revolução tem que trazer uma nova idéia de sistema social, aquele em que todos os humanos tenham a oportunidade para fazer evoluir sua mente, e isto apenas acontece quando o humano é realmente livre para decidir como ocupar seu tempo e onde empregar sua energia. Ora, o macaco na selva desce da arvore de manhã, se espreguiça demoradamente, olha o mindo ao retornar, e tem a oportunidade de decidir o que vai fazer de seu dia. Se vai para o sul, norte, para cima ou para baixo. O humano, ao contrario, acorda de manhã já correndo para selva e só tem um destino obrigatório: o local de trabalho. Toda essa falácia de livre-arbitrio, liberdade, direitos humanos, democracias, tudo palavras adornadas inventadas pela face negra da Matrix com sua cultura virtual tendente s a ser sistema fechado em si mesmo, a extrema projeção do egoísmo, que já derrubou os reis e rainhas do Cosmos – as galaxias – para fazê-las se arrastarem na superficie de planetas e aprenderem a ir por outro caminho.  Tudo engendrado para reconstruir na Terra o falso paraiso de Adão e Eva, um paraiso apropriado apenas para animais, e predadores. A herança genética dos errados e pecaminosos deuses do Cosmos ainda domina o intelecto humano, na sua tentativa de ressuscitar, se auto-reproduzindo aqui. A verdadeira revolução evolutiva, que não quer repetir os erros ancestrais, tem que começar pela observação doss fenomenos naturais, para corrigir e desmascarar as falsas interpretaações dos predadores,  para buscar a correta interpretação do mundo, o real conhecimento dos fenomenos naturais, os quais serão projetados para dentro do cérebro, para se tornar a substancia mental, o alimento para esse embrião de auto-conciencia se desenvolver sadiamente.

Nada de canalizar humanos para dentro de fabricas com sua atividade rotineira e maquinal, estupida, e nada de enfurnar humanos depois de um dia nestes locais de trabalho sem ver a luz do sol, em caixotes chamados de apartamentos. Está tudo errado! Tem-se que desmanchar tudo e refazer tudo diferente! Uma verdadeira revolução a favor da evolução tem que usar como arma a inteligencia que emerge da mente, na forma de “idéias”, e não canhões. Karl Max dividiu o mundo em dois com apenas um livro desconstruindo a cultura reinante na Russia sustentada pelos Czares, atacando pelo flanco das idéias. É preciso pegar cada interpretação de fenomeno natural da cultura reinante e desmascara-la, mostrando a realidade profunda do fenomeno. Eu já fiz isso nos quase 1.500 artigos/teses no meu website abordando 1.500 fenomenos naturais, reinterpretando-os pela fórmula da Matrix/DNA, desafiando os arautos da cultura reinante a provarem que estas interpretações estejam erradas. Devido minha debilidade individual isto tudo tem caido no vazio, mas não importa, eu tenho que cumprir minha missão, que é lutar contra a continuidade do animalismo no governo deste sistema social. Sem violencia, pois tambem sei que como herdeiro doss animais, sou ignorante e tenho muitos erros, e sei que sou mais um cego perante os grandes mistérios da existencia, por isso, por não me prestar a ser um cego que diz mentindo a outros cegoss que ele está enxergando o caminho ou ouvindo a voz de deuses invisiveis, e acaba levando todos ao precipicio, continuo lembrando sempre, que as interpretações da Matrix/DNA são meramente teorias… mas que pode alavancar-nos num novo salto evolutivo, bem distante deste ranço que ainda cheira ao animal, bem mais perto de um sistema erigido por quem almeja se projetar, se auto-transcender, conhecer o Cosmos, e ser um mensageiro de paz e fraternidade a todos os seres que encontrar neste Universo.  Não continuar repetindo a carnificina aprontada pelos predadores europeus quando aqui chegaram, que continua nas pessoas de seus herdeiros atuais, nem repetir a ojeriza ao esforço mental e progresso cientifico-tecnológico dos nativos que aqui estavam.  ( publicado como artigo na http://theuniversalmatrix.com).

Tags: