Depois da Diversificação da Vida, Agora Ocorre a Diversificação da Auto-Consciência. E a Matrix/DNA Procura na Terra a Fonte da Auto-Consciência

Pensamento do Dia: Porque os Humanos São Diferenciados Pelos Seus Interesses Se os Animais Possuem Um Unico e Mesmo Interesse?!

Um grande segredo do sucesso da espécie humana sobre os outros animais é a impressionante e enorme diversificação dos focos fundamentais de interesses. Todos os indivíduos de uma espécie animal – sejam cavalos, vacas, gatos, etc. – possuem os mesmos poucos e limitados interesses dirigindo seus atos e movimentos, e isto não tem mudado em amplos espaços de tempo. Os animais são bitolados, dirigidos, para uns poucos focos de interesses. Pode acontecer os fenômenos mais estranhos, aparecerem as imagens mais estranhas, que eles não se  interessam e esquecem o fato imediatamente. Pela primeira vez na vida de uma vaca criada numa fazenda, passa um veículo na estrada, e a vaca, indiferente, nem levanta os olhos para vê-lo, não se faz nenhuma pergunta a respeito, não existe a menor curiosidade, focada que está comendo a grama.

Macacos na selva já prestam alguma atenção a um avião passando acima, mas se pegam a espingarda de um caçador, tentam dar-lhe uma dentada para ver se é de comer, e não sendo, dispensam-na para o lado como se fosse um galho seco, sem interesse.

Queres ter uma prova? Veja a figura abaixo, e depois de gozar da nossa classe de filósofos distraídos, responda à pergunta abaixo:

O Cumulo do Distraído

O Cumulo do Distraído – “Desculpe-me senhor… arrrgh… Com licença…Mas o que diabos estás fazendo?!”

Pergunta: “Como o leão vai matar o filósofo distraído? Vai pegar o rifle e dar-lhe uns tiros ou vai morder seu pescoço?”

Claro, o leão, como todos animais nem viu o rifle, pois deste não emana cheiro de alimento, e comida é apenas o que lhes interessa.

Mas dentro da espécie humana houve uma novidade no meio dos seres vivos, que já havia ocorrido antes, nas origens da enorme diversificação das espécies. Uma incrível diversificação de interesses, gerando uma nova diferenciação interna de “personalidades mentais”, e interesses por quaisquer coisas que a Natureza produza, mesmo que este interesse não lhes propicie retorno imediato com algum tipo de recompensa. Ao contrario, em muitos tipos de interesses os indivíduos sacrificam seu bem-estar sem obter nenhuma vantagem imediata, e sem ter certeza de que venha a obter vantagens futuras. É o caso por exemplo do porque humanos consomem tempo e recursos se interessando por astronomia, matemática, geografia de outras terras, doenças que afetam a outros, etc. Eu mesmo tenho um interesse pela suprema busca de conhecimentos, emprego a vida e quase toda energia nesse objetivo, mas até hoje na verdade só colhi desvantagens na luta pela competição com isso, e não tenho a menor ideia se isso algum dia me trará alguma recompensa. No entanto, sem este vico, a vida não me teria sentido. Do ponto de vista biológico, animal, isto não é racional. Então… porque? Qual a causa por trás disso?

A meu ver isto vem a confirmar uma sugestão da Matrix/DNA: dentro de cada ser humano surgiu uma nova forma, uma nova espécie evolutiva do sistema natural universal que vem evoluindo desde o Big Bang, e esta nova forma de sistema, ao qual damos o nome de mente ou auto-consciência, está se diversificando em sub-espécies a ponto de já contar com milhares ou milhões delas. temos que fazer o enorme esforço de visualizar as mentes invisíveis dentro das cabeças humanas como elas são: tão diferentes entre si como existem tantas espécies de animais diferentes entre si. Então deve existir um individuo portando a mente-corvo, outro a mente-elefante, o alentejano de Portugal deve ser quase igual ao baiano do Brasil com uma forma de mente-tartaruga… e assim por diante. Deve ter o mente-hipopótamo, o mente-polvo, o mente-leão… ( Eu, particularmente, que sinto eternamente uma espécie de insustentável leveza do ser desconfio que sou um mente-borboleta. E você?…

Mas estou percebendo agora que esta nova intuição pode nos levar a desfechos fantásticos. Parece-me mesmo que estamos tocando numa nova dimensão do mundo que ainda não a tínhamos percebido, mas que tem enorme influencia na nossa vida no dia a dia.

Tem algumas diferenças entre a diversificação da vida e a da mente, que precisam serem estudadas. A diversificação das espécies biológicas se deu por  grupos distanciando-se entre si no tempo e espaço, e daí cada qual adquirindo uma nova forma, estas foram passadas hereditariamente, mantendo os hábitos dentro dos grupos fechados. No caso da diversificação mental, ela não tem surgido dentro de linhagens e assim canalizadas a se reproduzirem dentro destas linhagens. Uma nova espécie mental surge dentro de famílias, e não é passada hereditariamente, mas esta espécie brota em muitas famílias diferentes, e tendem a se separarem dos focos de suas famílias para se juntarem em seus grupos. É como se a origem da ddiversificaçãodas especies mentais viessem do mesmo processo que produziu a diversificação biológica: seus genes não vem encerrados dentro de uma membrana formando o cromossoma, mas sim vem espalhados no tempo e no espaço. Interessante desenvolver mais isto.

Para desenvolver isto vamos precisar recapitular aqui a teoria da Matrix/DNA sobre como esta galaxia Milk Way gerou dentro dela esta vida biológica. Vamos a um desfecho intrigante. Na geração da vida neste planeta havia uma fonte emissora das partículas bits-informação – que foram os genes semi-vivos na transição entre a matéria inorgânica e o primeiro sistema celular vivo. Sabemos como e porque, ao invés nesta mera reprodução de uma forma existente, ao invés dos “filhotes” nascerem todos na mesma forma e espécie, nasceram em formas muito diferentes entre si. Basta pensar nas sete diferentes organelas da célula, nas mais de 30.000 espécies de proteínas, de enzimas,  ácidos, etc..

Sobre as  origens da vida na Terra já sabemos qual foi a “fonte criadora”. A fonte emissora de todos os bits-informação, foi o “building block dos sistemas astronomicos”, por trás do qual está a fórmula da Matrix, feita com pura luz.

Sabemos que os pensamentos humanos são produzidos nas sinapses entre neurônios, compostas por fluxos sanguíneos e descargas elétricas. O conjunto dos pensamentos de um cérebro é o que denominamos, abstratamente, de “mente”, ou “auto-consciência”. No estado atual da nossa pesquisa estamos suspeitando que essa mente é uma forma fetal, embrionaria, e está sendo modelada na mesma configuração do cérebro, o qual é apenas mais um derivado do sistema natural cuja fórmula modeladora é a Matrix/DNA.Temos a suspeita de que quanto mais pensamentos maiores são as descargas elétricas que produzem relâmpagos numa nuvem plasmática e com o final assentamento destas descargas contínuas se gera um todo luminoso, numa frequência da luz imperceptível aos nossos sentidos. Se a Matrix emerge neste Universo na forma de ondas de luz e vem de uma consciência extra-universal, e se a mente humana está se tornando a mesma forma de luz, vemos então aqui mais um óbvio simples processo de reprodução genética. Então a substancia e os bits e inclusive as estações retransmissoras devem ser compostas de luz num estado imperceptível ainda aos nossos sensores cerebrais. Ou melhor: eles podem ser perceptíveis por alguns sensores – como a glândula pineal – mas não são ainda perceptíveis para o embrião mental.  Me pergunto: não há nada que possamos fazer para acelerar o desenvolvimento deste embrião e nos salvar com sabedoria antes que a espécie humana seja extinta? Eu, ao menos, vou empreender esforços no máximo que a vida e o tempo me permitir, nesta busca de aceleração. ( Óbviamente não vou tentar técnicas arcaicas, como a de enfiar o dedo nos ouvidos tentando tocar a glândula pineal para desperta-la, ou puxar a ponta dela para estica-la e recompô-la como ela era no passado, na forma da antena dos insetos…Tenho ideias mais inteligencias e cientificas para desperta-la, como bater a cabeça com força e insistentemente numa parede, para acorda-la…Mas, brincadeiras sem graça à parte, penso que na meditação dirigida pela fórmula da Matrix, está o segredo)

Sabemos tambem que os “bits” não precisam vir direto da fonte inicial, pois  os “bits-fótons”  que alcançam a superfície da Terra vem de estações retransmissoras daquela fonte, que são as estrelas, e a radiação cósmica trazendo bits de quasares, pulsares, buracos negros, etc. E sabemos tambem que estes bits povoam a atmosfera e camada atômica da superfície terrestre, acessíveis às espécies que os aceitam e às que os buscam.

Se agora estamos assistindo um repetir daquele evento, ao assistir a diversificação dos tipos mentais, vem imediatamente as intrigantes perguntas:

“QUAL A FONTE EMISSORA DA AUTO-CONSCIÊNCIA,  NO MUNDO ?!

“QUAL A ESTAÇÃO RETRANSMISSORA DE BITS DE AUTO-CONSCIÊNCIA ALCANÇANDO OS SERES HUMANOS?!

” O QUE SÃO OS BITS-INFORMAÇÃO DE AUTO-CONSCIÊNCIAS? COMO SÃO? DE QUE SUBSTANCIA?

” COMO ESTES BITS ESTÃO AFETANDO NOSSAS VIDAS, NOSSOS SISTEMAS SOCIAIS, ECONOMIA, POLITICA, ETC.? INFLUENCIAM NA SAUDE OU NA AUSÊNCIA DELA?” 

” COMO DEVEMOS ATUAR PARA NOS TORNAR-MOS MAIS RECEPTIVOS A CADA VEZ MAIORES QUANTIDADES DESTES BITS DE AUTO-CONSCIÊNCIA? COMO BUSCA-LOS?

“SE A MAIOR QUANTIDADE E DIVERSIDADE DESTES  BITS SIGNIFICA MAIOR INTELIGENCIA E SABEDORIA, EXISTE UMA TÉCNICA A DESENVOLVER ( TALVEZ NO NÍVEL MENTAL), HÁBITOS A OBSERVAR, ETC., PARA ADQUIRIR MAIS BITS?

Bem… com isso estamos abrindo mais um enorme campo de pesquisas dentro os já centenas, ou milhares abertos pela Matrix/DNA. E como sempre temos dado alguns passos nestas pesquisas, neste tambem deveremos em breve descobrir mais algumas novidades…

( Repetir aqui a teoria das origens da vida pela Matrix/DNA, com enfase na maneira como os fótons estelares se juntaram em pacotes-informação, para ter um quadro mais claro deste assunto)

 

Tags: , , , , , , , , , , , ,