NASA Revelação de Imagem de Explosão de Supernova é Evidencia de que os Modelos da Matrix/DNA Estavam Corretos?

xxxxx

No meio da selva amazônica um homem previu muitas coisas existentes no céu que a Humanidade nunca imaginou existir, mas agora com a nova tecnologia espacial estão sendo comprovadas. O método deste homem era lógico: observar e estudar meticulosamente os produtos naturais existentes aqui e agora às vistas do homem e buscar suas causas, origens, na mais possível remota história, portanto subindo ao nível do que produziu estas coisas, como este planeta, este sistema solar, esta galaxia. Assim ele obteve um novo modelo teórico destes sistemas astronômicos, surpreendentes, pois a vida produzida aqui estava visível em seus princípios evolucionários nas estrelas! Com uma simples luneta do tempo de Galileu mas com mutia energia e racionalidade aplicada nas suas buscas, pode-se obter de antemão a visão de imagens e eventos que estão ocorrendo no céu e apenas agora captados com telescópios navegando o espaço sideral, como o Hubble.

Bem, isto não é comemoração de vitória e arrogância cantando meus feitos, é necessário dizer e lembrar isto para que prestem atenção na visão de mundo da Matrix/DNA Theory, pois ela está prevendo muito mais coisas que poderão serem confirmadas à medida que avançar nossa tecnologia.

Na noticia publicada pela NASA, ( neste link:

A stunning amount of energy is unleashed when a star goes nova.

http://svs.gsfc.nasa.gov/vis/a010000/a011600/a011641/index.html

A stunning amount of energy is unleashed when a star goes nova.

NASA’s Goddard Space Flight Center – Explosão de uma Supernova

vemos mais um exemplo de como funcionam as previsões de um modelo teórico elaborado apenas aplicando-se a inteligencia humana sobre o que ainda nos é desconhecido. A tecnologia tem recentemente captado imagens surpreendentes do que se resolveu chamar de “explosões de supernovas” e a definição/descrição de como isto ocorre está no texto abaixo copiado do artigo da NASA – inclusive contendo ali videos de animações sugerindo como ocorrem estes eventos. Agora vamos comparar o que é a imagem ( não o vídeo de animação, pois aquilo não é o fato comprovado e sim apenas a teoria resultante da interpretação da imagem, feita pelos astrônomos), o que diz o texto da NASA ( tomando o cuidado para separar o que é fato comprovado do que é teoria) com o que foi escrito na selva a 30 anos atras.

Mas um detalhe mais surpreendente aqui é a semelhança entre os dados reais obtidos agora, quando comparados com o modelo teórico da Matrix/DNA sobre o espectro de ondas de luz natural! O dado real é que tais explosões emitem raios gama, que o evento transforma um astro pequeno e quase opaco chamado pelos astrônomos de “anã branca”, em uma nova estrêla, a supernova. Creio que posso concluir que o evento diz respeito ao “nascimento” de uma supernova, assim como dizemos que houve um nascimento quando um novo baby veio à luz transformado de um embrião.  Deduzo então que nos eventos cósmicos dos “nascimentos” são normalmente emitidos luz/energia na frequência dos raios gama. Isto é fato, comprovado, limpo de teorias.  E justamente este fato bate com o modelo teórico das ondas de luz da Matrix/DNA, a qual sugere que uma onda de luz natural e original se propaga por um processo que é o mesmo pelo qual um corpo humano nasce, cresce e tem suas formas transformadas ao longo de seu ciclo vital. O modelo da Matrix/DNA situa a frequência da faixa dos raios gama como sendo a mesma frequência nos eventos dos nascimentos de qualquer corpo sólido ou sistema natural, desde astros no céu a babês na Terra! Quem ainda desconhece esta nova visão do mundo e não está habituado a interpreta-lo pela fórmula da Matrix/DNA não faz idéia de quanto isto nos ajuda a entender a Natureza, suas estrelas e seus bebês. Por isso continuo insistindo que será uma pena um humano vivo hoje chegar à hora da morte ainda ignorando muito sobre a realidade deste mundo apenas porque não prestou atenção a esta cosmovisão da Matrix/DNA devido a falsa cultura que configurou suas conexões neuroniais de forma errada e encheu seu cérebro de erradas interpretações sobre os detalhes do mundo real o fez julgar negativa e previamente esta teoria.  Veja na figura abaixo o que diz respeito à faixa compreendida pela frequencia do “gamma ray”. Veja a seguir a definição atual dos astrônomos da NASA e veja depois um final explicativo de mais detalhes das evidencia da imagem com o modelo da Matrix/DNA.

Onda de Luz Original Interpretada pela Matrix/DNA

Vejamos o texto da NASA:

A stunning amount of energy is unleashed when a star goes nova.
A nova is a sudden, short-lived explosion from a compact star not much larger than Earth. The outburst comes from a collapsed star known as a white dwarf, which circles so close to a normal star that a stream of gas flows between them. This gas piles up into a layer on the white dwarf’s surface until it reaches a flash point and detonates in a runaway thermonuclear explosion. Astronomers estimate that between 20 and 50 novae occur each year in our galaxy, but despite their power most go undiscovered. NASA’s Fermi Gamma-ray Space Telescope has observed several nearby novae and found that each blast produces gamma rays, the most energetic form of light. Scientists think the gamma rays result from collisions among multiple shock waves that race from the site of the explosion in a rapidly expanding shell of debris. Watch the video to see an animation of a nova eruption. (NASA)
Pelo modelo feito na selva, o astro que  orbita próximo a uma grande estrela e se parece com uma “white dwarf”, – anã branca – é a forma resultante da evolução de um planeta. Segundo este modelo, planetas contem no núcleo uma esfera de caldo incandescente que faz o papel de germe de novas estrelas. Quando a luz de um sol penetra a superfície de um planeta, se esvai por suas brechas e consegue alcançar este germe, desperta-o. Exatamente como acontece quando um grão de milho é colocado no interior da terra e começa a desabrochar. Despertado o germe necessita alimento e vai comendo a matéria da camada geológica próxima, e vai avançando rumo a superfície, até que um dia esta superfície toda desmorona, se colapsa, e a luz das reações que estava contida no interior do astro se abre para o espaço externo. neste momento houve uma nova transformação produzida pelo ciclo vital do astro. Na verdade a coisa é um pouco mais complexa, pois todo sistema natural tem na verdade dois nascimentos. No caso de germes o primeiro nascimento é quando um óvulo é fecundado e esta faze vai até sua forma de embrião; o segundo nascimento é quando o embrião vem á luz e se torna um baby. No caso de astros celestes ocorre o mesmo ( segundo o modelo feito na selva) e o surgimento da estrela é o segundo nascimento. mas como as funções universais se fundem para criar novas funções requeridas por novas condições e habitats de gestações, poderíamos dizer que a transformação de um homem adolescente em jovem sexualmente maduro ( um adulto plenamente formado)  seria um terceiro nascimento, pois aqui finalmente está completo um homem. Estes problemas de nomes e conceitos humanos a eventos não devem prejudicar nossas racionalizações pois não devemos esquecer que estes eventos, estas formas não tem linhas fixas de limites separando quando uma termina e começa outra, pois a natureza simplesmente caminha num circuito continuo, as transformações são graduais, lentas. Segundo o modelo da Matrix/DNA, o que estão dizendo ser uma anã branca na imagem, ela diz que é um pulsar, ou melhor, um planeta na sua mais adiantada fase de desenvolvimento, e corresponde a F4 na fórmula da Matrix.    

Tags: