Filosofias que Brotam ao Léu: Sou Agora o Mais Velho dos Ontens e o Mais Novo dos Amanhãs

xxxxx

To be, or not to bee? ( http://www.mania.co.in/wallpapers/ )

Raios…eu nunca tinha pensado nisto: ” Neste exato momento eu ( e você) sou o mais velho de todos que fui antes, e ao mesmo tempo, sou justamente agora o mais jovem  de todos que serei daqui por diante…

Hoje é uma data especial na minha vida. Mas não sei se vou comemorar o nascimento do mais novo dos mais velhos que já fui, ou o nascimento do mais velho jovem dos jovens que serei em cada amanhã…

Não triturei esta descoberta ainda para saber o que isto significa, mas de pronto, algumas coisas já concluí:
a) como o mais velho, vou poder atacar os velhos problemas com mais eficiência, pois alguma coisa eu sei mais que todos os outros “eus” que atacaram os mesmos problemas. Então vou rever a lista de problemas não resolvidos e tentar de novo…
b) tenho que ir devagar atacando os problemas de hoje porque em relação ao eu de amanhã ainda sou uma criança que sabe menos do que saberei amanhã…

Então… me ajuda aí gente: vamos atacar rápido ou devagar?!!!

Resposta mais sensata: “A melhor alternativa nunca está nos extremos, mas sim, ela nasce da comparação dos dois extremos procurando um meio-termo…a posição do equilíbrio”. Mas não pode ser o equilíbrio inerte, tem que ser o equilíbrio dinâmico, progressista, porque o mundo está movendo-se, mudando. É preciso por energia em tudo que fazemos.

Esta questão surgiu puxada por outro pensamento mais antigo, que me pegou ainda quando estava na selva. A formula da Matrix/DNA estava me dizendo que minto quando digo que tenho 20 ou 43 anos… pois na verdade tenho 13,7 bilhões de anos. Pois eu sou em essência, DNA, o que significa que sou a Matrix Universal, a qual tem 13,7 bilhões de anos. Mas isto tras inesperadas conclusões. A idade certa de um individuo é determinada no momento em que seu DNA se forma saindo como um galho fora do tronco evolutivo em que continuará o DNA universal. Então, o meu avo cujo DNA saiu antes do meu, era mais novo do que o meu, em relação ao tempo do Universo. E o DNA do meu filho será mais velho do que o meu, pois sairá do tronco quando este tiver alguns dias mais velho. Raios. Se somos nosso DNA, então meu avo é mais novo que eu e meu filho mais velho que eu… Não tem como contestar isso, do ponto de vista do Universo, e não do humano… É o tal do relativismo. E agora durma com um barulho destes…

Quando alguém perguntar sua idade, antes de responder pergunte antes: “Você quer a resposta em relação ao Humano ou ao Universo?” Senão… estarás mentindo! Ou não.

Por exemplo, eu preciso descobrir algum trabalho para fazer no Brasil nos próximos 6 meses, para não ficar lá parado. Tem que ser nem que for um carrinho de cachorro quente. Então estou pesquisando varias alternativas. Mas está tudo indo muito devagar, muitos obstáculos absurdos, que não deviam existirem. E muitas vezes perco as rédeas e dá vontade de ficar irritado com pessoas que estou lidando, pois são lentas, esquivas, e preciso da coisa rápido. Se eu agir agora como “o mais jovem dos meus eus amanhã”, com o impeto da juventude, dou bronca e posso por tudo a perder. Se eu agir como “o mais velho e mais sábio dos meus eus de ontem”, posso tomar decisões hoje que amanhã serão erradas para o meu eu mais velho e sábio que será amanhã. Glup…

Oh.. vida complicada de um filósofo que pensa demais… Teria sido melhor não ter descoberto esse negócio de hoje ser o mais velho e o mais novo ao mesmo tempo…

Tags: , , ,