Matematica, Nunero PHI, e a Matrix/DNA

As Ciências Exatas e Humanas estão dominadas por uma especifica visão de mundo, do Universo, que foi construída pela Física e Matemática. Esta visão está sintetizada no que se denomina de “Standard Model”. Qualquer outra disciplina , como a Biologia, a Medicina, Psicologia, etc., que propor uma teoria e experimentos sobre o Universo ou mesmo o Sistema Solar, encontrará o requerimento das instituições que regulam as Ciências, que a proposta contenha Matemática. Se não a proposta não passa deste requisito. E como estas disciplinas não podem usar Matematica para expressar os fenômenos naturais e os processos com que lidam, o Universo pertence exclusivamente àquelas duas disciplinas.

Isto parece razoàvel à primeiria vista. Afinal o que teria a fazer a Biologia, a Neurologia, a Bioquimica fora do planeta Terra, no Cosmos? As definições destas áreas já implicam isto: a Neurologia é o estudo dos cérebros, a Psicologia é dos pensamentos, etc.

Mas isto jamais será razoável porque nenhum humano pode por uma bandeira no Universo e dizer: “Isto tudo é meu!”

A maneira da Humanidade abordar os fenômenos siderais é constatar a existência de um objeto e tentar ver nele a maior quantidade possível de “quantidades” ou seja, o que pode ser medido e receber um numero. A partir daí todos os estudos sobre o objeto se limitará a desenvolver equações matemáticas com aqueles números. Mas e as “qualidades”, as quais revelam as conexões, as funções do objeto em relação aos sub-sistemas que ele contem, ao sistema como o corpo é, e aos macro-sistemas no qual o objeto está inserido? E os significados da existência do corpo, o qual se exprime conhecendo suas qualidades, comportamentos?

Hoje sabe-se calcular muita coisa sobre a gravidade, mas ainda ninguém apresentou cientificamente esta fôrça, ninguém provou do que ela é composta, de onde veio, etc.

 

Sabemos que o corpo humano tem uma propriedade muito importante na saúde que é a pressão. Mas é impossível resolver os problemas causados pelas variações desta pressão apenas aplicando a Física e a Matemática. Sabemos que nunca ninguém foi para fora do Universo, olhou-o de lá para apresentar um documento cientifico sobre o que é o Universo. E se o Universo é um corpo, um sistema, cuja “pressão” seja isso que estamos chamando de gravidade? A medicina não vai poder atuar na saúde da Terra porque não apresentou seus trabalhos na forma de equações Matemáticas.

Agora surge uma teoria contendo um modelo cosmológico permeado por processos genéticos e com indícios de macro-estruturas organizadas biologicamente. Mas a Matrix/DNA Teoria não tem como sequer passar pela primeira porta dos salões destas instituições academicas porque não existe como expressar ou traduzir estes fenômenos naturais sugeridos pela linguagem Matemática. Se o Universo que produziu a Biologia, a química, o cérebro humano, conter na sua estrutura e evolução qualquer processo biológico, orgânico ou mesmo da evolução Darwiniana, a Humanidade estará impedida para a eternidade de conhecer o Universo devido a este estupido,  arbitrário, autoritário, desonesto despacho interno forjado por alguns humanos que botaram uma bandeira nas Ciências Humanas e disseram: ” Daqui para a frente, nós somos os proprietários das Ciências Humanas”.

E a ultima noticia da Física e da Matemática aplaudida e selecionada por estes déspotas é a de que tudo, mas tudo mesmo, incluindo aí este Universo e o que mais que houver alem dele, veio do …NADA! Aí isso chegou aquela heróica e sábia iniciativa dos pais fundadores das Ciências e toda a Humanidade: ao NADA! E daí estamos impedidos de passar, ou sair, ou voltar. Qualquer rota sugerida para outra direção – como é a Matrix/DNA Teoria não poderá ser apresentada na forma de mapas, mas apenas de equações matemáticas. Isto é o cumulo da ignorancia! É a ambição financeira, de poder, de manutenção dos privilégios adquiridos, por predadores, na sua mais extrema expressão.

Mas o pior de tudo ainda não foi aqui mencionado. Os curriculuns escolares e acadêmicos são baseados neste regulamento. Os jovens são assim doutrinados para submissamente se encaminharem ao… NADA!

Tudo isso revela a ação algo ainda mais poderoso que os homens, uma força que flui invisível e sutilmente por entre nossas cérebros, nossos corpos, e cuja intenção é nos encaminhar ao Admirável Mundo Novo como robots governados pelo Grande Irmão. Esta força sugerida pela Matrix/DNA está inscrita na matéria que produziu esta biosfera e na genética que produziu os seres vivos. Ela vem de uma maquina estupida e visa modelar toda esta biosfera, Humanidade incluída, numa reprodução de si mesma. Como maquina, sua existência está apenas no reino da Física e sua linguagem é apenas a Matemática.

Mas eu vou tentar apresentar ao menos um minimo de Matematica para ver se passam os modelos teóricos da Matrix/DNA. É no que se refere a sua descoberta do significado natural do numero Phi.

Vejamos:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Vamos dar o valor “1” à esfera inteira desta fórmula. O ponto de partida do fluxo que flui neste circuito começa em F1 e segue sentido horario. Portanto ao chegar no meio da esfera encontramos a F4, cujo numero será lógicamente “0,5). Ao invés de continuar nossa medição pela linha esférica, vamos nos desviar pelo ramo lateral interno do fluxo…

( a continuar)

xxxx

Pesquisa:

O número PHI é apenas o que é devido aos contextos em que está inserido: está envolvido em crescimentos biológicos, por exemplo. O fato de ser encontrado através de desenvolvimento matemático é que o torna fascinante.

Divisão em média e extrema razão. A partir de um segmento de 10 unidades, determina-se a sua seção áurea multiplicando-o por 0,618 (média). Para encontrar-se um segmento maior, em extrema razão, deve-se multiplicar as dez unidades iniciais por 1,618.

 

Tags: , ,