Como e Porque o Código da Vida Pode Estar Presente nos Nucleos dos Astros Celestes

O método da anatomia comparada entre sistemas naturais vivos e não-vivos acabou sugerindo que os vivos já existiam em estado potencial na chamada matéria inorgânica e nos chamados sistemas inanimados, tais como átomos e galáxias. Se isto for comprovado verdade, será uma das maiores revoluções culturais de todos os tempos, mudando tanto as cosmovisões materialistas cientificas quanto as religiosas como as derivadas da Bíblia. Os resultados deste método, portanto, produz uma nova visão do mundo, e como ainda não foi comprovada cientificamente, trata-se por enquanto de uma nova “teoria” ( no sentido original grego da palavra e não na definição moderna de teoria cientifica). Como disse Eisntein, “um autor não precisa comprovar que sua teoria está certa, apenas mostrar que ela faz sentido, tem uma lógica racional”. A prova, destruição, ou consertos da teoria vem depois, com novos dados descobertos sôbre a Natureza. Estou portanto, na busca de fatos reais que comprovem a teoria, mas enquanto não os detecto, meu dever é continuar buscando e acumulando fatos que sirvam como evidências e argumentos fortes para a teoria, ao mesmo tempo que a honestidade me obriga tambem a acumular e divulgar fatos que sirvam como negação da teoria. Neste artigo trago mais um argumento forte, o qual devo desenvolver melhor nos dias a seguir. Trata-se do resultado calculado a partir do método da anatomia comparada em que o código da vida tem que estar inserido bos sistemas astronômicos e mais exatamente nos núcleos dos astros celestes. Á primeira vista isto parece uma suposição absurda mesmo para mim que fiz os calculos, mas como não posso deixar a minha ideologia pessoal julgar os resultados de um calculo impessoal, tenho que buscar onde estaria o êrro neste resultado, e/ou engoli-lo a contra-gôsto, pois quem o está afirmando é a razão pura mais a longa cadeia de causas e efeitos naturais que vem desde as origens deste mundo material, a não ser que cometí algum êrro em algum momento destes cálculos. O argumento se inicia pelo seguinte: Observe as formas iniciais de um corpo humano, denominadas mórula, blástula, etc:

( continuar isto trazendo para cá asiamgens de mórula,blastula e um bebê formado. Depois as imagens do nucleoterrstre e a fórmula)