Hoje o mundo viu pela primeira vez algo que eu tinha visto a 30 anos atras: uma estrela com cauda.

xxxx

( deculpem os muitos erros de ortografia devido estar usando um computador e teclado que so falam ingles)

Como e’ possivel que uma pessoa comum sem nunca ter estudado astronomia e sem ter observado o ceu com um telescopio sair afirmando por ai de repente que existem estrelas com caudas, como os cometas?! E isto ha’  30 anos atras, quando nem os astronomos sabiam disso?! E o sujeito diria que tem de existir porque assim estao sugerindo seus calculos na sua busca pessoal pela origem da Vida?

– ” Mandem para o sanatorio porque e’ louco!” – diria eu se visse e ouvisse tal sujeito. O problema e’ que esta pessoa fui eu mesmo… Mas agora olhem esta foto:

Foto para Fsete Red giant Mira morrendo e sua cauda

Imagem publicada sob o titulo: “Colossal Flare Observed on Closest Red Giant Star –“Impacts the Milky Way’s Ecosystem”, no link: http://www.dailygalaxy.com/my_weblog/2015/05/colossal-flare-observed-on-closest-red-giant-star-impacts-the-milky-ways-ecosystem-1.html

E agora vejam este desenho rude e tosco feito com lapis e papel em cima dos joelhos quando eu estava na selva amazonica a 30 anos atras:

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

Clicando na figura para ve-la melhor observe o que acontece em F7. Aquilo ‘e uma estrela morrendo, sendo fragmentada em poeira,  formando uma cauda, a qual forma um vortice rotativo. Assim, esta foi a primeira vez na historia da Humanidade que um humano viu uma estrela com cauda, mesmo que tenha sido apenas numa pintura. Porque a foto cima que esta’ sendo vista por muitas pessoas foi tirada recentemente, e como dizem os astronomos, ficaram surpresos porque foi a primeira vez que se viu uma estrela com cauda. Por isso a cada dia, a cada nova evidencia e previsao acertada como essa, me volto cada vez mais para esta cosmovisao que denominei de Matrix/DNA e venho aqui alertar quem chega para ler: comecem a prestar atencao nessa nova interpretacao do mundo, porque a cada dia ela esta se confirmando mais e ela tem o poder de causar uma enorme revolucao no nosso conhecimento – mesmo que ela tenha de ser descoberto de novo por outra pessoa que seja alguem e tenha alguma influencia na sociedade para ser ouvida.

O super-telescopio ” Galex” – Galaxy Evolution Explorer – escaneou a estrela Mira, uma gigante vermelha muito velha que esta’ morrendo – usando luz ultravioleta, pela primeira vez. Os astronomos entao notaram o que se parecia com a cauda de um cometa. Mediram a cauda e chegaram a estonteante conclusao que ela mede o equivalente a 13 anos-luz, ou seja, uma distancia 20.000 vezes a distancia que vai do Sol ate os limites do sistema solar! E publicaram hoje um documento cientifico na Revista Nature mencionando que “nada como isso nunca foi observado em volta de uma estrela”.  Eles estao meio-certos e meio-errados pois quem ja viu meus modelos teoricos como do desenho acima ja tinha visto isto, mesmo que tenha sido apenas no papel, como produto da intuicao humana quando se concentra a resolver algum misterio da Natureza.

Disse o astronomo autor do “paper” Christopher Martin, do California Institute of Technology: ” Eu fiquei chocado quando primeiro eu vi esta completamente inesperada e interessante cauda atras de uma bem conhecida estrela. E’ maravilhoso como a cauda de Mira se extende tao vastamente na escala interestelar.”

Realmente eu estou surpreso comigo mesmo, com estas previsoes que pareciam nao ter qulaquer nexo, estarem a cada dia mais se confirmando, e estou me perguntando como, raios, eu fiz isso?! Quando tento refazer os passos naqueles dias tenebrosos na selva tremendo sob a febre da malaria e ja perdendo a esperanca de sair com vida de la’,  mas teimando em botar no papel uma avalancha de intuicoes que me atacavam dia e noite, fico com dificuldades para refazer os modelos refazendo a logica que apliquei. Foi anatomia comparada entre sistemas vivos e nao vivos, dentre os quais, estavam as celulas, os atomos, as galaxias, e a cada passo, o que eu observava num atomo eu calculava a evolucao pelos mecanismos que eu estava suspeitando existirem na natureza e ia projetando num papel a imagem do que deveria ter sido o elo natural entre os vivos e os nao-vivos. Quando terminei o desenho cheguei a conclusao que este elo e’ um sistema astronomico, mais exatemente um building block de galaxias primordiais, e as partes do sistema eram astros, como planetas e estrelas.  La estava a estrela morrendo com uma longa cauda formada pelo seu proprio material em decaimento. Ao ver aquele desenho e pensar no que via, minha conclusao so podia ser uma: aqui tem muitas coisas impossiveis de exitirem, acho que errei tudo… Um astro com vulcoes gigantescos emitindo cometas, um vortice em espiral fazendo tudo igual que faz o sistema reprodutor de uma mulher, uma estrela com cauda… Absurdo! Porem, ao morrer a estrela tinha que produzir algo como aquilo senao o circuito do sistema nao se fechava e nao efetuava a reciclagem. E se essa reciclagem nao era feita pelo elo ancestral, nunca o RNA na Terra teria sido capaz de se reproduzir, a nao ser que exista a magica, e eu nao gostava dessa solucao, porque nunca vi magica nenhuma.

Bem, esta e’ mais uma evidencia e uma previdencia acertada a ser aqui registrada para se somar aos ja mais de mil casos que temos aqui registrado. Mas ainda assim alimento a possibilidade de que possa estar tudo errado, pois esse e’ o dever e a responsabilidade de quem tem como unico objetivo supremo na vida a busca da verdade do mundo e nao apenas a busca das provas para a sua verdade so porque foi quem primeiro a descobriu mas ainda nao a provou totalmente.  E para quem quiser mais informacao pode ver o link acima e a publicacao do paper na Nature.

xxxx

 

 

 

 

 

Tags: