Matrix/DNA e Pussycats: Deixa-me ser seu amigo, sua amiga

maio 18th, 2019

xxxxx

Mensagem de PUSSYCATS ( video abaixo)

I’ll be your woman

in sorrow and pain

I’ll be your woman sunshine or rain

There’s a star here in your heart to get burn

Maybe ‘ll you throw it away

Maybe without tears every day

Say you shared with me I’ll be your woman

You say you’re a looser  But loosers never die

And if you could let me teach you

Mensagem da visão de mundo da Matrix/DNA

Eu serei sua amiga, seu amigo,

na tristeza e na dor,

Eu serei seu amigo, sua amiga,

faça sol ou chuva,

Existe uma chama em seu coração ardendo,

Você se sente culpado(a) porque sente a humanidade culpada,

Eu posso atirar essa chama para longe

E plantar a chama da eterna luta pela vida digna

Sem estas lagrimas de cada dia,

que ate agora você tem dividido comigo,

Eu serei sua amiga, seu amigo,

Você se acha um(a) perdedor(a)…

Mas perdedores não morrem eternamente

Pois ao contrario dos temporários predadores que parecem sempre vencer,

mas sempre foram extintos na natureza,

Os temporários perdedores sempre foram a base solida,

nas transcendências de todas as transformações das especies…

E assim sera… Se você deixar que eu te ensine…

Nos somos 8 bilhões de genes semi-conscientes carregando um ovo como cabeça, que tem um cérebro como a placenta, onde dento germina uma parte de um embrião da auto-consciência cósmica. Temos mais trilhões de genes irmãos neste Universo, em cada mundo fazendo sua parte, desde o Big Bang, quando seremos rodos em um só, no dia do Big Birth. Portanto você é uma informação unica, especifica, intransferível, indestrutível, indispensável, uma carta, uma mensagem a ser entregue, uma missão a cumprir, na grande Obra. Sua missão, assim como de todos seus irmãos e irmas genes, não pode e não deve ser prejudicada por ninguém, mas sim, incentivada, e assim, você ajuda e deixa livre cada irmão, cada irma, para que cumpra sua missão, da qual, todos nos dependemos mortalmente. venha conosco para nossa visão de mundo, e vamos juntos construir o mundo projetado nesta visão.

Pussycat

You say, that’s world will getting harder

Every time you see someone to be loved

Their some evil mind keeps you right for home, to come through

The world ‘ll getting smaller And I don’t know what to done that

I’ll should be your woman You sir, loved to be much deeper And you try to get up

Now you ‘ve lost your trust Anything I say could be true Trouble ‘ll getting harder

Please let me pulled you through I’ll be your woman in sorrow and pain

I’ll be your woman sunshine or rain There’s a star here in your heart to get burn

Maybe ‘ll you throw it away Maybe without tears every day Say you shared with me

I’ll be your woman You say you’re a looser  But loosers never die And if you could let me teach you

Darling here’s what I ‘ll be  I’ll be your woman in sorrow and pain I’ll be your woman sunshine or rain

There’s a star here in your heart to get burn Maybe ‘ll you throw it away maybe without tears every day

Say you shared with me that  I’ll be your woman

Quantum mechanics, collapse of wave function: bom artigo explicativo

maio 14th, 2019

xxxx

https://discourse.biologos.org/t/wigners-friend-the-existence-of-the-immaterial-soul-and-death-of-materialism/40576

Website Construction: para montar fórum, livros a ler

maio 14th, 2019

xxxxx

Antes de escolher, montar um forum ou secao para comentarios, ler um destes livros:

tem varias sugestoes de livros na Amazon, basta clicar um link abaixo e olhar: Customers who bought this item also bought

Building Successful Online Communities: Evidence-Based Social Design (MIT Press) 

https://www.amazon.com/Building-Successful-Online-Communities-Evidence-Based/dp/0262016575/ref=pd_cp_14_2?pd_rd_w=JXAgl&pf_rd_p=ef4dc990-a9ca-4945-ae0b-f8d549198ed6&pf_rd_r=HFMN308EVQ3TC1RV2FA3&pd_rd_r=32c5dda8-75fb-11e9-a9da-2171f603c15c&pd_rd_wg=GdHfb&pd_rd_i=0262016575&psc=1&refRID=HFMN308EVQ3TC1RV2FA3

Community Building on the Web : Secret Strategies for Successful Online Communities Paperback – April 6, 2000

https://www.amazon.com/Community-Building-Web-Strategies-Communities/dp/0201874849?tag=swamidass-20

 

Ao invés de jogar comida no lixo, transforme-a em energia elétrica!

maio 13th, 2019

xxxx

A cidade de Orlando, na Florida, esta colhendo alimentos destinados ao lixo, como cascas de banana, etc., e levando para usinas de reciclagem, onde produzem energia elétrica, alimentando até duas mil casas. No Brasil com este grave problema de energia elétrica a preço muito caro, não seria viável instalar o sistema, ao menos nas cidades maiores? Qual o custo para adquirir uma usina desta? E não existe um meio de miniaturizar esta usina ate para ser usado a nível de bairro, ou residencial na zona rural?

https://www.wftv.com/news/local/city-of-orlando-seeks-to-convert-food-waste-into-energy/947700458

Mudar o atual e importado idioma brasileiro: a solução para exorcizar os maus memes

maio 13th, 2019

xxxx

Em que estou pensando dentro do trem do metro? Uma ideia que tive agora. A maior solução para tirar o Brasil do terceiro mundo e eleva-lo a primeiro mundo seria a criação de um idioma novo, genuinamente brasileiro.

Você sabe que o que faz a diferença entre um pais rico ou pobre não é tanto a geografia e recursos naturais, mas sim o caráter dominante no povo que o habita. Basta se lembrar do desértico mas rico Israel e do abundante mas pobre Brasil. E o caráter brasileiro esta fundamentado nos “memes” (ideias que se tornam os mandamentos nas relações individuais de um sistema social) instalados pelos colonizadores europeus, os quais tinham em mente o mesmo que os garimpeiros ainda tem na Amazônia: saem da metrópole para enfrentar o inferno no mato apenas para buscar ouro e voltar para gasta-lo na metrópole. Assim nunca houve nas ideias inculcadas no inconsciente nacional a preocupação de construir aqui o seu pais. O escravagismo era a tônica, cujos memes ainda ditam o valor escravagista do salario minimo ate hoje.

E como exorcizar estes memes do inconsciente coletivo? Memes se propagam pela linguagem, as palavras que são passadas de geração a geração inclusive pela educação dos pais para os filhos. E` preciso arrancar estas palavras do cérebro e substitui-las por outras, como por exemplo, as palavras de ordem que os quackers levaram para os Estados Unidos quando tinham realmente a intenção de construir um pais e viver ali, e que incentivam as pessoas a se associarem para tudo, no consumo, na produção, na ideologia, etc. Nos USA tem associações para tudo, associação dos carecas, dos com bigode, dos veteranos, das donas de casa, as quais são tao sabias e unidas que tiveram até a iniciativa de montar um supermercado delas e para elas, que se tornou a Sears. Não os memes que incentivam o egoismo individualista que conduz um pais onde o povo não tem sequer a capacidade de se unir fortemente em associações de bairros.

Sei que seria muito difícil mudar um idioma secular de uma nação inteira por outro desconhecido, mas… senão fizer esse grande trabalho sacrificante, não vai ter jeito. Para criar uma nova língua e fácil. Basta por os objetos na mesa onde os linguistas olham para o objeto, se perguntam que palavra ideal se casa com o objeto. Por exemplo, por um gato na mesa e perguntar ao gato como ele quer ser chamado, puxando-lhe o rabo para que responda. Ele vai dizer “miau”. Esta ai, um nome internacional genuíno que todo mundo rapidamente aprenderia representando realmente o objeto. Miau !

-” A partir de hoje ninguém mais fala a palavra gato! Quando olharem para o bichano digam miau! Assim ele vai deixar de ser anti-social e vai se integrar na sociedade como todo bom cidadão!”

Quem inventou esse nome de “gato”? O que tem a ver aquele animal com a palavra “gato”? De onde saiu isso? Os gatos são sisudos, silenciosos, sempre arredios porque são revoltados com esse nome que os humanos os chamam. Queriam outro nome, tal como… leão, tigre, jaguar,… ou miau. Um idioma genuíno teria nomes como miau, au-au, piu-piu para pintinhos e cocorico para galinhas, rinnch, roink-roink, meee, etc.
Bebes, por exemplo ( aqui os meus pequerruchos nao tem o chapeu circunflexo no nome porque bateu um vento forte no meu teclado e levou o chapeu para longe), seriam chamados de bah-bah. O que tem a ver os pequerrucghos com “beber, bebida”? Que nome mais sem sentido! E as babas (também o acento daqui sumiu no teclado inglês) seriam chamadas de bimami. Ou seja, a segunda mãe. Muito mais apropriado. Por que esta maldade de dizer que as nobres trabalhadoras vivem babando? Isso foi mais um meme criado pelos escravagistas para se referirem a suas escravas domesticas.

– ” Bimamiiii… eu quero… eu quero…” – diria o bah-bah esperneando como sempre fazem quando querem algo na marra…

Se um novato não soubesse o nome quando lhe diz – ” vá buscar um rinch lá no pasto”. Bastaria a ele chegar e puxar o rabo de uma galinha para ouvir cocorico, e saber que não era aquilo. Puxaria o rabo de uma vaca e ouviria moooo, também não é aquilo, Mas ao puxar o rabo de um cavalo ouviria rinchhh, e pronto, esse é o bicho que o patrão quer. Assim como para melhorar a humanidade globalmente se tentou algo como o esperanto, mas que devido a imposição de alguns falantes de idiomas de países mais poderosos, não pode ser assimilado por outros povos.

Plano para conduzir pobres as associacoes: primeiro, maes e filhos. E o estado da atual desconfianca mutua

maio 13th, 2019

xxxx

Dois individuos tem entre si absoluta confiança mutua quando ambos sabem que “o outro sabe que para ele lhe é mais vantajoso me respeitando e sendo honesto comigo”. No seu ambiente comum ambos acreditam que ” ambos sabemos que ambos sabemos”. Pois a um individuo sera preciso saber, ter certeza que o outro tambem sabe disso. No terreno comum da sociedade brasileira a coisa funciona ao contrario. Pelo menos é o que revela a evidente autodesconfiança mutua quando se propõe que se unam como socios.

“Como vou confiar nele? Ele pode pegar toda a grana e sumir. Ou ele vai jogar todo o trabalho nas minhas costas.”

E’ quando alguem tem uma ideia que precisa ser feita entre socios e se sente inibido e nem tente convidar outros por causa deste problema.

“Ele vai logo ficar desconfiado que estou tentando arrumar uma maneira de tomar o dinheiro dele”

Entao aqui funciona o: ” ambos sabemos que ambos sabemos… que o outro pode ser um traidor”

Por causa disso tenho procurado saber qual o limite de socios por lei para se abrir uma conta bancaria, como todos os socios podem assinar todos os cheques, etc. Muitos casos de levantamento de fundos ou consórcios tem acontecido onde a conta bancaria foi aberta no nome de um individuo e ele sumiu com a grana. Aqui entra o artificio do capitalismo, que são as “sociedades anônimas” pelas quais um documento a parte afirma que muitos são os proprietários. Mas este documento a parte, não sei se é possivel para pequenos comércios, associacoes, propriedades, etc., portanto um caso a averiguar com advogados ou contadores.

Nao é entre radicais de uma mesma ideologia, entre irmaos, e nem mesmo entre pais e filhos que se apresenta o mais forte índice de confiança entre dois humanos. temos visto casos de guerras entre pais e filhos, violência, etc. Mas entre mães e filhos dificilmente vemos – a não ser no caso de doentes mentais.

Para iniciar as associacoes sugeridas pela Matrix/DNA, seja no consumo ou na unidade de trabalho, devemos entao pensar em algo factível com mães e filhos. Apenas depois de firmar um bloco de varias mães e seus filhos numa associação, pode-se experimentar incluir outros individuos esparsos.

Qual tipo de unidade de producao funciona bem estando trabalhando mulheres-mães e filhos, tanto homens como mulheres? Caso a pensar.

Precisa-se lembrar tambem que outro grupo onde surge forte sentimento de auto-confiança: é o caso dos soldados de um mesmo exercito. Mas ali este sentimento e alimentado e duradouro enquanto existir guerra ou derrota como dominados, ou ótimo estado financeiro do exercito no tempo de paz. Existe algum tipo de associação no consumo ou trabalho entre soldados?

Ao mesmo tempo notamos aqui uma das causas da atual mentalidade anti-associativa no Brasil. A mais forte confiança mutua entre dois humanos acontece quando dois individuos percebem e acreditam que em dois se conseguira melhor um objetivo do que estando sozinho. Mas ainda não sera suficiente se um desconfiar do outro. Se a desconfiança mutua antecede o momento da descoberta da – a uniao seria melhor – a desconfiança inicial vence e não havera uniao forte, mesmo porque, enquanto a energia maxima dos dois é necessária para o objetivo, ambos gastarão energia e tempo vigiando o outro ou pensando em preparar rotas de fuga caso o outro se torne traidor.

E isto é o que se observa nos brasileiros, e povos em geral. Onde esta a causa? No inicio das formações humanas, quando ainda vinham do ambiente selvagemente competitivo dos animais irracionais, deveria ser comum o estado de desconfiança mutua. Entao isso explica a causa da desconfiança mutual entre humanos vindos de sistemas sociais que foram implantados com os valores da mutua competição.

Temos entao que procurar na cultura brasileira implantada pelos colonizadores (e na Biblia, que incentiva humanos a separarem-se entre si para cada qual buscar sua uniao com Deus primeiro), estes slogans incentivando a mutua competição para fragmenta-los e desconstrui-los perante a luz de fatos naturais. E não se esquecer tambem que a existencia de frações do grande erro no próximo causa entre dois individuos uma certa rejeição, mas isto parece dificil de se consertar. Esta providencia deve vir mesmo antes da tentativa de se iniciar as associacoes.

Esta ideia nasceu lendo o seguinte trecho num artigo:

” The characteristics that shaped our genus and eventually our species were developed while those ancestors were living in little groups of about 15 to 25 individuals (na Africa, no principio do homo sapiens).  Success under these conditions became closely tied to functioning well in small groups, including for example, having a reputation for being trustworthy…

Over tens of thousands of generations being good at understanding each other in a sympathetic fashion provided a distinct advantage and the genetic makeup of our lineage changed accordingly: Gene-forms that made them better and better cooperators were favored.  Duke University psychologist, Michael Tomasello proposes that within these little communities a novel human-specific phenomenon which he calls joint intentionality emerged.  Here’s how he summarizes it:

A joint agent is created when two individuals each intend that “we” act together jointly toward a single end, and they both know together in common ground (they both know that they both know) that this is what they both intend

Link: On Peaceful Science.org – Darrel Falk

Junk DNA: Mais funcoes descobertas

maio 13th, 2019

xxxx

By studying the genetic profile of a 66-year-old woman who lived a lifetime with pain-free injuries, a research team from the UK recently discovered a novel genetic mutation that causes hypoalgesia.1 The mutation responsible for this patient’s hypoalgesia occurred in a pseudogene, a region of the genome considered nonfunctional “junk DNA.

This discovery adds to the mounting evidence that shows junk DNA is functional. At this point, molecular geneticists have demonstrated that virtually every class of junk DNA has function.

Visto em:

Pseudogene Discovery Pains Evolutionary Paradigm

By Fazale Rana – May 8, 2019

 

Física Quântica: O que existe no vazio? O experimento que mediu o que há ‘no vácuo’

maio 12th, 2019

xxxx

Muito bem explicado artigo em linguajar popular, e abaixo o comentario que publiquei no artigo:

https://brasilsoberanoelivre.blogspot.com/2019/05/o-que-existe-no-vazio-o-experimento-que.html?showComment=1557669198664

Meu comentário publicado:

Na minha leiga opinião, os nossos cinco sensores são limitados e insuficientes para captarem essa substancia flutuante de uma membrana que envolve essa nossa realidade de apenas uma faixa de luz (a luz visível) e um tipo de vibração, separando-a de uma realidade vizinha em outra faixa de luz e vibração. Por esta membrana passam alguns elementos na forma de partículas que podem se unirem aqui constituindo sabe-se la o que e estarem influenciando nosso mundo.

Vamos esperar nosso cérebro evoluir com mais sensores ou vamos construir instrumentos tecnológicos com diferentes sensores sem saber para captar o que? O provável é que quando conhecer-mos novas dimensões nossas crenças atuais e tudo que pensávamos saber virem de cabeça para baixo. Por isso tenho pena dos extremistas, radicais e donos da verdade… Eu mesmo, aplicando o método da anatomia comparada entre sistemas naturais vivos e não-vivos para entende-los melhor estou sendo surpreendido com respostas que sugerem o mundo ser muito diferente do que tudo que já se imaginou ate aqui…… e se alguém tiver curiosidade basta clicar meu nome ao lado para ter uma ideia do que pode ser esse inimaginável mundo…

 

A diferença entre o criador e o conhecimento cientifico

maio 11th, 2019

xxxx

Cientistas correram a criticar o Olavo de Carvalho comentando neste vídeo que ele teria errado tudo ao se meter em Ciências Físicas. Eu acho que erraram, postando o seguinte comentário ( e abaixo do vídeo o debate que se seguiu):

Meu cmentario: ” Olavo em nenhum momento profere o nome ” boson de Higgs”, porque o tópico dele aqui não é a Fisica e sim afirmar o desejo de um criacionista deísta perguntador, abalado com o boato de que os criacionistas materialistas teriam uma vitoria, usando a milenar logica deísta na qual Olavo é  um brilhante mestre com poderosos insights, porque esse também é seu desejo como deísta. O tópico é a diferença entre ato e dados. E’ a controvérsia entre criacionismo niilista ( definiram o bóson como “criador” do campo que atribui massa, etc.) e o criacionismo deísta, dois lados de uma mesma moeda metafisica. A Ciência lida com os n objetos observados num dado momento e descreve o que vê e isto é um dado. Depois repete o mesmo método com outros ou mesmos objetos em outro momento. Ela não conecta os dois momentos por isso ela não afirma que este objeto deste momento é a causa do outro objeto no outro momento. Quem tenta conecta-los são os humanos com suas teorias. Pois o ato do Olavo é o processo agente entre causa e efeito, criador e criatura, aqui esta’ a causa da sua atitude critica contra teóricos e não contra ciência, não significando isso que ele tenha provado sua versão do que é o agente do processo.

 

Porque os colonizadores de 500 anos ainda estão vivos no Brasil: os Memes

maio 11th, 2019

xxxx

Como a oligarquia colonialista portuguesa continua dominando o Brasil? O General Mourão disse numa palestra na maçonaria que “tem intelectuais que ainda acreditam que os problemas do Brasil se devem a domínio dos colonizadores… Ora, esse pessoal foi embora a 200 anos!” Ledo engano…

O general se esquece que existem os memes. São estes que mantem vivos e atuantes, dominando a economia, os colonizadores escravagistas. Memes são ideias que você tem e divulga publicamente e a ideia se alastra, torna-se repetida, as vezes de geração a geração. E alem dos memes existem sim ainda, os herdeiros dos antigos donos das capitanias hereditárias, que são os donos dos bancos, dos latifúndios, das mineradoras, das transmissoras da mídia, etc., ou seja, onde esta o grosso do lucro capitalista.

Como explicar que no Brasil um empresario ou latifundiário sabendo que os cálculos econômicos, como do DIEESE, concluem que para uma família de 4 pessoas ter suas necessidades básicas satisfeitas o salario minimo tem que ser R$ 3.980,00 reais, e ele paga apenas na base de R$ 1.000,00, condenando os filhos da família a viverem na miséria, e ainda assim se sentem como cidadãos de bem?! Eu sempre rejeitei ser empresario no Brasil mais por causa disso, não tenho estomago para fazer isso, mas se pagar o correto tem que fechar as portas porque os competidores não pagam.

Essa cultura atual, moderna, mimética, vem do tempo de colonia, quando os colonizadores repetiam os slogans maquiavelistas e falavam publicamente que a “plebe” existe apenas para trabalhar e comer para trabalhar mais, o dinheiro deixa com eles porque apenas eles sabem administra-lo. Pobre não precisa de dinheiro. E isso é a mesma escravidão imposta aos negros. Isso pegou no inconsciente dos que se tornaram classe media e inclusive atuou eficazmente como condicionador mental entre os próprios pobres com seus instintos de ovelha. Para completar veio as ideias, os memes, destas religiões de um livro que chamam de “escritura sagrada”, que por 5 vezes apoia a escravidão e que os últimos receberão seu pagamento no céu.

O Sr. Mourão deveria ler mais livros de Ciências, como do autor best-seller no primeiro mundo, Richard Dawkins, quem estudou a fundo este fenômeno e cunhou o nome “meme”. Sim, eles estão vivos, personalizados nas suas ideias que estão vivas.

(obs: assunto econômico fora de tópico para a Matrix/DNA que no entanto se interessa pelos memes em geral, um caso de evolução ou debilidade psíquica humana)