O átomo de carbono foi o primeiro grande azar dos seres vivos. Mas veja que temos a oportunidade de corrigir isso.

janeiro 12th, 2019

xxxx

Por ser a copia mais fiel do nosso pecador antepassado (a Via Láctea como sistema fechado em si mesmo, extremamente egoísta) , o átomo de carbono foi pela galaxia o selecionado e o mais indicado para o processo de reprodução do malfadado antepassado na forma de sistema biologico, ao qual denominamos de “vivos”. E agora para que nos livremos dessa maldição desse pecado original porque aconteceu antes das nossas origens, não tem como mudar a matéria do corpo humano baseando-a em outro átomo, por exemplo, o nitrogênio. A unica alternativa para esta inteira biosfera e para nos que somos parte dela, escapar de se efetivar como reprodução do estupido ancestral que “caiu” derrubado pelas leis naturais maiores do Universo, seria depurar o nosso átomo de carbono de sua densidade material, destrona-lo de sua dominância entre os outros átomos, depurando assim nosso corpo físico para permitir o desenvolvimento do feto de auto-consciência. Mas para isso teremos que ter a vontade para faze-lo, conhecer o método de como faze-lo, e esse conhecimento depende antes de conhecer a verdadeira Historia Natural Universal, entendendo porque que nosso ancestral “criador” celeste selecionou o átomo do carbono para ser o senhor dominante dos átomos nos corpos dos seres vivos.

As figuras a seguir ajudam a entender a herança do carbono desde nosso criador ancestral astronômico:

Fig.1 –

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Fig 1 – Neste desenho (feito rudemente nas condições precárias na selva amazônica), esta’ o modelo teórico do building block das galaxias, a “Formula da Matrix/DNA no seu estagio evolucionário de sistema astronômico”. Este building block ( ou tijolinho principal) esta fielmente reproduzido com átomos e moléculas como building block do DNA, a essência da “Vida”. E isto significa que houve uma direta transmissão genética do sistema astronômico onde surgimos e existimos para os sistemas biológicos, como são os corpos humanos. Se isto foi produzido por alguma entidade divina, esta passagem do macroscópico para o microscópico estava nos planos divinos antes ou na hora que criou o Universo. Se esta passagem ocorreu através das teorias cientificas como a abiogêneses, isto significa que havia um proposito pre-estabelecido que produziu a vida, ao contrario do que acreditam – que a Vida teria surgido por acaso. Não existem argumentos contra fatos, e o fato e’ que nosso DNA existia antes das nossas origens e ele veio das estrelas.

Note que trata-se de um circuito esférico e que representa um ciclo vital de um único objeto, ou corpo material (click na figura para ver ampliada). Tudo começa com uma nébula de átomos gasosos e/ou poeira cósmica oriunda da morte de um sistema anterior. Pela dinâmica do Universo a nuvem inicial gira sobre si mesma criando um vórtice turbilhonar ou rodamoinho no centro, na figura representado por F1. No interior do turbilhão formam-se esferas chamejantes constituídas de massa e energia, as quais são ejetadas (F2) imitando o nascimento de seres vivos, estas esferas são cobertas por camadas de poeira em diferentes temperaturas e estados de densidade que vão formar as placas tectônicas transformando o bolido em planetas. Quando um planeta vagando no espaço cai na orbita de uma estrela (F3), a energia/luz desta reativa o germe no núcleo e o qual começa a se alimentar das partículas nos átomos das camadas, indo formar o pulsar (F4). O pulsar ( no papel de macho do sistema), começa a “ejacular” cometas que levam energia para o centro da nebulosa (F5) para reiniciar novo ciclo quando o sistema morrer (imitando exatamente o processo de reprodução dos seres vivos). Do pulsar emerge uma estrela supernova (F6) a qual queima seu resto de material tornando-se cadáver estelar (F7), cuja matéria fragmentada vai refazer a nebulosa inicial em F1). O primeiro building block não tinha estrelas ativas para reativar o germe, mas isto foi feito num estagio primordial quando apenas existiam os átomos gasosos, como o carbono. Naquele estagio quem realizou esta dinâmica de transformações foi a onda ou ondas de luz vindas do Big Bang, e como mostro em outro artigo neste website, aquelas ondas contem em si a formula para construir ciclos vitais na matéria gasosa. Em outras palavras, ondas de luz primordiais continham em si o código para construir sistemas naturais, ou seja, o CÓDIGO DA VIDA. Nós somos agnósticos, o que significa que nada sabemos e nada temos certeza do que existe na metafisica alem das fronteiras materiais deste Universo natural, mas como existem os que tem fé em um tipo de entidade sobrenatural criadora, um Deus, por assim dizer, deveria se alegrar com esta possibilidade de que “Deus cria universos e vidas usando a luz como software geral, o que O engrandece e O restitui ao seu merecido nível de grandeza cósmica, depois de ter sido tão rebaixado pela antropomorfização como projeção da pequenez humana”.

 

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Fig 2 – O ciclo vital formando o building block de galaxias originais como circuito esférico no centro da figura é comparado com o ciclo vital humano. Observe que a formula da Matrix/DNA enquanto estava no estágio evolucionário dos astros era ( ou é) hermafrodita. Em F1 ela expressa a função geradora feminina e quando chega em F4  ela expressa a função geradora masculina ( no caso humano, o jovem tornando-se maturamente sexual como adulto e no caso astronômico, tornando-se um pulsar).

The Universal Matrix/DNA

The Universal Matrix/DNA

Fig 3 – Destes circuitos – presentes em todos os tipos de sistemas naturais – extraímos a “alma” dos sistemas naturais, uma espécie de software acompanhando todas as formas de um corpo sistêmico, o qual foi primeiro formado como ondas de luz ( como explico em outro artigo aqui). Esta especie de “alma” sera’ a Matrix Universal, que tem funcionado como o DNA funciona para todos os seres vivos, enquanto a Matrix funciona para todos os sistemas, de átomos a galaxias a células vivas.

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Note que a Matrix surgiu primeiro apenas como a anatomia de uma onda de luz e veio desde então adentrando a massa/energia material modelando essa matéria em formas que reproduzem suas sete partes, ou frequências de ondas. Nesta evolução da matéria a Matrix só pode expressar a forma de corpo em que ela se encontra em dado momento, apenas mais tarde ela consegue expressar todas as formas num só sistema, o que aconteceu na forma biológica. Portanto, enquanto na sua fase de formação astronômica ela expressa separadamente as formas criadas, não existe um sistema astronômico fixo representando o building block. Assim era ( ou ainda é) com a Matrix enquanto se encontra no estagio de formação dos sistemas atômicos. Começando com o primeiro semi-átomo, o hidrogênio, este apenas materialmente expressa a função F1, apesar de eletromagneticamente já conter os princípios gerais da formula Matrix, cujas outras funções são apenas suas camadas eletrônicas. A presença de ao menos um elétron numa destas sete camadas eletrônicas faz o átomo expressar apenas a função correspondente. Quando a evolução na formação dos átomos chega no carbono, que contem seis elétrons ( numero atômico 6) e no núcleo seis prótons, seis nêutrons, a Matrix esta com sua formula completa de ciclo vital ( excetuando-se F5, pois átomos materiais não conseguem efetivar sua auto-reciclagem, ou se ressuscitarem). Por isso o carbono era o representante fiel da Matrix vinda do espaço sideral quando ela aqui iniciou a formação da forma biológica do sistema natural universal, por isso ele foi selecionado a compor e dominar os corpos dos seres vivos.

Quando a formula da Matrix foi plantada na superfície terrestre como uma espécie de semente, primeiro ela criou o ser unicelular que é hermafrodita. Então, no estado em que a formula veio, como hermafrodita, podemos ver o estado em que se encontrava os elementos macho e fêmea ( na figura abaixo), de cujo estado se originaram os cromossomas X e Y nos sistemas biológicos. Como simples curiosidade lembre-se da leitura de Gênesis, que sugere ter existido antes um paraíso perfeito ( que seria a maquina perfeita galáctica), onde existia uma arvore (cuja forma imita exatamente a forma da galaxia, inclusive com os frutos maduros amarelos nas pontas dos galhos imitando as estrelas nos braços espirais da galaxia, as folhas opacas imitando os planetas, etc.), onde teria existido Adão e Eva, e uma cobra ( cuja forma de serpente engolindo a própria cauda representa exatamente o circuito sistêmico de um sistema fechado que se auto-recicla como era o building block das galaxias) dando um conselho (para usarem o livre-arbítrio e escolherem a forma egoísta de sistema fechado), e depois a Queda, de onde os descendentes de Adão e Eva foram transformados em filhos da necessidade e num mundo infernal ( como a fragmentação e debandada dos fótons do sistema galáctico chegando na superfície da Terra e iniciando a reconstrução do ancestral celeste). Desta fantástica intuição vista nos escritores antigos estamos suspeitando que essa historia no seu aspecto cientifico esta registrada no DNA no centro dos neurônios, e casos alterados mentais produzem flashes de cenas daquela época, o que se torna as intuições com interpretações misticas equivocadas dos escritores. Se eles tivessem o conhecimento de astronomia e biologia que eu tinha quando entrei na selva, estes flashes teriam sido interpretados mais corretamente, e outra teria sido a lenda do Gênesis. Mas isto é apenas mais uma interessante hipótese que emerge de meus cálculos. Observe a figura 4:

Fig 4 – O circuito esférico é parecido com um cabo elétrico carregando internamente a corrente elétrica e alternando-se com as chaves liga-desliga, por isso, na figura azul acima, inclui a figura de um sistema elétrico domestico. Quando a chave esta em “liga”, o sistema expressa a parte ou órgão correspondente. Mas no caso da formula Matrix, o circuito esférico carrega a corrente das informações do sistema. Observe que quando chega em F4 o circuito se bifurca, lançando um ramo lateral que se constitui em F5 e retorna direto para o núcleo. Com isto, o circuito esférico total, de F1 a F7 contem todas as informações expressadas, enquanto o circuito meia-lua ou meia-face que vai de F1 a F4 expressa apenas a metade das informações, apesar de conter em si todas as informações também. Quando a formula passa do estagio astronômico para o estagio biológico, o circuito total torna-se o cromossoma feminino X, enquanto o meio-circuito torna-se o cromossoma masculino Y. No caso da reprodução sexual biológica, se a célula inicial tiver a combinação XX, o copro sera feminino, e se tiver XY sera masculino, porque a função de F4, masculina, é expressada duas vezes tornando-a dominante na construção do corpo.

Circuíto Sistêmico ou "Software" extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Circuíto Sistêmico ou “Software” extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Fig 5 – O desenho artístico de um átomo de carbono, no qual não se revela as sete camadas eletrônicas:

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Assim como uma célula inicial reproduz sua inteira arquitetura como um organismo multicelular, assim foi nas origens da vida quando o átomo de carbono começou a se compor como molécula multiatômica. Porque o átomo não podia se reproduzir crescendo e dividindo-se por mitose como as células, ele iniciou esta evolução capturando ou ligando-se a outros tipos de átomos que expressam as outras funções da Matrix, formando assim os primeiros aminoácidos, e com estes formando as moléculas complexas como RNA, proteínas e por fim o DNA. O que não pode ser esquecido é que toda essa evolução dos sistemas biológicos – os seres vivos – esta’ ainda sendo dirigida como mero processo de reprodução do ancestral celeste, o qual, por que era dotado de livre-arbítrio, sem inteligencia ou consciência própria, apenas obedecendo a tendencia das leis da matéria – que é a busca da acomodação eterna num estado de equilíbrio termodinâmico, ou sistema fechado em si mesmo – seria um desastre para nos se viesse a se concretizar plenamente. Pois o nosso ancestral é uma maquina perfeita, funcionando como um relógio, mas uma maquina estupida, sem consciência de sua existência, e isto faria desta total biosfera na superfície deste planeta uma reprodução biológica desta maquina, na qual a especie humana seria apenas mais uma parte, uma peça, robotizada e estupida. A presença e tentativa da consciência se instalar nos sistemas biológicos na forma humana vem de outro nível do Universo, acima das galaxias, mas ela obedece ao mesmo principio de evolução dirigido pelo principio do ciclo vital, por isso, em nossas cabeças-ovos, que tem como a função de placenta o nosso cérebro, esta’ a germinar um feto de auto-consciência cósmica. Mas se vencer o processo de reprodução do ancestral celeste este feto pode ser abortado e/ou aprisionado, suprimido, o que levaria a biosfera a se constituir tecnologicamente numa maquina perfeita e nos, nela, como peça estupida, robotizada, vivendo como num paraíso auto-suficiente mas sem futuro, apenas aguardando que as transformações do planeta e do sistema solar extingua a vida aqui.

Por isso insisto em divulgar esta cosmovisão, nos temos a opção de escolha, mas apenas se soubermos que existe esta opção de escolha, e soubermos o que existe para escolher, entre o que escolher, qual o caminho a seguir. Nenhuma outra cosmovisão ou conhecimento humano esta’ nos mostrando e alertando sobre esta ameaça que paira sobre nos, a qual, ao mesmo tempo, e uma grande oportunidade para transcender-mos esta forma física e psíquica animalizada. Mas sempre insisto e lembro que elaborei apenas uma cosmovisão “teórica”, e apesar de eu ver nesta cosmovisão maior logica e racionalidade do que em todas as outras existentes que conheço, não tenho certeza absoluta de que isto é a verdade enquanto não conseguir provar factualmente a existência da Matrix/DNA, por isso, o leitor, a leitora, deve raciocinar sobre o que estou sugerindo, e dirigir seus caminhos pela sua própria cabeça. A unica coisa que imploro aos leitores é lerem e raciocinarem sobre o que encontrei como resultado das minhas erradias e debeis pesquisas, feitas nas condições rudes da selva com o cérebro torturado retornando as condições dos primatas selvagens, pois sinto que essa reflexão e extremamente necessária nesta altura da nossa evolução. Quando vejo a juventude ignorando a vida e origens naturais, se apegando a aparelhos eletrônicos como celulares e computadores, cada vez mais escrava da atenção em imagens dos videos nas redes sociais, e vídeo-games, sinto um frio no estomago porque pressinto a dominância da maquina celestial mecanizando os seus cérebros, sinto que o feto de auto-consciência se contorce em agonia ameaçando ser abortado, e como tenho como unica missão e amor na vida a busca de deixar uma geração no caminho mais próximo do ideal para melhorar suas condições de existência, só me resta gritar a existência desta cosmovisão. Mas uma andorinha só não faz verão, se não houver leitores e racionando sobre este tema, acho que nada poderá salvar as futuras gerações. Pense nisso, por favor! Ignore-me totalmente se concluíres que estou dizendo asneiras, pois nem eu sei se estou certo ou errado, me submeto ‘a sua vontade e decisão, mas que ela seja sua decisão e sem a minha influencia.

Apenas para acrescentar entendimento, permita-me apresentar a figura do que denomina “a onda de luz primordial contendo em si, como sua própria anatomia, o principio do ciclo vital, o qual nada mais é que o principio do código da vida porque e’ o principio que organizou a matéria bruta e caótica na primeira forma do sistema universal natural do qual a forma de corpo humano e apenas mais um estagio de sua evolução:

Fig 5: Uma onda de luz inicia-se com uma fonte externa e propaga-se nas dimensões do tempo e espaço pelo mesmo processo do ciclo vital pelo qual nasce e cresce e se desenvolve um corpo humano. Ela nasce como “raios gama” e morre fragmentando-se em suas partículas, os fótons. Estes adentram os elétrons nos átomos e tentam assumir sua maquinaria interna para dirigi-los a se combinarem reproduzindo a anatomia da onda de luz. Os fótons deixam os átomos combinados no processo da radiação eletromagnética, e esta radiação é o que vemos como luz, cujo conjunto forma o que denomino “onda de luz” secundaria produzida no espectro eletromagnético.

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

xxxx

A seguir, o texto de uma seita com seu link abaixo que inspirou-nos neste artigo:

Mudando a densidade do carbono

Nos estamos limpando a básica densidade do carbono fora de nossas subatômicas e molecular estruturas, e tornando menos densos e mais refinados, e nisto estamos ancorando na nossa real cristalina estrutura, a qual e de base silicato cristalino.

Isto e como pegar  um átomo de carbono na sua mais densa forma e tentando alquimicamente mudando em mais refinados estados de padrões oscilatórios de mais eleadas vibrações. Assim, este e nosso objetivo nestes tempos, como natural parte do processo de Ascensão. Portanto, e importante manter isso em mente…

(traduzido em parte do texto abaixo:

Shifting Carbon Density

… there were groups of souls (see Soul Matrix) that were responsible to anchor and work with the first five DNA strands and to participate in the Earth experiment in working with those particular levels of consciousness. Our original goal was to re-evolve the divine human template to its original intention which was as a 12 strand DNA, which would mean 12 simultaneous dimensions of existence while still retaining a particular type of form. The form would not be this dense, in terms of the carbon material our physical elemental body is comprised of at this time. It would be more of a silicate or etheric Plasma Waves type of nature. So, this is where we are going, we are clearing the carbon based density out of our molecular and Subatomic structures, and becoming less dense and more refined, in that we are starting to anchor more of our actual crystalline structure, which is of a silicate crystalline base. We can imagine that as we go through this transformation it can be very intense at times. It’s like taking the most dense carbon form, a Carbon Atom and attempting to alchemically shift that into more and more refined states of oscillating patterns of higher vibration. So, that is our goal at this time, as a natural part of what the Ascension process is. So, it’s important to keep that in mind.

https://ascensionglossary.com/index.php/Silicate_Matrix

Este texto esta numa especie de Wikipedia da seita, cujo link para pagina principal e`:

https://ascensionglossary.com/index.php/Main_Page

O principal website da seita e`:

ENERGETIC SYNTHESIS

https://energeticsynthesis.com/

Testando primeiro artigo com https

janeiro 7th, 2019

xxxx

Teste

EMDR (Cura de traumas pela desinsetização e reprocessamento mental pela observação dos movimentos dos olhos): bom para aplicar a formula da Matrix/DNA

janeiro 6th, 2019

xxxx

Num novo artigo cientifico pesquisadores sugerem que mau humor, tristeza, etc., sao causados por inflamacoes internas. Levado para o Reddit, um comentador sugeriu o tratamento por EMDR. Pesquisndo o que e` EMDR encontrei bom assunto para pesquisa da Matrix/DNA e promissora aplicacao da minha formula.

No Reddit:

https://old.reddit.com/r/science/comments/ad417u/negative_mood_such_as_sadness_and_anger_is/

Negative mood — such as sadness and anger — is associated with higher levels of inflammation and may be a signal of poor health. The investigators found that negative mood measured multiple times a day over time is associated with higher levels of inflammatory biomarkers.Psychology (news.psu.edu) – 1/6/19

xxxx

O artigo:

Negative mood signals body’s immune response

https://news.psu.edu/story/552547/2018/12/20/research/negative-mood-signals-bodys-immune-response

xxxxxxx

http://www.emdr.com/what-is-emdr/

What is EMDR?

For Laypeople:

EMDR (Eye Movement Desensitization and Reprocessing) is a psychotherapy that enables people to heal from the symptoms and emotional distress that are the result of disturbing life experiences.  Repeated studies show that by using EMDR therapy people can experience the benefits of psychotherapy that once took years to make a difference. It is widely assumed that severe emotional pain requires a long time to heal.  EMDR therapy shows that the mind can in fact heal from psychological trauma much as the body recovers from physical trauma.  When you cut your hand, your body works to close the wound.  If a foreign object or repeated injury irritates the wound, it festers and causes pain.  Once the block is removed, healing resumes.  EMDR therapy demonstrates that a similar sequence of events occurs with mental processes.  The brain’s information processing system naturally moves toward mental health.  If the system is blocked or imbalanced by the impact of a disturbing event, the emotional wound festers and can cause intense suffering.  Once the block is removed, healing resumes.  Using the detailed protocols and procedures learned in EMDR therapy training sessions, clinicians help clients activate their natural healing processes.

Tesla website

janeiro 3rd, 2019

xxxxx

https://teslaresearch.jimdo.com/

Pesquisas sobre Nicola Tesla invenções e experimentos

DNA + RNA = Proteína / Luz Universal + Mente = Recurso para uma função sistêmica

dezembro 31st, 2018

xxxx

Nova ideia de como deve funcionar nossa relação com o “Genoma de Deus”.

Sabemos que o DNA pode ser visualizado como uma fita com informações gravadas. O RNA pode ser visualizado como uma fita menor com partes ou trechos das informações no DNA.

Quando uma célula ou substancia do corpo necessita de algo, sua necessidade se materializa na forma de um RNA contendo o pedido na forma de código químico. E então ela emite o RNA  que se dirige ao DNA, o rei sentado no trono nuclear da célula. O RNA percorre ao longo da fita do DNA até achar o trecho que lhe corresponde. Então o pedido funde-se com a dadiva, e deste “acasalamento” nasce uma proteína. A proteína então vai para um local executar sua função.

Sabemos ainda que a molécula química do DNA obedece a um comando de instruções. Podemos supor que a molécula química é o hardware, e o comando é o software. Provavelmente – de acordo com meus modelos – o comando é constituído de fótons, partículas de luz, cada um com uma informação.

De onde veio tudo isto?! Esta extraordinária engenharia super complexa?!

De onde a Natureza tirou essa ideia ?! Onde estavam e quais eram as forças e os elementos naturais no estado do mundo antes das origens da Vida, que a Natureza usou para montar esse esquema fantástico?!

Qual elemento no Universo antes das origens da vida tinha os mecanismos e processos para fazer isso, ao menos em um estagio evolucionário inferior?

Tive agora uma ideia para responder estas questões pensando no mecanismo entre DNA, RNA, proteínas.

Existe a luz original universal, com suas sete ondas diferenciadas, cada onda tem propriedades e uma especie de personalidade própria diferente das outras seis. Deve existir uma grande onda universal, do mesmo tamanho ou maior que o Universo, que banha, penetra, se propaga, no meio da dark matter.

Essa onda de luz tem em sua anatomia as informações que inoculam o processo do ciclo vital na matéria. Então ela funciona como a longa fita do DNA.

Deve ter algo no mundo que funcione como o RNA.

E deve ter algo que tenha necessidades e a capacidade de solicitar recursos a luz universal emitindo uma especie de RNA.

Quando esse algo necessitado consegue fazer seu RNA – seu pedido – se fundir com o trecho certo da luz universal, recebe a proteína, ou seja, a ferramenta pra produzir o recurso necessário.

Como a luz universal original existe desde as origens do Universo, esta ai onde a Natureza encontrou e utilizou o mecanismo que depois aplicou ao criar os sistemas biológicos, no nível molecular do código genético, ou seja, criar a Vida.

Cheque-mate!

Esta ideia me surgiu agora, mas ela não veio por acaso, pela sorte, e nem estive pensando nesta forma de ver o DNA por acaso. Acontece que ha’ dias, semanas, tenho ocupado o cérebro, em minhas meditações, buscando melhor compreender a formula dos sistemas naturais – o Genoma de Deus – buscando desvendar como a luz original fazendo o papel de comando de instruções esta’ presente e opera a formula. Isto porque preciso urgente, antes de morrer, encontrar algum meio de aplicar na pratica toda a minha cosmovisão, aplicar a formula, para produzir algo em beneficio da melhoria da vida humana.

Então essa ideia seguiu um método, o mesmo método aplicado em todas as outras milhares de vezes em que encontrei as milhares de soluções para elaborar a grande teoria.

E posso supor, racionalmente o seguinte:

Eu sou o algo necessitado, que esta a fazer um pedido ‘a luz universal, ao Genoma de Deus. As semanas de perguntas mentais focalizando mentalmente esta luz podem ser os pensamentos que funcionam como o RNA. Talvez o pedido da minha mente, na forma de pensamento, seja o RNA no grande esquema cósmico.

Mas meu pensamento teria que ter um pedido codificado com o mesmo código existindo em certo trecho da luz universal, para que se funda e obtenha uma “proteína”.

A proteína seria uma intuição ou uma voz na forma de um sinal desconhecido, trazendo a orientação, o comando, as instruções de como construir uma objeto material para resolver a minha necessidade. Na verdade seria nada mais nada menos que uma comunicação entre a onda de luz cósmica e a onda de luz entranhada no meu DNA que executa a função de comando de instruções. Assim, a instrução passada pela luz cósmica para o meu DNA que esta alojado no centro dos meus neurônios, aflora ‘a mente, normalmente.

O fato verdadeiro, comprovado para mim, é que centenas ou milhares de vezes as soluções afloraram na minha mente, geralmente de manhã, depois de passar muitas noites meditando um problema relacionado a grande teoria, ou cosmovisão. E tenho ficado surpreso e sem entender como a solução surgiu de repente numa bela manhã, muitas vezes quando eu estava fazendo algum trabalho braçal, sem estar pensando no problema. A intuição surge de repente, vinda do nada, quando então procuro imediatamente uma maneira de anota-la para não esquece-la, e refletir nela mais tarde com tempo. Como fiz e estou fazendo hoje, com esta ideia e esta solução. Não encontrei ainda outra explicação racional para o como as minhas intuições são produzidas pelo ou no meu cérebro.

Bem… A minha questão, o meu pedido, foi a explicação de como funciona a emissão, execução e recepção de um pedido. Obtive uma explicação. Não posso acreditar nela porque não a vi, não a toquei, sou como São Tomás, tenho que ver e tocar para crer. Mas também não sou mente fechada, não vou jogar essa explicação no lixo. Vou trabalha-la, experimenta-la, testa-la, nem sei ainda como, mas tenho umas ideias.

Não podemos ser mentes fechadas, pois para a luz universal, mentes fechadas são como blocos de concreto, de rochas. A luz bate tentando penetra-la e trabalhar seu interior mas não consegue, a pedra é dura, a luz bate, reflete de volta. Ser mente fechada é ter a cabeça dura. Talvez até alguma inteligencia extraterrestre superior esteja querendo te ajudar te inserindo uma solução na sua mente, mas se você fechou sua crença para esta possibilidade,… perdeste uma grande oportunidade.

Esse tema me lembrar ainda dos religiosos com suas rezas. As orações seriam o RNA enviado a Deus, com um pedido. Porem sabemos que a maioria das orações não surtem efeito, e as vezes, até acontece o contrario. Desconfio que isso se deve ao fato de que o crente nada conhece dessa luz universal, do Genoma de Deus, e por isso faz uma equivocada ideia de Deus. Do DNA.

Então acontece que a mensagem codificada no RNA, ou seja – o conteúdo do pedido de uma oração – não bate com nenhum trecho codificado no DNA, na luz universal.

Temos muito trabalho ‘a frente, buscando como sera o código para se comunicar com a luz, o comando universal de instruções, o Deus a quem se dirigem as orações. E buscar como deve ser emitido o pedido. E saber como ser bom entendedor ao receber a resposta.

 

 

 

Circuito sistêmico neural entre cérebro e intestino

dezembro 18th, 2018

xxxxx

http://socientifica.com.br/2018/12/seu-intestino-esta-diretamente-conectado-ao-seu-cerebro-por-meio-de-um-circuito-de-neuronios/

Seu intestino está diretamente conectado ao seu cérebro por meio de um circuito de neurônios

Estudo revela que o intestino tem uma conexão muito mais direta com o cérebro através de um circuito neural que permite transmitir sinais em meros segundos.

O intestino humano é revestido com mais de 100 milhões de células nervosasé praticamente um cérebro em si mesmo. E de fato, o intestino realmente fala com o cérebro, liberando hormônios na corrente sanguínea que, ao longo de cerca de 10 minutos, nos dizem o quanto está com fome, ou que não deveríamos ter comido uma pizza inteira. Mas um novo estudo revela que o intestino tem uma conexão muito mais direta com o cérebro através de um circuito neural que permite transmitir sinais em meros segundos. As descobertas podem levar a novos tratamentos para a obesidade, transtornos alimentares e até mesmo depressão e autismo – todos eles ligados a um intestino com defeito.

O estudo revela “um novo conjunto de caminhos que usam células intestinais para se comunicar rapidamente com o tronco cerebral”, diz Daniel Drucker, um cientista clínico que estuda distúrbios intestinais no Instituto de Pesquisa Lunenfeld-Tanenbaum, em Toronto, Canadá, que não estava envolvido com o trabalho. Embora muitas perguntas permaneçam antes que as implicações clínicas se tornem claras, ele diz: “Essa é uma peça legal e nova do quebra-cabeça”.

Em 2010, o neurocientista Diego Bohórquez, da Duke University, em Durham, na Carolina do Norte, fez uma descoberta surpreendente enquanto examinava seu microscópio eletrônico. As células enteroendócrinas, que estudam o revestimento do intestino e produzem hormônios que estimulam a digestão e suprimem a fome, têm protuberâncias semelhantes a patas que lembram as sinapses que os neurônios usam para se comunicar entre si. Bohórquez sabia que as células enteroendócrinas poderiam enviar mensagens hormonais ao sistema nervoso central, mas ele também se perguntava se elas poderiam “conversar” com o cérebro usando sinais elétricos, como os neurônios fazem. Se assim for, eles teriam que enviar os sinais através do nervo vago, que viaja do intestino para o tronco cerebral.

Ele e seus colegas injetaram um vírus da raiva fluorescente, que é transmitido através de sinapses neuronais, para os cólons de camundongos e esperaram que as células enteroendócrinas e seus parceiros se acendessem. Esses parceiros acabaram se tornando neurônios vagais, relataram os pesquisadores na Science.

Em uma placa de Petri, as células enteroendócrinas alcançaram os neurônios vagais e formaram conexões sinápticas entre si. As células até expeliram o glutamato, um neurotransmissor envolvido no olfato e paladar, que os neurônios vagais capturaram em 100 milissegundos – mais rápido que um piscar de olhos.

Isso é muito mais rápido do que os hormônios podem viajar do intestino para o cérebro através da corrente sanguínea, diz Bohórquez. A lentidão dos hormônios pode ser responsável pelos fracassos de muitos supressores de apetite que os atingem, diz ele. O próximo passo é estudar se essa sinalização do cérebro intestinal fornece ao cérebro informações importantes sobre os nutrientes e o valor calórico dos alimentos que ingerimos, diz ele.

Existem algumas vantagens óbvias para a sinalização do cérebro, como a detecção de toxinas e veneno, mas pode haver outras vantagens em sentir o conteúdo de nossas entranhas em tempo real, diz ele. O que quer que seja, há uma boa chance de que os benefícios sejam antigos – as células sensoriais intestinais datam de um dos primeiros organismos multicelulares, uma criatura plana chamada Trichoplax adhaerens,

Trichoplax adhaerens, que surgiu há cerca de 600 milhões de anos.

Pistas adicionais sobre como as células sensoriais do intestino nos beneficiam hoje estão em um estudo separado, publicado hoje na Cell. Pesquisadores usaram lasers para estimular os neurônios sensoriais que inervam o intestino em camundongos, que produziam sensações recompensadoras que os roedores trabalhavam duro para repetir. A estimulação a laser também aumentou os níveis de um neurotransmissor que estimula o humor, chamado dopamina, no cérebro dos roedores, descobriram os pesquisadores.

Combinados, os dois artigos ajudam a explicar por que estimular o nervo vago com corrente elétrica pode tratar depressão grave em pessoas, diz Ivan de Araujo, neurocientista da Icahn Escola de Medicina Monte Sinai, em Nova York, que liderou o estudo celular. Os resultados também podem explicar por que, em um nível básico, comer nos faz sentir bem. “Embora esses neurônios estejam fora do cérebro, eles se encaixam perfeitamente na definição de neurônios de recompensa”, que estimulam a motivação e aumentam o prazer, diz ele. [Science]

Circuito sistêmico da conexão entre os intestinos e o cérebro

dezembro 14th, 2018

xxxxx

http://socientifica.com.br/2018/12/seu-intestino-esta-diretamente-conectado-ao-seu-cerebro-por-meio-de-um-circuito-de-neuronios/

Circuito da conexão dos intestinos com o cérebro

Seu intestino está diretamente conectado ao seu cérebro por meio de um circuito de neurônios

Estudo revela que o intestino tem uma conexão muito mais direta com o cérebro através de um circuito neural que permite transmitir sinais em meros segundos.

O céu não é escuro, é iluminado, nós que somos quase cegos a luzes mais fortes (ver vídeo)

dezembro 13th, 2018

xxxxx

Trata-se de uma descoberta extraordinária!… Da próxima vez que olhar para o céu noturno sem Lua e vir as estrelas, imagine o brilho invisível do hidrogénio, os primeiros blocos constituintes do Universo, a iluminar todo o céu noturno.

Minha teoria: Com o Big Bang, uma onda de luz se expandiu no meio da substancia que preenchia o espaço onde hoje é o Universo, a matéria escura. Nesta expansão ocorreu fricção, atrito, da luz com a matéria, e dessa fricção resultou a energia que conhecemos. Da onda, e principalmente no fim da onda, emergem suas partículas, os fótons. Estes formam com a matéria escura as primeiras partículas elementares “quase fantasmas” como os quarks. Com estas surgem prótons, nêutrons e elétrons. Os fótons emigram procurando corpos mais densos em que “encarnar”, preferivelmente os elétrons. Mas tem um grande segredo nisso tudo, segundo minha teoria. Notei que uma onda de luz total, universal, como a que vemos resultando de todas as setes radiações do espectro eletromagnético, se expande no espaço/tempo pelo mesmo método que um ser vivo ” se expande no espaço/tempo”, repetindo a mesma sequencia de formas de um corpo vivo com suas formas de sete diferentes faixas de frequências. Isto significa que a onda de luz primordial, emitida na origem do Universo, continha em si encriptado o processo do ciclo vital, o qual e’ o código que da a vida a matéria. Assim descobri o cerne da minha teoria, que é a formula natural universal a que denominei Matrix/DNA, a qual estou descobrindo ser o principio criador de todos os sistemas naturais, o “template” sobre o qual estão montadas a célula, os building blocks das galaxias, o átomo, e ate os building blocks do DNA. Fantástico, esta formula de luz era uma especie de genoma “natural” vindo do antes e alem deste Universo! ( a formula esta no meu website). Alguém contesta? Porque?

(Obs: Pesquisar o que e Radiacao de Lyman-alfa) 

http://www.astropt.org/2018/12/13/um-universo-resplandecente/

Um Universo resplandecente

Pesquisa:

Radiacao de Lyman-alfa

Fotons formam uma Aura?

dezembro 11th, 2018

xxxx

Os fótons adentram átomos e os conduzem a se conectarem na forma da molécula do DNA. Entre os fótons de uma célula e de outra, emerge uma ponte, na forma de uma sinapse. Logo sete átomos estão conectados por estas pontes. Assim, o building block do Dna contem uma rede de fótons que configuram a formula da Matrix/DNA. Com sete átomos.

Mas e quando o ser unicelular se tornou multicelular?

Primeiro, supomos que o unicelular aprendeu a se dividir multiplicando-se. Então os fótons dentro de uma célula, agora unidos em maior grupo formando a formula, produziram uma ponte com o outro grupo de fótons da célula vizinha. Logo, ao invés dos sete átomos anteriores, surge a mesma configuração com sete células. Teria sido o primeiro micro-organismo, com sete células.

Mas este micro-organismo multicelular deveria ter uma nova rede de fótons configurados como a formula.

Hoje, um organismo muito maior e complexo como um corpo humano deve ter essa segunda rede. Fractal dentro de fractal. Essa segunda rede seria a aura intuída pelos clarividentes.

Ela pode ser a entidade emergente dos sistemas no ser humano, pode ate ser o ego, ou a mente. Consciência é outra coisa alem e fora desta linhagem do ego, da mente.

Então, tenho mais uma razão para retornar e continuar com a meditação buscando essa segunda rede e a perfeição da formula que traz para manter a perfeição da saúde no corpo.

E continuar pensando e desenvolvendo esta tese.

Este e’ seu cerebro com parasitas influenciando comportamentos humanos

dezembro 10th, 2018

xxxxx

Porque ler este livro: (Comprado, lendo)

(critico): “I believe this field of science will be huge, but at the time the amount of data is not enough to make any claim. McAuliffe is a talented writer and I hope I’ll see in few years a more reliable book in this subject by her.”

Portanto e um campo novo e junto com simbiose, parasitismos pode ser decifrado pela formula Matrix/DNA, entao posso encontrar detalhes onde posso oferecer teorias para pesquisas.

https://www.amazon.com/This-Your-Brain-Parasites-Manipulate/dp/0544947258/ref=cm_cr_arp_d_pdt_img_top?ie=UTF8

 

McAuliffe clearly is a remarkable writer and researcher. The content of this book, however, is not as impressive as her writing skills.
The first chapters were great and provided lots of information to support that parasites manipulate lesser organisms like roaches.
The chapters about human/parasites interaction were very speculative. There is a lot of “maybe, might, and may”. She cites real scientists and their claims that parasites MAY affect human behavior, but there is not real data to support those statements. In science, you need numbers, large numbers, for a study to have some validity. She didn’t provide numbers in most studies, which reduces credibility in the results. Also, the nature of the mentioned studies is unreliable. You can’t conclude there is a correlation between parasites infection and the likelihood of a risky behavior, when there are much much more variables to consider.
I believe this field of science will be huge, but at the time the amount of data is not enough to make any claim. McAuliffe is a talented writer and I hope I’ll see in few years a more reliable book in this subject by her.