Posts Tagged ‘astrônomo’

Luz Ilusória: Eu estou vendo galaxias, ou gases, ou poeira?

terça-feira, agosto 28th, 2018

xxxxx

Se o Universo for uma especie de maquina, ou de organismo, ou alguma coisa entre os dois, nos ainda não temos tecnologia para descobri-lo. O Universo pode ainda não ser um sistema na sua totalidade, mas sim um aglomerado de sistemas, então estas maquinas ou organismos poderiam ser suas galaxias, constelações, etc. Lembre-se sempre que, em relacao ao Universo,  nos somos como aquelas pequeninas partículas dentro de átomos ( nosso sistema solar) dentro de células ( a nossa galaxia Via Láctea),  que apontássemos nossas lentes para o ambiente ao nosso redor dentro do corpo humano ( o nosso Universo), e veríamos o pâncreas, o figado, apenas como nuvens de gases e poeira, os prótons de outros átomos seriam nossas estrelas, etc. Jamais estas partículas poderiam sequer imaginar que estão dentro desta coisa chamada de organismo, ou corpo humano. Da mesma forma, é insano e irracional escolher qualquer teoria ou hipótese sobre o Universo como certa.

Então quando ouvires ou ler estes arrogantes e pobres humanos que existem aos montes na Internet dizendo que tem certeza que o Universo começou com um Big Bang, ou “que já sabemos como funciona este Universo”, não se deixe iludir, ninguém sabe nada, ainda, mas nunca deixe de ver, seguir, as imagens e real dados que estão sendo divulgados dia a dia, pois isto em muito nos ajuda na evolução mental, a ser melhores humanos mais sintonizados com as verdades da Natureza que não começa nem termina neste planeta e sim, Ela é o Universo inteiro, ampliando nossos horizontes mentais. As informações abaixo ajudam-nos a entender o quão pouco ainda temos de tecnologia e conhecimento desse imenso Universo que ha’ apenas um século começamos a ver que existe alem da nossa galaxia, alem de melhor informar os amadores a astrônomos que tem telescópios em casa. ( texto obtido em:

https://www.zooniverse.org/projects/zookeeper/galaxy-zoo/talk/1268/570127?comment=944770

Galaxias são feitas de bilhões de estrelas. Estrelas brilham, então nos as vemos pela luz que emitem. Galaxias estão muito distantes e por isso nos não podemos ver suas individuais estrelas. Nos apenas vemos agrupamentos de estrelas num brilho só. As cores são misturas de branco-azulado, branco ou avermelhado, como na imagem abaixo:

not gas but stars

Existem bilhões de estrelas nesta galaxia

Veja em: https://www.zooniverse.org/projects/zookeeper/galaxy-zoo/talk/subjects/20284233

“Gas”

Existe gás em galaxias, a maioria são gases constituídos de hidrogênio ou gases de oxigênio. Gás não brilha, então nos não podemos ver gases em nossas imagens obtidas pelos telescópios. Se uma galaxia esta’ muito distante ela parece uma nebulosa, mas ainda são estrelas que estamos vendo, e não nuvens de gás. Ocasionalmente a luz ultravioleta ou Raios-X pode brilhar no gás de hidrogênio e fazer o gás iluminar como uma lampada fluorescente, e emitir luz em agradáveis cores de azul escuro, azul claro, verde ou vermelho.

voorwerpje Vermelho é gás de hidrogênio aquecido, branco são estrelas. Esta galaxia é identificada como 1237668348137177128
( ver mais em:

(https://www.zooniverse.org/projects/zookeeper/galaxy-zoo/talk/1269/582784?comment=967386)

“Poeira estelar” e plano ou disco de poeira

Poeira significa pequenas moléculas. Poeira não brilha, mas nos podemos ver seus locais e posições quando ela bloqueia a luz de uma galaxia atras dela.

Example Alt Text Disco de poeira com uma galaxia atras.

Ver mais em: https://www.zooniverse.org/projects/zookeeper/galaxy-zoo/talk/subjects/20283682

A Morte de Uma Estrela Sendo Fotografada Para Comparação com o Modelo Da Matrix/DNA

sexta-feira, setembro 22nd, 2017

xxxx

Crescente Olho Vermelho: Bolha Cósmica Envolve Velha “Estrela de Carbono” 

https://www.space.com/38202-carbon-star-bubble-alma-photos-video.html?utm_source=notification

13,8 bilhões de anos lutando, trabalhando, evoluindo, para agora ir para o lixo e morrer?!

domingo, janeiro 8th, 2017

xxxx

Eu desafio qualquer ser humano a encontrar um erro qualquer na logica deste raciocínio que conclui sem outra alternativa, que nossa auto-consciência é imortal. Se encontrares por favor, me avise, pois eu quero a Verdade e não fantasias. Então, vamos la’…

O DNA já existe na Terra a 3,5 bilhões de anos, mas ele avança dividido em enxames, não como um, individual. Ele não vem como uma arvore da vida, em que o tronco cresce e emite galhos a sua volta. Ou existiria uma família secreta oriunda diretamente do cepo primitivo original (ou Adão e Eva?) que continua até hoje carregando o exemplar essência, enquanto todas as outras famílias seriam meros suportes? Não creio.

Este enxame vem se afunilando ao mesmo tempo que se alargando. No bico do funil estão as copias de DNA carregadas pela especie humana, as quais vem aumentando, se alargando, enquanto as copias que vem nas demais especies estão diminuindo,… assim parece. Neste enxame das copias humanas, muitos exemplares não se reproduzem, e assim terminam a historia de sua existência, de 3,5 bilhões de anos, lutando uma luta apenas comparada `a incrível e tortuosa saga dos espermatozoides para alcançarem o ovulo antes de morrerem. A maratona locupleta de obstáculos mortais do espermatozoide demora algumas horas, enquanto a destas copias humanas que estão indo para o lixo, levaram 3,5 bilhões de anos!

Mas… isto não é nada! O DNA que surgiu na Terra veio de outro enxame, constituídos por seus tijolinhos básicos: fótons-genes vindos dos corpos astronômicos. Se denominamos aqui o conjunto de todas estas copias com o nome de “DNA”, devemos denominar o conjunto de todas aquelas copias que vieram dos astros com o nome de Matriz/DNA. Porque o que existe mesmo é a matriz universal, sendo o nosso DNA apenas uma das diferentes formas que essa matriz tem assumido, a forma “biológica”.

( Um aviso: alguém pode argumentar que aqui sai do raciocínio logico. Um grupo dirá que o DNA foi criado por magica por um Deus, e outro grupo vai dizer que o DNA foi criado pelo acaso absoluto, por acidente. Os dois grupos saíram da linha evolucionaria natural que produz sua razão pura, bruta, natural, fria e calculista. Ambos apelam para imaginações e fantasias, pois eu nunca vi sobrenaturais, nunca vi magicas, e nunca vi acidente algum construindo algo complexo. Todos os acidentes que vi destruíram algo complexo reduzindo-os a partes mais simples. Por outros lado, a evolução não foi criada pela matéria estupida e deste planeta, ela veio da historia cosmológica, onde a evolução existe e com os mesmos mecanismos nas suas formas evolucionarias mais simples. Os astros como as estrelas emitem luz, cujas partículas são fótons. Os astros escuros como os planetas possuem estes fotos na matéria incandescente de seus núcleos. estes fótons carregam as informações de onde vieram. Nosso modelo teórico astronomico não deixa duvidas quanto a isso. os dois grupos com amente povoada de fantasias deveriam tomar um banho se de selva bruta, a natureza pura, virgem real, como eu tomei por sete anos. E’ um banho mental muito saudável pois limpa as sujeiras desta cultura milenar que impregna e entorpece nosso raciocínios naturais).

E da mesma forma que todos os DNA’s habitando a superfície do planeta Terra vieram de um único individuo que se formou primeiro aqui como síntese daquele enxame de fótons-genes, assim também todos os DNA’s astronômicos habitando todos os sistemas astronômicos vieram de um cepo primitivo comum, dentro da primeira estrela que se se formou no Universo. E vamos calcular que este cepo primitivo astronomico existiu a 10 ou 12 bilhões de anos atras! Mas a Historia da Matriz/DNA não começou nem ai…

Ela veio dos átomos, ou mais exatamente, do sistema atômico. O Universo era apenas uma nuvem de átomos leves, gasosos, o que significa que os fótons-genes constituíam também um enxame de copias, que se afunilaram gerando a primeira estrela. Então este enxame de DNA’s na forma eletromagnética vieram também de um cepo primitivo comum, o primeiro átomo de hidrogênio que foi formado a partir de partículas simples. Podemos calcular que este cepo do ancestral do nosso DNA moderno existiu a 13 bilhões de anos atras!

Mas… a historia do nosso DNA moderno também não pode ter começado dentro de partículas. Se a unidade fundamental de informação, o verdadeiro tijolinho básico de todas estas formas de DNA, é um bits-informação gravado num fóton, e fótons são partículas de ondas de luz, o cepo primitivo comum na origem do Universo deve ter sido uma onda de luz,… emitida pelo Big Bang, ou mesmo o próprio Big Bang em si. Não é por coincidência que os poucos fatos reais que a Ciência tem para conjecturar que houve um Big Bang, tem seus processos exatamente imitados, ou reproduzidos, no ato da fecundação de um ser humano. Cada corpo humano nasce de um mini big-bang que ocorre no centro de um ovulo quando “explode” a membrana que envolve um espermatozoide e libera a cavalaria montada pelos genes. Ai tem um momento de caos, começam a se formar as bolotas de morula de células que imitam a forma de nebulosas de átomos, depois as maiores chamadas de blástulas, que imitam as formas de galaxias… tudo igual aqui como la’ em cima a 13,8 bilhões de anos!

Mas dessa que pode ser chamada de a mais incrível historia do mundo, o que realmente me deixa indignado e’ saber que algumas copias destas entidades que vem lutando pela vida e pela sua evolução a 13,8 bilhões de anos, de repente interrompem tudo e morrem para sempre! E aqui na Terra, e neste curto lapso de tempo da historia biológica! Realmente, não faz sentido.

O que produziu o big-bang que produziu o seu corpo foi um casal de humanos, a especie humana. E dentro de seu minusculo universo de 9 meses, surgiu este fenômeno denominado “auto-consciência”. Mas não foi seu cérebro embrionário que inventou a auto-consciência pela primeira vez no outro  maior universo que envolvia seu pequeno mundinho. Não pois ela já existia la fora. O fato é que ela existia no DNA que veio daquele casal, de forma inerte, oculta, dormindo, e atravessou suas fases de morula, blastula, feto, dormindo, para só acordar quando um cérebro formado a acordou.

Ora, já vimos que nossa embriogênese imita tudinho o que aconteceu na origem do nosso grande universo. Então, aquela onda de luz composta de fótons-genes presente no momento do Big Bang só pode ter vindo de quem a emitiu, tenha sido esse “quem”, um par-casal ou um sistema hermafrodita. E se no seu minusculo universo embrionário de 9 meses, a auto-consciência que veio de seus pais despertou por volta dos 7 ou 8 meses, no universo grande, cuja escala de tempo é astronômica e não humana, estes 7 meses significam 13,8 bilhões de anos. Não importa, a medida de tempo é relativa a cada tipo de observador: o tempo de um observador microscópico como o humano é muito menor que o tempo de um observador do tamanho deste universo. Então, para o casal – ou hermafrodita – de “nem-posso-imaginar-que forma-e-feito”, que emitiu aquela Matriz/DNA constituída de luz, e que existe antes e alem deste grande universo, estas bolhas de auto-consciência que cada humano traz dentro de suas cabeças nada mais são que embriões de uma ninhada… ou genes para auto-consciência. Que estão se desenvolvendo dentro do tempo normal, para quem é maior e mais velho do que o grande universo.

Mas uma coisa esta’ pegando ai, nessa historia toda… Da mesma forma que a sua auto-consciência surgiu dentro de seu minusculo universo embrionário apenas porque ela já existia antes e fora dele, a auto-consciência só foi expressada pela Matriz/DNA e surgiu dentro do grande Universo, porque existia antes e fora dele. Claro! E’ tudo igual, assim como é embaixo, é em cima. Se não fosse assim, estas incríveis coisas que existem embaixo, aqui e agora, perante nossos olhos, teriam sido criados por magica por este grande Universo, e magicas não existem. Então, seja o casal, ou seja um hermafrodita, o emissor do genoma denominado Matriz/DNA tinha que ter, obrigatoriamente, auto-consciência!

Mas nossa auto-consciência ainda esta na fase embrionaria, ou talvez seja uma recém-nascida, ainda nos últimos minutos do tempo universal. Prova disso é que nossa auto-consciência nem abriu seus olhos próprios de ver as coisas de sua dimensão, de seu mundo, pois nem viu ainda a substancia que constitui seu corpo e a forma de seu próprio corpo. Assim, não temos como imaginar o que realmente é o poder dessa auto-consciência desenvolvida dentro do grande Universo. Deve ser algo muito, mas muito grande, poderoso, deve saber tudo de tudo. E se sabe tudo de tudo, o casal ou o hermafrodita que a possui tem que saber que esta gravido, que carrega em si um ovo fecundado, este nosso Universo. E por isto teria que estar tomando todo cuidado para que seu bebe, que vai nascer na forma de auto-consciência – sem essa matéria pegajosa e incomoda – se desenvolva de forma perfeita.

Ora, como é isso se tem genes deste baby morrendo e indo para o lixo?! Se estes genes dentro do embrião estão sujeitos a todos tipos de tragedias, de predadores, etc.? Decididamente algo ai não faz sentido,… a não ser que o tal casal viva continuamente embriagado, largando tudo ao deus dará…  Mas ainda assim tem um porem…

Sabemos que na evolução biológica, houve uma fase dos ovos botados fora e a prole abandonada a própria sorte, sujeita a todo tipo de tragedias e predadores. Foi no período desde o cepo primitivo biológico ate os repteis. Depois desta fase se seguiu uma fase em que a prole é mantida dentro, a prole nutrida e protegida até sua maturidade. E’ a fase que começou com a forma de mamíferos e vem até os dias atuais. Mas este processo não foi inventado na Terra. O nosso modelo astronomico mostra claramente que no cepo primitivo comum astronomico aconteceram as duas fases. Um “vórtice/panela de cozinhar” dentro do núcleo emite seus ovos de astros para o espaço, onde enfrentam os diabos, como a possibilidade de se congelarem no espaço frio interestelar. Mas depois de muito rodar, cada ovo encontra sua estrela quentinha e nutridora de energia onde se encosta até obter sua maioridade. Então isso deve ter acontecido ainda antes também, quando o cepo primitivo era apenas ovos de átomos. Então isto é uma lei geral, natural, universal, e o tal casal deve saber dela, e a respeita.

Mas ainda assim isto não me satisfaz. Se sou um pai ou uma mãe toda poderosa, ao diabo as leis da matéria, aos passos necessários para obter meus babies, se estas leis torturam e ameaça a perfeição de meus babies, eu as mudaria imediatamente, com uma medicina avançada. Porem,…

Algo interessante que se observa no caso astronomico, é que a fase dos ovos botados fora, na realidade não existe. Os ovos são botados fora pelo núcleo do sistema, mas nunca fora do total sistema. Deste, os ovos nunca saíram, sempre estiveram nutridos e protegidos dentro dele, portanto, o sistema determina que destes ovos surja apenas a perfeição.

Agora estou tentando projetar este processo sobre a evolução biológica, mas esta’ difícil de resolver o caso. Pois vejo indivíduos morrendo sob tragedias, etc., e não vejo estes corpos continuarem existindo sãos e salvos.

Ah…!!! Ah…., espera ai! Eu estava mentindo! Pois já disse la’ atras que meu ovo-cabeça carrega e desenvolve o embrião de um ser denominado “auto-consciência”, o qual ainda não abriu seu “terceiro-olho”, ou melhor, seu olho próprio, para ver seu próprio corpo. Então como posso dizer que estou vendo estes corpos sendo esmagados por tragedia, ou morrendo e indo para o lixo?! Se a lei universal mostra que ela determina que eles se desenvolvam e alcancem sua forma madura? Se vemos que do nosso minusculo universo, o genoma material de “carne e osso,.. iac” doado pelos nossos pais aflora para fora de nosso mundinho para encarar o grande Universo, então aquele genoma de onda de luz que foi esta especie de alma do mundo denominada Matriz/DNA também terá que aflorar para fora do grande Universo e encarar seja la’ que tipo de reino exista la’ fora! Claro! …. O que aflora fora do nosso universo embrionário não é a forma do genoma inicial, nem as formas do passado de blastula, peixinho, sapinho, feto,… o que aflora é a forma terminada igual `a da espécie que emitiu o genoma. E no caso do grande Universo esta ultima forma é a forma da auto-consciência! Nunca nenhum humano viu o corpo desta forma, portanto ninguém a viu morrendo, indo para o lixo…  As vezes cometo cada erro infantil que fico com vergonha de mim mesmo, raios!