Posts Tagged ‘aura’

Fato cientifico e mais Matrix/DNA sugerem a existencia da aura, e uma tecnica de meditacao para se autocurar.

quinta-feira, outubro 11th, 2018

xxxx

Em 1864, durante a guerra da Prússia com a Dinamarca, o médico alemão Gustav Fritsch tratou de muitos soldados com ferimentos que deixavam o cérebro à mostra e observou que, quando ele tocava num hemisfério cerebral, o lado oposto do corpo estremecia. Mais tarde Fritsch demonstrou sistematicamente que, quando ele estimulava eletricamente o cérebro, o hemisfério esquerdo controlava o lado direito do corpo e vice-versa. Foi uma descoberta fantástica, demonstrando que o cérebro é de natureza basicamente elétrica, e que uma região controla o lado oposto do corpo.

Isto vem de encontro ao que minha pesquisa pessoal – aplicando tantos métodos diferentes, como anatomia comparada entre sistemas vivos e não-vivos, hipnotismo dos curandeiros sob o Santo Daime na selva amazônica, etc – esta’ sugerindo, e devido a tal sugestao elaborei um esquema de meditação técnica que aplicada nos casos que tive ferimentos ou inicio de doencas, para mim tem dados resultados que, se não forem meras coincidentes, são quase “magicos”. Veja a sequencia da pesquisa que me levou a esta conclusão:

  1. O metodo da anatomia comparada entre todos os sistemas naturais me levou a descobrir um padrão comum em todos, consistindo de um circuito energético dinâmico idêntico a uma formula para sistemas;
  2. Se este circuito estava na primeira celula viva e estava tambem no sistema astronômico que criou esta celula, o processo pelo qual este circuito ou formula passou do sistema astronomico para o sistema celular deveria ser o da transmissão genetica. Experimentando aplicar o resultado calculado deste processo cheguei aos genes semi-vivos, que seriam particulas fotons emitidas tambem pelo Sol. Mas quando todos fotons se juntavam aqui na superficie da Terra, formavam uma especie de formula invisível que penetram atomos terrestres organizando-os nos sistemas vivos e passando a constituir uma especie de aura destes sistemas, que seria outro nome para o padrão comum que encontrei;
  3. Os depoimentos visionários dos xamans relatavam a visao de uma figura energética indo do cerebro aos quadris, e quando desenhei esta figura notei que coincidia surpreendentemente com os relatos de milhares de anos atras dos videntes orientais, que criaram aqueles desenhos de aura compostos de duas serpentes (kundaline) enroscada em espiral tendo entre elas, especies de sois luminosos cada qual numa cor, que chamaram de chakras. Mas o relato dos xamans acrescentavam algo mais ao desenho oriental: uma especie de vórtice turbilhonar escuro – descrito por eles como um buraco negro – situado mais ou menos no alto da cabeca, sobre o cortex. O qual viria a se tornar a funcao F1 na formula da Matrix/DNA;
  4. Juntando as quatro pistas – o desenho da figura sistêmica vinda da galáxia que era o padrão comum, mais o relato dos xamans, mais os relatos dos orientais, e mais o nosso conhecimento atual científico do DNA, cheguei a conclusão que a tal aura nada mais seria que um gigantesco DNA feito como sinapses das conexoes dos fotons dentro dos atomos ocupando o corpo todo e ao qual todos os outros bilhoes de microscópicos DNAs das celulas prestam culto. Pois as tais serpentes que se mexiam e contorciam se assemelham as duas hastes do DNA, ambas em espiral, e os chacras no meio delas seriam as moléculas de bases nitrogenadas. Mas entao a aura seria apenas duas secções do DNA, uma menor apenas formando a cabeca seu cerebro, e a outra maior formando o tronco e quadris.
  5. Considerando as conexões conhecidas entre o cerebro e as demais partes do corpo, e sabendo-se que no DNA, se numa secção a haste A esta’ na direita, na proxima ela torce-se para se tornar a haste B na esquerda, estava previsto que a haste A que vinha do lado direito do cerebro estaria passando pelo lado esquerdo do tronco, e vice-versa.

E esta teoria toda, resultado de 30 anos de trabalho, sofreu em forte embalo quando tomei conhecimento do fato descoberto pelos cientistas. Porem, a meu ver o mais importante disso e’ que a teoria toda estava firmemente apontando a sugestao de que nosso cerebro, atraves da nossa mente ( e aqui tive nova grande surpresa quando tomei conhecimento dos conceitos extraídos pelos cientistas que lidavam com os fenomenos quânticos, o que veio a ocorrer bem mais tarde) pode captar estas particulas fotons do ar ( no relato do xaman elas flutuam em volta dos corpos humanos e são atraídas pelo vórtice turbilhonar na posicao do cortex), e dirigi-las atraves dos circuitos energéticos que são as hastes da aura para todo local do corpo onde ocorre algum problema. Como a mente conhece a formula para sistema perfeito e considera que esta formula e’ composta pelos fotons, a mente pode organizar mentalmente a formula perfeita aplicando-a na região afetada, a qual certamente estará com alguma parte da sua copia da formula com algum defeito, e assim fazer a formula perfeita se impor e consertar os problemas fisiológicos na região. Nisto consiste o tipo de meditação que planejei e que me surpreendeu quando tive acidentes graves ficando prontamente curado e sem dor, ou quando estava sendo atacado, contaminado por agentes nocivos com o perigo de iniciar uma doenca grave, como as malarias na selva ou uma simples gripe nas cidades. Mas como sou filosofo naturalista sou entao o mais extremista materialista, e portanto o maior cético que so acredita no que puder ver e tocar, e como so apliquei esta técnica sobre mim mesmo, não posso ser desonesto afirmando que ela existe e funciona. Para alguém interessado eu so posso sugerir: e’ pegar ou largar. Eu não largo pois apos 40 anos depois que aprendi isto e não ter sido necessario tomar um comprimido sequer para nada, sem nunca ter ficado doente ou com sequelas graves de acidentes, eu repito: não vou largar porque…

” em time que esta’ ganhando – mesmo que não se saiba por que esta’ ganhando – não se mexe.”

A busca da Matrix/DNA na sua forma de campo áurico sistemico fotonico ou força vital no corpo humano

domingo, maio 7th, 2017

xxxx

A maior causa da grande tragedia humana é a nossa fraqueza tecnológica que nos impede de alcançar as áreas a que chegam nossas conquistas mentais, ou seja, nossas teorias naturalistas. A Natureza nos proíbe o conhecimento a partir de um limite que ela determina através das limitações dos nosso complexo sensorial e aparato tecnológico. Eu vejo sabedoria nisso: mesmo eu, descobrindo forças poderosas na Natureza, não as revelaria a esta humanidade, enquanto ela estiver neste estagio mental infantil e dominada pelos grandes predadores de humanos, os quais sempre se apossam dos poderes científicos e tecnológicos para reforçarem seu domínio escravagista sobre as presas humanas. E talvez alguém ja’ tenha agido assim, alguém que tenha compreendido isto, alguém como Tesla. E talvez alguém como Einstein, Fermi, etc., tenha ha’ muito suspeitado e teorizado as forças destrutivas dentro dos átomos, mas tenha se contido em publicar, só, fazendo-o num caso de extrema urgência quando não havia mais outra alternativa. Se Hitler vencesse, Einstein como judeu teria sua vida e a da humanidade prejudicada. Eu aprendi na própria pele que quando alguém tem seu horizonte mental ampliado pelo esforço na grande busca, ele se torna também responsável consciente pelo estado de vida da humanidade, e recebe com isso a obrigação de zelar por ela.

A cosmovisão da Matrix/DNA nos leva a suspeitar fortemente que o maior segredo da vida esta oculto a nos, porem a um passo de nossas mãos. Não teria outra alternativa logica natural para o processo de como a ultima forma evoluída da evolução universal a 4 bilhões de anos atras – as galaxias – terem se transmitido hereditária e geneticamente para a forma da primeira célula viva – senão através de fótons na função de genes, ou bits-informação. A reunião em qualquer ponto no espaço tempo que reúna certas condições “agriculturáveis”, de todos os fótons vizinhos irradiados por astros de um sistema galáctico torna-se a semente da vida e podem proliferar na forma dos materiais dominantes no tal espaço/tempo. Estes fótons penetram átomos, e dentro de átomos penetram suas partículas – ao menos seus elétrons – e como vírus passam a dominar a maquinaria dos átomos conduzindo-os a novas combinações, recompondo a rede de conexões e reproduzindo as partes do sistema galáctico de onde vieram. Por isso a unidade fundamental de informação do DNA biológico tem a mesma exata configuração e suas partes tem as mesmas funções do sistema galáctico. E esta configuração depois se amplia projetando-se na mesma forma como sistema celular biológico, ou seja, o primeiro ser realmente vivo, completo e funcional. E numa fase posterior essa mesma forma se amplia projetando-se como organismos.

Isto significa que os organismos estejam montados em cima de um mapa, um template, um esquema, que é essa rede de fótons. E quando dos organismos emergiu os cérebros – outra manifestação da mesma formula -, também estes tem suas partes e substancias montadas em cima desta formula. Se pudéssemos “ver”, “sentir”, ou capturar sua imagem e funcionalidade, mesmo que fosse com aparatos tecnológicos, nossos conhecimentos e poder se multiplicaria por mil. Para começar poderíamos eliminar todas as doenças mortais tradicionais e hereditárias. Poderíamos montar sistemas de produção de bens consumíveis libertando totalmente o ser humano dos trabalhos rotineiros escravagistas ( claro, isto se exorcizássemos antes os instintos animalescos da psique da aristocracia dominante hoje). Mas qual a dificuldade nos impedindo de alcançar estes campos fotônicos?

Dias atras, uma fantastica descoberta pelos astrônomos, pode bem servir de analogia para explicar isto. Na varredura que nossos potentes telescópios fazem pelo universo, aparecia uma pequena área totalmente negra, escura, como se ali não existisse nada, o que levou `a suspeita de que estariam vendo uma forte presença da teorizada matéria escura. Grande esforço tecnológico foi feito para reunir todas as lentes e ampliar suas diversas faixas de tomadas de fotos, etc, sobre essa área. Quando as fotos apareceram, uma estranha surpresa: aquela pequena região negra era na verdade como uma janela fechada encobrindo milhares ou milhões de galaxias luminosas!

Isto pode significar que aquelas galaxias estão muito mais distantes das que normalmente aparecem nas lentes, ou seja, são galaxias mais antigas, das origens do universo.

Isto me lembra quando viajando na selva tivemos o carro atolado na lama, desligado,e depois quando conseguimos desatola-lo e liga-lo novamente já na noite escura, eu estava na frente dos faróis e ao se acenderem, o negro tomou conta da minha visão. Luz forte demasiada nos cega, vemos o ilusório negro.

Então, quando hoje tento em meditação, ver o interior do meu cérebro, em regiões cada vez mais microscópicas, o negro toma conta conta da minha ilusória visão. E assim acontece com todos os instrumentos e experiencias cientificas que foram feitas buscando aclarar essa historia narrada por videntes sobre uma possível aura luminosa dentro e fora do corpo humano. Nos teremos que aprimorar nossos instrumentos para que atravessem ou contornem essa mancha escura saindo pelo outro lado, ou por baixo, e ai se nos revelara’ o esplendor da Matrix.

Abriremos uma janela escura para ver e admirar um mundo la’ fora num dia ensolarado…

O campo fotônico não é eletricidade nem magnetismo. Isto esta sendo evidenciado ( não confirmado definitivamente ) pelas buscas de autores relatados no artigo com link abaixo. Dentro da cosmovisão da Matrix/DNA, ela sugere que existe uma forma de luz natural muito forte que nos cega os olhos e nossos instrumentos, que ela é composta de sete partes ou frequências/vibrações diferentes entre si, e isto esta mais ou menos sugerido na nossa figura do espectro eletromagnético neste website. Que possivelmente exista uma luz muito forte como fundo do mundo material também foi narrado pelos meus pesquisados leigos e nativos em estados mentais alterados. Ela sugere que esta onda de luz é “semi-viva”, que foi a primeira forma surgida dentro deste universo de um sistema natural. Que ela é emitida continuamente por uma fonte pulsante e por isso as ondas emitidas se justapõem, e assim a veríamos num plano horizontal, mas se a olhar-mos num plano vertical a veríamos pulsando como espirais na forma como vemos o DNA. E isto, ela sugere, alem de ser o template de todos os sistemas naturais do universo, é a aura humana ainda invisível a nos.

Eu não admito que a possível existência de uma super-consciência cósmica esteja a nos vigiar e nos negue este conhecimento, permitindo continuar esta horrível carnificina na Terra em estado de caos. Eu não admito que uma mente sensível dotada de nossas emoções e com poder total permitisse que seja um animal, quanto mais um ser humano, sendo torturado na cama até a morte por uma doença como o câncer, etc. Não existe justificativa racional para isso, a não ser que tal super-consciência seja insensível ou não esteja ciente do que esteja ocorrendo aqui. A usurpação de tal conhecimento pela classe dominante para usar tal conhecimento apenas em seu beneficio e escravizando ainda mais o resto dos humanos não seria justificativa, pois se me dessem o poder deste conhecimento bastaria me dar junto o poder para consertar este sistema social e eliminar qualquer possibilidade de divisão social e dominação.

Então nos sobra a realidade: a natureza nos esconde um conhecimento seria maligno para nos agora mas ao mesmo tempo seria um grande beneficio no combate ao que nos tortura agora. Conclusão: não existe inteligencia conduzindo o desenvolvimento do nosso conhecimento, o que existe é o simples desenvolvimento da evolução, cada conhecimento ocorre naturalmente `a medida que o cérebro se aprimora e se torna devidamente aparelhado para apresentar tal conhecimento.

O meu maior lamento hoje é não ter as condições necessárias para montar meu laboratorio, como comecei a montar um na selva amazônica, oculto da civilização, justamente porque se eu descobrisse algo para aumentar o poder da humanidade eu não o entregaria `as águias de rapina. O meu foco central seriam muitos, como as buscas para elucidar o sistema oculto no cérebro humano, nas células, e focalizaria principalmente as energias radiadas pelo sol e núcleo terrestre em busca dos tais fótons e suas redes de conexões.

Enquanto o laboratorio permanecer apenas nos sonhos que serão sonhados enquanto eu estiver vivo, vou tentando ampliar as teorias, e por isso tenho que conhecer tudo o que outros autores que andaram resvalando no grande segredo, descobriram ou ao menos teorizaram. O artigo com link abaixo, do Dr. Buryl Payne, é um bom começo, já que e’ um autor que tem apresentado inventos práticos, com a mente bem firme no solo, e parece fornecer uma boa relacao de outros pesquisadores. Quando o Dr Payne diz que a substancia do “biofield” não parece ser nem energia nem magnetismo e sim algo ainda desconhecido ele bate com a nossa cosmovisão que sugere ser a substancia de luz primordial:

The Discovery of Biofield

A Different Type of magnetism?

http://www.buryl.com/biofield.htm

 

Nos Possuímos Uma Alma?

segunda-feira, outubro 31st, 2016

xxxxx

Interessante artigo informando varias opinioes inteligentes sobre esse grande misterio e a seguir, minha opiniao registrada no comentario abaixo:

http://climatologiageografica.com.br/nos-possuimos-uma-alma/

Nós possuimos uma alma?

Meu comentario postado no artigo:

Pois a minha investigação pessoal com varias experiencias incomuns me conduziram a uma diferente ideia sobre o que se postula como “alma”. As ondas de luz naturais imitam o ciclo vital do nosso corpo. Portanto, uma onda de luz natural foi a primeira forma “vital”, a primeira forma de sistema natural funcional neste mundo material. A luz e’ composta de partículas, fótons, os quais, trouxeram as informações deste sistema astronomico que produziu as formas biológicas ( vivos) neste planeta. Ao se encontrarem aqui, estes fótons remontam o sistema de onde vieram, numa rede de conexões, dirigindo os átomos a formarem os corpos vivos físicos. Acontece que esta rede e’ igual ao que os orientais antigos desenharam e chamaram de aura. Assim, a substancia da aura ‘e a luz a qual contem o código da vida. Em outras palavras, neste Universo esta ocorrendo um processo de reprodução da “coisa” que gerou o universo, e o DNA daquela “coisa” e’ uma Matrix/DNA universal, cuja forma atual, na especie humana, e’ a forma da aura. As sinapses dos neurônios se refletem numa nuvem luminosa a qual ainda não podemos perceber, porem esta luz e’ o feto ou embrião de consciência da luz que veio do alem. Claro, isto ainda ‘e uma teoria, estou trabalhando na tentativa de captar esta rede de fótons, provar que átomos e galaxias tiveram suas formas de DNA-aura, etc. No meu website tem as figuras da onda de luz como código da vida, do DNA dos sistemas não-vivos ancestrais, etc. Mas para mim isto faz mais sentido racional que todas explicações acima.  Ao menos, enquanto as opiniões no artigo ainda são jogos de palavras, na Toeira da Matrix/DNA apresentamos as imagens, as figuras e coisas palpáveis que podem serem testadas cientificamente. Nos somos imortais, porem numa dimensão em que ainda somos como embriões, nem abrimos os olhos para vê-la, e’ o que sugere esta visão do mundo. Ela sugere que neste planeta cada ser humano tem uma especie de bolha luminosa contendo um gene de uma super-consciência cósmica, mas por enquanto estas “bolhas” estão separadas formando uma camada aureolar superficial de inconsciente coletivo ao redor da Terra, e quando estas bolhas se fundirem numa so, sera’ a consciência do super-organismo de Gaia, a ser fundida com as demais consciências de outros planetas deste Universo. No fim seremos um como o Um de onde viemos, assim como o baby e’ um vindo do humano que o gerou.

 

A Patrulha Cientificista Contra a Evolução das Ciências Humanas

terça-feira, setembro 9th, 2014

Einstein foi consultar uma clarividente e saiu dizendo à imprensa que ela realmente é uma profeta espiritual, que ela disse coisas que ninguém poderia saber, o que sugeriu que ele acreditou que ela é profeta, portanto, que é possível saber do futuro, etc.. Mrs. Genne Denis era famosa inclusive por ver as “auras” das pessoas. 

Depois de 80 anos isto ainda tem sido causa de um acirrado debate entre misticos e céticos, e vemos aqui dois links para dois novos artigos. Os misticos não perdem a oportunidade, para defender sua crença, sempre se apoiando nestas declarações de quem pode ter sido o maior cientista, enquanto os céticos que se vangloriam dos gênios da Ciência tambem para apoiar sua visão do mundo, rebaixam o valor de Einstein neste tópico.

Mas… o que pensar sobre este assunto de profecias, clarividências, etc.? Será mentira ou verdade?

Eu postei o seguinte comentário copiado a seguir, expondo o que concluo vendo os mapas da Matrix: o processo da evolução é efetivado pelo tempo indo e voltando do futuro. não é propriamente o tempo que faz isso, mas sim a sequencia na cadeia de eventos. Se uma força natural como a evolução pode fazer isto, porque não tambem humanos?

Pelo que deduzo da visão de mundo sugerida pela Matrix/DNA, deve existir uma arquitetura invisível e imperceptível aos nossos sentidos, dentro do corpo humano, que em muito se assemelha ao que misticos a longo tempo vem descrevendo com o nome de “aura”. Mas se for assim, então, esta aura que os céticos refutam como sendo mistica,  não é mistica, a mistica está no cético, sua visão do mundo não seria a verdadeira.

Bem,… com isso vemos como grupos materialistas céticos que estão dominando as Ciências nesta era, estão impedindo as Ciências avance pelo caminho correto, sintonizada com a Natureza, desviando-a para um beco sem saída.

Me parece que alguém só consegue ser criativo em Ciências, descobrir algo revolucionário, se sair temporariamente da realidade e dar uma volta pela metafisica, retornando depois à realidade. Isaac Newton pesquisou e publicou tratados sobre esoterismo, antes de descobrir como funciona a mecânica celeste; eu testemunhei declarações do xamã na selva que me ajudaram a montar a Teoria da Matrix/DNA; agora vemos que tambem Einstein andou por estes caminhos da metafisica. Alias, nunca me esqueço de uma declaração da mulher que foi camareira de Einstein, revelando que um de seus livros de cabeceira era “A Doutrina Secreta”, de Madame Helena Blavatsky…

Eu cheguei à conclusão que o estado físico do mundo antes das origens da vida está fielmente descrito na Gêneses da Bíblia… e fui descobrir no xamã como os autores da Bíblia conseguiram aquelas informações. Parece-me que toda a História do Universo está registrada em código na Matrix que está no DNA que está no centro do nosso cérebro, o qual, portanto ainda tem muitos poderes não utilizados, basta você aprender a captar e falar a linguagem da Matrix, e saberás qual é essa História.

Existe hoje um mistério em torno do código genético, do DNA, misticos vão ao exteremo de apelar para um Deus como criador desse código. Mas quando vamos observar melhor, o código praticamente não existe, e o DNA é uma mera pilha de cópias derivadas de um sistema inicial. E assim ,creio, não existe nada supernatural nestas “profecias”, nas “auras”, e estas coisas serão um dia do domínio da Ciência. Mas enquanto esta patrulha ideológica estiver no comando das universidades…

The reputation of another famous scientist is dashed to the ground

http://freethoughtblogs.com/pharyngula/2014/09/08/the-reputation-of-another-famous-scientist-is-dashed-to-the-ground/#comments

Albert Einstein Endorsed a Popular Psychic in 1932. This Is the Controversy that Ensued

http://www.newrepublic.com/article/119292/controversy-einsteins-endorsement-psychic-upton-sinclair-defends

xxxx

Meus comentarios:


LouisCharlesMorelli – Tuesday, September, 09 – 2014

It’s necessary to understand how works “prophecies”, what is “future”, and knowing that evolution is a prophet that predicts events yet-to-be, events ahead ( not time ahead), because evolution already went there and came back. So, if a natural force can do it, why not humans too?

We need seeing a graphic ( unfortunately I can’t bring it here) about how naturals events under evolution occurs, for seeing “time” going forth and back.  Make the graphic yourself:

Cartesian graphic; vertical coordinate is “complexity”; horizontal is “time”. At any point next to the axis put yours pen making a point. Write “lizard”and “50 years”. Now from that point you will draw the line of evolution starting at lizards. So, complexity and time grows, the line will climb a hill. At certain point, stop the line, make a point at the end and write: “dinosaurus”, and “1000 years”. You know that evolution did not followed from dinosaurus. Evolution went from reptiles to mammals. The reptile that began keeping eggs inside must be the cynodont. Cynodonts appeared from lizard evolution and lived short time, since was transformed into the links that lead to mammals. So, go back at yours line and where is “100 years”, makes other point, writing “cynodonts”. Lif up a line a little bit and continuing it parallel to the prior line. This line will pass the point of 1000 years and going further, to 1.500 years. But, before the final end, cynodonts were already acting as mammals, so, at 700 years, write “mammals”.

Now look to the results. You have a graphic as an account for ” real history”. Not “evolution process”yet. Evolution is revealed only when you make another line, from point “100 years- cynodonts” to the point 700 years- mammals.

But… what about the 1000 years, reached by dinosaurus? 1ooo years is time ahead of 700 years, it is the future. Well, this difference of 300 years was cleaned, disappeared from the history of evolution, but not from the history of the world. Dinosaurs were extinct, but they left marks on this world. A problem here is that time really does not exists, it is merely a human creation for ordering events into a comprehensible chronological scale. Evolution does not care about time, it does not recognize time.

This movement of going ahead and returning back happens every time that adult humans, 30 years old and 200 pounds is reproduced into a baby, one day old and 10 pounds.  The adult is out, fired, evolution will continuing through the baby. But… an observer situated at the time’space of the adult, already knows a lot of things that will happen with the baby. I am good prophet reading the destiny of babies, I can tell that they will grow, they will marriage, etc.

Ok. So, must have another kind of animal that will continuing evolution, if human species is going towards its extinction. If we know what animal it is, we can predict its future, because we knows what happens in the world history on the future of that animal.  But…

Could be that Mrs. Genne Denis belongs to the old shape going to extinction and Mr.Einstein the new “baby” of the next evolutionary species? Yes… why not? The thing that is evolving just now is not human bodies, but it is something invisible to us, called “consciousness”.

I think that the ability of Mrs. Genne is an specific internal property for seeing “auras”. Auras are merely the network  of connections among photons located inside electrons of ours atoms. This network draws the same figure of DNA, that’s why they see “two moving serpents called kundaline”, which are the strand of DNA; they see chacras between two serpents, which are the nitrogenous bases. etc.  This chakra performs the body of consciousness. So, what Mrs Genne is seeing as prophecy is what reptiles from that point of 800 years could say to mammals at that time. They already saw that mammals grows, marriage, etc., and they know the history of the world ahead of that mammals.  ( huh… huh… maybe I made same mistake?…. it is not me talking here, it is a extra-terrestrial thing called Matrix/DNA, about what I developed Matrix/DNA Theory)