Posts Tagged ‘auto-consciencia’

The Fair Workweek Initiative: trabalhadores planejam suas horas/dias de trabalho

quarta-feira, março 20th, 2019

xxxxx

A Matrix/DNA world view sugere que humanos são 8 bilhões de de evoluídos genes, semi-auto-conscientes, cada qual desenvolvendo e nutrindo uma característica de um feto de uma característica de um universal embrião de consciência extra-universal. Portanto estes 8 bilhões de humanos devem se auto-ajudarem para que todos possam e tenham motivação para cumprir sua missão que e expressar e materializar a informação unica, especifica, intransferível e indispensável a grande meta universal. Alimentar e desenvolver um cérebro-placenta cada vez mais adequado para esta gestação significa alimentar a mente com informações corretas, emoções transcendentes e comportamentos afetivos. Informações corretas, a priori, são obtidas da aprendizagem dos fenômenos naturais, conhecimento do que passa e como funciona a Natureza, e não apenas da face caótica da Natureza expressada nesta biosfera mas também da face de ordem celeste. Em vista disso,  escravidão da maioria dos humanos no trabalho bruto e rotineiro e’ um dos maiores empecilhos nesta missão. Pela perspectiva dessa missão não existe humano mais importante que outro, haja visto que não existe informação genética mais importante que outra, todas são necessárias e indispensáveis para um ser perfeito. Enquanto se procura tecnologias que substituam os humanos destas tarefas ao mesmo tempo que estes humanos sejam instruídos e motivados a empregarem tempo livre e recursos nesta aprendizagem e labores da missão social, temos que apoiar todas as iniciativas visando corrigir o estado atual praticamente escravagista. A “The Fair Workweek Initiative” tem parte dessa iniciativa, faltando o complemento, que e a sugestão aos trabalhadores sobre como planejar suas horas incluindo os deveres da missão.

http://www.fairworkweek.org/

ABOUT THE FAIR WORKWEEK INITIATIVE

Control over our
personal lives

Input into when we work and for how long

Schedules and hours we can count on

Too many of us are either saddled with workweeks that never end or are working too few hours to make ends meet. Without enough say into our work hours, we juggle the demand for constant availability and work schedules that change unpredictably. Whether just scraping by hour-by-hour or hardly getting a good night’s sleep, America’s scheduling crisis has reached a breaking point.

We are becoming a 24/7 workforce. We want jobs that build towards a prosperous future – but our employers have been taking us in the wrong direction. Rather than treating employees as a resource for success, too many businesses view their staff as a cost to be contained or as an asset to be squeezed for limitless productivity, with no regard for our home lives or our personal aspirations.

Instead of using modern technology to deliver schedules that allow us to care for our families and meet business needs, corporations are playing games with working families’ time, and forcing moms and students to scramble with increasingly uncertain work schedules, particularly in the growing service sector.

Today’s workforce has the potential to drive the long-term growth of our economy, but today’s scheduling practices are getting in the way. We all need a workweek we can count on – one that allows all of us to care for our families, stay healthy, and get ahead. That’s why working people across the country are coming together to restore a fair workweek in our workplaces and communities.

The Fair Workweek Initiative, anchored by the Center for Popular Democracy and CPD Action, is driving the growing momentum to restore a workweek that enables working families to thrive. We are committed to elevating the voices of working people to ensure they can shape the solutions that work for their families – whether through improved industry practices or new workplace protections.

Os 2.000 mais ricos bilionários do mundo e seu efeito na especie humana

quarta-feira, março 6th, 2019

xxxxxx

https://www.forbes.com/billionaires/#309053f251c7

BILLIONAIRES

THE RICHEST PEOPLE IN THE WORLD
No planeta Terra tem cerca de 7 a 8 bilhões de cérebros portadores de partes do feto de auto-consciência, que estão com esta gestação ou interrompida ou sendo abortada prematuramente e morta. A primeira causa deste problema que ameaça a extinção da especie e desistência da Natureza descartando esta gestação, é a persistência na dominância da genética em manter os instintos animalescos, que domina a maioria, principalmente os instintos a grande predador (a classe vampiresca dominante), a médio predador (a classe média-capataz) e a presa ( a massa inerte e intelectualmente indolente).
A segunda grande causa é que dentre a classe das massas ocorrem mutações, surgem indivíduos despertados e motivados a evoluírem, porem a escassez da pobreza imposta pelo corrompido sistema social que permite estas concentrações da economia popular nas mãos de poucos, os impedem. Seria estes 8,5 trilhões de dólares em posse destes 2.000 humanos suficientes para libertar estes mutantes e dar uma chance ao resto? Se sim, quem ou como seria feita essa transferência, sem a interferência dos outros genes irmãos mais evoluídos espalhados no Universo? Como alcançar estes irmãos extraterrestres para informar o que está ocorrendo aqui? Isto a Matrix/DNA está pesquisando.

Teoria da Consciência pela Matrix/DNA. Em sua atual forma provisoria na data de 21/01/19

segunda-feira, janeiro 21st, 2019

xxxx

A-consciencia-universal-e-sua-cria-no-cerebro-humano

A-consciência-universal-e-sua-cria-no-cérebro-humano

Apesar de ser feita com uma substancia plasmática abstrata ainda aos nossos sensores, a consciência humana nada mais é que mero produto da evolução universal, uma nova forma do sistema universal que vai se formando com uma anatomia e nova forma imitando ou projetando-se como a anatomia e forma do circuito sistêmico do cérebro humano. Numa dimensão mistica poderíamos dizer que a consciência humana é uma filha do filho de Deus. Esse filho de Deus é o aspecto “software” que flui no meio do aspecto hardware, a carne.

Desde o inicio deste Universo – quer seja a interpretação do Big Bang a 13,8 bilhões de anos atras, ou quer tenha sido de outro modo – iniciou-se a gestação e crescimento evolutivo do que se tornou a consciência do próprio Universo. Este processo de gestação obedece ao mesmo mecanismo do processo de crescimento do corpo humano efetuado pelo principio do ciclo vital. Se hoje emergiu aqui neste planeta estes fetos de auto-consciência dentro dos cérebros humanos é porque a consciência do Universo já atingiu sua maturidade sexual e esta’ se reproduzindo, suas crias sendo ainda meros fetos.

O processo da evolução natural foi bem imitado pela intuição humana quando criou o computador, o qual é uma tentativa de reprodução com materiais grosseiros como ferro, plástico, cobre, do cérebro humano e sua “mente”. E relembrando a historia das origens e evolução do computador vamos retornar ao tempo do ábaco, depois se lembrando de como este se tornou aquelas maquinas de calcular movidas manualmente a manivela, em seguida vieram as maquinas de calcular a eletricidade, as tais eletrônicas, mas ate ai se desenvolveu apenas o aspecto hardware, enquanto o software ainda não existia dentro da maquina, existia apenas como a mente dos humanos fora da maquina. Sempre avançando em tornar o hardware cada vez mais uma copia mais fiel do cérebro, desenvolvendo memoria, processamento, e algumas peças imitando a função das glândulas como amígdalas, hipocampo –  inconscientemente o homem criava os caminhos de circuitos de energia que imitam os circuitos de sinapses, mesmo que ele ainda não tinha o MRI e não sabia da existência das sinapses. Mas assim ele foi reproduzindo a sua mente numa forma tecnológica, foi enfiando uma copia da sua mente, na forma de circuitos de energia num chip cada vez menor, dentro da maquina. Tal como a consciência ainda não madura do Universo faz hoje enfiando-se na maquina do cérebro humano. E em muitos outros tipos de hardwares que estão com as capacidades de cérebro que podem existir neste mundo afora. Os biólogos são unanimes em aformarem que no DNA existe um “comando de instruções”, caracterizado por sinais emitidos em conjuntos de genes, etc. Este comando de instruções em todos os sistemas naturais surgem quando um sistema se completa e a soma das informações de todas as partes são somadas as conexões entre as partes disso tudo resultando uma especie de identidade abstrata do sistema, e se o sistema e puramente mecânico como foram átomos e galaxias, essa entidade tem como busca suprema o equilíbrio interno termodinâmico. Se o sistema é vivo, biológico, mas ainda com o software sofrível sendo dominado pelas forças da matéria em seu corpo, que impedem a manifestação e evolução do feto de consciência que ele carrega, ele tem como meta suprema o mesmo bem-estar termodinâmico construindo para si uma vila paradisíaca com uma mansão e todo serviço sendo feito por escravos.

Assim o filho de Deus vai amadurecendo, envelhecendo e saindo de seu corpo-hardware universal vai voltando para o reino de seu pai o que se efetivara quando ele morrer para este mundo, o que significa, pela perspectiva de quem esta no reino de Deus, o rompimento definitivo do cordão umbilical. Morre um velho, na perspectiva de quem esta do lado de cá, e nasce um novo rebento, na perspectiva de quem esta do lado de la. Quando o velho morre deixa aqui toda uma população de genes formando seu filho, o qual sera o neto de Deus.

Isto e’ o que somos hoje, nos, os humanos: 8 bilhões de genes semi-conscientes, cada um contendo uma informação unica e especifica, construindo um feto de auto-consciência. Mas estamos construindo apenas uma parte dela, talvez a parte do nariz ou seja la qual o acessório no corpo da auto-consciência que representa a função do nariz. O resto deste corpo universal esta’ sendo construído por bilhões, trilhões de outros genes, uns mais outros menos semi-conscientes, em muitos astros neste Universo-placenta afora.

A evolução do computador foi carregada por um processo de feed-back entre hardware e software. Havia uma maquina rude, manual, ainda com manivela a ser movida pelas mãos. Fora dela uma mente pensante desejando melhorar esta maquina, procurando sofistica-la para produzir mais e melhor as coisas, os resultados, que a mente necessitava. Quando a mente tinha uma ideia para mudar uma peça, acontecia um salto na evolução do hardware, o que resultava em mais e melhor eficiência na produção. Ora, com o hardware calculando melhor, mais rápido e mais capacidade de abranger maiores números, surgia no hardware novas informações, as quais eram absorvidas pela mente. Munida com estas novas informações a mente mudava o seu meio ambiente melhorando suas condições de vida, mais a s novas condições apontavam novas necessidades. Então a mente voltava-se para o hardware buscando realizar novas alterações, para atender a s novas e maiores necessidades. Com isso, a mutação para melhor no hardware produzia por tabela uma mutação para melhor na mente, a qual ia resultar em nova mutação para melhor na maquina. Um processo de retroalimentação, de feed-back que descobrimos agora estar enfronhado no processo da evolução natural.

Mas a mente humana já era em si – antes das origens do computador – o resultado do mesmo processo de feed-back entre o hardware biológico que começou na forma de uma célula viva e forçosamente uma primitiva incipiente forma de mente existente em outro nível da matéria. No desenvolvimento da cosmovisão da Matrix/DNA os cálculos foram indicando que essa mente em outra dimensão é uma especie de software que vem desde a primeira forma de sistema funcional que emergiu dentro deste Universo. Até a pouco tempo atras pensávamos que esta primeira forma de sistema tivesse sido o primeiro átomo. Mas ai fomos descobrindo que mesmo o átomo já é formado por partículas que são sistemas em si mesmas, então a emergência deste software se deu mais atras no tempo. Hoje, por fim, pensamos que localizamos finalmente a primeira forma deste sistema universal que aqui hoje chegou a forma de cérebro humano com seu software como feto de auto-consciência. Pensamos que localizamos essa primeira manifestação neste mundo material quando nos deparamos com a projeção de uma onda de luz natural na tela de um computador, representando esta luz como resultado das radiações de sete elementos materiais. Esta onda de luz resultante a que se chama de espectro eletromagnético se propaga no tempo e no espaço movendo-se, como ondas de uma espiral se olhada de lado ou como ondas concêntricas se olhada de cima ou como uma cobra serpenteante se olhada através dos olhos mecânicos conectados ao cérebro eletromecânico chamado de computador. Ela se move como cobra serpenteante porque ela tem em si sete divisões principais que funcionam como órgãos e no seu conjunto ela apresenta  mesma anatomia de um corpo-sistema biológico como o humano, e ela se move porque ela é movida pela força do ciclo vital. Assim um corpo humano desde o momento que surge neste mundo pela fecundação começa a se propagar no tempo e no especo movido pela força do ciclo vital, propagação que vemos no crescer do corpo em relação ao espaço e no avançar da idade em relação ao tempo.

Então, da radiação de todos os sistemas naturais existentes no Universo se produz uma grande e universal onda de luz. Enquanto da radiação de cada exemplar em miniatura deste sistema universal – como é um corpo humano – se produz uma ainda ofuscada onda de luz, uma especie de aura, não captável pelos nossos sensores. mas e preciso saber que a onda de luz no espectro eletromagnético não e cria da radiação dos elementos. Não. Ela surge como sendo libertada de uma prisão. na verdade, foi a entidade de uma onda de luz primordial que levou a matéria a produzir os elementos materiais, mas como dessa onda de luz se despregam partículas como radicais livres, eles adentram a massa material, e se encarnam nos elétrons, assumindo a maquinaria dos átomos e conduzindo-os a todo tipo de combinações visando finalmente combinar estes átomos na forma de moléculas orgânicas, para com eles continuar conduzindo-as para formar células vivas, os seres vivos. Se pensamos que a luz é produzida pela radiação estávamos enganados, pois ela antes produziu os elementos que agora irradiam. Tudo esta’ indicando que a luz, em relação ao Universo, é a substancia, o corpo material, da consciência do Universo, como os filamentos de energia no hardware do computador são o corpo, a substancia do software que e o representante da mente do homem dentro da maquina.

Se você raciocinar com bastante atenção em cada passo hipotético do corpo desta grande teoria você vera’ que cada passo não é tao hipotético, pois cada passo aqui não foi inventado pela imaginação mas sim baseado num parâmetro natural, um fato existente, comprovado, que podemos captar existindo aqui e agora. Mas pode haver erros nestes cálculos, claro. Enquanto não detectamos erros vamos mantendo esta teoria sob atenção e por ser a mais racional que conhecemos, vamos procurando delinear como deve se comportar um feto dentro da barriga gravida em relação ao corpo e mente de sua mãe que esta alem das membranas e paredes do pequeno universo placentário em que estamos existindo agora. Quando a coisa aperta aqui, quando temos necessidade de algum tipo de recurso natural como uma substancia, uma vitamina, o que devemos fazer no sentido de imitar o feto que esperneia e chuta as barreiras dentro da barriga? Alguns acreditam que nestes rituais nas igrejas dos evangélicos em que fazem um barulho danado se torcendo, gritando, chorando, pedindo a deus em forma de orações escandalosas, estão exatamente tentando chutar a barriga da mãe para ver se são ouvidos e atendidos. Sera este um método que da algum resultado? Eu, pelo meu lado, vou procurando uma maneira de fazer minha mente abstrata dar chutes abstratos dentro da barriga abstrata da consciência universal abstrata. E dai? Alguém tem melhor ideia? Mas o melhor mesmo, penso eu, e o feto procurar saber o que e e como funciona o corpo que contem esta barriga. Em outras palavras isto significa estudar o máximo possível esta natureza universal para saber como ela quer que nos comportemos. Acho que sendo comportado como um bom feto já ajuda muito a gestação. Mas antes temos que ver como deve se comportar um gene no meio social do DNA – a população social dos genes – para que todos produzam um ser perfeito, saudável, poderoso. E isto significa que temos não apenas de desempenhar nossa missão da maneira mais perfeita possível, mas faze-la sem usurpar recursos dos outros genes, faze-la tentando ajudar os outros genes que estão algemados sem poder avançar, e faze-la, no que e pior, combatendo o gene egoísta, o que significa tentar exorcizar o instinto animalesco de predador inclusive de outros humanos que impera no crebro da maioria dos 1% e das classes medias altas.

Chacinas visam locais onde a mente humana se expressa coletivamente e uma onda planetaria fortalece os predadores contra a evolucao mental. Indicio a pesquisar

sábado, novembro 3rd, 2018

xxxxx

https://www.sun-sentinel.com/news/nationworld/ct-florida-yoga-shooting-20181102-story.html

3 dead, including shooter, and 5 wounded at Florida yoga studio

 

Estou notando algo complicado! Estas chacinas acontecem em escolas, igrejas como na semana passada, e agora locais de meditação como nesta escola de yoga. Estas tres atividades humanas tem algo em comum: atividade mental. Escola, religiao, meditação. Locais onde a mente humana se expressa coletivamente com mais forssa. Mera coincidência… pode ser, mas parece que não. Porque não acontece no estádio de futebol, no banco, na praca… Este detalhe intrigante e mais o detalhe de que existe uma nova investida da onda predatória no planeta, atraves do recrudescimento das tais extremas-direitas, apontam na direcao da minha visao do mundo e para um ponto especifico. Ambos motivos, visam impedir ou inibir a evolucao mental das pessoas. Quando a extrema-direita se apodera do poder ela algema, entorpece a possibilidade dos dominados evoluírem mentalmente, principalmente ignorando a educacao escolar. Meditação e religiao não são atividades físicas, são atividades visando a transcendencia do animal no humano. Quem seria contra estas atividades… A quem elas prejudicam…
Nos temos duas heranças genéticas e uma mental. A mais antiga destas heranças genéticas vem do sistema astronomico que criou a vida na Terra e a mantem definida pelo meio ambiente tambem criado por ele. Este sistema era o building block das galaxias, do qual tenho o desenho de sua anatomia e o qual descobri estar encriptado no building block do DNA biologico. E’ uma especie de Matrix universal. Esta Matrix/DNA pode se apresentar em dois estados: como sistema aberto ou fechado em si mesmo. Quando veio da galáxia ela era quase um sistema perfeitamente fechado, que e’ a expressao maxima do ego, o egoismo do qual herdamos este gene egoista. E a criacao da forma biologica visa reproduzir essa “paternidade” que existia no ceu, somos inconscientemente conduzidos, inclusive pela biosfera, a nos tornar o filho, ou produto reproduzido deste antigo ancestral.
Quando minhas formulas e cálculos me levaram a este ponto, me lembrei imediatamente das teorias sobre uma possivel existencia de um inconsciente coletivo planetario, como Teilhard di Chardin, com sua camada inconsciente envolvendo o planeta, Jung, Pietro Ubaldi com suas nuvens pensantes, as nourees, e ate me lembrei da hipotese Gaia, pela qual o planeta estaria, atraves dos humanos, recebendo sua auto-consciencia. Estas intuições podem não ser simples fantasias.
Mas eu não encontrei neste ancestral nenhuma presença ou expressao de inteligencia, racionalismo, consciencia. Era simplesmente um sistema natural, material, sem objetivos ou propósitos na sua existencia. Se acontece aqui uma tendencia a reproduzi-lo, mesmo que com essa espetacular mutacao biologica, ele nada tam a ver com isso, foi o livre fluir das forças naturais.
Mas e’ aqui, nestas forças naturais que estou me concentrando agora, buscando identifica-las e entende-las. Seria racional supor que no esforço de auto-reproducao, o conjunto destas forças jamais aceitariam que as suas partes de sistema, como uma delas e’ a especie humana, saísse fora de controle, ou atuasse errado mudando o rumo da reproducao. E isto acontece quando na humanidade desce a consciencia, a inteligencia. Esta consciencia não faz parte do ancestral, ela deve ter vindo de fora de alem dele. Assim como a consciencia se expressa em cada embrião nos seus 8 meses de idade vinda de fora do embrião. Seria aceitável pensar que naturalmente, estas forças ataquem onde e quando este novo personagem incomodo se manifesta. Na escola, na igreja, na meditação…
Ao mesmo tempo estas forças, ao se confrontarem com as forças da consciencia, re-enforcariam dentro da propria especie humana tudo o que tenha o mesmo objetivo de manter as massas humanas na ignorância quase animalesca. E nisso elas encontram os predadores humanos indo na mesma direcao.
Alem disso, o sistema fechado em si mesmo em tudo se assemelha ao comportamento e existencia do grande predador na selva, como o leao. Mais uma pista de onde esta vindo a onda que fortalece ou ao menos reanima e ativa a extrema-direita.
O mecanismo, os processos, tudo batem, se encaixam, sugerindo que a teoria no geral tem algo de correto, ao menos ela previu antes que isso pode acontecer. Porem, para identificar, definir, entender estas forças naturais – que na maioria deve ser um jogo de equilíbrio entre campos e forças eletromagneticas dos corpos, inclusive humanos – não tenho ainda os instrumentos e métodos. Porem, que tem cachorro nesse mato, isso deve ter… Eu vou continuar buscando no meio deste misterio ate meu ultimo suspiro…

Evolução: Bom argumento dos criacionistas sugerindo que a Teoria da Evolução da Matrix/DNA é mais racional

sexta-feira, outubro 26th, 2018

xxxx

Texto de um criacionista criticando os evolucionistas ateus e a seguir, analise da Matrix/DNA

“Still no evidence for a talking snake.” – Says the atheists. But…

Human beings read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more, and:

  • Our ancestors were supposedly apes, so that means they are claiming populations of apes could eventually, over generations, learn to read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more if you just “give it enough time”.
  • Our ancestors were supposedly reptiles before that, so that means they are claiming populations of reptiles could eventually, over generations, learn to read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more if you just “give it enough time”.
  • Our ancestors were supposedly amphibians/frogs before that, so that means they are claiming populations of amphibians/frogs could eventually, over generations, learn to read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more if you just “give it enough time”.
  • Our ancestors were supposedly fish before that, so that means they are claiming populations of fish could eventually, over generations, learn to read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more if you just “give it enough time”.

This is what they call “reality”. Meanwhile they reference satan speaking THROUGH a snake as a “talking” snake, while believing populations of snakes could eventually learn to read, write, publish books, speak, pass laws, design computers and more, if you just “give it enough time”. Hypocrisy, which exposes the unfortunate willful ignorance.

Parecer da Matrix/DNA:

Pela interpretação da evolução, os acadêmicos consideram que o processo evolucionário desde a matéria sem vida, passando pelo primeiro ser vivo, até o homem foi Darwinista,  único e completo pelos três mecanismos – Variação, Seleção Natural, Hereditariedade.

Sabemos que os humanos puderam, eventualmente, aprenderem a falar, escrever, ler, publicar livros, desenhar computadores, mandar humanos `a lua. Se consideramos como correta a interpretação acadêmica do processo Darwiniano, temos que aceitar que os  nossos ancestrais macacos iriam, apos muitas gerações, serem capazes de falar, escrever, ler, publicar livros, desenhar computadores, e porem seus descendentes na Lua; que os anteriores ancestrais mamíferos de quatro patas como as vacas, iriam, apos muitas gerações, serem capazes de falar, escrever, ler, publicar livros, desenhar computadores e porem vacas… digo…, seus futuros descendentes, na Lua; e teríamos ainda que aceitar que os anteriores ancestrais, os repteis como as cobras, iriam, apos muitas futuras gerações, serem capazes de falar, ler, escrever, desenhar computadores e por cobras.. digo… seus futuros herdeiros, na Lua; mas teríamos que aceitar que os ainda mais antigos ancestrais, como os peixes e as sardinhas, iriam, muitas gerações no futuro, aprender a falar,ler, escrever, desenhar computadores, construir varas de pescar, e porem sardinhas… digo… suas futuras gerações, na Lua; mas teríamos que aceitar que antes, os vermes… iriam – dando-lhes o devido tempo de bilhões de anos – para a Lua, a bordo de espaçonaves!

E finalmente, a matéria sem vida da Terra, apos 3,5 bilhões de anos de sua evolução, venceu as distancias do espaço vazio e foi visitar a matéria sem vida da Lua. Enquanto isso, a matéria sem vida da Lua, sem precisar de todo este esforço evolucionário de 3,5 bilhões de anos, visita a matéria da Terra enviando simples meteoritos…

Qualquer esforço de racionalismo detectara’ que existe algo errado nesta interpretação.  O erro esta’ no desconhecimento da amplitude do processo evolucionário e qual o significado cosmológico, universal, natural, de sua existência. A evolução não consiste em transformar especies constituídas de simples matéria e mais adaptadas em novas especies mais complexas. Ela consiste em disponibilizar mais informações para serem materializadas por um único sistema universal que surgiu no Big Bang construído por uma formula, tornando-o cada vez mais complexo. Para entender isto, uma analogia vem a calhar… Na embriogênese, uma simples formula inicial – o DNA – em meio material, cria um sistema celular e depois fornece informações transformando esta célula em blastula, feto, embrião, criança, adulto, etc, sempre complexificando o mesmo sistema.

Mas na embriogênese, percebemos que aos 6 ou 8 meses, quando o cérebro esta formado, surge uma auto-consciência expressada. Isto não significa que cada cérebro cria uma auto-consciência e pela primeira vez no Universo, mas sim que a auto-consciência estava presente como potencial latente desde a primeira célula. E mais: a auto-consciência já existia alem do pequeno universo ovular do embrião, na especie humana, que foram seus criadores.

Voltemos então `a evolução universal. Estamos percebendo que aos 13,8 bilhões de anos, nesta região do Universo, se expressou a auto-consciência, e no sistema universal que teve inicio no Big Bang. Sendo tudo o mais igual – a embriogênese humana é uma auto-projeção da embriogênese do sistema universal – a auto-consciência esteve todo este tempo de 13,8 bilhões de anos no estado de potencial latente, vinda do alem deste Universo. Esta auto-consciência – como a mente de um sistema natural, sempre teve seu espaço reservado e mantido por todos os sistemas ancestrais – de átomos a galaxias a bactérias – que foi ocupado ela entidade do sistema, uma especie de software mantendo as regras internas dos sistemas. Apenas o cérebro humano, quando forma novas arquiteturas como o neocortex, esta’ preparado para iniciar a expressão desta auto-consciência. A qual traz consigo as propriedades de criar a linguagem, a fala, aprender a escrever, a ler, a publicar livros, a desenhar computadores e por cérebros humanos na Lua.

Não, nem macacos, nem vacas, nem peixes, nem amebas, e nem fetos humanos, poderiam jamais produzir descendentes que aprendessem a falar, a desenhar computadores, se contassem apenas com as propriedades e mecanismos da interpretação darwiniana do processo da evolução. Existe uma crucial diferença entre a especie humana e todas suas formas ancestrais. A auto-consciência dorme nos átomos e galaxias, sonha nos vegetais e nos animais, e finalmente começa a despertar e levantar no Homem. Levanta-se trazendo consigo a inteligencia, para falar, escrever, ler, desenhar computadores, e alavancar o corpo humanos para sua grande aventura cósmica. Até agora, apenas dentro da Matrix/DNA Theory, estamos aprendendo a amplitude e todos os constituintes do processo evolucionário universal.

Uma ds maiores importancias da Matrix/DNA Theory: Ela sugere um novo e sublime significado da vida e da relacao do humano com o Cosmos.

quinta-feira, outubro 11th, 2018

xxxx

Frase para por no livro:

Como disse o famoso biólogo vitoriano Thomas Huxley,

“A questão das questões para a humanidade, o problema existente por trás de todos os outros e também o mais interessante, é a definição do lugar do homem na Natureza e sua relação com o Cosmos”.

Quando os modelos e cálculos teóricos da Matrix/DNA sugerem uma nova visao do mundo nunca imaginada antes, ela indica que neste Universo esta ocorrendo um mero processo genetico de reproducao de algo desconhecido que o produziu. Como aqui nesta reproducao houve a emergência da mente, ou auto-consciencia, isto indica que o algo desconhecido deve ter auto-consciencia. E como a auto-consciencia parece ser o topo da evolucao, ao menos nestas regiões do espaco e nestes tempos, isto indica que os humanos são como genes semi-conscientes, os quais, juntamente com grande numero de outros genes espalhados dentro deste Universo, estao  construindo o embrião universal do algo desconhecido – natural e consciente. Eu não consigo ver outra versao de sentidos da nossa existencia que seja mais alentador que este. Pois sabemos que os genes que constroem o embrião humano, depois sobem para o cerebro e se alojam como o DNA no centro dos bilhoes de neurônios, mas todos, formam uma so entidade, uma individual personalidade. E isto significa que a morte do corpo não significa a morte da porção de auto-consciencia que somos, e significa ainda que ninguem sera deixado para tras.

Apenas esta impressão ja deveria ser suficiente para obrigar-me a deixar um livro escrito e por enquanto tentar divulgar a ideia o máximo possivel. Ela e’ uma boa mensagem para os humanos. E o mais importante: por se basear numa analogia com os fatos que vemos e conhecemos aqui e agora, ela pode ser entendida pelo leigo e torna-se mais facil de se tornar a preferida visao do mundo.

Mente, autoconciencia: Interessantes abordagens

sábado, agosto 4th, 2018

xxxx

Nos comentarios do video ( os quais devem ser relidos) tem um interessante copiado abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=MuamjAyO1Vw

Electro-Cute 1 week ago – MJ ENERGY –

That is like with anything. You can’t observe causation, only correlation. What a materialist thinks is that the causation exists. The most fascinating part is not the mind it self. What is most fascinating is the consciousness. Is it the system in it self that is the consciousness? What stops our consciousness from leaking out of our mind? Why do we only experience our own mind and body and not the world around us? We have no scientific concept of consciousness. Anyway, science does not take away the amazingess of the mind.
The mind use to be defined with simple and dull concepts like soul or an ether. but the more we learn about the mind the more amazing it gets. If you want to introduce concepts like ether or stuff like that then you have to explain what that ether is in a meaningful way. Otherwise you have just said a word and are still as ignorant as before. It is okay to be ignorant. To fear ignorance and to lie to your self is only harmful to your self. When we talk about neurons and stuff like that we aren’t saying that there isn’t anything beyond that. Such discovery would just be very exciting. The difference is that we take our time and patience as scientists to make sure that our understanding is the best it can be.
When it comes to what we feel than most studies in to this shows that our brain works faster than our consciousness. It naturally takes 0.25 seconds for the mind to react to visual stimuli. But it takes far less time for your brain to handle that visual stimuli. When you are using your imagination then you are using your memory. The memory is stored signals similar that you have observed. There is fundamentally no difference between the signals sent from your memory and the signals sent from your senses except for the information that is sent by those signals.

Na morte do corpo, a bolha contendo o feto de auto-consciência retorna ‘a nuvem mental de Gaia?

quarta-feira, julho 18th, 2018

xxxx

Click na imagem para ver a animação:

Na morte a bolha de consciencia retorna a nuvem de Gaia

Mamifero irracional + auto-consciencia: bifurcacao dentro de uma realidade ou fusao de duas realidades separadas?

sexta-feira, abril 27th, 2018

xxxx

Questao para a Matrix/DNA investigar:

Os sistemas biologicos que alcancaram o estagio evolucionario de “mamiferos, irracionais”, e depois o ramo que se desenvolveu como homo sapiens, de repente apresentaram uma bifurcacao no fluxo herdado dos puros instintos animais, uma bifurcacao produzindo um ramo lateral na nova psique que surgiu com o fenomeno da “mistica imaginaria”, a auto-imaginacao gerando imagens, simbolos,lendas, roteiros, de um mundo nao existente e nunca visto ou detectado antes desta bifurcacao. De onde vem esta nova propriedade natural? Aparentemente nao foram ainda localizados nenhuma forssa, elemento material, existente no estado do mundo antes desta bifurcacao que teria sido o mecanismo/processo suporte dessa nova propriedade. Uma ardua questao, um real fenomeno natural a ser investigado. Parece que este fenomeno esta intrinsecamente ligado a outro fenomeno surgido tambem sobre a psique humana que “parece” nao ter vindo do longo fluxo de causas e efeitos naturais iniciado com o Big Bang: a auto-consciencia.

Surge portanto a possibilidade de que – o que estamos pensando ter sido uma bifurcacao vista pela nossa perspectiva humana – pode ter sido o oposto, uma fusao, de duas realidades separadas porem paralelas: a realidade do nosso mundo captavel pelos nossos sentidos e a realidade dessa misteriosa nao captada hipotese de auto-consciencia.

Integrated Information Theory (IIT): Moderna Teoria Sobre Auto-Consciencia

sexta-feira, maio 12th, 2017

xxxx

A Ciencia Moderna tem duas eleitas teorias sobre a consciência. Uma chama-se Espaco de Trabalho Global, desenvolvida pelo neurocientista Bernard Baars, do Instituto de Neurociências de La Jolla, Califórnia (EUA), sobre a qual escrevo outro artigo. A qui vamos tratar da outra teoria, a Teoria da Informação Integrada.

Phi, the symbol for integrated information.

Primeiro conhecimento da Teoria obtida no debate com vídeo  e participação do autor da teoria, Giulio Tononi, em:

Consciousness: Explored and Explained

http://www.worldsciencefestival.com/videos/consciousness-explored-and-explained/#volume

 

Consciousness: Explored and Explained

My 2 comments posted at the video/YouTube:

Louis Charles MorelliLouis Charles Morelli – 5/17/2017

Sir Giulio Tononi will advance his research if he learns about the universal formula discovered by matrix/DNA Theory for all natural systems, from atoms to galaxies to brains and probable, consciousness ( it must be a system also, and it must have a configuration that is the projection of the brain’s system). It is very hard dealing with systems without knowing what really is a system, why they exists and why they works the way they does. Nature has applied a formula for doing them and the formula explains everything. Integrated information, reducible mechanisms, everything are there, in the formula. How each part of a system is built by the same life’s cycle process, which are the specific universal function of each part, their locations and shapes, etc. For example, the identity of systems becomes very clear looking to the formula. But, just identity of systems is a good evidence that consciousness is an entity under evolution from systems to systems since the beginnings of time, before life’s origins.
Louis Charles MorelliLouis Charles Morelli – 5/17/2017
Matter is able to become conscious of itself, alone? Every scientific work done about consciousness is like Integrated Information Theory. See the paper: it is hard work collecting natural phenomena related to what we think consciousness does, surrounding the phenomenon, but, as black holes, never reaching or touching or seeing it. No problem, this is the normal procedures in Science, it is the secret by which we had known invisible things. But, there is a belief driving the scientific investigation. That brains produces consciousness. Which means: matter can become conscious of itself. My question is: ” What if the belief is wrong? How much time, money, effort, we will loose? Which evidence or other natural parameter without the human brain we have for believing in this way? What if the knowledge of consciousness is only possible by a different scientific approach? At Matrix/DNA Theory, our theoretical models are suggesting that consciousness has nothing to do with the event of the Big Bang, but it was there, beyond and before the event. Like a human brain gets consciousness at 6 or 8 months at embryonary state but is no the brain creating consciousness first time in the world, it was existing before and beyond the little embryogenetic universe of the embryo, it was existing at potential state inside the genetics of the embryo, waiting the brain reaching the right level of complexity. So, it is we an our universe. Consciousness can flourish at any place where a natural system reaches such complexity, but, consciousness never will be explained while we are inside this universe. Which means that we must continuing these scientific efforts trying to know the effects of consciousness, not its explanation, origins, formation.

Wikipedia:

https://en.wikipedia.org/wiki/Integrated_information_theory#Central_Identity

Integrated information theory (IIT) attempts to explain what consciousness is and why it might be associated with certain physical systems. Given any such system, the theory predicts whether that system is conscious, to what degree it is conscious, and what particular experience it is having (see Central Identity). According to IIT, a system’s consciousness is determined by its causal properties and is therefore an intrinsic, fundamental property of any physical system.[1]

IIT was proposed by neuroscientist Giulio Tononi in 2004, and has been continuously developed over the past decade. The latest version of the theory, labeled IIT 3.0, was published in 2014 ( cont.)

  • ver lista de referencias de papers relacionados na Wikipedia

xxxx

Primeiro Paper do autor da teoria, Giulio Tononi, publicado em 2014, na PubMed, livre para leitura:

From the phenomenology to the mechanisms of consciousness: Integrated Information Theory 3.0. 

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24811198?dopt=Abstract&holding=npg

( Observar Funding Statement: This work was supported by a Paul G. Allen Family Foundation grant, by the McDonnell Foundation, and by the Templeton World Charities Foundation (Grant #TWCF 0067/AB41). )

xxxx

Artigo na Nature ( somente abstrato livre):

Integrated information theory: from consciousness to its physical substrate

http://www.nature.com/nrn/journal/v17/n7/full/nrn.2016.44.html

Ver lista de referencias na Nature sobre papers publicados e relacionados a IIT

xxxx

Copia de uma analise em português desta teoria:

http://hypescience.com/cientistas-se-aproximam-da-teoria-da-consciencia/

Informação Integrada

O neurocientista Giulio Tononi, da Universidade de Wisconsin-Madison (EUA), desenvolveu uma das teorias mais promissoras para a consciência, conhecida como teoria da informação integrada, na qual Koch também trabalhou, em parceria com Tononi.

Entender como o cérebro produz o material de experiências subjetivas, tais como a cor verde ou o som das ondas do mar, é o que o filósofo australiano David Chalmers chama de “problema difícil” da consciência. Tradicionalmente, os cientistas têm tentado resolver este problema com uma abordagem que vai de baixo para cima, um tipo de processamento de informação baseado em dados vindos do meio ao qual o sistema pertence para formar uma percepção. “Você pega um pedaço do cérebro e tentar espremer o suco de consciência [dali]”, explica o diretor científico do Instituto Allen. “Mas isso é quase impossível”.

Em contraste, a teoria de informação integrada começa com a própria consciência e tenta trabalhar de marcha ré para entender os processos físicos que dão origem a este fenômeno. A ideia básica é que a experiência consciente representa a integração de uma grande variedade de informações e que esta experiência é irredutível. Isto significa que quando você abrir os olhos (supondo que você tenha uma visão normal), você não pode simplesmente optar por ver tudo em preto e branco, ou ver apenas o lado esquerdo de seu campo de visão.

Em vez disso, seu cérebro tece perfeitamente em conjunto uma rede complexa de informações dos sistemas sensoriais e processos cognitivos. Vários estudos têm mostrado que é possível medir o grau de integração utilizando técnicas de estimulação cerebral e de gravação.

A teoria da informação integrada atribui um valor numérico, “phi”, ao grau de irredutibilidade. Se o phi é zero, o sistema é redutível a suas partes individuais, mas se o phi é alto, o sistema é mais do que apenas a soma de suas partes. Este sistema explica como a consciência pode existir em diferentes graus nos seres humanos e em outros animais. A teoria incorpora alguns elementos do pampsiquismo, a filosofia de que a mente não está presente apenas em humanos, mas em todas as coisas.

Um corolário interessante da teoria da informação integrada é que nenhuma simulação de computador, não importa o quão fielmente replica uma mente humana, jamais poderia tornar-se consciente. Koch colocar desta forma: “Você pode simular o tempo em um computador, mas ele nunca vai ficar ‘molhado’”.